Primeira vez com a namorada na casa de Swing

Um conto erótico de Maxelee
Categoria: Heterossexual
Contém 1437 palavras
Data: 28/10/2023 04:38:28

Olá, vamos continuar nossas aventuras... Para quem não leu os contos anteriores, sugiro ler para entender todo o contexto! Meu nome é Max e minha namorada Lee, e estes contos são sobre como descobrimos nossas fantasias e desfrutamos de nossa sexualidade.

Depois de descobrir que minha namorada se excitava com a exibição e perdia o juízo quando provocada, começamos a nos atiçar sempre que possível, com palavras, olhares, joguinhos e desafios, sempre estávamos fazendo algo para criar uma situação excitante.

Hoje vou relatar uma noite que começou com um barzinho normal e terminou de uma maneira muito inesperada!

Era uma Sexta-feira, resolvemos sair para um barzinho com música ao vivo na cidade, naquele dia teria uma banda cover do Kiss, chegamos cedo, sentamos em uma das mesas e começamos a beber. Naquela noite Lee estava usando uma saia de couro de cor clara e uma blusinha curta, mostrando a barriga, de cor preta, estava muito sensual. A princípio falamos sobre as músicas, a banda era mesmo muito boa... depois de algumas músicas tocou uma que a Lee adora, ela pegou minha mão e me puxou para ficarmos em pé na frente do palco, nesta hora, ao levantar percebi que estava meio “animado” demais, e assim como eu, Lee também disse que estava um pouco tonta, mas que não queria parar de beber. Ela ficou de frente para o palco, eu atrás dela e começamos a dançar, senti o corpo dela se esfregando no meu, aquela bunda durinha e cada vez mais safada ficava esfregando sobre meu pau, percebi que ela estava excitada, a puxei, e começamos a beijar, de forma muito quente. Ela chegou perto do meu ouvido e falou:

- Amor, o que você acha de fazermos algo diferente hoje?

Na hora pensei, fazemos algo diferente sempre, o que de diferente ela quer fazer? Mas confirmei com a cabeça e voltamos a nos beijar.

O Show continuou, ficamos ali nos pegando e sentia a Lee cada vez mais alegrinha, a cada beijo ela se esfregava e chegou a passar a mão no meu pau sobre a roupa enquanto eu a abraçava por trás. Quando o show acabou, por volta das duas horas da manhã, fomos para o carro e ao sair do estacionamento eu questionei;

- O que está pensando em fazer hoje?

Ela sorriu e só falou:

- Quer fazer algo diferente?

Eu gostando da animação e a cara de safada que ela estava respondi que sim.

- Então vamos em um lugar que encontrei na internet, só conhecer, se você não gostar é só me chamar para irmos embora.

Ela foi me dizendo o caminho até que paramos em frente a uma casa de Swing, entramos no estacionamento, na hora fiquei inseguro, coração acelerado. Percebi que ela também estava insegura, com as mãos geladas. Antes que eu pudesse descer do carro, ela me pediu para esperar, disse que tinha uma surpresa e pegou uma sacola do banco de trás do carro, era uma cinta liga vermelha, ela colocou por baixo da saia, e nesta hora percebi o quanto ela havia planejado estar ali. Estava muito sexy, uma verdadeira garota de programa de luxo, ao terminar de colocar a roupa, passou um batom vermelho e me perguntou:

- Gostou? Hoje vou ser sua putinha, fazer tudo que você mandar.

Me deu um beijo e saímos do carro em direção a entrada, ela estava um tesão, embora um pouco insegura, ela tinha muita presença e chamava a atenção dos seguranças do estacionamento que não disfarçavam ao olhar, já estavam comendo ela com os olhos, e eu estava gostando de ser o “dono” daquela beldade.

Chegamos na portaria, fomos recebidos pelo casal, dono do lugar, que nos explicaram as regras, e nos levaram para conhecer a casa, por ser nossa primeira vez, ficamos um pouco retraídos neste momento. Por ser já tarde da noite, as coisas já estavam quentes dentro da casa, havia casais se pegando e escutamos muitos gemidos, isso acendeu uma vontade louca de transar, mas ainda estávamos com os proprietários que por fim nos serviram umas bebidas, cortesia da casa para os novatos, e nos deixaram a vontade na pista de dança. O lugar era muito bom, uma pista de dança onde haviam poucas pessoas, uma mulher seminua dançando com dois homens, uma morena linda. Aquilo me deixou maluco, perguntei para Lee o que ela estava achando daquilo tudo, ela disse que estava excitada.

