ORA, BOLAS! CLARO QUE SÃO “KARAM,BOLAS”- 2.3 / 3

- SURPREEEESSSAAAA!!! SURPREEEESSSAAAAA!!!!!

_ Não vão nos convidar para essa festinha?

_ Sr. Jaime, abriu um sorrisão e imediatamente travou seu cu no pau de Pacheco, pois na posição e distancia em que se encontrava do cacete duro de Max, constatou o que em minutos o invadiria.

Pacheco, por sua vez, com a maior cara de safado e também temendo o monstro de Max, não desengatou-se do Sr. Jaime nem por um segundo. Pelo contrário assim que sentiu que o toba de Pacheco lhe deu um apertão na Jeba, aumentou o ritmo das bombadas e gemendo, convidou-as para entrar:

_ Hummmm!!! Entrem.... AAAAIIII !!! Por.... Ischhhhh!! Favor....UUUUIIIIIIIIII!!! DELÍCIA DE CÚ, SOGRÃO!!!! Hummmm!!! Fiquem aUsccchhhh!! Vontade...!!! AAAAAAIIIIII!!!!

Os dois manos entraram e começaram a se beijar enquanto assistindo com olhos bem arreganhados, o advogado, plantava a mandioca no Sr. Jaime, que de boca aberta, babava de tesão.

Mas os três estavam ferrados, pois Max queria foder os três na mesma hora, conforme combinado com Karam, que certo de que não teriam escapatória tratou logo de explicar e ajudar Max a realizar sua fantasia:

_ Pacheco, tira essa rola imediatamente do cu de meu pai. Max, nos quer de uma só vez. Vamos todos ficar de quatro aqui na beirada da cama, com os tobas bem abertos para ele fazer o serviço.

_ Desculpe amor, mas seu irmão quer me atolar esse... esse..... Essa anaconda toda na primeira vez? Sem chance, nenhum de nós três vai aguentá-la...

_ Pacheco, não era isso que estava querendo, meu amor? Pense bem! é melhor resolvermos isso de uma vez, do que aos poucos. Imagine sentir dor as prestações? Acho muito pior.

Pare de frescura, vire-se aqui do meu lado e abra bem esse cu. Segurarei em sua mão para lhe dar apoio, ok? AA ordem escolhida pelo meu mano é essa:

_ O primeiro, que Max irá destrui..., digo destemidamente saciar, será Jr. Jaime, depois o próximo a ser rasgad.... , digo rapidamente atendido será você Pacheco e o último a ter o cu destroçad... digo desejado e abertinho por ele, serei eu.

- Abertinho? Tem certeza que a palavra é essa mesmo. Pra mim deveria ser acidentado. Comentou Pacheco, enquanto Sr. Jaime, muito ansioso e sem muita noção dos estragos que aquele toco de Jacarandá lhe causariam, implorava pela rola filial.

_ Venha Max!! Venha logo, filhão!!! Quer me matar de tesão, delicinha? O cu do pai dá todo empipocado de desejo. HUUUMMMM!! ATOLA O BICHO LOGO, GAROTO. ATOOOLLLAAAAAAA.

- Acho que papai perdeu completamente o juizo, Karam. Não posso nem pensar em foder seu rabo sem lubrificante, papai. Explicou-lhe Max, com a broca gigante em riste e pronta para a perfuração dos três buracos.

_ Sr. Jaime e Karam, tratem de me agradecer agora. Se não fosse por mim, não iriam brincar com o brinquedinho de Max, mas como sou muito prevenido, trouxe meu estoque de vaselina. Só não sei as três latas serão suficientes para lubrificar a bigorna máster de meu cunhadinho. Vou no banheiro pegá-las e já volto, enquanto isso Karam, porque não faz um cunetezinho no sogrão para dar acalmadinha no rego esfomeado dele ?

- Deixa comigo, Pachequinho. Quer uma línguadinha no anelzinho, papai? Abra-o bem e prepare-se pois minha língua vai entrar com tudo, viu? E você Max. Não fique aí só olhando, dê a volta na cama e toque uma bela bronha se exibindo para nós, até a vaselina chegar.

E por uns minutinhos foi assim que se divertiram. Karam sugando o cu do pai, o rebolando, gemendo e mordiscando a língua do filho com seu cu piscão e Max, exibindo-se na punheta pros dois, até que Pacheco com as latas na mão entrou no quarto, entregou-as ao cunhado e posicionou-se de quatro na cama posicionando-se depois do sogro e antes do marido ou se preferirem bem no meio dos dois.

Mas como a sabedoria popular é inquestionável, SANTO MUITO ENCOMENRADO NÃO ENTRA NO CÉU. E nesse caso o que não entrou e não entrou nem por reza brava, em nenhum buraco foi a broca GG de Max.

