The L House #5 = Mya

Um conto erótico de Mya
Categoria: Lésbicas
Contém 1212 palavras
Data: 20/12/2022 11:36:54
Última revisão: 31/10/2023 23:13:54

Mya:

Depois de uma viagem péssima e demorada eu estava desembarcando para encontrar meu irmão, minha amiga e seguir para o hospital, meu irmão não falou muito comigo depois da sua ligação, tentei ligar pra Karla antes de embarcar mas ela não atendeu, as mensagens do meu irmão só confirmou o que ele já tinha me falado, eu sentia que algo estava errado, meu coração estava apertado, a viagem demorou um século e eu não consegui dormir nem um segundo

Assim que peguei minha mala segui para o saguão e vi Marcos e Let vindo me encontrar, Let estava chorando e meu irmão estava com uma cara triste e abatida, quando vi os dois daquele jeito eu tive a certeza que o pior tinha acontecido, minhas pernas travaram, as lágrimas começaram a correr no meu rosto, a tristeza tomou conta do meu coração, eu não consegui mais andar, os dois viram que eu travei e vieram mais rápido em minha direção, acho que se meu irmão tivesse demorado mais uns segundos a me aparar eu teria desabado ali mesmo, senti os dois me abraçando, só consegui ouvir meu irmão dizer que sentia muito e o choro de Let no meu ombro e depois apaguei...

Acordei dentro do carro do meu irmão, eu estava deitada no colo de Let, senti suas lágrimas cair sobre meu rosto, levantei meu corpo e a abracei, um dos momentos mais dolorosos da minha vida começava ali

Fui para a casa do meu irmão, Let e Karla não saíram do meu lado, mal conversamos, era uma situação muito triste e uma tentava consolar a outra mas estava difícil

Meu irmão resolveu todos os procedimentos no hospital e com a funerária, o velório foi muito triste, meu pai era muito querido e muita gente foi se despedir, depois do enterro e da última despedida do meu velho pai voltamos para casa do meu irmão, Let foi comigo e ficou do meu lado, não saímos para lugar algum, passamos a semana no quarto que eu estava, Let só saiu uma vez para ir buscar algumas roupas e depois ficou colada ao meu lado, ela nem abriu seu bar naquela semana...

Na sexta fui para minha casa, Let foi comigo mas depois de muitos protestos dela fiz ela voltar ao seu apartamento, mas antes tive que prometer que iria vê-la no sábado no seu bar

Fui para meu antigo quarto que estava do mesmo jeito que deixei quando fui pra Londres

Meu coração estava em pedaços, meu pai tinha partido para nunca mais voltar, mas eu tinha que seguir minha vida, pior que nem sabia para onde seguir, pela primeira vez na vida eu não tinha nenhum objetivo, me joguei na cama e apaguei....

Acordei na manhã seguinte, tomei um banho, fiz minha higiene e fui tomar café sozinha, a mesa estava preparada, dava pra ver o clima de tristeza em cada funcionário ali daquela casa, tomei café e fui falar com cada um deles, recebi os abraços e as condolências, voltei para o quarto, troquei de roupa e mandei uma msg para Let perguntando onde ela estava e logo recebi uma com o endereço do seu bar e o convite para ir conhecer..

O bar de Let ficava a uns poucos minutos do condomínio onde eu morava, peguei um dos carros na garagem e segui pra lá, quando cheguei Let estava na porta me esperando, o lugar era pequeno mas era muito bonito, uma decoração linda, amei o lugar, sentei em um dos bancos em frente o balcão, Let me serviu uma coca e pegou uma para ela e começamos a conversar

Let estava me contando sobre o lugar, sobre os planos de aumentar o ambiente e fazer um restaurante quando vejo uma porta no fundos do local se abrir e uma garota sair arrumando o uniforme, quando ela me viu abriu um pequeno sorriso e eu senti meu mundo ficar em câmera lenta naquele momento, sei que Let falava algo mas eu simplesmente não conseguia ouvir, eu só via aquela garota linda vindo em minha direção e quando chegou perto me deu um abraço, eu senti seu perfume tomando conta das minhas narinas, senti meu coração disparar, só saí do transe quando ela se afastou e disse que sentia muito pela minha perca, eu só agradeci e ela foi pra dentro do balcão pegar alguma coisa mas não vi o que era porque Let puxou meu rosto com as mãos fazendo eu olhar pra ela

Let: Mya você está bem?

Mya: ah... Ah sim, estou

Let: você ouviu o que falei?

Mya: acho que não, pode repetir...

Let: eu disse que aquela é a Marcela que trabalha aqui comigo

Mya: Ah tá, linda né

Let: ela é sim kkkkk para de babar e fecha a boca kkkkk

Mya: desculpe eu não sei o que houve, acho que sai de mim por uns minutos kkk

Let: percebi kkkk

Marcela logo saiu e entrou novamente para os fundos do cômodo e eu pode ver que ela era realmente linda indo e vindo kkk

Let me falou mais sobre ela, eu prestei muita atenção porque por algum motivo aquela garota me chamou muito a atenção

Mas logo Let me contou algo que me deu uma certa tristeza, a garota era apaixonada pela ex, vivia chorando pelos cantos por causa do término do namoro que foi traumático pra ela, Let também me contou que ela morava ali mesmo no local do bar, ficava em um dos cômodos do fundo, o local era grande e o bar ocupava apenas uma parte do local

Ficamos ali um bom tempo conversando, logo Marcela voltou e se uniu a nos duas na conversa, ela me pareceu ser muito legal, rimos e falamos sobre muitas coisas, me distrai bastante com as duas

Na hora do almoço Let saiu para ir almoçar com a namorada já que tinha ficado ser ver ela por uma semana, eu fiquei ali no local conversando com Marcela, ela me contou mais sobre sua vida, acabamos almoçando juntas ali mesmo no balcão, a cada sorriso dela eu me sentia mais atraída por ela mas não falei nada, depois que ela me contou meio por cima do fim do seu namoro e vi seus olhos marejados eu preferi nem tentar nada, ela realmente amava a tal ex, mesmo ela sendo uma baita de uma fdp com Marcela...

Era quase uma da tarde quando Let voltou, elas abriram as portas do bar e eu fiquei ali conversando com elas entre um atendimento e outro

Eu amei aquele lugar, apesar da tristeza que eu estava ficar ali junto com as duas me deu paz, acabei dando boas gargalhadas com elas, com certeza eu iria voltar ali muitas vezes, além do lugar me fazer bem o sorriso de Marcela com certeza era algo que eu queria ver todos os dias...

Meu final de semana foi casa e bar, na verdade só fui em casa dormir e tomar banho, no restante só fiquei ali com Let e Marcela, Let saiu algumas vezes para ver a namorada mas Marcela estava sempre ali, as nossas conversas cada vez estavam melhores, eu me sentia bem ao lado dela e como não a vi mais triste acho que ela sentia o mesmo

.

.

Continua

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 15 estrelas.
Incentive Forrest_gump a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários