Minha Irmã e Eu realizamos as Fantasias Sexuais do Vizinho - Parte 3 (final)

Um conto erótico de Feiticeira
Categoria: Grupal
Contém 1679 palavras
Data: 09/06/2024 10:39:18
Última revisão: 09/06/2024 10:48:30

- Bem, Eu gostaria ... ehhhh ... de ... sabe .... de experimentar ... um beijo grego.

Não é dos meus preferidos, mas com alguns cuidados dá para fazer. Como o Gabriel já precisava finalizar, fomos nós três tomar um banho juntos e aproveitamos e fizemos todos os preparos para o Beijo Grego.

Depois de tudo certo, o Gabriel se inclinou no box e eu me abaixei atras dele e comecei a lamber o ânus e ao mesmo tempo masturbava o pênis. Ele simplesmente adorou ... e não demorou para gozar de novo.

Depois foi a vez da Loise, mas enquanto ela chupava atrás, ao mesmo tempo eu comecei a chupar o pau do Gabriel.

Ficou uma chupando atras e outra chupando na frente. O Gabriel delirava de prazer!

Depois ele veio chupar a minha bunda. Ele caiu de boca no meu cú. Chupou, lambeu e até mordeu, com tudo.

Tive que até pedir para ele ir com mais calma ... ele tava dando umas mordidas fortes e a região é bem sensível ... ele estava querendo literalmente comer meu cu.

Depois ele chupou a bundinha da Loise também.

- Meninas, eu sei que já foram os três desejos, mas queria finalizar com um beijo triplo.

Nós três nos beijamos na boca ao mesmo tempo. O Gabriel ficou um pouco e saiu, ficamos eu e a Loise nos beijando na boca.

O Gabriel então começou a apalpar a minha bunda com uma mão e com a outra ficou apalpando a bunda da Loise, isso tudo enquanto rolava o beijo na boca entre minha Irmã e eu.

O Beijo não acabava nunca, e o Gabriel começou a descer as mãos até as nossas bucetas e passar o dedo. E por fim, introduziu simultaneamente um dedo no meu cú e outro dedo da outra mão no cú da Loise.

Até que finalmente paramos de nos beijar

O telefone do Gabriel tocou de novo e ele se apressou, e foi embora.

Tinha sido um tesão. Os dois são muito gostosos ..

Mas agora só tinha ficado eu e a Loise,

Eu fiquei pensativa, enquanto caía a ficha do que tinha acontecido naquele quarto. Nesse momento minha irmã chegou perto de mim e falou:

- E aí puta! No que está pensando?

- Eu tô pensando que estou traindo meu marido, dessa vez com um dos amigos dele, que também sou amiga da esposa dele, e que eles moram no mesmo Condomínio, e que nós nos vemos praticamente todos os dias. Estou pensando nos anos que fui garota de programa e que agora sou dona de casa e quanto isso mudou minha vida. Mas estou pensando principalmente que eu transei com minha irmã, que é uma gostosa, e o quanto isso é confuso ...

- Quanto ao teu marido, você acha que o Leonardo é fiel a você?

- Você tá sabendo de alguma coisa?

- Não, mas você já viu o jeito que ele me olha, e olha para outras mulheres. Aliás ele já veio com uma conversa para cima de mim ... só que eu falei para ele, que ele é casado com minha irmã.

- Que se foda também, se ele tiver me traindo, não vou continuar com o casamento assim por muito tempo.

- Parece que você tá precisando de um terapeuta...

- Uma vez eu já fui no terapeuta, antes de casar, e não deu muito certo ...

- Por quê? O que aconteceu?

- Acabei dando o cú para o terapeuta e tive que parar.

Minha irmã teve uma crise de risos.

- Não acredito ... (risos) ... você deu para o terapeuta ... você não consegue sossegar essa periquita nem quando vai no terapeuta ... (risos) ... Não acredito ... mas será que não é antiético o terapeuta comer teu cu ... (risos) ... deve estar escrito em algum lugar: É proibido o terapeuta comer o cú da paciente, mesmo que a paciente seja uma puta.... (risos) ... Vai em um terapeuta mulher ... Ah não ... pode ser que vocês transem do mesmo jeito ... você tem que ir num terapeuta bem feio, que não te atraia,,, (risos) ... por favor bata em mim, para ver se eu consigo parar de rir ... me dá uma porrada , sei lá , não consigo para de rir ...

- Engraçadinha, olha que eu te bato mesmo ... mas por enquanto eu vou fazer terapia com a Doutora Cerveja (peguei uma garrafa de cerveja para mim e outra para a Loise). Na minha época de garota de programa, não bebia muito para conservar a boa forma, mas agora tô casada mesmo...

- Ah desculpe, mas você fez porque quis, aliás você armou uma superprodução para o Gabriel, com esse negócio de Jeannie e os desejos, você acha que vale a pena?

- Eu e o Gabriel tivemos uma conexão a uns anos atrás, quis fazer isso para ele e por mim. E além disso, daqui pra frente, toda vez que ele ouvir uma música da Christina Aguilhera, ele vai lembra de mim.

- Por tabela, vai lembrar de mim também. Mas eu acho que homem é tudo igual, só querem nos comer ... tá certo que o Gabriel é gostoso ... que tem uma alta posição numa multinacional. Mas veja, ele te conheceu no puteiro, veio aqui traiu a esposa dele com nós duas ... homem é tudo igual.

- Ah você já sabia que eu conheci o Gabriel a uns anos atras, no puteiro? Nem lembrava que tinha te contado essa estória, também não lembrava que tinha te contado da posição dele na multinacional.

- Nos últimos tempos você só fala dele ... nem percebe... Mas mudando de assunto, daqui um mês mais ou menos eu vou tirar umas férias e viajar, preciso que você tome conta do sexshop para mim. A Tainá, que é a minha funcionária vai te ajudar, depois eu te passo como tudo funciona, inclusive os aluguéis desses quartos.

- Você virou empresária ... você sempre foi mais esperta que eu ... Cuido do sex shop sim.

- Obrigada. Só não não dê o cú pra ninguém aqui no sexshop ... (risos) ... a Tainá é bem bonita, mas é para ter profissionalismo, tá¿ ..(risos)... E se te servir de consolo, eu também já fiz uma performance cantando uma música da Chirstina Aguilera, ela canta “Lady Marmalade”, daquele filme Moulin Rouge.

- Você cantou o tema do filme Moulin Rouge para aquele teu namorado francês, eu lembro, você até viajou pra França e aprendeu a falar francês com ele.

- Voulez-vous coucher avec moi, ce soir¿

- Metida ... você sabe que eu não entendo nada, não tenho ideia do que disse

- Não importa, vou te mostrar a terapia da língua ...

- Terapia da língua? Como funciona? Parece bom ...

- Deita, relaxa, essas pernas e vai entender como funciona.

- Aí maninha, acho que essa terapia vai ser muito boa ... Veja como minha bucetinha também é rosa, igual sua ...

A Loise veio , começou a massagear minhas pernas e depois a acariciar minha buceta, até que encostou a língua ... Senti aquele mesmo arrepio ... e realmente naquele momento esqueci de tudo ... só me concentrei no prazer do momento ...

- Hey sister, go sister, flow sister

__________________

EPÍLOGO

Depois desse encontro, o Gabriel decidiu alugar uma casa fora do Condomínio e se mudar para lá com a família, acho que porque para ele era difícil ficar convivendo no mesmo Condomínio comigo e com o Leonardo e escondendo que tivemos um caso.

Chegaram as férias da minha irmã e eu fui trabalhar no sex shop enquanto ela viajava, e eu ainda continuava com as obrigações de síndica, tava bem corrido.

A minha irmã estava se divertindo, mandou umas fotos para a Tainá. A Loise estava em Buenos Ayres.

Fiquei um pouco chateada dela mandar fotos só para a Tainá e não para mim, mas tudo bem

Nesses dias corridos, a Cirlene me manda mensagem, dizendo que estava aflita e precisava falar comigo.

Tive de tirar um tempo para ir na casa dela.

- Oi Cris, que bom que você veio, você me disse que está corrido. Obrigada por tirar um tempo para mim.

- Imagina Cirlene, sei que vocês acharam a casa e fecharam o contrato de aluguel, vai começar a mudança?

- Pois é Cris, o Gabriel que veio com essa ... disse que não se acostumou aqui no Condomínio. Mas é justamente sobre isso que eu queria desabafar contigo, o Gabriel anda meio estranho de uns tempos para cá. A uns 4 sábados atrás ele saiu dizendo que ia fazer horas extras na empresa, mas voltou tarde para casa e cheirando bebida ...

- Vai ver que ele teve reunião com algum executivo, eles sempre acabam bebendo alguma coisa.

- Pois é, mas ele começou a agir estranho, não vai contar para ninguém, tá? ... mas uns dias atrás, nós estávamos em um momento intimo, sabe? ... e ele me chamou de feiticeira ...Achei estranho ... depois comentando com ele, ele me disse que eu enfeitiço ele na cama, por isso ele me chamou de feiticeira.

- Então Cirlene, isso é normal, serve até para apimentar a relação ...

- Mas eu achei tão estranho, ele nunca foi disso ... mas tudo bem. No outro dia ele estava sonhando, parecia um sonho erótico sabe? ... e no meio do sonho ele chegou a gemer e falou um nome ...” Luiz" ...

- Luiz !!!!! ????

- Pois é também achei estranho.

- (Filho da puta pensei) Sonhos são assim, deve algum conhecido dele que se chama Luiz, não se preocupe.

- Também achei estranho que de repente ele virou fã de uma cantora .. Cristini Agoleira... Nunca tinha ouvido falar. Sabe Cris, quando parece que tem algo que você não tá notando¿, que passou despercebido¿, parece que uma peça não encaixa ¿.... Bom, Mas acho que vc tem razão, Talvez seja só coisa da minha cabeça ... Você poderia vir mais aqui esses dias ... vou sentir sua falta quando me mudar... Te considero mais que uma amiga ... Para mim você já é uma irmã ... venha me visitar esses dias ... o Gabriel tá viajando .. tô meio sozinha...

- Ah, ele tá em São Paulo novamente

- Não, dessa vez ele foi visitar a filial da Argentina...

- Da onde ¿¿¿¿!!!

- Bom sabe, é uma empresa muito grande, está no mundo inteiro ... Ele foi ver um projeto lá na Argentina ... eu não pude ir junto por causa da nossa filha ...

(ela se levantou, veio e me deu abraço)

Mas como eu estava dizendo Cris, eu confio em você como confiaria em uma irmã ...

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 9 estrelas.
Incentive Feiticeira a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários