Sexo Matinal - 13

Um conto erótico de Lore <3
Categoria: Lésbicas
Contém 2029 palavras
Data: 09/06/2024 20:22:37

Acordei e ainda estávamos na mesma posição em que dormimos, conseguia ver o seu lindo rosto bem queimado do sol dos últimos dias, seu cabelo agora estava um pouco mais bagunçado e sentia sua respiração bater no meu seio direito. A boca bem vermelha me fazia salivar por um beijo... Enquanto eu a admirava, senti seu corpo se mexer sobre mim e Júlia acordou. Ela sempre acorda de bom humor. Deu um lindo sorriso e me beijou. O que era pra ser um beijo de bom dia, virou um beijo longo, lento e excitante. Segurei sua nuca e pressionei sua cintura contra mim e ela apertava meu peito.

- Acordou animada, môh? perguntei rindo

Ela não respondeu, abocanhou meu seio, me encarando como se quisesse dizer: "o que que você acha?!". Suspirei com as mamadas que ela dava, as pequenas mordidas e a maneira que ela intercalava um e outro na boca. Eu estava ficando maluca, prestes a gozar. Empurrei a cabeça dela para baixo e pedi gemendo baixinho: - Me chupa, sua gostosa do caralho!

Assim que ela encostou a língua, meu corpo estremeceu e ela sugou todo o líquido que saiu de mim!

- Vem, chamei para meu colo e ela veio me beijando

Coloquei três dedos e ela começou a subir e descer rebolando neles, depois de um tempo ela não conseguia mais se concentrar no beijo apoiou seu rosto no meu pescoço onde eu sentia seu hálito quente enquanto ela arfava derramando seu suco em minhas mãos.

- Bom dia, gatinha! falei

- Bom dia, meu amor! falou ela sorrindo - Vamos tomar banho?

- Vamos! Falei animada

- Só banho, amor. Abaixa o fogo, ainda tenho que lavar e finalizar meu cabelo

- Tá bom... concordei, fingindo tristeza

Terminei meu banho antes e fui para sala onde estava meus irmãos. Tinha certeza que eles iam falar alguma coisa, pelo jeito que saíram do quarto ontem, sabiam o que tinha acontecido. Mas eu estava tendo um dia tão booooom, nada iria abalar isso. Pelo menos era o que eu achava.

- Irmaaaa, e aí como foi sua noite? Animada? - Loren

- Boa demaissssss, e o dia melhor ainda - respondi

- Hahahahaha, insaciáveis. Por isso que ela estava precisando de gelo naquele dia - Lorenzo

- A gente poderia viajar né, falei do nada

- Ué, estamos em viagem já - disse meu irmão

- Para outro lugar, aproveitar os últimos dias do recesso. Já acabaram as festas mesmo

- É uma boa, animou Loren

- Mas para onde? - Perguntei para eles

- Huuuuum, poderia ser outro estado, um não muito longe - sugeriu minha irmã

- Sergipe ou Minas? Completou meu irmão

- Eu voto Sergipe, nunca mais fomos, e eles concordaram

Agora era só convencer Juh, que agora aparecia na sala com um rostinho não tão feliz quanto quando eu a havia deixado

- O que foi, gatinha? Perguntei batendo no colo para ela vir sentar e foi o que ela fez. Estava com um cheirinho gostoso fresco e leve de alfazema, seu cabelo estava enrolado na toalha e ela segurava um pote de creme em suas mãos

- Meu Cabelo - disse com uma voz triste - não está ficando bom esses dias, não sei o que faço

- Que calúnia - falei enchendo o pescoço dela de beijo - seu cabelo tá sempre um espetáculo

- Não tá não, o mar acaba com ele

- Vocês são tão gays, falou minha irmã - se vocês puderem desgrudar um pouco, eu finalizo - acho que nunca comentei mas o meu cabelo e o de Lorenzo são ondulados e o de Loren é cacheado

- Não posso, não, falei cheirando o pescoço de Juh

- Amor, eu vou e volto - falou tentando levantar

- Não vai, não - abracei seu corpo

- É rápido - me deu um beijo

- Nunca é rápido - dei outro beijo mas deixei ela ir

- Que grude, mdssss - falou minha irmã

- Acho que precisamos arranjar alguém logo, ou vamos ficar amargurados - falou Lorenzo

- Amor, estamos pensando em ir para Sergipe - falei

- Legal, não conheço, quando?

- Amanhã? Depois de amanhã? - Falei sem saber

- Amanhã logo, a gente roda a cidade hoje e amanhã vamos - Falou Lorenzo

- Vocês são malucos, só pode, é impossível a gente sair assim tão as pressas - falou Juh

- Não vai ser uma viagem longa, a gente se ajeita e vai. Você é mais nova que eu, deveria ser menos despreocupada - falou Lorenzo

- Vocês que são de boa demais com tudo - rebateu Júlia

- O que te preocupa? Perguntei tentando parecer compreensiva

- Passagens? Hotel? Tudo?

- Passagem no cartão do pai aqui - falou Lorenzo - e o hotel a gente racha

- Não isso, mas se vamos conseguir - respondeu Júlia

- Vamos, ué, não estamos com pressa

- Cunha, eu acho que você perdeu essa, vai ter que aceitar ir com a gente - brincou Loren

- É, sempre perco contra vocês... Falou Juju meio inconformada

- Não fica assim, vai ser perfeito... E a gente já pode ficar na minha mãe quando voltarmos

- Meu Deus, mais coisas para eu me preocupar - desabafou

- Acho que você tá na TPM - falei

- É, pode ser também, mas não deixaria de me preocupar se não estivesse

- Só a menstruação descendo pra vocês saírem do cio - falou minha irmã

- Não entendi, irmã? Seus machos não aproveitam a sua lubrificação natural? - falei ironicamente

- AMOR, PARA QUE A GENTE NÃO É ASSIM - falou Júlia alto para que eu parasse de brincar

Mas todos já estávamos rindo

- Pronto, tá linda, para de procurar defeito - falou Loren quando terminou de pentear o cabelo de Juh, ela deu um beijinho no rosto e falou: "você é a melhor cunhada do mundo".

Fizemos uma trilha com quadriciclo, trilha não, uma corrida. Foi bem divertido, estávamos bem sujos e resolvemos tomar um banho de mar para finalizar o dia. Brincamos bastante na água e quando estávamos perto de ir embora, eu quis comprar água de coco e Loren sorvete. Lorenzo já estava lá encerrando a conta dele e Juh ficou na mesa um pouco afastada do quiosque olhando nossas roupas.

~ A partir de agora irei narrar o que ela me contou que aconteceu, pedi que ela escrevesse para vocês mas ela é tímida e disse que não conseguiria expressar direito.

Ela estava sentada mexendo no celular, quando ouviu pequenos passos em sua direção, se assustou ao ver Milena, minha filha, a abraçando chorando desesperada

- Me perdi do papai, tia Juju - disse Mih

- Calma, meu amor, a sua mãe só foi comprar uma água de coco e volta, aí ela liga para o seu papai ou você fica com a gente. Se acalma, agora tá tudo bem

- Ele vai ficar bravo, falou para eu não brincar longe mas quando olhei para os lados não vi mais ele

- A gente explica pra ele, falou tentando alcama-la

- MILENA, VEM AQUI AGORA - ouviram um grito masculino de fundo

Juh carregou ela e levou até ele, era o pai dela, para explicar, estavam nervosas

- VOCÊ, SOLTA MINHA FILHA AGORA - avançou ele

Milena voltou a chorar agora agarrada a Júlia, que não a soltou

- Olha, ela só apareceu aqui com medo e... - CALA A BOCA - interrompeu ele puxando minha filha dos braços de Juh - VOCÊ NÃO TEM QUE SE METER EM NADA! VOCÊ NÃO É NADA DA MINHA FILHA!

Júlia estava assustada e chorando já

- Você é só mais uma puta que ela vai comer e largar na falha intenção de me esquecer - falou com o dedo na cara dela

E foi quando, ainda de longe, avisei eles três e saí correndo deixando os cocos caírem, meus irmãos de início não entenderam mas ao olharem a direção em que eu corria, fizeram o mesmo

Eu não detalho muito o meu ex aqui pois ele tem um cargo alto e importante. Ninguém sabe de que um homem armado e agressivo é capaz...

Quando cheguei ele estava soltando o pulso de Júlia agressivamente, jogando.

- CARALHO, PARA COM ISSO. O QUE TÁ ACONTECENDO AQUI?

Imediatamente peguei minha filha dos braços dele e fui para o lado de Juh, as duas choravam muito.

Meu irmão que vinha a toda velocidade se jogou contra ele e... Acabou sofrendo um pouco, se tiver alguém que manja um pouco de jiu-jitsu lendo sabe que no chão... Ninguém tem vez. Loren chegou e eu pedi que ela chamasse um Uber e levasse Mih para casa.

Alguns homens que viram a cena, separaram eles dois.

