Casa dos Contos Eróticos

Feed

Chantagiei a minha mãe e comi

Autor: Mrcos
Categoria: Heterossexual
Data: 11/06/2011 15:43:37
Nota 9.07
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Meu nome é Marcos,atualmente tenho 19 anos,porem o conto que vou-lhes descrever era de quando eu tinha 16, eu tinha(e ainda tenho) os ombros largos,coxas grossas pois fazia futebol todos os finais de semana. já tinha porte de homem apesar de ser apenas um adolescente,meu abdômen sempre foi definido, pois fazia, desde pequeno, abdominal em casa, isso ajudava na hora de conquistar alguma namorada,meu pau possuía 19,3 cm e era bem grosso, já havia percebido, através de alguns vídeos pornos, que o meu pau era muito mais grosso que a maioria, na época eu tinha recem perdido a virgindade com uma namorada, uns 2 meses no máximo. espero que vocês tenham paciência já que este é o meu primeiro conto.

Eu chegava do colégio apenas as 13:40, mas neste dia havia uma palestra, então eu fui dispensado muito mais cedo, minha familia é um pouco rica, não muito...muito rica, mas tinha dinheiro o suficiente para eu poder estudar em um colégio particular,um dos melhores da cidade, então...não era nem um pouco comum eu chegar mais cedo em casa, como todo adolescente adorei a noticia, já até havia combinado com a minha namorada de ir a tarde na casa dela e fazer um pouco de sexo, ja que teria mais tempo para fazer minhas tarefas de manha, sempre fui muito responsável.

Cheguei em casa as 11:30,entrei pelo portão de casa e já logo estranhei pois a casa estava toda fechada,minha mãe sempre deixava a casa aberta, sabia que meu pai estava viajando, duas semanas fora, mas minha mãe iria ficar em casa.

a porta de casa estava trancada e eu ouvia gemidos bem alto vindo de dentro da casa no andar de cima, peguei a minha copia dentro da mochila, deixei meus tênis,mochila e coisas que faziam barulho na área de serviço. entrei sem um ruido sequer, e segui para o quarto dos meus pais no andar de cima, com a porta aberta, vi minha mãe fazendo DP,eles estavam de costa para a porta.ela era uma puta, pedia para eles meter com força nela, foi nesse momento que eu percebi o quanto a minha mãe era gostosa, coxas realmente grossas, uma bunda deliciosa, seios fartos, um corpo de uma deusa, pois fazia(e ainda faz) academia todos os dias.

eles metiam nela com vontade, chamavam ela de puta, um negro comia o cuzinho da mamãe, o pau dele era assustadoramente grande, deveria ter no mínimo 30 cm e era quase tão grosso quanto o meu, mais ainda sim o meu era mais grosso,o outro também possuia um membro gigantesco, mais não era como o do negão, tive vontade de entrar e participar da brincadeira, pela primeira vez na vida, senti atração pela minha mãe.

Desci para a sala de estar, peguei a câmera,subi novamente e eles ainda estavam na mesma posição, comecei a bater fotos,eles sairam de dentro da minha mãe ela ficou de frente para porta, quase me viu, mas eu fui rápido, porem deixei a câmera no chão apontada para ela, batendo fotos de 3 em 3 segundos, e recebeu o gozo dos dois no rosto todo, sujou a cama,mas ela não parecia se importar.

- um gozo gostoso, adoro porra de homem, tomaria todos os dias. - escutei a traz da porta do qual eu me escondia.

- sempre que o seu corno não tiver aqui, pode me chamar que eu te dou um trato vagabunda. - deduzi que era a voz do negão.

- me chama também - o outro falou.

Peguei a câmera e segui para baixo, me tranquei no meu quarto, e passei as fotos para o computador, as fotos ficaram muito incriminadoras, então lembrei que as minhas coisas estavam do lado de fora da casa, certamente quando eles fosse sair acabariam vendo, desliguei o monitor abri a porta cuidadosamente,ele ainda não tinham saido do quarto, corri silenciosamente para fora de casa, peguei as minhas coisas e quando ia entrar ouvi o barulho de passos vindo das escadas, me escondi na lateral da casa,após eles sairem escutei o chuveiro ligando,esperei um tempo ela sair, coloquei o tênis e entrei como se estivesse chegado neste exato momento.

Ela estava na cozinha só de camisola, uma camisola muito curta, dava para ver o inicio da sua linda bunda e suas coxas maravilhosas. Tomou um susto gigantesco quando eu entrei, a puta achava que eu não sabia de nada.

- o que vc esta fazendo aqui?

- saí mais cedo, tinha palestra, que bom que deu para ver tudo, ou quase tudo. - havia jogado verde para ver se ela entendia, ela fez uma cara de susto, porem logo voltou ao normal.

- como assim? - ela era uma ótima mentirosa, pelo menos sabia agora, disfarçou seu deslize com perfeição.

abri um sorriso safado para ela e segui para o meu quarto, estava nervoso, minhas mãos estavam formigando,eu iria ou comer a minha mãe hoje ou fazer a minha familia se separar, não me importava com incesto, além do mais nunca havia transado com qualquer outra pessoa que não fosse a minha namorada, que a propósito era bem fogosa, entrei no meu quarto,fiquei só de bermuda, imprimi as fotos, ficaram ótimas,coloquei todas em cima do meu armário e passei uma copia para o meu pen drive.

Ela bateu no meu quarto, abri para ela,ela sentou na minha cama, e me olhando seria falou.

