Cicatrizes #11

Um conto erótico de Karla
Categoria: Lésbicas
Contém 2087 palavras
Data: 26/09/2023 03:58:35
Última revisão: 28/12/2023 01:41:02

Ficamos ali abraçadas um pouco, eu ainda estava digerindo tudo que tinha acontecido, eu tinha acabado de descobrir que eu era BI, tinha transado com minha melhor amiga e tinha descoberto que o sexo que eu tinha com o Gustavo mesmo nós melhores dias era péssimo se comparando o que eu tinha acabado de fazer

.

Eu ainda estava com os pensamentos a mil mas aquela confusão que eu estava na cabeça antes parece que tinha passado, talvez por agora saber que eu não era hétero como eu jurava ser, por estar nos braços de alguém que me passava toda confiança do mundo, isso me dava segurança, me deixava feliz na verdade, eu tinha me redescoberto

.

Um pequeno sorriso se formou no meu rosto, ali tive a certeza de que minha relação de amizade com Layla tinha mudado, chegamos em outro nível de intimidade, caramba eu chupei ela e eu amei, um mundo de possibilidades se abriu para mim naquele momento

.

Layla: O que está pensado ai?

.

Karla: em um monte de coisa, mas coisas boas 🤭

.

Layla: ainda bem

Sabe você reagiu melhor do que eu esperava, achei que depois do sexo você iria ficar meio confusa, fiquei com medo de você pirar e se arrepender

.

Karla: eu estava confusa antes, agora não mais, sei quem eu sou de verdade agora, isso é bom

E não me arrependo de nada, na verdade eu queria te agradecer por ter me dado a melhor noite da minha vida

.

Layla: calma, ainda é cedo para agradecer por isso, a noite mal começou 🤭

.

Karla: você quer dizer que quer fazer de novo?

.

Layla: sim, é você não?

.

Karla: pensando bem a gente já está aqui mesmo, porque não aproveitar 🤭

.

Layla: safada!!!

Vem, vamos pro chuveiro

.

Ela se levantou e saiu me puxando para o banheiro, eu ia andando e olhando aquela bunda gostosa rebolando na minha frente, nossa ela era muito gostosa!!!

.

Já debaixo do chuveiro começamos a nos pegar, ela me beijava e fazia carinho na minha menina e eu na dela, a gente já gemia na boca uma da outra, ela me virou e me colocou de frente para parede, colou seu corpo no meu, beijava meu pescoço, me chamava de gostosa com uma voz rouca no meu ouvido

.

Meu tesão já estava a mil novamente, ela se afastou um pouco do meu corpo e deu um tapa da minha bunda e pediu para eu arrebitar meu bumbum para ela, eu a atendi prontamente, ela ficou beijando meu pescoço e levou sua mão por trás até minha menina, senti seus dedos brincando na minha menina, massageava meu clitóris e deslizava na minha menina, logo senti um deles ir abrindo caminho dentro dela, eu gemi mais alto, senti outro dedo me penetrando e eu gemi mais alto ainda, ela começou a movimentar eles devagar, depois foi aumentando o ritmo, eu virei o rosto pra trás e procurei sua boca e ela me beijou

.

Ela começou a me fuder com mais força, eu delirava de prazer, aquilo estava muito gostoso, eu gemia e pedia mais, e mais...

.

Ela tirou os dedos e antes que eu pudesse reclamar ela me penetrou novamente mas com três dedos, eu dei um grito de prazer, os movimentos continuaram, ela se afastou um pouco de mim e segurou no meu cabelo e socou seus dedos com força, eu abri arrebitei mais ainda bem bumbum para ela me penetrar com mais facilidade

.

Ela deu uns tapas no meu bumbum, me chamou de safada, de gostosa, eu estava a ponto de explodir de prazer, gemi alto com ela me levando a loucura, eu levei uma das mãos até meu clitóris e comecei a me acariciar, senti as primeiras sensações do meu orgasmo chegando

.

Seus dedos entrava e saiam rápidos, era movimentos fortes, eu sentia o impacto do seu pulso no meu bumbum, ela esteve realmente me fudendo com força, levei mais um tapa na bunda, meu orgasmo começou a tomar conta do meu corpo

.

Eu não vi quando ela se abaixou mas senti sua língua no meio da minha bunda me lambendo, senti a ponta da língua passar sobre meu ânus

.

Karla: nnããoooo... aíiii nãooo... huummm

Por fav... aaaaah naooo... aiiiih por faaaaaaaaaahh fdp!!!

.

Eu sentia a língua dela tentando me penetras por trás, os espasmo tomaram conta do meu corpo, meus líquidos escorriam pelas minhas pernas, ela começou a me lamber de novo, sua língua passava na minha menina e subindo até o final da minha bunda, eu gemia e rebolava na língua dela, minhas pernas foi perdendo as forças, senti que eu iria cair mas ela se levantou e passou o braço pela minha cintura e me segurou, eu não conseguia respirar direto, meu corpo estava tomado por ondas de prazer novamente

.

Quando consegui novamente ficar em pé sozinha eu me virei e a abracei forte, ela sorriu no meu ouvido e disse que eu era uma delícia e que tinha os melhores orgasmo que ela já tinha visto, eu disse que era tudo culpa dela e da sua língua safada

.

Layla: por falar nisso parece que você tentou dizer alguma coisa durante o início do seu orgasmo mas eu não entendi, pode repetir por favor

.

Karla: ah vai se fuder palhaça kkkkkkkkk

.

Layla: gostou?

.

Karla: amei!!!

.

Layla: percebi 🤭

Vem vamos voltar para cama

.

Karla: mas você nem gozou!

.

Layla: mas eu quero gozar lá, vem, confia em mim

.

Eu nem discuti, fui entrar debaixo do chuveiro mas ela me impediu, disse que me queria meladinha como eu estava, me puxou e saiu me arrastando do chuveiro, praticamente me jogou em cima da cama, já veio para cima de mim assim que me deitei, se ajoelhou em cima de mim com sua menina na minha boca e eu logo coloquei minha língua e lábios para trabalhar, eu a chupava bem gostoso, ela empinou o corpo para trás e apoiou uma mão na cama e colocou a outra na minha menina e começou a brincar com seus dedos nela

.

Ela estragava sua menina na minha boca, eu senti meus lábios serem melados pela sua menina, seus dedos já estava me deixando com muito tesão de novo, eu gemia com a língua para fora com ela esfregando sua menina melada em mim

.

Quando achei que iríamos gozar daquele jeito ela se levantou e sentou entre minhas pernas de frente para mim, colocou uma das suas pernas sobre a minha e passou a outra por baixo da minha outra perna, chegou o corpo para frente e senti sua menina colar na minha, estendeu um braço pedindo o meu, segurei em sua mão, ela apoiou seu outro braço para trás e começou a esfregar sua menina na minha, eu fiz o mesmo que ela

A gente foi se movimentando com o tronco meio de lado, um braço segurando o outro, olhos nos olhos, eu sentia o calor da sua menina de esfregando na minha, os movimentos foram ficando mais forte, ela gemia alto, me olhava e mordia os lábios, passava a língua sobre eles, eu sentia nossos líquidos escorrer entre minhas pernas, meu corpo pegava fogo

.

Layla: huum gostosa!!!

.

Karla: delíciaaaaah huuummm

.

Layla: safadaaaa, geme gostoso para mim minha putinha aaaaaahhaaaaa...

.

Karla: sou sua putinha é? huuuuh deliciaaaa

.

Layla: huuumm.... Sim, você é minha putinha gostosaaa haaaam

.

Karla: então mexe gostoso e faz sua putinha gozar cachorraa huuummm que delíciaaaa

.

Ela puxou mais meu braço em sua direção e se movimentou rápido, eu gemia, a xingava, pedia para ela acabar comigo

.

Ela soltou um gemido alto e rouco, estava gozando e eu fui junto, nossas mãos se soltaram e caímos para trás com os corpos tomado pelo prazer do orgasmo que arrebatou nos duas ao mesmo tempo, eu senti minha visão escurecer umas duas vezes, quase apaguei ali de tanto prazer, nossas pernas se chocavam com os espasmos que nossos corpos tinha, eu ouvia os gemidos roucos e longos que ela dava e o som de algumas palavras desconexas

.

Quando eu fui me recuperando eu comecei a rir alto, ela falou com a voz um pouco trêmula

.

Layla: Este rindo de que maluca?

.

.

Karla: eu não faço ideia kkkkkkk

.

Layla: mas é uma maluca mesmo kkkkkkkk

.

Karla: deixa eu ser feliz crl kkkkkkkkkk

.

Layla: eu deixo mas você tem problemas kkkkkkkkkkkkkk

.

Karla: desde de quando felicidade é um problema!?! kkkkkkkkkk

.

Ficamos ali rindo igual duas bobas, eu não sei de onde veio aquilo mas realmente eu estava muito feliz, eu só queria sorrir

.

Ela logo veio até mim e ficou fazendo carinho no meu cabelo, eu ficava viajando nos olhos dela, eles eram muito bonitos, ainda mais de perto assim, ela me chamou para voltar ao banheiro para a gente tomar um banho de verdade, eu fui e dessa vez foi só banho mesmo

.

Trocamos carinho, beijos e levamos um o corpo da outra, voltamos pro quarto, trocamos o lençol da cama porque ele estava um pouco molhado, ela levou pro cesto de roupas sujas junto com nossas roupas íntimas, disse que tinha calcinha nova e me emprestaria uma no outro dia, nos deitamos nuas

.

Estávamos cansadas, satisfeitas e o sono bateu, eu dormi sobre o peito dela bem agarradinha

.

Não sei que horas acordei no outro dia mas senti um corpo em cima do meu, quando me toquei onde esteva e com quem abri um sorriso, ela me deu um beijo no rosto, falou bom dia e antes de eu responder direito senti ela deslizar a língua pela minha coluna, eu soltei um gemido, ela foi direto para minha bunda mordendo, lambendo e depois abriu minha pernas e lambeu minha menina que já estava molhada

.

Ela lambia minha menina e as vezes passava a língua no meu rabinho, eu gemia gostoso, ela subiu com seu corpo sobre o meu, eu senti algo diferente, alguma coisa cutucou na minha bunda

.

Karla: O que é isso?

.

Layla: é o Júnior, meu brinquedinho 🤭

.

Karla: Junior é? Kkkkkkkk

Layla: sim kkk posso te comer com ele?

.

Karla: pode sim mas vai devagar porque faz tempo que não entra nada aí além de dedos

.

Layla: prometo que vou ter cuidado com essa delícia que você tem entre as pernas 🤭

.

Ela sentou logo abaixo das minhas coxas, eu estava de costas com as penas semi abertas, ela foi passando a cabeça do Júnior na minha menina aí eu percebi que o Junior apesar do nome era grosso, mais grosso do que o do Gustavo com certeza, mas resolvi que iria encarar

.

Ela posicionou ele na entrada da minha menina e foi empurrando devagar, senti a cabeça do Júnior entrar com alguma dificuldade, ela parou de forçar por um tempinho, depois voltou a forçar de novo, eu fui sentindo o Junior preencher minha menina, ela foi soltando o corpo aí percebi que o Junior era mais grande também, eu nunca tinha sido penetrada tão fundo assim, mas estava gostoso apesar de doer um pouco, ela mais uma vez deixou o corpo quieto, quando deu um tempo ela começou a se movimentar devagar

.

Eu gemia e dava um gritinho a cada estocada que ela dava, ela ia aumentado e diminuindo o ritmo, aquilo estava ficando muito gostoso, eu já gemia alto e pedia para ela me fuder com força, ela me atendeu, começou a me fuder com vontade, eu gozei gostoso com o Junior atolado dentro de mim

.

Logo que recuperei um pouco as forças ela veio colocar o Junior em mim, quando vi o tamanho e a grossura eu me assustei, o Junior era muito grande e grosso se comparado com o único pênis que eu conhecia

.

Depois de colocar a cinta em mim ela pediu para eu ficar deitada, eu fiquei e ela se abaixou, colocou os dedos na boca e depois passou a saliva deles na sua menina, encaixou o Junior na sua entrada e foi soltando o corpo, eu vi sua menina rosa e delicada engolir ele todinho, ela veio até mim e me beijou por um tempo, depois levantou um pouco o corpo e começou a cavalgar em cima do Júnior, eu levei minha boca até seus mamilos e chupei um e depois o outro, ela gemia alto, falava um monte de sacanagem e gemia gostoso

.

Logo ela gozou gostoso em cima de mim, soltou o corpo sobre o meu e gemeu no meu ouvido, depois de um tempo ela se levantou, chupou o Junior e veio me beijar

.

Eu estava toda ardida mas com certeza iria rolar mais coisa antes de eu ir para casa, e eu estava adorando aquilo tudo

.

.

Continua...

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 21 estrelas.
Incentive Forrest_gump a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil de JESSICA ALVES

Eita Karla! Agora encontrou o rum viu! Hahaha tá muito massa só continua por favor...

2 0
Foto de perfil de Forrest_gump

Tu gosta né kkkkkk mais tarde sai mais um 😁

1 0
Foto de perfil de JESSICA ALVES

Eu adoro!!! Vc tá muito proparoxitona hahha

1 0
Foto de perfil de Paulo Taxista MG

Jessica depois por favor da uma olhada nos comentários que eu deixei nos seus contos, e algumas perguntas que eu fiz aqui nos últimos capítulos do Beto.

0 0
Foto de perfil de JESSICA ALVES

Vi seus comentários só me fala onde deixou as perguntas kkkk please

0 0
Foto de perfil de Paulo Taxista MG

Vou por aqui então KKK

Primeira pergunta: eu queria ver a continuação de "A última música" pelo que o Beto me falou vc fez uma nova história delas.

Segunda pergunta: onde está a continuação da "Mais uma noite" eu não achei o restante depois do capítulo 42.

As outras histórias depois de "Mais uma noite" já foram concluídas ?

0 0
Foto de perfil de Paulo Taxista MG

Jessica eu li no blog o conto "Era só você é eu" até capítulo 32, cadê o restante dos capítulos ? Já que no site parou no 25.

Por hora essas são as dúvidas, aguardando sua resposta.

0 0
Este comentário não está disponível
Foto de perfil de Forrest_gump

Isso, é um modo carinhoso que as meninas que escrevia contos lésbicos aqui utilizava, eu uso como se fosse uma homenagem as escritoras daquela época...

2 0
Foto de perfil de Paulo Taxista MG

Eita a noite foi ótima pelo jeito, e a manhã pouco começou e tá sendo bem louca rsrs.

1 0