Casa dos Contos Eróticos

Meu tio me comeu

Um conto erótico de Matheus
Categoria: Homossexual
Data: 09/08/2018 06:38:28
Nota 9.25

sou matheus, tenho 19 anos e moro com meus avós, meu pai e meu tio

meu tio tem mais ou menos 1,75 de altura, tem 34 anos, malhadão, gostoso e sempre tem costume de ir para o cinema, ele vai sempre que pode (provavelmente pra evitar a confusão daqui de casa) e um dia desses ele me chamou para ir com ele. nós somos um pouco próximos então eu aceitei (por que não ne?) e fui me arrumar

então, no caminho, a gente tava conversando, ele me falando sobre o curso técnico que ele estava fazendo e me perguntando como eu estava na escola e do nada me perguntou se eu ja tinha transado.

eu menti e disse que nunca tinha feito nada (pra não ter que falar dos meninos que eu ja fiquei na escola) e ele riu, dizendo que não acreditava em mim

─ tu é bonito pra caralho, duvido que ainda não fudeu ninguém

─ kkk eu juro

eu fiquei todo sem graça, e acho que ele percebeu pois parou de falar no assunto

quando a gnt tava no cinema, ele ficou acariciando minha coxa, mas não passou disso e eu fiquei sem entender mas ele não falou nada

quando a gente tava no carro, pra sair do estacionamento, ele passou a mão na minha coxa, depois acariciou meu pau e perguntou:

─ tu curte não curte?

eu fiquei sem graça e não respondi, ai ele tirou o pauzão dele pra fora (tinha uns 17cm, gorsso) e mandou eu mamar e eu chupei aquele pau todo

─ que tal a gente dar uma passadinha no motel daqui do lado?

eu disse que sim, com o pau dele todo na minha boca e eu fui mamando ele enquanto ele dirigia, ele gemia e pedia mais

quando a gente chegou lá ele me jogou na cama e tirou minha roupa toda. começou a me beijar na boca, no pescoço, na barriga e começou a me chupar. ele engolia meu pau sem parar

ele me colocou de quatro e começou a chupar meu cu e eu gemia forte e ele lambia cada vez mais rápido e eu tava quase gozando já

─ agora eu vou comer seu cu

eu falei que não, porque nunca tinha dado pra ninguém, apesar de ja ter feito boquete, eu nunca dei. ele me disse pra relaxar e falou que não ia doer nada

ele foi enfiando a piroca aos pouquinhos e começou a socar forte quando ela ja tava toda dentro. eu gritava de dor e prazer e pedia mais, ele batia na minha bunda e me chamava de puta e eu so queria mais

ele mandou eu me ajoelhar no chão e encheu minha cara de porra quente

depois descansamos um pouco e voltamos pra casa (obvio que eu fui chupando ele kk)

Vídeo do conto: caiunanetgay.com/paulo-massa-comendo-um-viado-rabudo/

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/08/2018 14:17:45
Concordo com o Tay Chris
09/08/2018 15:21:09
ESSES TIOS SAFADOS. E ESSES SOBRINHOS MAIS AINDA. RSSSSSSSSSSSSSSSSS
09/08/2018 12:30:24
Curti.
09/08/2018 09:21:34
Bom, poderia ter dado mais detalhes