Casa dos Contos Eróticos

Minha mãe e o casal (parte II)

Autor: filho voyeur
Categoria: Grupal
Data: 15/04/2018 15:47:27
Última revisão: 16/06/2018 22:39:38
Nota 10.00

Olá! Essa é a continuação do conto anterior, se te interessar da uma lida lá.

Combinamos o dia em que eles viriam em nossa casa para fazer o ménage com ela, já haviam falado com minha mãe só que ela apenas comentou comigo que ia "jantar com amigos". Chegado o dia, percebi minha mãe se arrumando melhor do que das outras vezes, colocou um vestido bem justo, valorizando o corpo dela, eu tinha de admitir que ela estava realmente atraente naquele dia. Combinei que iria passar a noite na casa de um amigo. Saí e fiquei esperando escondido na esquina da rua o carro do casal passar pra eu poder voltar e me esconder. Um carro branco com película escura dobrou em nossa rua, meu pau pulsou avisando que a hora estava próxima. Esperei um momento e segui até minha casa para espiar. Consegui entrar facilmente e os vi ali na sala mesmo tomando um vinho, os três sentados no sofá, Malu estava de vestido justo também, com um decote exuberante, Sérgio estava no meio com um camisa social abotoada apenas do meio pra baixo, e minha mãe no outro lado bebendo vinho despreocupada. Me escorei ali pela parede torcendo pra não ser percebido. Os três riam à vontade, jogando conversa fora. Não demorou muito pra eu ouvir o barulho de beijos bem alto, era Malu e Sérgio iniciando as preliminares, logo eles pararem e ele se virou pra minha mãe e beijou-a. Subiu logo um tesão pelo meu corpo vendo minha mãe com eles, e estava só começando.

Malu vendo a cena começa a passar a mão por cima da calça de Sérgio, ela tira o cinto do marido e bota o cacete dele pra fora, começa a punhetar dizendo pra minha mãe: "Vem saborear comigo o pau do meu marido, vem safada!". Minha mãe olha e arregala os olhos, o pau dele devia ter uns 21cm, a cabeça vermelha e o saco meio escuro. Minha mãe se aproxima de Malu. Sérgio diz: "Vai linda, mama junto com ela, é grande e da pras duas". Elas começam a passar a língua e minha mãe cai de boca enquanto Sérgio segura a cabeça dela, Malu coloca o saco dele na boca, o cara relaxou no sofá como se tivesse no paraíso. Elas lambiam com vontade aquele cacete, logo se levantaram e começaram a tirar a roupa, Malu passou os seios no pau marido fazendo uma espanhola, depois continuou a enfiar o pau dele na boca até a garganta, minha mãe já nua foi até Sergio deitado no sofá, abriu as pernas e sentou sobre o rosto dele dizendo: "Senti o gosto da minha bucetinha seu safado, mete a língua nela e me faz gozar". Ela esfregava com vontade a boceta na boca dele, eu mal conseguia distinguir os pentelhos dela da barba dele. Sérgio aproveitou pra colocar as mãos sobres os peitinhos dela, ele brincava com os bicos do seio fazendo minha mãe fechar os olhos e gemer baixinho de tesão. Malu tinha terminado o boquete e logo sentou no cacete do marido, a safada começou a cavalgar loucamente, as duas gemiam até que minha mãe goza na boca de Sérgio, ela respirava quase sem fôlego, então sai de cima dele e ele aproveita pra beijar Malu com a boca toda melada de gozo, logo ele aproveita pra lamber os seios dela, olhou pra minha mãe e disse: "Vamos linda, vem aqui", ela se aproximou e ele continuou: "Passa a linguinha só no biquinho vai", ela obedece e Sérgio fica observando atônito. Logo ele segura ela pelo rosto e a mete um beijo nela, Malu resolve se juntar e os três dão um beijo triplo. Meu pau quase explodiu de tesão nessa hora.

