Cicatrizes #20

Um conto erótico de Karla
Categoria: Lésbicas
Contém 2308 palavras
Data: 30/09/2023 16:58:44
Última revisão: 03/11/2023 23:06:14

Depois do banho a gente foi fazer o almoço, Layla me ajudou no que conseguia, sentamos e almoçamos, Layla estava meio calada e eu resolvi não forçar uma conversa, só de estar ali com ela já era muito mais do que eu esperava depois de tudo que fiz

.

Quando terminamos ela foi para sala, eu arrumei tudo na cozinha e resolvi ir embora, quando fui me despedir Layla pediu para eu me sentar com ela no sofá

.

Layla: o que você lembra daquele dia quando voltei para te falar do resultado dos projetos?

.

Karla: lembro de você me dizer que só o seu foi aprovado e que fiquei com muita raiva, que fui sair para ir brigar com Stella e você tentou me impedir e eu te empurrei, lembro de xingar Stella, de ser arrastada para fora da empresa e....

.

Não consegui prosseguir, deu um nó na garganta de lembrar daquilo

.

Layla: eu tentei te dizer duas vezes o motivo de Stella ter aprovado só o meu projeto mas você não deixou eu falar, quando tentei impedir você de sair você me empurrou tão forte que eu fui jogada ao chão e cai com a mão mal apoiada, a dor foi tão forte que eu dei um grito muito alto, mas mesmo perto parece que você nem ouviu, era como se mais nada existisse ao seu redor, você tinha muito ódio no olhar, era de dar medo

.

Karla: eu sinceramente não lembro de ouvir você gritar, eu sinto muito

.

Layla: tudo bem, eu só queria entender o que acontece com você, não entendo como uma pessoa boa como você pode se transformar em alguém daquele jeito

.

Karla: eu também não sei, mas o ódio que eu tinha por Stella me deixava cega, eu me transformava em um monstro, é isso que eu sou, um monstro, uma pessoa ruim que machuca tudo mundo ao seu redor

.

Eu olhei para o gesso no braço de Layla e comecei a chorar, como eu pude fazer aquilo com alguém que amo tanto!?!

.

Layla: ei você não é um monstro, você é uma pessoa boa, de coração bom, você me ajudou sem nem me conhecer direito, nesse tempo que somos amigas eu nunca vi você fazer algo ruim, aquela pessoa que me machucou não é você Karla, não mesmo, eu te conheço

.

Ela me abraçou e eu só sabia chorar

.

Layla: eu vou te ajudar a passar por isso como você tem me ajudado desde o dia em que trocamos as nossas primeiras mensagens, mas você precisa se esforçar para conseguir superar esse seu ódio por Stella, o primeiro passo você já deu que é aceitar procurar ajuda

.

Karla: eu não odeio a Stella, não mais

.

Layla: como assim? Vocês se acertaram

.

Karla: eu descobri que o motivo do ódio que eu sentia por ela era uma mentira, Stella nunca tentou roubar o Gustavo de mim

.

Layla: meu Deus Karla, me conta essa história

.

Comecei a contar para Layla tudo que tinha acontecido depois que saí da empresa até o momento que Stella saio da minha casa para ir viajar

.

Eu ia falando e chorando, as vezes eu tinha que parar para respirar porque o choro tomava conta da minha voz, Layla ficou o tempo todo segurando minha mão, quando terminei ela me abraçou, eu chorei muito mas por fim consegui me controlar um pouco

.

Karla: eu preciso ir, Sophia já deve ter chegado e Lúcia já deve estar preocupada porque eu falei que logo voltava

.

Layla: porque não liga para ela e avisa que vai passar o dia e a noite aqui comigo, aí você vai amanhã de manhã, você está muito alterada para dirigir, fica aqui que eu cuido de você

.

Karla: eu te agradeço mas eu não mereço sua ajuda não, melhor eu ir

.

Layla: Você me ajudou sempre que precisei, não vou te abandonar nesse momento, você vai sair dessa sim e você vai ficar aqui sim, vai ligar ou quer que eu ligue para avisar?

.

Karla: eu ligo, obrigado Layla

.

Layla: amigos são para essas horas

.

Karla: ainda é minha amiga?

.

Layla: nunca deixei de ser, só fiquei assustada e magoada com você pelo que houve mas nunca desisti da nossa amizade

.

Eu realmente não merecia as pessoas que tinha ao meu redor, acho que a maioria das pessoas teria me abandonado, me odiado, me julgado por tudo que eu fiz, e eu realmente merecia isso, mas Layla e Stella não fizeram isso, ao contrário, estavam tentando me ajudar

.

Eu liguei para Lúcia e avisei que iria ficar na Layla até no outro dia, pedi para ela me ligar se precisasse de algo, avisei minha mãe também e contei que tinha ido na psicóloga, ela achou ótimo eu ter feito isso

.

Fui na cozinha e tomei um copo d’água e lavei o rosto no banheiro, Layla já estava deitada na cama vendo algo na TV, me deitei do lado dela com a cabeça no seu peito, ela me abraçou e disse

.

Layla: Stella te contou porque não aprovou seu projeto e o nosso?

.

Karla: não, mas disse que vai me explicar com calma quando voltar de viagem, sei que tem a ver com uma sociedade que ela queria fazer comigo ou algo assim

.

Layla: Ela me disse que os 3 projetos eram muito bons, que ia mandar o meu para a empresa porque achou que tinha mais a cara do eles queriam, e que iria ficar com os outros dois porque ela tinha dois projetos de construção de dois prédios nas mão, um de um hotel 5 estrelas e um de um prédio que ela queria construir ela mesma

.

Karla: sério? Eu não sabia disso não

.

Layla: ela disse que nosso é perfeito para o hotel e o seu a cara do prédio que ela quer construir

.

Karla: quanto mais descubro as coisas mais me odeio, como eu sou idiota meu Deus

.

Layla: ei nem começa, você não é idiota, você tem um problema e vamos resolver ele ok

.

Karla: Esta bem, vou fazer tudo que eu puder para ficar bem e ser uma boa pessoa o tempo todo de hoje em diante

.

Passamos o dia conversando, Layla conseguiu fazer eu rir, eu fiquei um pouco mais leve, a gente viu alguns filmes e claro transamos de novo

.

No final da tarde a gente foi no shopping fazer compras, nos divertimos bastante, voltamos para o apartamento, jantamos, voltamos para o quarto e ficamos de bobeira na cama conversando, depois transamos de novo, tomamos um banho e dormimos, acordei no outro dia muito mais feliz e animada, resolvi que ia parar de ficar chorando e me punindo pelas merdas que eu fiz e sim focar em melhorar e não fazer nunca mais

.

Dali para frente eu passei a ir no apartamento de Layla todos os dias, fazia todos os serviços domésticos que ela não conseguia, as vezes ficava lá até mais tarde e a gente transava e conversava bastante, as vezes voltava logo para casa e ficava com minha filha

.

Stella me ligou 3 vezes, só me proibiu de ficar pedindo desculpas para ela e remoendo coisas do passado, eu contei que Layla tinha me levado a um psicóloga, que a gente tinha se acertado, ela me perguntou se eu tinha tomado posse da empresa e eu disse que não, que queria focar em melhorar minha saúde mental primeiro

.

Ela me enviou umas fotos do seu apartamento em Lisboa, era muito bonito, mandou fotos da sua melhor amiga e da mãe dela, mandou fotos do casamento de Bruno com sua melhor amiga, Liandra aparecia em algumas junto com ela e realmente Layla tinha bom gosto, a ruiva era linda mesmo

.