- Tá vendo? Conseguiu o que você queria? Atenção? Porra, não consegue seguir a sua vida? Me deixa seguir a minha! - Você não respeita nem sua própria filha, seu filho da puta. Armou o circo na frente dela. Agora, parabéns assustou uma menina de 7 anos que vai guardar isso na memória para sempre.

- Essa sua puta aí que veio se meter onde não lhe cabia. Quer culpar alguém culpa ela. - disse ele

- Você respeite a minha mulher, aliás nem sei se posso pedir isso, não consegue manter cortesia com Milena. Mas eu posso pedir para você não se meter na minha vida. Fica longe da gente.

- Cadê Milena? falou ele procurando nossa filha

- É um pai tão bom que nem notou que faz tempo que ela não está aqui. Eu jamais deixaria ela sair com você desse jeito. Agora você vai conhecer o inferno.

E saímos...

Chegando em casa, Loren não estava com Milena e liguei para saber por onde andavam, ela me explicou que achou perigoso voltar para casa por ele saber onde ficava e foram a um parque. Mas eu queria minha filha comigo então pedi que ela a trouxesse mesmo assim. Mas minha irmã foi muito inteligente ao pensar assim.

Eu estava abraçada com Juh que ainda chorava me contando como tudo aconteceu.

- Lore, ele foi um estúpido, achei que ele fosse bater em nós duas ali mesmo. Você deveria tomar uma medida judicial... Eu achei que ia morrer

Meu coração estava partido, minha família não estava segura... Era tudo culpa minha... Comecei a chorar também pedindo desculpas pelo que tinha acontecido. E agora éramos duas pessoas desesperadas uma tentando acalmar a outra... E, por incrível que pareça, deu certo... Nos acalmamos, principalmente porque Milena iria chegar. Agora eu passava um pouco de gelo na mão do meu irmão, que estava inchada e Juh colocava um curativo em um corte na testa. Agradeci a ele por ter se arriscando e ele disse: - Que isso, sempre quis acertar ele rs

Mih chegou com minha irmã, agradeci a ela também e subi sozinha com minha filha para conversarmos sobre o que tinha acontecido. Ela já estava calma, contou que tinha brincando bastante mas eu senti a necessidade de desenrolar o assunto, para ser menos traumático. Depois que de falar bastante, eu tinha algumas ligações a fazer.

Primeiramente para meu advogado, segundo para a psicóloga de Milena, terceiro para os pais do meu ex e quarto para minha mãe...

Vi o que dava para fazer com o advogado e deixei ele a par de tudo, conversei com a drª para abordar o assunto nas próximas consultas, expliquei tudo que aconteceu e as medidas que já tinha tomado pra os pais do embuste. Eles sempre me apoiaram e sabiam o filho que tinham, então não foi muito complicado e por fim liguei para minha mãe eu tinha chorado com Júlia mas estava com um nó na garganta que só ela poderia me ajudar... Contei sem mencionar Juh, mas no final da ligação disse que iria lá em breve e teria uma surpresa.

- É, gente, - falei voltando para sala -eu estou sem clima para viajar, acho que vou voltar para casa... Mas não acho justo com vocês, achei que têm que ir

- Nada disso, esse filho da puta não vai estragar nossa viagem - bradou meu irmão

- Isso, vamos usar essa situação como gasolina para fazer ser inesquecível

Juh veio me abraçando e disse: - Vai ser perfeito, môh... E Mih vai adorar ir com a gente

- Então terei que comprar roupas para ela lá... Falei já convencida que iríamos

Minha filha e minha namorada já dormiram e as vendo ali, do meu lado, bem... Voltei a chorar, resolvi ver se meus irmãos estavam acordados para desabafar com eles e estavam. Passei a noite lá, eles me fortaleceram, me animaram, me distraíram e de manhã, não tão cedo, partimos para nosso destino!

Eu ainda estava abalada, Juh também. Agora Milena estava a mil na cabeça dos dindos perguntando tudo sobre a viagem.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 12 estrelas.
Incentive Lore a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil genéricaLore Contos: 14Seguidores: 11Seguindo: 0Mensagem Contando minha história de amor, com muita sacanagem

Comentários

Foto de perfil de Paulo Taxista MG

Nossa que situação chata essa com o ex, pelo menos no que vc falou, vc tem apoio dos pais dele, agora deixar na mão do advogado, pedindo essa medida protetiva.

Agora aguardar os próximos capítulos.

0 0
Foto de perfil genérica

Obrigada por acompanhar, esses dias devo voltar a postar!

0 0