No ônibus de viagem com papai

Um conto erótico de Liandra
Categoria: Heterossexual
Contém 1138 palavras
Data: 02/04/2024 01:45:09

Olá meus amigos hoje eu vou contar o que aconteceu comigo alguns anos atrás em uma viagem que fiz com papai era do interior aqui do Maranhão para capital uma viagem de 16h00 longa e essa foi bem agradável. Vou usar nomes fictícios porque isso foi verídico na época meu cabelo longo bem Escuro baixinha pertinho redondinho perna grossa e bumbum redondo e firme e eu sou bem branquinha. Me chamo Paula e o nome do meu pai e Adão, papai teve que viajar por que o irmão dele estava doente e ele queria ver seu irmão caso ele não vivesse mais, mamãe não quis ir então ela perguntou para o meu pai se eu poderia ir com ele já que na época eu ia entrar de férias da escola.

Papai sempre foi um homem sério jamais se insinuou ou usou de malícia para me provocar ou se insinuar pra mim.

Sempre fomos uma família normal papai não é muito alto de tempos em tempos ele malha,mais certo dia peguei a minha mãe sem querer comentando com a irmã do meu pai que ele tinha guarda-chuva entre as pernas, achei estranho mas não deixei que ela me visse.

Chegou o dia da viagem pegamos nossas mochilas eu de vestido pra facilitar a ida no banheiro sem soutien claro meus seios sempre foram durinhos, papai de bermuda e camiseta folgada.Vamos Ao culto, o dia inteiro a gente batendo papo conversando normalmente sem falar de namorados ou qualquer coisa que seja sobre a poltrona desconfortável já estava me deixando cansada com sono já era umas 5h00 da tarde papai perguntou-me se eu não queria deitar a cabeça em sua perna falei que sim mas queria no banheiro primeiro fazer xixi, voltando não lembrei de pegar nem sol para cobrir minhas pernas deitei minha cabeça e fiquei ali com as pernas baixadas e dobradas minutos depois sem querer ser maldosa perguntei as pernas e continuei com elas dobrada investido desceu quase que dava para ver a calcinha não sei se foi por isso mas senti Uma coisa dura me incomodar estava apertando na minha testa olhe para cima e papai ou estava dormindo ou fingindo achei aquilo interessante subi um pouco mais a cabeça e coloquei pertinho da minha bochecha encostando na minha orelha,minutos em minutos eu Mexia minha cabeça para ficar esfregando aquela rola no meu rosto,já não conseguia mais dormir, olhava para papai e ele continuava a dormir subi mais um pouco a minha cabeça e acomodei minha bochecha bem encima daquela rolona e fiquei ali uns 10 minutos alisando o meu rosto naquele pau, já estava começando a escurecer e dentro do ônibus já estava escuro o motorista acende a lâmpada do ônibus e anuncia que vamos parar para jantar antes de levantar no colo do meu pai aperta com força no rosto aquele pão e levanto ,acordo ele é digo papai vamos

jantar agora e saio em direção ao banheiro e peço pra ele me esperar. quando eu chego no banheiro que eu passar a mão na minha Pepeka ela estava toda barbada e sem creditar no que eu fiz fico enlouquecida quase que tenha um orgasmo só imaginando a cena. Papai também vai ao banheiro jantamos e voltamos para o ônibus eu aproveito com a minha carinha de safada e pergunto para papai você poderia novamente dormir com a cabeça no seu colo e ele disse prontamente que sim meu colo é todo seu bebê, eu também vou dormir estou cansado ele diz eu como sou besta quando eu fui no banheiro tirei logo a minha calcinha e não vestiu ontem, começando ainda tudo claro papai se levanta Pega munição na mala e passa por trás dele e pergunta se eu quero me molhar também eu digo que sim, próximo de mim e por cima dele aí eu me deito com a cabeça em sua perna ainda distante daquele caralho grande não demora muito eu pergunto papa?, ele não responde parece que já está dormindo mas aquele pão já estava duro subia cabeça já coloquei meu rosto bem cima daquele monstro que começou alisar com meu rosto aquele cheiro pau começa a me deixar nunca eu nunca tinha visto uma rola na vida como estávamos embrulhados eu me atrevo a subir a minha mão e começar analisar aquele pão que estava pertinho do meu nariz, Nesse momento papai passar a mão no meu cabelo e pergunta bem baixinho, bebê você quer que eu coloque pra fora só se você quiser ? Balanço a cabeça e digo bem baixinho sim, E desabotoa eu o ajudo abre o zíper ele puxa com dificuldades a bermuda para baixo e aquele pau enorme salta pra fora batendo em meu rosto eu seguro com a mãe começa a cheirar e ele fala, chupa, me afasta um pouco para poder puxar aquela rola para o lado e começa a colocar na minha boca e começa a sugar ficou ali sugando sem fazer barulho para que ninguém perceba não conseguia chupar mas ficava sugando e aquele líquido saía eu engolir tudo é como se fosse uma mamadeira, amava a cabeça daquela pica que era enorme cabia certinho na minha boca quando de repente a mão de Papai começa alisar a minha xoxotinha eu tento engolir aquela vara o máximo que eu posso sem dar na telha para não engasgar e chamar atenção de quem estava na frente ou atrás já fazia uns 30 minutos com aquele pau na minha boca papai segura na minha cabeça com força e encher minha boca de leite quente eu fico com um pouco de dificuldade para engolir senão eu poderia vomitar mas engoli todinho sem tirar da boca,,aquele pau continua? duro e eu ali não tirava da boca pra nada e ele me pergunta bem baixinho você não vai mesmo largar esse pau né? ,e eu respondo não,vou chupar tudo que tem aí dentro nem que eu fique aqui até amanhã de manhã, minutos depois papai anuncia o segundo gozo, Dessa vez foram menos jatos e por isso engolir sem nenhum problema , Acabei dormindo com aquele pau na minha boca hora ou outra eu acordava o pegava novamente e colocava na boca de novo a essa altura o papai já estava dormindo então eu acabava dormindo de novo passei a noite inteira chupando pica dele e bebendo leite quente do Papai. quando amanheceu estava com a boca que não consegue nem falar e o queixo estava todo doído olhei para papai e dei um sorriso para ele e ele me pergunta ,o que foi bebê ?,estou com meu maxilar doendo que não consigo nem falar e ele fale no meu ouvido ,também sua danada Parece que quer entrar pro livro bu recordes e ser a menina que mais passou tempo chupando pica

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 18 estrelas.
Incentive daminha a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil genérica

Que delicia de filha maravilhoso o seu conto tem continuação derson.mancha@gmail.com

0 0

Listas em que este conto está presente