Minhas seções com a psicóloga estava me ajudando muito, ela no início achou que talvez eu tivesse passado por algum trauma na infância e isso podia ter me afetado, mas eu disse que não tive nenhum, ela disse que as vezes o próprio cérebro bloqueia essas lembranças por serem muito traumáticas, ela resolveu usar uma técnica de hipnotismo para eu fazer uma regressão até meu passado e ver se eu tinha algum trauma bloqueado pelo meu cérebro mas não tinha nada

.

Eu comecei a entender melhor algumas coisas e parar de me culpar tanto pelo que eu fiz, a Drª Luiza me falou que nem sempre temos controle da nossa mente, que nosso cérebro era uma caixinha de surpresa, como explicar pessoas que participa de suicídio coletivos por causa de uma seita?

.

Ou pessoas que tem tudo na vida como dinheiro, fama, uma vida amorosa perfeita e mesmo assim se sente tão infelizes a ponto de tirar a própria vida?

Tem muita coisa que não tem muita explicação, as vezes as emoções e sentimos te levam a ficar cego para algumas situações ou fazer coisas que com a cabeça boa você jamais faria

.

Ela disse que eu tinha um problema, que minha raiva me tirava o poder de raciocinar direito, eu ficava cega, não pensava e não via mais nada além da pessoa que estava causando aquilo em mim, e que provavelmente a primeira vez que isso acontece foi quando Gustavo me mostrou a conversa com Stella, foi como um click para meu problema, e Stella se tornou meu gatilho, tudo que lembrava ela ou até mesmo ouvir o nome dela me deixava com dificuldade de raciocínio, eu me tornava uma pessoa agressiva e ignorante, não pensava, não enxergava, só queria de alguma forma atacá-la, fisicamente ou verbalmente

.

Eu expliquei para a psicóloga que eu já não tinha mais ódio por Stella, que provavelmente então eu estava livre disso, aí ela disse que não era simples assim, que podia voltar a acontecer caso ela fizesse algo que me deixasse irritada, e que podia acontecer com outra pessoa, não precisava ser exatamente Stella mas alguém que eu tivesse algum tipo de sentimento muito grande

.

Eu disse que no caso de Stella ela nunca faria algo para me deixar com raiva, ou me magoar ou qualquer coisa do tipo, mas ela explicou que podia ser sem querer ou até mesmo algo que nem fosse verdade como aconteceu, ela disse que o trauma que sofri quando li aquelas mensagem provavelmente fez meu cérebro criar uma defesa, Stella foi quem estava me causando dor e Gustavo era meu protetor daquela situação, meu cérebro ali se condicionou a ver Stella como algo ruim, algo mal é Gustavo como o bem, tudo dele era bom e tudo de Stella era ruim, por isso eu não pensava, não raciocínava direito, na minha cabeça eu só estava me protegendo do mal, de algo ruim, da dor, de alguém que queria me fazer sofrer

.

Aquilo me deixou preocupado, até porque ela tinha razão, eu não pensei direito quando vi a conversa de Stella com Gustavo, eu não pensei em conferir o número e mesmo depois de descobrir tudo sobre Gustavo eu continuei odiando Stella, eu não pensei direito, para qualquer pessoa ficaria óbvio que aquilo podia ser uma mentira mas na minha cabeça era uma verdade e ponto

.

Eu perguntei o porque daquilo, se tinha uma explicação mais plausível, ela disse que provavelmente eu estava em um conflito de sentimentos, minha melhor amiga se afastou de mim por causa do meu namorado, eu sentia falta dela e queria ela de volta na minha vida mas ela não iria voltar se eu continuasse com meu namorado e como eu o amava terminar seria muito doloroso, não era facil fazer uma escolha, eu sofria com aquilo, no momento que eu li as primeiras mensagens a dor foi muito forte e meu cérebro inconscientemente ativou um mecanismo de defesa para me proteger

.

Perguntei se isso tinha cura, ou tratamento, ela falou que tratamento sim é talvez eu até cura mas eu provavelmente não saberia se eu estava curada ou não, então o certo era continuar fazendo o tratamento, que era simples, manter a seções com ela ou outro psicólogo, evitar ao máximo momentos de estres, e fazer alguns exercícios de relaxamento

.

