Meu irmão me arrombou

Um conto erótico de Renata
Categoria: Heterossexual
Contém 1641 palavras
Data: 12/02/2024 05:28:16
Última revisão: 12/02/2024 05:29:30

Ola a todos hoje venho lhes contar uma história que está me tirando o sono.

Meu irmão um ano e meio mais novo que eu se separou e veio morar comigo, até aí tudo bem situação normal, mas o que eu não esperava e esse desejo que toma conta de mim, um fogo que sinto toda vez que ele está sem camisa de calção de futebol largo e vejo o volume.

Tudo começou um dia em que eu estava no meu quarto tirando umas fotos, como eu estava sozinha resolvi tirar umas mais desinibidas pros packs, e entre uma foto e outra meu irmão chegou e acho que ficou me espiando, então no decorrer das fotos acabei ficando nua numa posição bem comprometedora (D4) ouço um ruído e tento me recompor sem sucesso, olho pra porta entre aberta e vejo uma sombra, chamei pelo nome e não obtive resposta, me vesti às pressas e quando sai do quarto não havia ninguém percorri a casa e ao chegar no quarto meu irmão estava la, tentando agir como se nada tivesse acontecido, mas a cara de assustado e o grande volume no calção denunciava. Perguntei se fazia tempo que ele estava ali e ele respondeu que havia acabado de chegar, o dia passou normalmente.

No outro dia no café da manhã eu vestia uma micro saia sim top curto e percebi que ele me olhava de um jeito diferente, então sentamos para o café e ele esbarrou sua perna na minha diversas vezes aquilo foi mechendo comigo, que resolvi tomar um banho, tirei minha roupa e entrei no banho quando percebi que ele me espiava pela fechadura meu instinto natural seria fechar o box mas não eu abri mais ainda e tomei um banho muito demorado, quando sai ele estava impaciente na sala, seu pau estava duro como aço, fui para o quarto e fiquei pensando naquilo e me culpando me achando uma vadia.

Os dias foram passando e ele sempre que podia ia me olhar tomar banho ou quando eu estava no quarto ele entrava sem bater acho que tentando me pegar nua, e eu sempre na indecisão sobre o que fazer, até que conversando com um amigo, ele me dando uns conselhos decidi agir. Como ele trabalha a noite e chega ao amanhecer numa noite dessas tomei um banho, vesti minha melhor langerie e fiquei vendo tv até a madrugada, próximo do horário dele chegar tirei a langerie ficando nua e coloquei em cima da cama dele e fui pra minha, ficando descoberta e nua so a espera dele, ouvi o carro entrar na garagem, a porta de abrir então fingi dormir, como de costume ele foi direto pro banho e aí foi minha vez de espionar ele, e qual foi minha surpresa ao olhar pela fechadura, uma pica imensa, grossa, a cabeça bem vermelha e ele cheirando minha calcinha aquela cena fez minha bucetinha latejar e senti meu mel escorrendo pela perna, comecei me masturbar vendo aquela cena super exciitante. Ele se masturbou até esperar seu leite nessa hora me deu uma vontade louca de entrar no banheiro e mamar aquele cacete enorme lindo, corri pro meu quarto e fingi estar dormindo, nua com as pernas entre abertas, ele passa direto e vai parar o quarto dele demora uns vinte minutos e fico pensando nele se masturbando com a calcinha que deixei na cama dele, então ouço a porta se abrir fecho os olhos ele fica na porta me observando por algum tempo então se aproxima de leve e me dá uma cutucada pra conferir se eu dormia nem reagi, ele passa a mão de leve sobre meus seios nos biquinhos que endurecem na hora, alisa minha bundinha e passa o dedo na entrada da minha bucetinha, nesse momento dou uma suspirada e se afasta um pouco e fica observando então começa uma punheta de leve e passa o dedo nos meus biquinhos durinhos e acelara os movimentos ate não conseguir segura e gozar na mão dele, acabou pingando um pouco na minha coxa, ele então sai e volta para o seu quarto pego aquelas gostas da coxa e chupo os dedos, nossa que delicia, passei a noite em claro. levanto e vou aos afazeres domésticos a tarde ele está vendo tv e eu me sentei ao lado dele, ele me mede de cima abaixo, conversamos sobre assuntos fúteis, então eu reclamo de dor nas costas e peço que ele me faça uma massagem, no que ele atende prontamente, fico de costas e ele começa nos meus ombros meio desajeitado, acabei dizendo a ele pra sentar sobre minhas pernas que ficaria mais fácil pra ele,no que se ajeita sinto seu pau encostar na minha bundinha ele massegeia minhas costas por cima do top, peço para ele esperar e tiro o top ficando com os seios de fora ele me olha espantado e diz:

O que é isso menina?

Ué não é nada mano,vc ja viu vários pares de seios

Ja vi mas vc é minha irmã

Seio e tudo igual mano, além do mais vc já deve ter visto muito mais bonitos que o meu

Os seus são os mais bonitos que já vi, deita pra mim terminar a massagem antes que faça besteira

Pode fazer fique a vontade

Me deito novamente e ele reinicia a massagem sempre passando a mão próxima aos meus seios, peço pra ele fazer nos meus pes levanto as pernas e ele começa olhando pra minha bundinha e bucetinha que aparecem pelo vao do short. Ele vai massageando suavemente minhas pernas até próximo minha bunda e sinto se dedo tocando minha bucetinha de leve que nessa altura já tinha molhado meu shorts, ele então num ímpeto se afasta e diz pronto terminei e corre para o quarto.

Fico no sofa com os seios de fora e a bucetinha pingando.

A noite ele está no sofá eu eu no quarto lendo uns contos fico acesa visto um baby Doll transparente um fio dental vermelho e sem sutiã e vou a cozinha com a desculpa de tomar água, na volta paro na sala e ele me come com os olhos pergunto algo sem importância e ele responde

Vestida desse jeito não dá pra aguentar não

Vestida para dormir eu respondo

Assim eu não consigo dormir

Então dou uma volta completa e pergunto o que ele acha

Muito linda e desculpe mas muito gostosa

Gostosa como se nunca provou?

Isso é verdade mas parece

Então vem provar pra ver se sou gostosa mesmo

Ele levanta do sofá me beija já tirando meu baby Doll me deixando so de calcinha, desce e mama nos meus peitos, mordiscava os biquinhos duros me olha e diz é isso que queria né sua vadia.

Continua a beijar meus seios desce pela barriga me deita no tapete tira minha calcinha e começa a chupar minha bucetinha molhada ele suga e mordisca meu grelinho me levando aos céus, me fazendo gozar algumas vezes, me levanto e começo a beijar seu corpo tiro o seu calcao e tento mamar no seu cacete super grosso não consigo abocanhar apenas lamber a cabeça gigante fico nisso até ele anunciar que iria gozar e me deitar e me dar um banho de porra como nunca tinha visto, lambuzou meus seios minha barriga minha buceta.

Fico toda esporrada, e nada daquela barra de ferro amolecer então ele abre minhas pernas ainda escorrendo porra e vai tentando enfiar aquele mastro na minha bucetinha, vai me rasgando e entrando centímetro a centímetro eu urrando feito uma cadela peço pra tirar

Tira,tira tá me arrombando toda,

Tira ta me rasgando ao meio

Não era isso que queria vadia

E sem dó enfia de uma vez fazendo escorrer lagrimas

Deixa aquele mastro todo socado na minha bucetinha até seu ir me acostumando e começa um vai e vem lento e cadenciado eu gemendo cada vez mais até que começam as estocadas rápidas e profundas me fazendo urrar de dor e prazer, me sentia estuprada mas comecei a gostar e com muito custo consegui rebolar um pouco com aquele mastro

Fui comida de todas as formas, rasgada ao meio, por um longo tempo nunca vi um homem com tanta energia me coloca de ladinho e soca com vigor de um garanhão então inunda minha buceta e minha barriga, a porra escorre da bucetinha pro meu rabinho, me coloca na posição frango assado pra porra não sair da buceta e enfia dois dedos no meu rabinho nesse momento num instinto selvagem eu pulo e saio fora,escorre tudo pelas pernas ele me pega pelo cabelo e faz eu lamber o cacete dele, deixo tudo limpinho, ele vai pro banho e eu fico desfalecida jogada no chão toda dolorida e rasgada com a buceta sangrando e cheia de leite.

Ele volta depois de um tempo deita ao meu lado me beija na boca e diz

Realmente irmãzinha vc é muito gostosa

Se levanta me coloca de quatro eu imploro

Não mano chega, assim não

Ele me dá um tapa na bunda e começa a chupar minha buceta e meu rabinho, tira o leitinho da buceta e com os dedos enfia no meu cuzinho, lambe o meu cuzinho

Eu morrendo de medo dele tentar estuprar meu cu tento fugir

No cuzinho não

Relaxa irmãzinha seu cuzinho gostoso fodo outra hora. Continua a me chupar até eu gozar, se levanta e vai para o quarto enquanto eu tento levantar e vou para o banho e depois pra cama com fortes dores na bucetinha.

Estou que não posso nem andar direito, com medo que ele queira repetir a dose. Quer gozar olhando minhas fotos e videos peladinha enquanto lê esse conto? me chame 4,1,9,9,6,2,3,6,5,6,1 vc vai amar meus packs, também pode me procurar no insta Renatavonsk

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 38 estrelas.
Incentive Renatinha112 a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários