Casa dos Contos Eróticos

No Motel com o casal maduro

Categoria: Grupal
Data: 07/10/2017 19:05:12
Nota 10.00
Assuntos: Motel, Corno, Swing, Casal, Grupal
Ler comentários (2) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá a todos,

Vou contar a experiência que tive semana passada com um casal maduro, como já descrito em contos anteriores, tenho 1,85 m, 80 Kg, 41 anos(embora digam que pareço mais jovem), moreno claro e adoro um sexo liberal, sem discriminação de idade, peso, etc.

Conheci Mari e Marcos em uma sala de chat e desde o inicio nos demos muito bem, ela tem seus 49 anos, uma bunda deliciosamente enorme, a cintura fina, seios médios e igualmente deliciosos, Marcos tem um pouco mais de 50, e é um cara bem conservado, extrovertido e liberal, eles tem filhos adultos e também uma filha menor por isso sempre agimos com muita discrição, para todos os efeitos sou só um migo do casal( o que não é de todo mentira).

Com a correria do trabalho tanto minha como de Marcos ficamos algum tempo sem nos vermos, quando eu podia eles estavam viajando, quando eles podiam eu estava trabalhando. Eles moram numa cidade próxima a São Paulo e nos encontramos quando eles vieram ao médico das últimas vezes, como já não havia mais essa necessidade ficou mais difícil de virem pra Capital, embora estivesse difícil gostamos dos nossos encontros anteriores e continuamos mantendo contato por email até que eles conseguiram um dia em que eu estaria livre.

Como pra eles ficaria mais complicado virem a São Paulo, me mandaram o endereço de Marcos e fui ao encontro deles, eu os esperaria na porta do trabalho para agilizar o tempo e aproveitarmos mais. Fui de moto e cheguei no endereço antes do horário marcado, liguei pra Marcos e ele disse que eu poderia parar a moto na frente e esperar Mari na rua ao lado pois ela estaria de carro e nos pegaria lá.

Estacionei a moto e fui para rua até Mari chegar, ela me viu antes parou o carro do lado e já me convidou para entrar, a cumprimentei discretamente pois estávamos ao lado do trabalho de Marcos e entrei no carro. Ela disse que o marido ia demorar mais uns minutinhos mas ele disse para irmos nos aquecendo.

Mari estava cheirosa como sempre, um vestido leve, curto com as grossas pernas bronzeadas de fora, um decote generoso sem ser vulgar deixavam os seios em destaque, ela ainda usava óculos escuros o que a deixava com um ar de mistério. Após ela dizer que estava autorizado o nosso aquecimento pelo marido, com os vidros do carro fechado, Mari me deu um beijo gostoso, com desejo, molhada, arfante (que delicia !!), ela disse que estava com saudades e que estava feliz por conseguirmos nos ver, a abracei com força, retribui o beijo e dei umas mordiscadinhas no pescoço, ela mais que depressa já, deslizou a mão para o meu pau que com a situação, já se manifestava. Ficamos ali como dois namorados, nos beijando e trocando caricias até Marcos chegar, ele assumiu o volante e Mari foi pra trás, ele pediu pra que eu fosse pra trás, no carro, com ela mas pedi pra ele andar mais umas quadras pra não os expor, ali perto do trabalho.

Ele parou umas três quadra sai do lugar do passageiro depois e fui pra trás, ele realmente gosta de nos ver juntos e ela adora brincar com o carro em movimento, começamos com beijos calorosos e caricias, tirei os seios dela pra fora do vestido e comecei a beijá-los, ela gemendo gostoso, o marido ajustou o retrovisor interno para assistir a brincadeira, os carros passando do lado e as paradas nos semáforos dão mais tesão, ela então abre minha calça e começa a brincar com meu pau sob a motivação do marido, ele perguntou onde queríamos ir e ela disse pra ele só continuar dirigindo e assistindo a mulher dele se deliciar, ela então aproveitou uma parada no trânsito e pediu pra ele olhar enquanto ela começava a chupar meu pau deliciosamente, ele continuou a incentivar pedindo pra ela engolir tudo. Eu já comecei a acariciar a bucetinha dela e descer a calcinha enquanto nos dirigíamos ao motel um homem do carro ao lado começou a olhar como se pudesse ver através do vidro filmado, talvez com a luz do dia desse pra ver algo, pedi pra retribuir o prazer e tirei a calcinha de Mari e me ajeitei pra chupar sua buceta, ela sempre me chamando de safado e o marido incentivando. Ao me aproximar pude sentir o perfume tipico dela e o cheiro de sexo no ar, que mistura deliciosa. Comecei a lamber a virilha, aproximando e afastando da buceta enquanto a deixava mais louca, até que ela não aguentou e puxou minha cabeça e literalmente esfregou a buceta na minha cara, que delicia, comecei então a chupar aquela delicia de buceta, ora fazendo movimentos circulares, ora subindo e descendo ou enfiando a língua toda pra sorver o liquido gostoso que se formava. o marido não aguentando mais entrou no motel e fomos para o quarto.

No motel o marido ficou sentado observando e pediu para nos divertirmos, deitei ela com as pernas pra cima e comecei a chupar com gosto, lambia, esfregava, chupava, mordiscava e se afastava pra que ela me puxasse de volta, ela me xingava e disse que queria gozar, o marido foi pra cabeceira da cama e deu o pau já duro pra ela chupar quando intensifiquei a brincadeira com a língua, percorrendo também a região do períneo e lambendo o cuzinho dela. Ela não aguentou aquela brincadeira e avisou que ia gozar puxando minha cabeça de encontro a buceta, me xingando e falando pro marido que eu sabia realmente do que ela gostava. de repente ela começou a urrar e se contorcer, parei então de chupá-la e rapidamente coloquei uma camisinha e comecei a fuder com força enquanto o marido se afastava e batendo uma punheta apreciava a cena. continuei bombando quando ela enroscou as pernas em mim e me puxou pra junto dela encaixando o pau e os corpos, abracei-a com força e segurando pelas pernas levantei com ela rebolando no meu pau e em pé com as pernas enroscadas em mim puxava o corpo dela e metia com força e vigor ela enlouquecida pedia mais e pedia prio marido olhar e apreciar a mulher dele dando pra mim. não aguentei aquele tesão e gozei também. me joguei de costas na cama e ela ainda enroscada começou a me cavalgar feio uma louca, como é gostoso quando encontramos essa quimica, sem frescura e com muita entrega.

Fui ao banheiro me recompor para a próxima e ela ja puxou o marido ficando de quatro e pedindo pra ele meter gostoso, ele deu umas poucas bombadas e ja gozou de tanto tesão. ela então deitou na cama e me puxou para ficar abraçados enquanto o marido ia ao banheiro, ela me propôs passarmos um dia inteiro no sitio deles e que tinha falado com o marido e poderíamos sair quando quizessemos.

Marcos voltou e deitou do outro lado da cama e ela ja começou a punhetar nós dois ao mesmo tempo falou que queria experimentar uma DP vaginal,e começou a revezar chupando os dois paus, pédiu para juntarmos os paus na boca dela e logo que ficamos prontos novamente ela pegou ky, lambuzou bem a buceta, a camisinha e veio por cima de mim encaixou meu pau e esperou o marido ir colocando o dele com ela de 4, ele ia lubrificando e colocando aos pouco até que os dois paus estarem dentro dela, ele começou a bombar e eu só acompanhando quando ele já avisou que ia gozar de novo e saiu deixando que eu a fudesse gostoso, comecei então a mexer o quadril de baixo pra cima com força e velocidade do jeito que ela gosta, depois a coloquei de 4 e pedi pra comer o cuzinho dela. -Pensei que não ia pedir disse ela, e lambuzou aquele cu gostoso com KY. Comecei então fudê-la de quatro, metendo devagar a principio mas depois puxando-a pelo cabelo e mordiscando seu pescoço, metendo com bastante força até gozar e cair por cima dela, permanecemos abraçados enquanto o marido tomava banho e depois também tomamos banho e fomos embora com a promessa de que na próxima vez eu iria até o sitio deles e passaria o dia inteiro.

Casais e mulheres que quiserem conhecer um cara legal, de bom nivel social e liberal, entrem em contato para nos conhecermos e partilharmos experiencias e quem sabe momentos, marcelo.marmelo@hotmail.com

Comentários

27/11/2017 12:15:41
Um belo relato. Como é gostoso um menage masculino quando a mulher deseja e a tesão esta em cima. Parabéns casal e tb para o homem que relatou tão bem o acontecido
08/10/2017 02:20:05
Delicia

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.