Eu me comprometi a fazer tudo que eu podia fazer para ter uma vida normal, sem surtos, sem ferir as pessoas que eu amava, nenhum sacrifício seria grande o suficiente para mim, eu estava decidida a ser uma pessoa boa o tempo todo

.

A noite quando estava na minha cama me bateu uma depre, era complicado lidar com as coisas ruins que vinha em minha mente, eu feri tantas pessoas por ter cometido um erro tão idiota, era só ter olhado o número do celular, era tão fácil evitar isso tudo

.

Peguei o celular enviei uma msg para Stella

<<porque eu não olhei aquele maldito número de celular, era tão fácil ter evitado o mal que te causei, eu sinto muito ter sido tão idiota>>>

.

Me arrependi assim que enviei, Stella pediu para eu não ficar remoendo o passado mas agora era tarde, eu já tinha enviado a msg

.

Logo chegou uma mensagem dela, eu imaginei que seria uma bronca por causa da minha msg

.

Troca de msg:

Stella: Qual é a pessoa que você mais ama nessa vida?

Se você pudesse salvar só uma pessoa nesse exato momento, quem seria?

.

Karla: Sophia com certeza, minha filha é tudo para mim

.

Stella: se você olha o número do celular aquele dia onde estaria Sophia agora?

.

Karla: ela não existiria porque eu não iria querer ver a cara do Gustavo nunca mais e o ódio que eu peguei da você eu teria pegado dele

.

Stella: tem males que vem para bem, não chore pelo você perdeu ou pelos erros que cometeu, agradeça pelo que você tem e pelas escolhas certas que fez!

Tudo nessa vida tem um propósito

.

Karla: você tem ração, obrigado!

.

Stella: por nada, te vejo amanhã, boa noite Ká

.

Karla: que bom! Boa noite Lala

Dormi com um sorriso no rosto, ela era uma pessoa incrível!!

.

.

Continua....

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 24 estrelas.
Incentive Forrest_gump a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil genérica

Nossa que delicia de contos estou apaixonada espero que seje real .e que vc seje mulher e seus contos verdadeiros.

1 0
Foto de perfil de Forrest_gump

Infelizmente não é verdadeiro, na verdade sou homem, sou hetero e casado com uma mulher BI a 8 anos, ela que me apresentou esse site, me apaixonei com várias histórias do tema e como as meninas que escreviam sumiram resolvi escrever alguns histórias, só a primeira é real, as outras são fictícias... Sinto muito te decepcionar mas espero que continuei lendo a história e se não leu as outras que leia também, são até legais 🤭

0 0
Foto de perfil genérica

Desculpa mas pra mim me soua falso acho que fosse mulher seria perfeito. Continuo lendo sim seus contos mas nao irei mas lhe escrever e espero que vc faca o mesmo.

1 0
Foto de perfil de Forrest_gump

Olha eu não posso ler o que me escreve, só te mandei uma mensagem lhe explicando isso porque você tinha enviado uma, então pode ficar tranquila que não vou te escrever mais já que não troco mensagem com ninguém aqui, só falo com alguns leitores nos comentários mesmo. Fico feliz que continue lendo, seria melhor mesmo se fosse uma mulher escrevendo mas infelizmente só sobrou a Jéssica aqui que ainda escreve histórias do tipo e assim mesmo está sumida, minha mulher que me encorajou a escrever, só faço na intenção de ajudar mesmo mas entendo que você fique frustrada por ser um homem escrevendo... Bom é isso, boa leitura e espero que goste mesmo soando falso..

