Luana: "Tentando Novas Fronteiras: parte-3”

Um conto erótico de Luannaa
Categoria: Heterossexual
Contém 1681 palavras
Data: 09/02/2024 21:56:35
Última revisão: 09/02/2024 21:57:03

Valorizamos muito seus comentários, pois nos ajudam a compreender melhor o que vocês pensam sobre os acontecimentos em nosso casamento. Respeitamos profundamente a opinião de cada um de vocês e adoraríamos receber seus votos clicando nas estrelinhas. Estamos ansiosos para compartilhar nossas experiências e ouvir suas perspectivas!

Três estrelas viu.. Deu muito trabalho convencer a Luiza.

********************************************

[Continuando...]

No sábado, saímos novamente os quatro. Dessa vez fomos conhecer o Botequim Floripa, um local conhecido pelo seu ambiente animado e música ao vivo. Luiza caprichou na produção, enquanto eu não me arrumei tanto, mas ainda assim chamava a atenção. Passamos a noite lá, aproveitando a música ao vivo e conversando sobre diversos assuntos, mas curiosamente não tocamos no assunto do apagão da outra noite. Houve momentos em que pensei que Pedro e Luiza fossem comentar sobre isso, mas felizmente não o fizeram.

No domingo, enquanto nossos maridos jogavam bola com um grupo na areia, Luiza e eu optamos por ficar na mesa na praia. Aproveitando o momento, Luiza me perguntou se eu tinha gostado da noite que passamos no apartamento dela. Respondi que a experiência foi boa, mas não exatamente o meu estilo. No entanto, foi interessante ter experimentado. Em seguida, perguntei a Luiza se ela já tinha saído com outras mulheres. Ela respondeu que não, mas tinha muita vontade de experimentar, especialmente comigo, pois me achava muito bonita. Ouvi isso e fiquei um pouco desnorteada, agradeci, mas também a adverti que não aconteceria novamente. Além disso, lembrei que ela me devia, pois além de ter feito um boquete no marido dela, ainda permitiu que ela realizasse uma fantasia dela de estar com outra mulher. Agora, eu queria que ela realizasse uma fantasia minha.

Ela ficou um pouco assustada com minha indagação e respondeu que isso não tinha sido combinado e que dependeria da fantasia. Insisti e disse que queria assistir ela fazendo sexo com Jonas sem ele saber que eu estaria vendo. Luiza hesitou, afirmando que não trairia o marido dela. Questionei então por que ela não perguntou se eu queria trair Jonas com ela quando me seduziu na cama e fez tudo aquilo. Após refletir por um momento, Luiza concordou em realizar minha fantasia, desde que fosse um segredo que jamais seria revelado. Concordei, lembrando que ela também guardava meus segredos.

Então expliquei a ela como tudo ocorreria. Combinei que na segunda-feira, após voltarmos da academia, ela iria para o apartamento e tomaria banho lá, deixando a porta do banheiro aberta. Jonas tem o costume de me surpreender no banheiro quando chega do trabalho e parece ter um fetiche por sexo no chuveiro. Nesse momento, quando ele estivesse prestes a chegar, eu sairia do apartamento fingindo ir à padaria, enquanto ela diria que havia algum problema no banheiro de vocês, o que a impediria de usar o chuveiro, então ela tomaria banho no nosso apartamento por convite meu. Ela deveria seduzir Jonas, que estaria nu, e ela também, transando no banheiro e no quarto para que eu chegasse de fininho e assistisse. Ela gostou do plano e voltamos a curtir o restante do dia na praia, pois nossos maridos já estavam chegando.

Continuamos bebendo, os meninos se refrescavam com cerveja gelada enquanto nós duas optamos por drinks mais coloridos e refrescantes. O dia estava incrível, com o sol brilhando forte, e a diversão na praia estava apenas começando. Entre risadas e conversas animadas, aproveitamos cada momento. A combinação de bebidas, brincadeiras e a boa companhia dos nossos amigos vizinhos tornou o dia ainda mais especial. A areia, o mar e o clima descontraído nos faziam esquecer de todas as preocupações. Era um verdadeiro paraíso à beira-mar.

A tão esperada segunda-feira chegou e finalmente eu teria a oportunidade de pressionar Jonas a satisfazer meus fetiches. Luiza e eu fomos à academia como de costume, malhamos bastante e depois passamos na barraca de açaí para repor as energias e colocar em dia nossos planos. Luiza estava um pouco hesitante, entre desistir e continuar, mas eu a tranquilizei. Ela estava preocupada com a possibilidade de Jonas rejeitá-la, então eu a tranquilizei, dizendo que não precisava se preocupar, pois já tinha visto Jonas admirando o corpo dela, e que ela só precisava seduzi-lo. Se não desse certo transar no banheiro, ela poderia arranjar uma forma de se aproximar dele na cama e deixar a toalha cair ou algo do tipo. Após essa conversa, Luiza ficou um pouco apreensiva, mas aceitou continuar com o plano.

