Os casais Parte 5

Acordei umas 07:00 hrs da manhã, coloquei uma bermuda e saí do quarto sem camisa para correr na praia. Passei pela cozinha e me esbarrei com Milton. Ele também estava de bermuda, ainda com cara de sono. Foi meio constrangedor esse encontro, pois havíamos comido a namorada do outro as escondidas. Não sei o motivo, mas eu o estava olhando de uma forma diferente. Ele logo tirou de tempo e disse que iria comigo. Deixamos um recado para as meninas no celular e fomos correr na praia só de bermuda mesmo.

Luana, acordou e leu a mensagem. Só que quando foi tomar banho o banheiro do quarto estava sem água. Isso já havia acontecido antes e ela sabia que só o banheiro social da casa funcionava nessas situações. Colocou apenas uma toalha e foi para o banheiro. Logo quando ela entrou, sem ter trancado a porta, Gabi também entrou no banheiro para ver se tinha água lá.

GABI: ah, você está aí!? Não tinha visto. É que estou muito apertada.

LUANA (estava se olhando no espelho): revirou os olhos e disse para ela ficar a vontade. Acho que ela estava curiosa para ver o corpo de Gabi. O banheiro não era muito grande.

Gabi, que também estava de toalha, abaixou e fez xixi. Nessa hora, Luana meio que revirou os olhos não entendo como havia permitido essa situação.

Luana, ao lembrar da noite anterior, se virou para Gabi e disse: que história é essa de você me chamar de piranha no meio da minha transa com meu namorado??

Gabi, se levantou e encarou Luana e soltou: Você que fica se provocando para o meu namorado. Parece que não se garante na cama com seu boy e fica gritando feito louca na cama!

Luana: eu não me garanto? Sou muito mais meu corpo que o seu! Retirou sua toalha de propósito!

Gabi: Seu corpo não me intimida, disse retirando sua toalha também e mostrando seus seios, barriga lisinha e boceta depilada.

As duas morenas levemente clarinhas e bronzeadas nuas, uma na frente da outra, com desafio mútuo de quem tinha o melhor corpo, de quem era mais mulher.

Luana: é você que não se garante com seu boy. Não tenho culpa se ele não tira os olhos de mim! Luana disse isso e passou a mão no seio, exibindo como eles eram lindos, e com o bico bem durinho de tesão.

Gabi: digo o mesmo do seu namorado! Cuidado porque se não você fica sem nenhum! Gabi também começou a se alisar, falando sensualmente.

Gabi (se aproximou mais ainda de Luana): pergunta ao Di se ele não gostou dessa minha boceta lisinha aqui. Ao falar isso, ela alisa sua parte intima.

As meninas se aproximaram mais ainda. Ambas completamente nuas e visivelmente excitadas, porém com muita raiva uma da outra.

Luana, então dispara: pergunta também a Milton por quê ele demorou tanto ontem a noite antes de ir para o quarto. com certeza ele não estava no banheiro... Sabe por quê? (Se aproximou bem de Gabi, praticamente encostando os lábios).. Porque ele estava me comendo!

Parece que era a faísca que faltava para começar o incêndio. As duas avançaram literalmente uma na boca da outra com um beijo que mais parecia uma briga de linguás. Ambas pegaram o cabelo uma da outra e puxaram! Começaram a lutar durante o quase sexo que se formava ali entre elas!

Elas não deixavam de se beijar e começaram a se esfregar uma amassando o corpo da outra com seu.

Luana: eu vou acabar com você, sua puta!

Gabi: eu que vou acabar com você!

Luana tirou uma mão do cabelo e apertou o peito de Gabi, que fez o mesmo com Luana.

Gabi: você vai aprender a não mexer com uma mulher de verdade

Luana: a única mulher falsa daqui é você! E eu peguei o seu homem sim! Dei minha boceta e ele ainda gozou muito na minha bunda!

Gabi: Piranha! Se for por isso o seu homem meteu muito em mim essa madrugada na cozinha! E eu senti aquele pauzão pulsando dentro de minha boceta quente!

Esse papo todo no meio da briga fez as duas ficarem com mais raiva ainda, porém isso as excitou ainda mais! Suas bocetas estavam pegando fogo e bem molhadinhas! Inevitavelmente elas sentiram esse fogo e começaram a empurrar a região da pelvis uma contra a outra.

Luana: você vai ver agora o que é uma boceta de verdade, sua puta!

Gabi: sua boceta contra a minha agora! Vem piranha!

As meninas deram um né entre as pernas fazendo de tudo para encostar uma boceta na outra e começaram a esfregá-las enquanto puxavam seus cabelos, encostavam seus seios uma na outra e proferiam palavrões.

Aconteceu que as duas gozaram ao mesmo tempo! Depois disso, relaxaram num abraço!

Tomaram banho juntas, mas silenciosas.

Ainda não tinham absorvido tudo o que aconteceu.

Continua...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
20/06/2018 11:31:12
Que delícia!! Excitação total com esta leitura. Parabéns!!
24/05/2018 23:55:57
mais!
22/05/2018 10:15:41
sensacional

Listas em que este conto está presente