Esposa viajando sozinha

Um conto erótico de Amoela
Categoria: Heterossexual
Contém 2392 palavras
Data: 10/06/2024 09:31:18

Olá. Eu sou Fabrício, minha esposa Jaqueline. Somos casados há 12 anos. Sou um cara normal, nada acima ou abaixo da média. Minha esposa é uma mulher linda e a cada ano parece que fica ainda mais linda.

Há alguns meses a Jaque veio conversar comigo. Disse que desde que nosso filho nasceu ela não sabe o que é sentir-se sozinha nunca. E, agora que ele está mais crescidinho, ela gostaria de fazer uma viagem sozinha. Sem família, sem amigos, somente ela, fazendo o que ela gosta. Eu compreendo bem a importância de manter a saúde mental. Desde o princípio eu apoiei a ideia e a incentivei. Foi eu, inclusive, quem comprou as passagens e reservou o hotel. Também a ajudei pesquisando alguns passeios para ela fazer.

Como todo casal, após 12 anos juntos tivemos nossos altos e baixos (com muito mais altos), mas nunca perdemos o respeito e o amor de um para o outro. Há pouco mais de 1 ano, sentindo que o interesse em sexo estava muito baixo, tentei apimentar um pouco nossa relação. Tentei introduzir uma terceira pessoa em nossas fantasias. Logo de cara ela deixou claro que não curtia a ideia, mas que respeitava minha fantasia. Enquanto ela sempre se mostrou resistente a essa fantasia, eu estava cada vez mais envolvido por ela, o que acabou gerando algum atrito entre nós. A terceira pessoa, no caso, seria outro homem. Quase toda vez que transamos eu imagino ela com outro, mas respeitando a vontade dela, o faço em silêncio, só para mim.

No começo, quando eu tocava no assunto, ela dizia que nunca rolaria, que era algo que ficaria apenas nas minhas fantasias, sem a participação dela. Porém, com o passar do tempo, eu percebi que era ela quem trazia esse assunto sempre que podia. Fosse num comentário aleatório, numa brincadeira, piada ou sonho. Ela começou a explorar situações hipotéticas. Dizia que me conhece, e se ela ficasse com outro, eu teria ciúmes, cobraria atenção, exigiria poder participar de alguma forma, etc. Ela sondava para saber quais eram os limites, e eu sempre a deixei tranquila para que ela curtisse ao modo dela, sem se preocupar comigo e que gostaria que eventualmente ela me falasse depois, para que eu pudesse curtir esse momento também. Saímos do “isso nunca vai acontecer” para “se for algo espontâneo, pode ser que role”.

Voltando à viagem, pensei que, caso ela estivesse interessada, não haveria melhor oportunidade que essa. Uma semana sozinha, em outro país, com apoio do marido. Mesmo se não rolasse de verdade, para mim seria muito legal se a gente fantasiasse sobre isso.

Antes da viagem sugeri que ela baixasse o app tinder, só para brincar, testar a popularidade e, quem sabe, interagir com alguém e contribuir para nossa brincadeira. Como previsto, ela disse que não faria rs. Como forma de provocação, disse a ela que se ela escolhesse as fotos certas ela receberia pelo menos 10 curtidas no primeiro dia usando o app. Se ela não recebesse, eu assumiria a limpeza da casa sozinho por 1 mês. Ela achou graça, mas o assunto morreu. Alguns dias depois, estávamos limpando a casa, ela reclamou que aquilo era muito chato de fazer e eu a lembrei que ela poderia ter a chance de ficar um mês sem fazer. Ela apenas me olhou e sorriu.

A noite, quando deitamos, ela chegou pertinho de mim e disse que havia baixado o tinder, queria que eu a ajudasse a escolher as fotos, para que eu não desse desculpas depois que perdesse a aposta. Juntos fizemos o perfil dela, eu escolhi as fotos, o que não foi muito difícil, pois ela está sempre linda. Coloquei na descrição que ela estaria na cidade por uma semana e buscando gente divertida para curtir. Ativamos a função viagem no app para ela ficar visível para pessoas daquela região. Terminamos de fazer o perfil e transamos bem gostoso. Não tocamos nesse assunto durante o sexo, mas era claro que ele esteve presente na mente dos dois, pois foi diferente, mais intenso. Dormimos e na manhã seguinte ela me mostrou o celular. 12 pessoas haviam curtido o perfil dela. Eu sorri e disse “eu sabia, vai ter que continuar limpando a casa” rs.

Faltavam poucos dias para a viagem e eu perguntei sobre o app, achando que ela já poderia tê-lo deletado o perfil e desinstalado. Para minha surpresa e alegria, ela disse que tinha muitas curtidas e alguns matchs. Perguntei se ela havia conversado com alguns desses matchs e ela disse que estava trocando mensagens com alguns, mas apenas banalidades. Fiquei animado. Perguntei se poderia ler as mensagens, ela respondeu “claro que não”. Aceitei, mas fiquei com aquilo na cabeça.

Chegou o dia da viagem. A levei ao aeroporto, nos despedimos, falei para ela aproveitar muito o momento que seria só dela. Ela agradeceu pelo apoio, me beijou e foi. Eu voltei pra casa, mas minha cabeça estava lá com ela. 12 horas depois ela me manda mensagem que havia chegado, que iria tomar um banho e já iria passear. Ela foi ao teatro, jantou num restaurante que queria havia tempos e voltou para o hotel. No dia seguinte nos falamos por vídeo, ela me contou todos os detalhes dos passeios que fez, eu ouvi atentamente. Ela disse quais eram os planos para o dia, eu disse os meus. Antes de desligarmos perguntei do app. Ela disse que estava ficando interessante, que as conversas estavam mais profundas. Perguntei se ela iria sair com alguém. Ela disse que haviam convidado ela para um bar, mas que ainda não tinha respondido o convite. Perguntei se ela queria ir, ela disse que o cara era bonito, tinha um bom papo. Perguntei de novo se ela queria ir. Ela disse que iria pensar. Disse a ela para curtir o passeio dela. Não fazer nada por mim. Para ir apenas se ela tivesse vontade. Ela me agradeceu e disse que iria pensar. O dia transcorreu normalmente, sem nenhuma novidade nesse sentido. No fim do dia conversamos por vídeo novamente. Perguntei se ela tinha planos para a noite e ela respondeu que tinha aceitado o convite e iria conhecer o cara dali 2 horas. Meu coração disparou na hora. Senti que o dela também, pois ela, que é bem branquinha, corou na hora. Rimos da situação. Ela perguntou se eu tinha certeza, respondi que sim. Perguntei o mesmo, ela disse que achava que sim. Ela me perguntou se eu queria estabelecer alguma regra antes. Eu disse que a única regra era ela se divertir e fazer apenas aquilo que tivesse vontade. Ela sorriu e nos despedimos para que ela fosse tomar banho.

Uma hora depois ela me liga novamente, ficamos conversando por vídeo enquanto ela se arrumava. Aquilo foi maravilhoso. Não tocamos no assunto, ela ficou me falando dos passeios que fez, do que pretendia fazer nos dias seguintes, o que havia comido, eu falei de como estavam as coisas em casa, tudo isso enquanto ela se arrumava, se maquiava, se perfumava para sair com outro. Fui vendo ela ficando ainda mais linda. Ela pediu minha opinião sobre qual a roupa e sapato eu achava mais bonito, eu dei minha opinião e no final ela estava um espetáculo. Faltavam 20 minutos para o date dela. Eu a elogiei, disse que estava com inveja do amigo dela naquela noite e disse para ela curtir muito. Ela disse que me amava, desligou e foi.

Em casa eu fiquei pensando apenas nela. As horas foram passando, o sono bateu e fui dormir sem notícias dela. Acordei e tinha mensagem dela. Ela disse que a noite havia sido muito legal, que me contaria tudo pela manhã quando acordasse. Demorou algumas horas ainda até que finalmente ela acordou e me mandou mensagem. Ela me ligou com vídeo e ficamos ambos em silêncio, sorrindo. Quebrei o gelo perguntando “e aí, como foi a noite?”. Ela disse que foi divertida. Perguntei se ela queria falar sobre. Ela respondeu que sim e começou. Ela disse que chegou no bar combinado e o cara já estava lá. Disse que ele era mais bonito pessoalmente e que era uma companhia muito agradável, divertido e com um bom papo. Disse que ele era muito respeitoso e que não tentou nada durante todo o tempo no bar. Ela até pensou que ele não estaria interessado. Ao saírem do bar ele se ofereceu para acompanhá-la até o hotel. Ela aceitou e foram. Chegando lá ela agradeceu pela companhia e quando foram se despedir ele se aproximou para um beijo e ela permitiu. Disse que foi um beijo gostoso e longo. Ele a convidou para saírem novamente no dia seguinte. Ela disse que gostaria e ele foi embora. Ela me contou tudo com muita naturalidade, enquanto eu tentava não demonstrar que meu coração estava saindo pela boca rs. Ela perguntou como eu me sentia. Disse que tinha um mix de sensações, mas que tinha gostado. Fiz a mesma pergunta a ela, que respondeu que se sentia muito bem. Que há muitos anos não tinha essa sensação de primeiro encontro e que não lembrava mais como era gostoso. Perguntei então sobre o segundo encontro. Ela disse que ele a buscaria no hotel para irem a outro bar com música na região.

Ela curtiu o dia fazendo os passeios que havia planejado e a noite me ligou novamente enquanto se arrumava para sair. Ao contrário da noite anterior, quando havia vestido uma calcinha normal, notei que ela colocou uma calcinha um pouco menor, com um pouco de renda. Dei risada e comentei “bonita calcinha”. Ela deu risada e não falou nada. Ficou novamente linda, se despediu e foi. Logo fui dormir. No dia seguinte tinha mensagens dela desejando boa noite, dizendo que havia sido muito gostoso e que me contaria tudo pela manhã. Quando acordou ela me ligou, contou que ele a buscou no hotel, se beijaram e foram como um casal para o bar. Ela disse que eu teria adorado o lugar, que tinha muitos tipos de cerveja e tinha música também. Disse que eles dançaram, curtiram, conversaram e se beijaram muito. Apesar de uma mão aqui ou ali, ele seguia muito respeitoso. Diferente do que estamos acostumados no Brasil. Chegando ao hotel, ela até pensou que ele tentaria algo, mas apenas se beijaram e se despediram. Brinquei que ela gastou a calcinha fio dental à toa. Rimos muito rs. Mas eles ficaram de sair novamente na noite seguinte.

Quando chegou a noite, mesmo ritual, mas durante a chamada de vídeo notei que ela colocou uma calcinha ainda menor, toda transparente. Já havíamos perdido a inibição inicial e brinquei “hoje tem, hein”. Ela riu e disse que achava difícil, por ele ser tão devagar. Eu lembrei ela que aquele seria o terceiro encontro. Se tudo que aprendi vendo séries e filmes estava certo, essa seria a noite. Rimos demais. Não sei se foi coincidência, mas para o terceiro encontro ela ficou ainda mais linda. Desejei boa sorte, pedi pra ela aproveitar. Antes de sair pedi pra ela abrir o bolso externo da mala dela. Ela não entendeu o pedido, mas abriu. Havia um pacote de preservativos e lubrificante, que eu havia comprado e colocado ali. Havia também uma lingerie vermelha linda que comprei pra ela há um tempão, mas ela nunca usou. Ela fez cara de chocada, eu disse pra ela curtir com responsabilidade. Desligamos e ela foi.

Dormi e quando acordei vi que tinha mensagem dela desejando boa noite, nada mais, mas notei que ela estava on-line. Mandei um bom dia e perguntei como tinha sido a noite. Logo ela visualizou a mensagem e começou a digitar. Disse que havia sido muito boa. Perguntei porque ela ainda estava acordada, já que era tarde lá e se ela queria falar por vídeo. Ela disse que estava sem sono, mas que não poderia falar por vídeo naquele momento. Perguntei o motivo, ela disse que não estava sozinha e mandou esse emoji 🤭. Perguntei se eu estava atrapalhando, ela disse que não, que ele estava dormindo. Fiquei em choque. Uma sensação muito boa percorreu todo o meu corpo. Perguntei como tinha sido a noite, ela respondeu que foi muito boa. Disse que eu tinha razão sobre a teoria dos 3 encontros. Disse que eles curtiram muito a noite. Na volta para o hotel eles se despediram, mas ele não queria parar de beijá-la. Ela disse que estava muito gostoso e perguntou se ele queria subir. Ele disse que adoraria. Foram se beijando no caminho, chegando no quarto a coisa esquentou, eles foram se despindo e caindo na cama. Ela disse que ele era sempre muito gentil, mas firme e que sabia o que fazia. Ela não quis entrar em detalhes, mas disse que ele veio por cima, ela deu a ele uma camisinha das que eu mandei e eles transaram gostoso até ela gozar intensamente. Eu a conheço, quando ela goza ela termina e quer dormir rs. Ela disse que como ele ainda não tinha gozado, ela ficou de 4 e chamou ele, para ele terminar logo e ela poder dormir. Ela disse que estava muito gostoso, que logo ficou muito excitada e percebeu que ia gozar de novo. Ela começou a gemer alto, ele percebeu e eles gozaram juntos. Logo eles desabaram, ele dormiu e ela ficou ali sem sono. Perguntei como ela se sentia, ela disse que havia sido muito gostoso, que não lembrava como era boa essa sensação de ficar com alguém novo. Perguntei se ela continuaria vendo ele, ela disse que sim. Ela perguntou como eu me sentia, eu disse que não sabia explicar o por quê, mas que estava gostando muito da situação. Ela disse que estava ficando com sono, se despediu e foi dormir.

A viagem seguiu por mais 4 dias. Todas as noites ele dormiu no quarto dela. Ela ainda não se sentiu à vontade para me contar detalhes, mas disse que eles fizeram muitas coisas, que ela usou a lingerie vermelha e que ele ficou louco quando a viu usando. Espero ter mais detalhes desses 4 dias para escrever um outro conto.

Agora estou aqui, escrevendo esse conto enquanto espero por ela no aeroporto com flores nas mãos. Espero que ela se sinta à vontade para me contar como foi a semana dela. Não vejo a hora de curtir esse momento só eu e ela.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 42 estrelas.
Incentive Amoela a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil genérica

Que delícia. Tua gata é maravilhosa demais.

1 0
Foto de perfil genérica

É preciso retirar o TAG "traição", pois não houve.

1 1
Este comentário não está disponível
Foto de perfil genérica

Que delícia de relato. Espero que ela conte todos os detalhes para você e que vocês sintam muito prazer, curtindo juntos ou separados.

1 0
Foto de perfil genérica

Olá sou de São Paulo e busco esposa liberada ou casal que o marido quer ver sua esposa tendo prazer com outro hom.

Sou um homem discreto, onde a descrição, o sigilo e o respeito deve prevalecer sempre.

Estou deixando meu contato, para que possamos conversar e nos conhecermos, mesmo que não aconteça nada será um prazer ter novos amigos.

11988318690 Marcelo.

comedordecasadacoroa@gmail.com

2 0

Listas em que este conto está presente