Sérgio levante e manda as duas se curvarem de quatro no sofá, ele observa a cena punhetando e escolhendo por qual começar. Se aproxima então de minha mãe de quatro e começa a chupar a buceta dela, passa a língua como se fosse devorá-la, depois foi até Malu e faz o mesmo, depois diz pra Malu: "Vou começar com ela, tá amor? Logo depois é você", ela acena com a cabeça e Sérgio vai até minha mãe, cospe e passa a cabeça do pau na entradinha da boceta dela, depois começa a enfiar devagar, nessa hora minha mãe agarra o pano do sofá com força e dá um gemido abafado, Sérgio tinha enfiado o pau dele inteirinho na boceta dela, ele disse: "Que delícia de boceta quentinha e apertadinha", e começa a estocá-la, fazendo minha mãe gemer de tesão. Malu observava tudo batendo uma siririca, logo ela levanta e começa a beijar o marido enquanto ele metia em outra. Ela o deixou continuar metendo, então Sérgio acelerou o movimento até parar repentinamente. Ofegante, deitou o corpo sobre o dela e começou a chupar seu pescoço, então fala no ouvidinho dela: "Tá gostando do meu cacete inteirinho nessa tua boceta gostosa?" ela responde gemendo: "Siiimm!", ele rebola com o pau dentro dela fazendo minha mãe revirar os olhos. Depois foi a vez da Malu, quando Sérgio saiu de cima de minha mãe foi até sua esposa e ela disse: "Quero que faça comigo igual como fez com ela amor!". Logo ele senta o cacete nela sem cerimônia e começa a enfiar com vontade na esposa, bate na bunda dela falando: "Minha puta, você é a melhor esposa que um cara pode ter na vida", depois faz um sinal com a mão pra minha mãe se aproximar, ele então agarra os peitinhos dela e começar a chupar, ela põe os braços envolta da cabeça dele dizendo: "Mama nesses peitos seu cachorro!", Sérgio mordiscava o bico do seios dela olhando pra cara de safada que minha mãe fazia, eles riram com malícia e depois se beijaram de língua. Minha mãe se afastou e ele continuou a estocar na esposa com vontade até ficarem sem fôlego, ele se encostou em Malu e rebolou com o cacete dentro dela como tinha feito com minha mãe, a Mulher dele gemeu alto de tesão nessa hora, ela havia acabado de gozar.

Sérgio sai de cima dela e chama minha mãe pra olhar a boceta da mulher gozada, ele falou: "Você me ajuda a limpar ela?" minha mãe nem respondeu e foi logo passando a língua na boceta de Malu, Sérgio ficou surpreso assim como eu, nem estava acreditando no que tinha visto. Sérgio sorriu e logo se juntou a ela, os dois passavam a língua e chupavam ela ao mesmo tempo, eles continuaram naquela brincadeira gostosa por um bom tempo. Ele se reversava entre Malu e minha mãe, comeu as duas de todas as formas, deitava no sofá com uma boceta no pau e outra na boca, até que Sérgio levanta a diz: "Agora é hora das minhas duas cadelinhas ganharem leitinho, minha vez de gozar pra vocês safadas". Minha mãe e Malu se ajoelharam olhando pra Sérgio, o cacete dele pulsava enquanto batia uma, então ele aproxima o pau delas e da uma jorrada bem farta sobre as duas gritando: "Ahhhhrrr, tomem leitinho suas safadas", as duas ficaram cheias porra, Sérgio ordenou que elas se beijassem e elas obedeceram, misturaram a porra dele na boca uma da outra. Nessa hora não aguentei e gozei ali mesmo, escondido. Sérgio olha pra elas satisfeito e bate na bunda das duas dizendo: "Que delícia de foda! Quero sempre duas bocetas assim pra mim", então beija a mulher e logo depois minha mãe.

Os três foram para o banheiro, aproveitei pra sair de casa e esperar que fossem embora. Esperei um tempo até voltar pra casa, quando entrei vi o sofá ainda todo bagunçado, fui até o quarto de minha mãe e ela estava dormindo, peladinha. Me aproximei da boceta dela e fiquei observando aquela preciosidade, era linda. Fiquei imaginando quando veria ela em ação novamente.

Espero que tenham gostado do conto, deixando claro que as estórias que narro são apenas ficções.

Comentários

16/04/2018 01:19:45
Estória muito bem contada! Adorei... ainda quero ler um conto seu verídico.
16/04/2018 00:19:28
Cara, mano... está perfeito, parceiro.✌✌😎😎
15/04/2018 17:39:16
muito bom

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.