- Com o cu encharcado de vaselina e bem aberto, Sr. Jaime, sentiu uma rodela enorme tocar sua entradinha e autorizou o ligamento da broca, que começou a perfurar bem devagar e foi acelerando aos poucos, até que de repente..... PLOFT... Infelizmente após a ferramenta romper o primeiro obstáculo foi severamente cuspida, provocando uma enxurrada de gritos e de sangue.

- AAAAIIIIIIIIIIII, AAIIIIIIIIIIIIIII, AAAAIIIIIIII!!!! QUE DOR !!! AAAIIIIIIIIIII !!! UUUUIIIIIII !!!!!!! TÁ ARDENDO DEMAIS!!!! AAAAIIIIII!!! ESTOU TODO RASGADO, MEU FILHO !!!!!!!! UUUUUIIIIIIIIII MEU CU TÁ SANGRANDO !!!!!!!

Karam e Pacheco correram como Sr. Jaime para o banheiro aos prantos. Assim que lá chegaram, abriram a torneira do bidê e fizeram o coroa se sentar. Depois de bem limpo e ardendo pra caramba, estancaram o sangue numa toalha, dera-lhe dois analgésicos, passaram um anestésico que também fazia parte da farmacinha de Pacheco, deitaram o ferido na cama com a “raba” pra cima e foram consolar Max que sentia-se tão culpado pelo acontecido que descontrola, chorava como um bebê indefeso.

- Desculpe-me papai!!! Por favor!!! Como pude machuca-lo. Meu Deus? Sou um aleijado, mesmo!!! Nunca mais tentarei fazer sexo. Nunca mais!!!! Posso fazer algo mais pelo senhor, pai?

_ Pare com isso, Max. Não te criei para desistir das coisas, meu filho. Se alguém tem culpa aqui, esse alguém é meu órgão peludo, que desejava tanto foder seu mastro que de tanto tesão, me impediu de usar o cérebro. Só conseguia pensar com ele.

_ Agora recomponha-se, pois pelo que pressinto é apenas pelo toba que estes dois safados também estão pensando e se conheço bem seu irmão enquanto ele não experimentar sua broca destruidora, não vai sossegar.

_ Mais de jeito nenhum, vou ferir mais alguém. Podem ir tirando o cavalinho da chuva e os olhos desse cacete impiedoso, agora mesmo.

- Acalme-se e me escute, mano. Venha cá. Enquanto você estava falando com papai, eu e Pacheco tivemos um ideia, uma não duas ideias que se topara colocaremos em ação agora mesmo “matando dois coelhos com uma cajadada só”. Aprenderá a foder sem maiores danos e apagara o fogo que está nos incinerando por dentro.

- E aí? Prefere lutar conosco, afim de vencermos seu problema, ou prefere ficar se lamentando com pena de si mesmo ?

_ Conheço bem seu irmão e há tempo suficiente para lhe afirmar que do jeito que ele te ama, vai te perturbar até você resolver aceitar sua ajuda. Eu no seu lugar pra ficar livre desse pelinha e para poder ter uma vida sexual saudável, aceitaria nossa ajuda imediatamente. Seu próximo desafio será comigo e se o que planejei para dar meu cu pra ti funcionar, todos nesse quarto se beneficiarão e se não der certo, ainda temos muitos analgésicos e anestésicos para resolver o problema. E então? Vamos começar? Quero que deite de barriga pra cima e aqueça o bicho ai embaixo. Prepare-o para ser engolido por um reto guloso, insaciável e profundo, pois quem vai te foder, será ele, ok?

- Bom, se vocês tem certeza que querem fazer isso, fogo é que não me falta. Olha aqui, o bicho já tá com fome e quer se alimentar. Se o que vai fazer funcionar, leite de macho, não lhes faltará, isso eu garanto. Pode vir quente que estou fervendo. Estou louco para ter meu cacete engolido pelo cu do meu cunhadinho corajoso.

Pronto!!! Bastou Max deitar e exibir seu mastro GG, totalmente duro e em pé, para que as dores seu de seu pai fossem para as “cucuias” e seu tesão voltasse a todo vapor e o que também acontecia com Karam, que sentado ao lado do pai, alisava seu toco taludo delicadamente e aguardava o segundo round, que já estava iniciando.

- Pacheco, besuntou, seu cu de vaselina sem miséria, benzeu-se pedindo força e coragem a todos os santos, agachou-se encostando suas preguinhas sedentas na cabeçorra da tora grossa do cunhado e o orientou:

_ Preste atenção. Alguém já lhe disse que você é do caralho?

- Engraçadinho você, né cunhado. Vamos ver se com o toco todo enfiado nessa “raba” peluda, você também sabe fazer trocadilhos.