Resolvi puxar ela para irmos em algum lugar mais escuro, entramos em um corredor e assim que chegamos em um local mais escuro, encostei ela na parede e comecei a beija-la e passar a mão pelo seu corpo, por baixo da saia, beijava o pescoço, até que coloquei a mão sobre sua calcinha e percebi que estava encharcada. Ela estava muito excitada, e aquilo me deixou maluco, comecei a lhe masturbar sobre a calcinha e levantava sua saia, até que ela me pediu para parar, falou baixinho em meu ouvido

- Tem muita gente olhando.

O lugar era mais escuro, mas ainda era possível ver claramente o que acontecia, pois as luzes da pista de dança clareavam tudo quando piscavam.

Eu não havia percebido, mas havia se formado um círculo em nossa volta, pelo menos umas 10 pessoas, alguns casais, mas a maioria homens (depois fiquei sabendo que eram os Singles, e que aquela noite poderiam participar, mas em outras não), ao ver todos olhando, e perceber que todos estavam excitados em ver a Lee com tesão, com a saia levantada, a calcinha aparecendo, enquanto eu a masturbava sobre sua calcinha, falei ao seu ouvido:

- Não era isso que queria? Fazer algo diferente, ser vista, só me diz se está gostando de ficar assim, na frente de todos?

- Estou gostando muito, estou adorando ser sua putinha safada.

- Quer ser putinha, então vou te tratar como uma.

Neste momento levantei toda a saia, enfiei a mão dentro da calcinha de Lee, e comecei a masturbar bem devagar, falando em seu ouvido:

- Olha quantas pessoas vendo você assim, com tesão, sendo masturbada e quase gozando, abre o olho e olhe os homens com tesão em te ver.

Os homens a volta já passavam as mãos sobre os paus, quase se masturbando em ver ela com a saia levantada, com uma calcinha e cinta liga vermelha, sendo masturbada. Seus olhos verdes entregavam o tesão e o prazer em ser exibida daquela forma. Eu também estava cada vez mais excitado, ela passava a mão sobre meu pau sobre a roupa, então sem pensar, comecei a puxar sua calcinha para baixo com uma das mãos, enquanto a outra permanecia lhe masturbando. Ela com uma voz manhosa me disse:

- O que esta fazendo seu maluco, vai me deixar nua aqui, na frente de tanta gente, vão ver tudo.

Eu continuei abaixando sua calcinha até o meio das cochas, a desencostei da parede, fiquei atrás dela, com uma das mãos segurava a saia levantada e com a outra continuei a masturbando, falava em seu ouvido para olhar as pessoas assistindo ela assim, os homens excitados, alguns já se masturbando com os paus para fora. Então parei de masturba-la, continuei segurando a saia levantada, expondo sua bucetinha para quem quisesse ver, puxei o fio de sua blusa que a prendia atrás do pescoço, e seus seios também ficaram expostos, ela jogou seu corpo para trás, colocou sua cabeça no meu ombro e falou em meu ouvido gemendo.

- Você me faz perder o juízo, queria eles passando a mão em mim.

Eu disse:

- É só você pedir!

E voltei a masturba-la

Ela olhou para frente, começou a passar a mão nos seios e alguns homens estavam bem próximos, com os paus para fora, ela pegou a mão de um dos homens que estava sozinho e puxou sobre seus seios e pediu:

- Aperta, aproveita que é só isso que vai ter.

Ele então começou a passar a mão sobre os seios dela, e se masturbar, enquanto ela passou a mão sobre o corpo dele e segurou por um momento seu pau, tocou uma leve punheta e disse:

- Pronto, sua vez acabou.

E chamou o outro que estava ao lado, mas desta vez segurou no pau dele com força e o masturbava com vontade, enquanto ele passava a mão nos seus seios e eu a masturbava. Ela foi ficando ofegante e falou para ele:

- Chupa meus peitos, chupa que quero gozar... enquanto o masturbava.

Neste momento ela gozou, enquanto ele chupava seus seios, ela continuou masturbando o homem, enquanto gemia forte e e gritava. Eu falava em seu ouvido:

- Isso minha putinha, geme gostoso e goza para todo mundo ver a safada que tenho em casa.

Continua...

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 20 estrelas.
Incentive MAX E LEE a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil genérica

O MAIS GOSTOSO, É PODER ENTRAR NA HISTORIA... PARABEN MSM AO CASAL

1 0