0 0
Foto de perfil de Paulo Taxista MG

Kamalla não fique chateada por ele ser homem, aqui no site achei recentemente uma escritora de contos Gay, é ela escreve de uma forma bem envolvente igual o Beto, só que aqui no site são poucos os capítulos, ela escreveu mais foi no Wattapd. https://www.wattpad.com/user/AllanaCPrado ele é um dos poucos autora de contos de Lésbicas ativos aqui no site, junto com a Jessica, muitas infelizmente pararam de escrever é não concluíram as histórias, ele por ser eleitor do site, tbm fica chateado quando não concluem as histórias.

0 1
Foto de perfil genérica

Momentos finais.

Últimos capítulos.

Shou

Nota mil👏👏👏👏👏👏👏👏

3 0
Foto de perfil de JESSICA ALVES

Aí Lala!!! Hahahahah devia mandar um extra hoje né? Só pra compensar kkkkkk

2 0
Foto de perfil de Paulo Taxista MG

Concordo plenamente.

Que bom a psicóloga explicou tudo pra ela, como o cérebro funciona, com certas emoções e situações, agora esperar o próximo capítulo, vai que vc tbm solta um novo capítulo hoje né Jessica.

1 0
Foto de perfil de Paulo Taxista MG

Agora vou ali pro TikTok rsrs achei um perfil muito legal Franciele Arêdes, é médica cirurgiã geral ela conta fatos que acontece com ela quando está atendendo no hospital, principalmente na emergência.

0 0
Foto de perfil de JESSICA ALVES

Adoro ela, sigo ela no kwai

1 0
Foto de perfil de JESSICA ALVES

Eu amei a Lala, já tô até vendo a Lala pegando a Ka kkkkk

2 0
Foto de perfil de Forrest_gump

Será? 🤔 Kkkkk

1 0
Foto de perfil de JESSICA ALVES

Tô tentando me conectar kkkkkk só penso nas cicatrizes da vida

3 0
Foto de perfil de Forrest_gump

Só porque vocês dois podiam eu mando um antes da meia noite 🤝🏻

2 0
Foto de perfil de Forrest_gump

Pediram kkkk

1 0
Foto de perfil genérica

Se eu pedir também você posta dois? 🤩

1 0
Foto de perfil de Forrest_gump

Posto sim ✌🏻 mas só amanhã, aí posto 2 kkkkkkk se deixar vocês fazem eu postar a história toda hoje kkkkkk

1 0
Foto de perfil de Paulo Taxista MG

Mais já que assim vamos lá no último conto da Jessica, encher o saco dela pra postar ainda hoje um capítulo rsrs.

0 0
Foto de perfil de Forrest_gump

Eu não, ela é brava kkkkkkkkkkkk

1 0
Foto de perfil de JESSICA ALVES

Forrest não tá deixando eu escrever, fico apreensiva com a história dele e não consigo escrever nada kkkk

2 0
Foto de perfil de Forrest_gump

Sobrou pra mim kkkkk blz, vou parar de postar aí você adianta lá kkk

1 0
Foto de perfil de JESSICA ALVES

Nada disso, post logo depois me conecto de novo kkkk

2 0
Foto de perfil de Paulo Taxista MG

Vamos fazer assim deixa o Beto concluir essa história ele da uma pausa rsrs, e vc vai lá concluí as suas três história ai todos nós ficamos felizes. 😍🥰😘😁🥸😃

1 0
Foto de perfil de JESSICA ALVES

Hahaha tem que pedir devagarinho se não ele nem posta

3 0
Foto de perfil genérica

Falando nisso, pediram pra encher o seu saco pra você postar mais hoje... kkkkkkkkkk

1 0
Foto de perfil de Forrest_gump

Kkkkkk eu estou com muitos capítulos prontos, por isso vou postar 🤭

2 0
Foto de perfil de Forrest_gump

Gostou do Lala? Kkkkkkkkkkkk

1 0
Foto de perfil de Paulo Taxista MG

Eu gostei hahaha esqueci de comentar.

0 0
Foto de perfil genérica

Agora ficou claro... posso dizer que agora eu só não gosto dela porque ela não conhece Star Wars.

2 0