- Temos que descontrair o ambiente, para atrair bons fluídos. Apenas sentindo a pontinha da circunferência do monstro nas preguinhas, já senti que vai ser fogo, comê-lo todo, portanto, não faça nada com esse cacete até ser autorizado a fazer, entendeu? Quero apenas que segure o bicho em riste e deixe que o resto minha “raba” fará, ok? Preparado?

- Fique tranquilo, ficarei o mais imóvel que conseguir e estou mais do que pronto. Manda brasa, cunhado.

Sentindo a famigerada cabeça do pau do cunhado, tocando apenas a superfície de sua grota peluda, Max, por precaução, pediu a Karam que a besuntasse mais um pouco e foi logo atendido pelo marido atencioso.

Apreensivo, mas confiante e com o cu exageradamente lambuzado de vaselina, voltou a posição em que estava e começou a dar ré no kibe, que se recusava a ser degustado sem lutar.

Para Pacheco e para Karam, além do tesão infernal que lhes dominava o corpo e a alma, o problema de Max, transformou-se na prioridade número um de ambos.

Uma missão, um desafio que nem o tempo nem as dificuldades que enfrentariam, os faria desistir. E tomado por um sentimento heroico, Pacheco, encarou o monstro e começou a enfrenta-lo com tanta coragem , que de peito aberto ( ou melhor de cu aberto), levantou seu rabo um pouco e o desceu com tudo, A velocidade e a força empregadas na ação de Pacheco, foram tão violentas que a monstruosa cabeça comportou-se como uma serra, estraçalhando totalmente, não só sua circunferência anal, como destruiu peno o espaço que penetrou, pois graças a obediência de Max, que segurava o bicho, aguardando a ordem para soltá-lo, agiu como freio, impedindo o toba de ser retalhado por inteiro.

- AAAAAAAAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIII!!! UUUUUUIIIIIIIIIIIIIIIIII, TIIIIIRRRAAAAAAAAAAA!!! TIRA ESSE MONSTRO DE MIIIMMMMMM!!!!!!!!!!!!

AAAAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!! UUUUUIIIIIIIII!!!

- Imediatamente Karam parou de punhetar seu pai, que sabia bem o que se passava com o genro e gritou:

- Espere, Max. Não retire esse cacete do cu do meu marido. Se fizer isso pode piorar a situação.

_ Segure a dor por uns instantes meu amor, respire e se desengate dai. Não sabemos o tamanho do estrago e se tentarmos de desengatar da rola, podemos provocar até uma hemorragia. Puxe o ar, prenda-o e levante de uma só vez, ok. Vou contar até três e no três você agie.....e... TRÊS. AGORA AMOR.

Tomado por uma coragem que não se sabe como conseguiu, Pacheco de uma vez, libertou-se da tora assassina, e caiu na cama em posição fetal, aos berros, pois o estrago foi enorme.

A pressão usada pelo advogado, para o desengate foi tão violenta, que não era possível analisar os estragos causados no interior de seu cu, pois o mesmo foi imediatamente lacrado por uma gigantesca, escura e inchada flor.

Enormes hemorroidas foram expulsas e fixaram-se em volta de todo o cu de Pacheco. Além de muito roxas, elas não pararem de gotejar sangue. Pareciam uma alcachofra gigante florida e perdida em meio a uma moita de cabelos.

Desta vez, foi Max que ajudou Karam a socorrê-lo. Carregou-o para o banheiro, pois nem as pernas ele conseguia fechar.

Depois de limpo e medicado exatamente como o Sr. Jaime fora, Pacheco juntou-se ao sogro e como ele deitou-se coma bunda ardendo em brasas para cima e pediu ao marido para desistir de tentar, pois depois da luta que travou com a jeba monstro do cunhado, percebeu era impossível vencerem aquele desafio.

Destemido, teimoso e recusando a dar-se por vencido, nem por um instante pensou em desistir, muito antes pelo contrário, agora era uma questão de honra para ele, que imediatamente intimou Max, a empinar o bicho novamente e pediu ajuda para lubrificar-se. Desta vez, a vaselina foi trocada por cuspe.

Karam preferiu lubrificante natural e assim que pediu para Max fazer o serviço, foi prontamente atendido, pois mesmo tocando uma severa bronha, seu mano lambia-lhe os fundos, injetando-lhe gorfadas e mais gorfadas de baba viscosa, na esperança de que sua saliva, amenizasse o que sabia que iria acontecer com o teimoso irmão, que mesmo sendo expectador dos desastres anteriores se recusav.....

CONTINUA ....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
13/04/2018 16:23:09
KKKKKKKKK a forma como vc escreve é uma mistura de sexy e divertida confesso q dei mta risada lendo as suas descriçoes !!!!!
05/04/2018 23:48:59
A NÃO SER QUE MAX SEJA UM CAVALO, IMPOSSÍVEL NÃO AGUENTAR O PAU DELE.