- o que você quis dizer com aquilo a pouco?

- eu vi, você transando com dois caras mãe. - meu tom de voz saiu muito confiante, mesmo estando nervoso, eu parecia confiante.Ela me olhou seria.

- não conte para o seu pai, por favor, não estrague nossa familia. - seus olhos se encheram de lágrimas.

-o que eu ganho com isso? - falei calmo, o nervosismo estava sumindo,mostrei as fotos para ela, eu estava no controle,sentei ao seu lado esperando sua resposta, meu pau ja estava duro, só de pensar o que eu estava preste a fazer.

- eu juro que vou te deixar trazer mais a Sophia aqui - Sophia era o nome da minha namorada.

- eu quero mais que isso mãe, eu quero provar do que aqueles caras provaram. - falei colocando a mão em sua coxa e deslizando até a sua virilha, ela estava sem calcinha,o que me deixou com mais tesão ainda,tirando a minha mão com um tapa ela falou:

- você é o meu filho, eu não posso, é errado.

- o errado você já fez, agora, você também vai ser minha, ou vai perder o marido que te sustenta. - meu tom saiu um pouco grosso, porem estava louco para comer a minha mãe.

- eu não te eduquei para isso, você não é assim. - olhando com um olhar de reprovação.

tirei a minha roupa toda e mandei ela chupar o meu pau, ela hesitou, mas quando eu falei em mostrar as fotos, ela chupou o meu pau com experiência,gozei na sua boca,foi muito esperma,chegou a escorrer pelo lado dos seus lábios carnudos, sem hesitar ela engoliu.

- feliz agora? - falou olhando com um olhar de cachorro sem dono.

- não.

mandei ela ficar de quatro, ela hesitou novamente mas a chantagem funcionou,olhei para sua buceta, depiladinha, cheirosa, nem tinha cheiro de porra,enfiei dois dedos na buceta e comecei a chupar-la,enfiei meu rosto na buceta dela, comecei a chupar loucamente, quando percebi ela estava gemendo um pouco.

- gostas né cachorra? tais gostando de ter o teu filho chupando a tua buceta né? - ela não respondia, não parei de masturba-la,deu uma lambida no seu cu, ela tremeu.

- Fala vagabunda!tais gostando do teu filho te dominar?

-Cala a boca e me chupa seu viado, chupa a tua mãezinha, faz dela a tua puta, faz dela a tua escrava sexual.

Suas palavras deram vida ao meu pau, que começou a subir de leve, eu cai de boca no seu cu.

- mas ja? hum... não para seu desgraçado...aaah... teu pau já tá ficando duro?

enfiei um, dois dedos no cu dela, se não fosse pelo cu estar um pouco assado, nem daria para perceber que ela havia dado para um cara com uma pica daquele tamanho.

enfiei de leve o meu pau naquela buceta linda,e comecei a ir e voltar de leve, nossa que gostosa era a buceta da minha mãe.

-que pau gostoso, filho, que pau grosso, é bem maior que o do teu pai...aah..chifra o corno do teu pai...

comecei a bombear com força ela,estava quase lá e tirei o pau para não gozar, fiquei chupando a buceta dela,quando, em meio aos gemidos bem altos,gozou na minha boca,nunca havia comido um cu na vida, mais estava louco para comer o cu da minha mãe, dei um tapa com força na bunda gostosa dela e comecei a enfiar devagar o meu pau no olho do cu dela.

quando enfiei a cabeça gemeu de dor e eu percebi que não estava nem um pouco lubrificado, mas mesmo assim comecei a roçar meu pau dentro do cu dela,a cada estocada ela gemia,um gemido misturado de prazer com dor, veio a vontade de gozar, acelerei o passo, e segurei o máximo que podia, quando o pau já estava doendo por segurar, gozei loucamente, tinha mais porra ainda que antes, tirei meu pau e fiz ela chupar, chamando ela de putinha e de vagabunda.

Nos deitamos juntos e adormecemos abraçados,acordei era quase 5 horas da tarde, com a minha mãe me chupando de novo, transamos novamente na minha cama e depois tomamos um banho juntos, mais tarde o telefone toca, era minha namorada perguntando porque que eu não fui...

Comentários

24/09/2012 09:04:00
Acho que nem precisava chantagear, querido. Com certeza a mamãe estava carente e com um garanhão gostoso em casa, as coisas iriam acontecer mais cedo ou mais tarde. O conto está excitante. Adorei!
05/08/2011 22:44:23
Uau, Marcos, foi de deixar molhadinha... Não gosto muito de chantagem, mas ela mereceu, por ficar fazendo DP com estranhos e isto sim, entre outros riscos, o de estragar a harmonia familiar. Nota dez! Se puder, dê uma lida no meu conto ¨Como meu filho comeu minha buceta¨. Para achá-lo, é só clicar encima do meu nome. Bjs. Van.
25/06/2011 13:25:39
adorei e gostaria de comer sua mãe junto com vc topas
22/06/2011 15:56:32
cara como eu queria ta no seu lugar, se quiser ajuda me chama ae. s.oliveirall@hotmail.com
20/06/2011 01:08:55
Continuaa ae po
15/06/2011 17:51:35
nota 10 total continua ae po
14/06/2011 22:05:05
Muito bom
13/06/2011 17:57:50
merda d conto
13/06/2011 12:49:42
Belo conto amiguinho, se quiser mais alguem para fuder sua mãe, me chame, tem fotos dela?eumesmoh@hotmail.com
11/06/2011 16:00:41

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.