Casa dos Contos Eróticos

Feed

Michelle, Prima Evangélica deu o Cuzinho e tomou toda porra.Continuação

Autor: J.A.R
Categoria: Heterossexual
Data: 26/09/2011 09:34:11
Nota 9.75
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Continuação de Michelle.........

Antes agradecer a todos que deixaram os depoimentos e notas.

P.S: Um agradecimento especial ao Xxxgutoxxx por ser o primeiro conto que ele dar uma nota, valeu mesmo.

Deixa de conversa e vamos continuar......rs

Tomei meu banho rapidamente, jantei e fiquei na sala com ela assistindo um filme, passados uns 40 minutos comecei a cutucar ela e dizer:

E ai Michelle não disse que hoje teria uma surpresa, que surpresa é está?

Ela se levantou e começou a falar se eu não estava sentindo nada, eu disse que não, estava normal, disse por quê?

Ela veio e me beijou, nisso meu pau já estava duro, comecei a passar a mão sobre seu corpo e tirando sua camisola, ela começou a beijar meu peito, minha barriga, minha virilha e caiu de boca no meu pau, começou a chupar como uma puta chupa que delicia, ficamos ali neste eu chupava ela e ela eu uns 30 minutos coloquei ela de 4 e comecei a chupar seu cuzinho, rosinha, cheiroso, nossa que evangélica putinha que eu tinha em minha casa, peguei o creme e passei em seu cuzinho, ela começou a se contorcer e coloquei um dedo, nisso ela pegou minha outra mão e colocou na sua buceta apertando meus dedos para entrar e desfrutar aquela bucetinha virgem, passei meu dedo com cuidado na buceta dela e fui colocando um dedo também, já estava na dupla penetração com os dedos e ela disse, tome cuidado ok, não me machuque, quero apenas sentir como é o tesão da buceta, isso me deixou mais louco, e fui colocando até que o dedo não entrava mais, parei e forcei no cuzinho dela mesmo, pois não queria estragar esta noite.

Tirei o dedo de sua buceta e fui meter no rabinho dela, comecei a colocar meu pau no cu dela, ela forçava para traz com tanta vontade que nem precisei socar, entrou rápido e ficamos ali metendo gostoso, enquanto comia seu cu, colocava um dedo na sua buceta, ela gemia muito e dizia que eu era louco de fazer isso com ela.

Ela começou a gemer forte dizendo que iria gozar, ai aumentei a velociadade até ela se jogar no sofá, passei a mão na buceta dela, estava muito molhada, nossa isso me deu um tesão que não agüentei e gozei dentro dela mesmo, quando tirei meu pau a porra escorria do cuzinho dela.

Fui na cozinha pegar uma cerveja para mim, perguntei se ela queria uma coca ela disse que queria uma cerveja também, uma coisa eu percebi que gozei muito e o meu pau ainda estava duro, mais duro mesmo, como nunca tinha ficado, toda vez que eu gozava ele amolecia e depois de uns 10 á 20 minutos ele fica duro novamente, mais não, o bicho não deu sinal de fraqueza, pensei vou comer o cuzinho dela novamente, nisso dei a cerveja para ela e ficamos um olhando para o outro, ela me disse, seu pau não está satisfeito ainda, tá duro que nem uma rocha, eu falei, vou ser sincero com você Michelle, nunca aconteceu isso comigo, estou com um tesão que parece que nem gozei, ela falou deu certo então, eu perguntei o que, ela disse, hoje vou perder minha virgindade com você, e quero este pau bem duro dentro de mim, por isso coloquei um remédio no seu suco, a maldita tinha comprado não sei como, ciales e colocou no suco de laranja quando eu jantei, disse para ela, eu não preciso disso para te fazer mulher, ela falou, mais precisa para passar a noite inteira me fazendo mulher, vem me fazer mulher, quero muito ser sua por inteiro.

Larguei a cerveja e fui de boca naquela buceta molhada, chupei até ela gozar, peguei uma camisinha e coloquei no meu pau, ela disse, não, não, não........, quero sem camisinha, quero sentir sua pele dentro de mim, tirei rápido e coloquei ela deitada na cama de frente, fui colocando meu pau devagar ela empurrava eu para traz, dizendo para eu ter calma e fui devagar, devagar, devagar até que o pau parou de entrar, disse para ela que segura-se no lençol e fui colocando e forçando a entrada derepente ela deu um grito e ficou calada, meu pau entrou todo, comecei a aumentar o ritimo até que ela começou a gemer e percebi que já tinha relaxado, forcei tudo e ela entro no êxtase do sexo, puxava meu cabelo e me mordia, dizendo que estava muito bom, pequei meu dedo e coloquei no cuzinho dela ela delirava, coloquei ela de 4 novamente e meti na buceta de novo, nossa que delicia ela falava, assim é maravilhoso, e começou a escorrer alguma coisa na minha perna, pensei a mulher esta gozando horrores, quando olho é o sangue descendo perna a baixo, aquilo me deu mais tesão que gozei dentro dela, ela ficou louca de sentir a porra entrando e invadindo sua buceta, não demos conta que ela era virgem né, pois o tesão estava muito alto naquele momento, descansamos e passamos a noite inteira transando, no outro dia comprei a pílula do dia seguinte e ela tomou , não deu nada, ela até hoje vem em minha casa passar uns dias e ficamos juntos, hoje ela tem namorado na cidade dela, mais quando vem para cá vem sozinha e fazemos a maior farra.

Quem gostou deixa seu depoimento.

Valeu.

Comentários

30/09/2011 14:32:42
Voto pela coleção toda. Muito inspirada, sua narração está na medida, farta de motivos prá deixar os leitores com muita tesão. Meu pau se manteve duro a cada leitura de suas estórias. Parabéns... e espero poder me deliciar com novas aventuras... valdgalvao@uol.com.br
30/09/2011 14:31:26
Voto pela coleção toda. Muito inspirada, sua narração está na medida, farta de motivos prá deixar os leitores com muita tesão. Meu pau se manteve duro a cada leitura de suas estórias. Parabéns... e espero poder me deliciar com novas aventuras... valdgalvao@uol.com.br
27/09/2011 02:50:31
Muito bom!!!
uem
27/09/2011 01:13:16
delicia de contoa nota dez
26/09/2011 16:22:35
hummm delícia de conto mesmo. Dá ate p imaginar toda a cena
26/09/2011 15:08:59
Muito boa a continuação, parabéns. Leia os meus e comente. Valeu.
26/09/2011 14:49:14
Delícia de conto.
26/09/2011 13:03:41
Putz... Muito bom, os dois... Tá de parabéns. Dez!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.