Mãe e o desejo da praia de nudismo.

Um conto erótico de Vanessa e Wander
Categoria: Heterossexual
Contém 1238 palavras
Data: 01/10/2023 23:42:25

Minha mãe é morena da pele clara, olhos verdes e peitos lindos... sua bunda é média, mas bem empinada...

Meus pais tinham se separado a uns 2 meses, mamãe não saia muito de casa, ela não tinha trabalho, então chegava a época de fim de ano e eu teria minhas férias, junto as férias de fim de ano...

Em uma noite nós estávamos olhando um filme, então ela começou a falar sobre as férias e tal... foi vendo pra onde íamos que ela falou que sempre teve vontade de conhecer uma praia de nudismo... eu disse que a ideia era boa, mas que eu teria que ver ela nua e isso seria estranho... mas ela me convenceu falando que teriam mulheres de diversas formas e jeitos, todas nuas... era quase um harém a céu aberto...

Chegando no fim do ano, nós fomos para a praia de Massarandupió na Bahia.

Chegamos no hotel, no outro dia nós íamos conhecer a praia...

Nós estávamos no sofa...

- Como tu acha que vai ser amanhã?

- Estranho... eu acho...

- Por que, filho?

- Sei lá, é complicado não se excitar

- Hahahah... você acha que vai ficar o tempo todo de pau duro?

- É... tipo... eu li que eles expulsão da praia caso isso aconteça

- Relaxa, a gente da um jeito, filho

- Levar umas toalhas pra tapar hahahah

- hahahah... do nada tu arma uma barraca no meio da praia hahahah

- Então... o pior é que vão achar que eu tenho o pau pequeno também...

- Como assim?

- Ah... ele fica menor quando não esta armado... deve perder umas 3 vezes o tamanho...

- É, mas eu quero conhecer a praia e é melhor isso do que sermos expulsos... aliás, eu tive uma ideia heheheh

- Qual?

Ela tirou a camiseta...

- O que a senhora ta fazendo?

- Amanhã tu vai me ver pelada... então é bom você

se acostumar...

Ela abriu o sutiã, seus peitos pularam pra fora... eu não consegui concentrar e olhei direto...

- Porra, mãe...

- Hahahah o que achou, bebê?

- Eu não vou me acostumar com isso não...

- Hahahah vai sim... por que tem mais...

Ela se levantou e tirou a calça... com a bunda voltada pra mim... era linda, dava pra ver o encaixe a bucetinha embaixo da bunda... naquela hora eu já estava estourando a cueca...

- Vai, filho... eu pareço uma idiota tirando a roupa sozinha... tira aí...

Como eu ia tirar? Tava com muita vergonha, mas não tinha escapatória... comecei tirando a camiseta... e baixei a calça...

Quando olhei pro lado ela ja estava pelada do meu lado...

- Caralho, mãe... não podia ter deixado ela peluda pelo menos?

- Eu não vou passar vergonha com um matagal na xana... agora anda... tira o resto...

- Acho melhor não...

Eu estava meio que escondendo com a mão...

- Anda garoto... tira a cueca...

- É melhor eu esperar um pouco...

Ela pegou na borda da minha cueca e a arrancou pra baixo... meu pau pulou com tudo pra fora...

- Caralho, garoto...

- Eu quis avisar, mãe... descul...

- É grande, eim? Tu tem uma bela ferramenta...

- A senhora acha ele grande?

- Não acho, ele é grande... bom eu tenho que arrumar a cama...

Ela foi arrumar a cama e eu fiquei ali... não queria bater uma porque ela ia ver que meu pau ficou vermelho e tals...

Ela voltou um tempo depois... eu dei uma olhada pra bucetinha e tava vermelhinha... meu pau começou a ficar duro de novo, eu me perdi pensando o que ela podia ter feito no quarto...

Ela voltou pra sala e eu estava no sofa olhando tv...

- Credo, bebê... ainda esta duro?

- É qu...

- Você deve me achar gostosa mesmo, eim? Hahahah

Eu já louco de tesão não aguentei...

- A senhora é uma delícia, mãe.

- Hahah É? Mas sou tua mãe, me respeita moleque...

- Foi mal, é que a senhora me da muito tesão...

- Da pra ver, a cabeça chega tar roxa...

- Tá latejando...

- Vai bater uma então, garoto...

- Bater uma pra ti?

- Não, tarado... pensa em uma mulher gostosa, sei lá...

- Caralho, mãe... eu não consigo pensar em mais ninguém...

- Credo... para de ser tarado... não fala assim, não...

- Mas é verdade... olha isso, mãe...

Coloquei a mão no pau e puxei, tirando por completo a cabeça pra fora...

- Caralho, moleque... tu deve estar estourando de tesão...

- Eu tô...

- Quer bater uma então?

- Como assim?

- Bate uma aí...

Ela abriu as pernas mostrando a xaninha lisinha e ainda rosada...

- Olhando pra ti?

- É... tu é um tarado... então goza pra mamãe... vai grandão...

Caralho... quando ela disse isso a cabeça do meu pau começou a latejar de tesão... eu bati uma punheta por uns 3 a 4 minutos e não aguentei mais...

- Porra, mãe... eu vou gozar...

- Corre no banheiro, grandão... AGUENTA... ela gritou...

Eu despejei tudo no vaso, puxei a descarga e fui sair...

Olhei para o sofa e vi minha mãe dedilhando... ela fechou as pernas e tirou a mão na hora...

- E aí, filhão... gozou?

- Sim... me sinto melhor agora...

- Que bom... finalmente livre do mastro hahahah

Depois disso nós fomos dormir... no mesmo quarto, em camas separadas...

No meio da noite eu acordei com sede, eu olhei pro lado e a mãe estava rebolando encima da cama, dedilhando a bucetinha... meu pau voltou a ficar duro na hora...

- Tá pensando em quem, mãe?

Ela levou um susto... puxando a coberta e tapando os peitos...

- Relaxa, mãe eu já vi você pelada hahah

- É... verdade... é que levei um susto...

- Parecia estar bom, né?

- Nada como um pau de verdade...

- Mas a senhora não respondeu... tava pensando em quem?

- Aí, filho...

Eu tirei a coberta revelando o meu pau duro... ela viu e mordeu o lábio.

- Caralho, filho... tapa esse negócio...

- A senhora já viu ele... não da nada...

Eu me levantei e fui mais próximo da cama dela...

- Quer gozar olhando pra ele?

- Filho... a gente não pode fazer isso...

- Isso o que? Eu só to mostrando ele pra senhora ter uma gozada melhor...

Eu puxei a coberta e ela estava com a mão mexendo na xotinha...

- Filho... eu...

Eu peguei a mão dela que estava na xotinha e levei direto na minha boca...

- Filho... não faz isso comigo...

- A senhora é gostosa demais...

- Tu não devia provar isso...

Fui mais pra perto da cabeceira da cama, ela olhando pro meu pau pertinho dela...

- A gente não pode...

Peguei a cabeça dela e levei pra minha rola... ela abriu a boca... coloquei primeiro a cabeça e depois o resto até o talo... e tirei...

- Aaaaah... porra... filho...

- A senhora abriu a boca...

- Eu não disse que não queria... eu disse que a gente não podia...

- Mas e agora?

- Tu é tão gostoso...

Ela disse abocanhando minha rola de novo...

- Aahhhh... a senhora é boa nisso... cara-lhooo.

- Faz tanto tempo que eu não vejo uma rola...

- Tava pensando em mim?

Falei, começando a tocar sua bucetinha...

- Ahhh... tava... hahah

Eu comecei a tocar mais rápido em sua bucetinha...

- Aiiih, filho... só me masturba...

Eu continuei masturbando ela até ela gozar...

- Aaahhhh... isssooooo! Aaaaiiihhh...

As pernas dela começaram a tremer e ela ficou com as bochechas rosadas...

- Que mão boa filho...

- Eu preciso de você...

Ela começou a chupar... era maravilhoso... eu estava perto de gozar...

- Noss... eu vouuuh gozaaarrr...

- Goza no chão mesmo... goza bem gostoso, filhão...

Eu virei pro lado e ela começou a bater uma pra mim... gozei no chão mesmo... depois fui me limpar, limpei o chão e dormir...

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 114 estrelas.
Incentive AninhaBoobies a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil de AninhaBoobiesAninhaBoobiesContos: 19Seguidores: 112Seguindo: 0Mensagem Publico alguns contos de incesto que recebo por e-mail. Não sei se são verdadeiros, alguns parecem e tem fotos. Nenhum é com menor de idade ou bizarrices, todas as pessoas desejam o mesmo, sexo.

Comentários

Foto de perfil de Solepa

Falando em praia Naturista, em Urussuquara tem uma pousada (Lua Nua) cujos proprietários são naturistas e realizam, esporadicamente, encontros naturistas na pousada, onde só convidam casais naturistas, ou indicados por naturistas.

Tem uma boa área para trânsito entre os quartos, a cozinha (sala de refeições e TV), e a piscina.

Com frequência, vamos em baixa temporada e no meio da semana, e desfrutamos (naturalíssimos), juntamente com os donos, de todo o espaço somente para nós.

0 0
Este comentário não está disponível
Foto de perfil de Solepa

Que mamãe mais gostosa e safadinha.

Adorei e meu pau ficou babando.

0 0
Foto de perfil genérica

Adoro incesto mãe e filho (mesmo não tendo tesão nenhum na minha mãe) mas acho muito chato como fazem as mães liberarem tão fácil para os filhos nos contos...forçado demais, tem todo um drama psicológico pelo meio...sei que é um conto mas não precisa ser tão forçado...

Mas ainda assim muito bom o conto

0 0
Foto de perfil genérica

O que eu acho legal é que mesmo sendo incesto não tem traição, a mãe e separada vive com o filho e ambos se aliviam, agora quando a esposa da uma de vagabunda e o filho de escroto eu nem leio, porra os dois vivem debaixo do teto que o marido e pai e ambos coloca chifre no cara, a esposa e Filho pra mim, não vale a merda que o cavalo faz, se o casamento não está bom, pede separação, aí se na convivência depois da separação ambos se envolver eu não digo nada, mesmo sendo incesto.

0 0
Foto de perfil genérica

Muito interessante, adoro caso de incesto, me conte tudo o que aconteceu depois em detalhes que vou gozar gostoso para os dois: euamoavida2020@gmail.com

0 0
Foto de perfil genérica

Que delicia... pude vivências o momento... tesao gostoso

0 0

Listas em que este conto está presente

Sexo em família Fantasia e tesão
Já fiz com quase todas primas