Casa dos Contos Eróticos

Viagem Com A Mamãe- Parte 01

Autor: Leonardo H.
Categoria: Heterossexual
Data: 30/09/2017 22:44:56
Nota 10.00
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

No conto passado meu pai chegou do trabalho com uma notícia: Iriamos viajar pra uma casa de praia no Piauí no outro dia de manhã cedo.

Bom, acordamos umas 5 horas da madrugada e saímos, não tomamos café pra chegarmos logo, pois moramos em Fortaleza e seria quase o dia todo pra estarmos na casa de praia. No meio do caminho, resolvemos parar pra abastecer e aproveitar para comer algo de café da manhã, afinal estávamos famintos e eram quase 10 horas.

Entramos no restaurante de beira de estrada e pedimos muita comida, pois faltavam umas 5 horas ainda para chegarmos. Depois de comermos meu pai foi até o carro verificar se estava tudo regulado e tal. Minha mãe pagou a conta e me pega pela mão me levando até a parte de trás do restaurante, tinha umas árvores e uns matos que deixaria bem esquisito de noite. Alguns funcionários iam e vinham, mas estávamos escondidos, embora eu estivesse preocupado se eles veriam, olhava frequentemente. Sinto uma mão me puxar e quando viro abruptamente vejo minha mãe me empurrar contra a árvore e me beijar na boca. O gosto da sua boca ainda era de café com leite, eu enfio minha mão dentro de sua calça jeans e a sinto sem calcinha, falo em seu ouvido “Sua safada!” e vou dedilhando sua buceta peluda e agora, úmida.

Ela geme e me dá outro beijo, já mais demorado. Sua língua e a minha se entrelaçam com o sabor delicioso de sua boca, “Eu tô sentido esse volume ai, filho!” ela fala, quando minha virilha encosta em sua coxa gostosa. Eu tiro minha mão de sua xoxota e levo meu dedo melado de seu mel, enfiando em sua boca, enquanto ela chupa, leva suas mãos entre minhas calças e fala se abaixando “Hora de tomar meu leitinho.” E abocanha minha rola dura.

Chupa primeiro a cabeça avermelhada e leva uma mão em meu saco, massageando-o. Depois enfia meu pau inteiro em sua boca, lambusando-o de baba enquanto sobe e desce. Sinto a ponta do meu cacete tocando sua goela e seguro sua cabeça, fazendo sua boca engolir minha rola completa, gemo e falo que vou gozar, quando sinto suas mãos batendo em minhas coxas, ela estava sufocando, eu me afasto, tirando meu pau cheio de baba, mas gozo na hora e minha porra pula em sua cara, sujando sua testa e nariz. Escuto-a com a respiração forte enquanto limpo meu pau todo babado sem olhar pra ela, quando guardo-o, escuto-a falar “Eu sei que isso é delicioso, mas seu pau não cabe todo na minha boca, filho, avisa da próxima vez, tá?” e vai limpando minha porra de sua cara, sem engolir. Eu peço desculpas e saímos de lá, quando chegamos ao carro, meu pai já tinha terminado de ver a revisão, mas não falou nada sobre a demora e entramos para continuar viagem.

Saímos do Ceará e entramos no Piauí, ainda faltava uma hora para chegarmos à casa de praia e eram duas da tarde, minha mãe pediu para tomarmos um sorvete numa sorveteria que viu quando chegou na cidade Luiz Correia, e ele concordou. Paramos e fomos tomar uma ou duas casquinhas, o lugar estava cheio e ela decidiu ir ao banheiro. Uns minutos depois recebo uma mensagem sua pelo wpp, me chamando para ir até lá. Quando chego à porta eu bato e ela abre rápido, me levando pra dentro e quando fecha a porta me taca na parede me beijando e enfiando a mão dentro da minha calça, “Mas já, você tá muito gulosa hoje, em mãe!” falo enquanto ela arranca meu jeans e beija meu pau até ficar duro, o que não demora nem 30 segundos. Ela se levanta e abaixa o seu jeans, mandando “Me fode, eu tô com a buceta molhada desse o restaurante, não aguento mais me segurar de tesão!” e eu aceno com a cabeça, levando meu cacete até sua xoxota e meto, meto bem devagar. Escuto o arranhar do azulejo do banheiro com suas unhas, ela solta um gemido quando coloco tudo e começo a bombar nela. Vou rápido, afinal, era só uma rapidinha. O som da minha virilha batendo em sua bunda gordinha e gulosa me faz dar tapas enquanto ela fala “Vai, bate mais forte, caralh-“ interrompo colocando minha mão em sua boca para abafar, ela gemia alto demais. Enfim, aviso que vou gozar e ela diz “Eu também filho” e continuo, me segurando. Logo depois de ouvir seu gemidos ficarem abafados, percebo que ela gozou, eu paro de me segurar e com uma mão seguro seus cabelos negros e puxo sua cabeça para trás, aumento a velocidade das estocadas e gozo. Eu puxo sua cabeça pelo cabelo para trás mais ainda e a beijo na boca de cabeça pra baixo, com meu pau ainda em sua buceta.

Eu abro a porta e vejo se posso sair, o movimento diminuiu, mas ainda tinha gente. Eu saio rápido e minutos depois ela sai. Meu pai perguntou onde eu estava e digo “Uma mina que eu tô pegando me ligou pra gente conversar um pouco, a mamãe ainda não voltou do banheiro?” “Não, ahh, lá vem ela, vamos que ainda faltam uma hora até chegarmos. De noite a gente come uma pizza, né?” Nós concordamos e saímos. Pouco antes de chegarmos ela pega o celular e me manda duas fotos. A primeira é de seu rosto todo gozado da manhã no restaurante, nem tinha notado que ela tirou foto. E a outra foi do banheiro da sorveteria, era só sua xoxota em close, com minha porra escorrendo e descendo até o cuzinho. Meu pau ficou duro na hora quando vejo o texto:

“O DIA HOJE FOI ÓTIMO, LEONARDO, EU AMO MAIS QUE TUDO FODER COM VOCÊ E QUERO SEMPRE FAZER MAIS COISAS SAFADAS COMO MIJAR UM NO OUTRO OU FODER MINHA BOCA ATÉ A GARGANTA E EU ENGASGAR. TE AMO, VOCÊ E SEU PAU.

PS: AHH, HOJE A NOITE, A PIZZARIA PROMETE! RSRS”

Eu não me aguentei e afastei um pouco pro lado, tirei uma foto e enviei. Era meu cacete, duro e cheio de veias, com a cabeça avermelhada brilhando de tesão, com o texto:

“SÓ VOCÊ ME DEIXA ASSIM, EU TAMBÉM AMO TER VOCÊ SÓ PRA MIM E DELIRO AO ESTAR DENTRO DE VOCÊ, SEJA NA BUCETONA, NA SUA BOCA CARNUDA OU NO CUZINHO DELICIOSO. TE AMO.”

Ela me responde com um emoji de coração e um UAU seguido do emoji da cara de assustado.

Quando menos percebo, chegamos até a casa de praia. Ela era enorme e fomos logo nos instalando e eu ,claro, fui ver os melhores lugares para pegar minha mãe quando meu pai não estiver olhando, principalmente lá fora, na areia. Continua.

Comentários

07/10/2017 16:12:37
Que delícia são seus contos. Também sou de fortaleza, entre em contato se possível. ;) segerjoker@gmail.com
06/10/2017 00:34:32
Aguardando a continuação... Me manda as fotos. moraes10miranda@hotmail.com
02/10/2017 02:06:09
Ótimo conto. Mesmo sendo um conto que só teve rapidinhas, ficou muito excitante. Aguardo a continuação dessa viagem com sua mãe.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.