Terminamos nosso açaí e seguimos para meu apartamento. Assim que chegamos, avisei a ela que iria tomar um banho primeiro e pedi para ela esperar, pois não iria demorar. Enquanto eu estava no banheiro, Luiza entrou e disse que iria fazer um "aquecimento" antes do "show". Ela entrou no box e começou a tomar banho junto comigo, ensaboando meu corpo. Seus toques eram tão gostosos que comecei a me sentir excitada. Ali mesmo no banho, nos beijamos. Dessa vez, retribuí um pouco mais. Suas mãos cheias de sabonete exploraram cada parte de mim, indo até minha xaninha e começaram a me massagear. Depois, ela se ajoelhou e começou a me chupar, alternando entre língua e boca. Foi uma sensação incrível, eu gozei muito gostoso.

Depois disso, ela se levantou e voltou a me beijar. Colocou a mão em meu ombro e foi me conduzindo até a parte de baixo, até que pela primeira vez enfiei minha língua na xaninha de outra mulher. Como eu não tinha tanta experiência, não a fiz gozar, mas a deixei com bastante vontade de finalizar o ato. Estava pronta para Jonas.

Me recompus e vesti uma roupa leve antes de deixar Luiza se preparando no banheiro para receber meu Jonas. Ao sair, deixei a porta do quarto aberta para que Jonas pudesse entrar sem precisar bater. Em seguida, saí do apartamento e fui até a padaria, aguardando até o momento em que ele chegasse em casa. Depois de dar o tempo necessário, mandei uma mensagem dizendo que tinha ido à padaria e deixado Luiza tomar banho em nosso apartamento, já que o dela estava sem água. Também pedi para ele não entrar no quarto sem bater e avisei que demoraria um pouco, mas já estava a caminho.

Esperei mais um pouco e então segui para o apartamento. Subi as escadas, destranquei a porta com cuidado e fui em direção ao quarto. Fiquei parada na porta por um tempo, observando-os para que percebessem minha presença. Luiza estava empinada e Jonas a penetrava por trás. Os gemidos dela eram tão excitantes que me deixaram bem excitada também. Por um momento, quase pedi para participar, mas me contive, pois meu plano era outro. No entanto, ver meu marido desfrutando daquela jovem gostosa mexia comigo. Eles estavam tão envolvidos um com o outro que nem perceberam minha presença, nem mesmo quando ela subiu em cima dele e começou a cavalgar. O jeito que ela se movimentava era incrível.

Observar Jonas tão empolgado há muito tempo me deixou em êxtase. Eu fiz o máximo possível para não ser percebida, para que eles aproveitassem ao máximo o momento. Porém, a ansiedade e o desejo ardente cresceram dentro de mim, misturados com um sentimento de felicidade e orgulho. Saber que finalmente tinha Jonas em minhas mãos, que seu amor por mim e o medo de me perder seriam seus juízes, aumentava minha excitação. Mal podia esperar pela minha vez e aproveitar ao máximo quando chegasse o momento.

Saí do quarto e fui até a cozinha para preparar um café e um lanche para eles, sabendo que iriam precisar de energia. Enquanto arrumava a mesa para três pessoas, os gemidos cada vez mais altos de Luiza ecoavam pela casa. Ao terminar, retornei ao quarto, mas eles já não estavam lá. Percebi que estavam no banheiro e parei na porta, observando Luiza com uma das pernas levantadas enquanto Jonas a penetrava por trás. Pude ver o orgasmo de Jonas escorrendo por sua buceta, mas ele continuava em movimento. Luiza foi a primeira a me notar e me lançou um sorriso, enquanto Jonas levou um susto ao me ver e largou Luiza imediatamente.

Como qualquer homem faria, ele veio em minha direção inventando qualquer desculpa, mas eu logo o interrompi dizendo que já estava ali há bastante tempo e tinha visto tudo. Cheguei até a preparar um lanche para os dois enquanto ouvia os gemidos vindos do banheiro.

E que eu não esperava que ele fosse me trair assim, logo em nosso apartamento. A Luiza ficou de longe apenas escutando, fingindo inocência. No entanto, eu o perdoava, pois para alguém que passou por tal experiência na mansão, era normal sentir vontade de estar com outra pessoa apenas para curtir o momento. Mas eu deixei claro que o amor que eu tinha por ele continuava o mesmo. Quanto à Luiza, eu entendia sua curiosidade e também a perdoava, pois a amava como amiga. Então, os convidei para nos sentarmos juntos e tomarmos um café da tarde.

Jonas estava todo inseguro, sentado ao meu lado e demonstrando receio em mordiscar o sanduíche que fiz. Eu olhei para ele e falei que não estava envenenado, dei uma mordida no sanduíche e, em seguida, lhe dei um beijo. A partir daí, ele relaxou. Luiza, sentada com um sorriso no rosto, bebendo um pouco de suco, olhou para o celular e viu que o marido havia lhe mandado uma mensagem perguntando onde estava, pois já havia chegado. Ela se despediu de Jonas com um beijo no rosto, e eu a conduzi até a porta. Ao sair, sem que Jonas visse, ela me deu um selinho na boca.

