Razão por razão - capítulo 1

Um conto erótico de Victor
Categoria: Homossexual
Data: 18/03/2018 17:39:30
Nota 7.00
Assuntos: safado , Sexo, Gay, Homossexual

Eu sou o Victor. Sou moreno,olhos puxados, cabelos negros,1,75, 21 anos e pratico natação . Meu treinador se chama Júlio, loiro , alto,25 anos, corpo definido e pegador .

Sempre converso com meu treinador sobre as minas da balada que a gente pega-Sim a gente é bastante amigo-. Em meio essas conversas notei que meu treinador estava meio desconfortavel. Motivo? Nem eu sabia.

Victor: O que aconteceu neném de papai ?

J: Uoou me respeita seu besta, é que estou chateado com a Fernanda e meu irmão mais novo está voltando da Grécia.

Fernanda era uma garota morena, cabelos negros, 1,67 de pura sedução.- O que ela tinha de sedução, tinha de antipática. Eu não conhecia o irmão de Julio, há não ser o fato que ele tinha umas histórias bem pesada e que era mó pela saco, segundo as pessoas fofoqueiras do clube, ele foi embora por ter brigado com um instrutor e que não gostava de ninguém.

Victor: Bom saber que a Fernanda está solteira, quem sabe eu pego ela? Mas e esse seu irmão em ?

J: Vai tomar no cu, que eu sei que você gosta é disso, vem cá- Disse ele, pegando na rola dele Em certa parte ele tinha razão, eu gostava de chupar a rola dele - Sim, só a dele. Não me considero gay, nem bissexual,já que com Júlio é só “brincadeira" e era só chupar pau mesmo .

Eu: Ei nem vem, você também curte chupar o meu pau e não sei não voce chupa tão bem, que desconfio que você pega outros caras, seu filhinho de papai.

J: Haha palhaço, vamos lá para dentro do vestiário que eu te mostro o filhinho de papai aqui, tá bem solto querendo uma chupeta...

Victor: Beleza, mas tem que ser rápido.

Fomos para o vestiário e ao chegar lá ele tira minha sunga vermelha e começa a massagear o meu pinto moreno de 19cm , que endurece e logo ele põe na boca , e faz um boquete daqueles .

Eu : Vai seu safado chupa essa rola como se estivesse chupando a buceta da Fernanda.

Ele chupava com maestria sem deixar tocar os dentes.

Eu : Isso Julio, lambe as minhas bolas que só tu sabe fazer, seu safado. Aaaaaaaah ..

E ele chupou minha rola por um quinze minutos, até quando eu gozei .

Eu : Uhmmmmaaaaaaaaaaaaaaaaa vou gozar Julio, deixa eu gozar na sua boquinha sua puta, ele começou a chupar mais forte.Ahhbhhhhhhhxxixx e a gozada saiu . A boca dele estava toda gozada, ele levantou e foi tomar banho.

Julio: Vou indo agora vitin,valeu, vou buscar o André agora no aeroporto.

Eu: Ah valeu manim, vai lá na fé,volta com a Fernanda, Haha , melhorou a cara agora. Mas eu nem te chupei

J: Claro depois desse boquete que te dei. Depois tu retribui a chupada, se você quiser, seu gostoso ...

Eu : tu gosta ne ?

J: Claro que gosto, agora eu estou indo

Ele foi e eu fiquei pensando como seria o irmão dele e se ele seria aquilo que todos falavam.

Minha vida nem sempre foi assim tão fácil, costumo dizer que o que as pessoas sabem de você nem sempre é a verdade, eu posso estar com um certo preconceito com o irmão do meu amigo, mas eu nunca soube de fato a história. Vim para a cidade de Castanhal no Pará em busca de melhorias para minha vida, morar na casa dos meus tios que tinham acabado de mandar o meu primo Lucas para a Espanha, eu gostava bastante do meu primo, nunca entendi o motivo dele ter ido embora.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
05/08/2018 00:19:55
Victor apesar de ser lutador é um devasso. Porque a história tem mais de 3 anos ?
19/03/2018 14:25:15
Victor parece ser bobinho e eu tô entendendo que a história dele vai bater com a do irmão do Júlio #VIDRÉ
18/03/2018 23:40:12
bom.
18/03/2018 22:21:07
CONTO MUITO CONFUSO. OS CAPÍTULOS NÃO SÃO POSTADOS EM ORDEM. MUITO RUIM ISSO.

Listas em que este conto está presente