Voltei até Jonas, olhei em seu rosto e disse: "Sei que Luiza é bastante atraente, qualquer homem a desejaria e você não seria diferente. Agora você entende como a mansão mexeu conosco e que, assim como você, Jonas, eu também sinto vontade de experimentar algo diferente de vez em quando. Quero deixar claro que você me traiu e, portanto, está me devendo. Pode pensar em algo para me compensar.”

Saí e deixei Jonas na mesa, pensativo. Aproveitei para ir ver Luiza no apartamento dela.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 32 estrelas.
Incentive Leonine a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil genérica

Kkkkk isso e armação não Vale se bem que o Jonas se deu bem kkkk mais pega leve com ele não judia não parabéns o conto esta incrível tomara vcs curtam muito mais juntos como tem que ser kkkkk

1 0
Foto de perfil genérica

Parabens voce agora vai realizar o seu grande desejo de sair com outros homens

0 0
Foto de perfil genérica

O amor já era!...

O conto em si, está ótimo...

Mas a conduta da personagem ao meu ver é total mente errada.

Como uma mulher pode ser tão burra assim?

A minha visão é a seguinte...

Não existe " plano perfeito!". Na mansão ela foi usada como um brinquedo sexual. Ela não se atentou para o fato de que ela traiu ele primeiro... Na primeira vez com Diego, no quarto, ela não sabia que tinha câmeras e então ela teve a opção de não aceitar a situação e sair do quarto, e não o fez, uma mulher que ame marido de verdade não aceitaria e deixava o cara no vácuo. Bem nesse ponto também culpo o Jonas porque poderia ter entrado no quarto e acabado com a situação, ninguém os impediria. Mas ela escolheu se entregar e trair. No salão já havia traído e na sala com espelho onde a situação foi "piór", se entregou pra dois homens desconhecido como uma vagabunda da pior espécie, chama-la de puta ou prostituta, seria uma ofensa as mulheres que trabalham dessa forma, até elas tem regras.

Uns vão dizer, mas aceitaram a experiência. Certo. Mas como Jonas saiu da casa? Ele no fundo não gostou do que aconteceu, tanto que não aceitou a proposta do anfitrião...

Volto a repetir ô mulher burra!

Ela está se enganando, vejam...

Está iludida pelo que aconteceu na mansão e olha lá se não vai atrás do Diego agora. Refletindo sobre isso acho até que ela sabia oque acontecia na mansão...

Bem. Voltando ao raciocínio. Tiveram mesma experiência e não conversaram direito sobre o ocorrido, para esclarecer todos os pontos e sentimentos, aí então era o momento de juntos tomarem uma decisão como casal para o "seguir em frente". Porém ela sabia que o Jonas não aceitaria. Então tramou tudo isso.

Novamente burra...

Vejam bem, o "plano perfeito", me digam aí os que vivem uma vida liberal. Existe uma mulher que se deixa envolver por outra tão fácil, para que o marido da "amiga" a coma tão fácil, ou vcs acham que o cara dormindo vai ficar de pau duro facil. Ao meu ver ela está sendo também usada, como uma mulher que nunca teve uma experiência lésbica consegue agir e fazer outra gozar tão fácil, a prova é a própria Luana que não conseguiu, por não ter experiência...

Acho eu, que o casal é um casal liberal, perceberam que o marido não chamou a atenção de Luana e a Luiza entrou na brincadeira, uniu o útil ao agradável. Agora Luana deve uma transa com o marido da Luiza, só Luana não percebeu isso, com o risco de Luiza contar a Jonas, alegando que foi envolvida numa trama e que ela poderia perder o marido. Se Luana não topar Jonas vai ficar sabendo...

E quando Jonas descobrir que foi enganado, porque eu acho que vai, como ele vai reagir?

De todo jeito, Luana conseguiu destruir seu casamento, que por mais que Jonas a ame, ser enganado, manipulado e traído, pois o boquete no marido de Luiza primeiro, novamente, foi uma traição.

Ô mulher burra!!

2 0
Foto de perfil de Velhaco

Burra,iludida, inconsequente,vadia, manipuladora e por aí vai

1 0
Foto de perfil genérica

Luana está fazendo o Jonas de trouxa novamente dando a ele uma migalha de um sexo com outra, para se atirar na putaria com 2,3 caras fazendo de tudo, até o cu os outros comeram antes dela. Só não quer perder ele vai humilhar mais ele, é muito esperta e vagabunda não ama ele se amasse.tentaria voltar mas não manipula para conseguir o que quer

Jonas vai te que largar ela talvez apreenda.

0 0
Foto de perfil genérica

O amor de Luana como casal morreu na mansão, o Jonas apesar de tudo ainda ama , ela só quer convivência com marido não quer perder, mas perdeu o respeito para se satisfazer manipulando

0 0
Foto de perfil genérica

Porra, ainda bem que ela ama ele,eu imagino o que ela faria se não amasse ele, é muito maquiavélica

1 0
Foto de perfil genérica

Terrível, maquiavélica. O marido dormindo com o inimigo.

1 0
Foto de perfil de Velhaco

Q tipo de amor é esse? Armou, manipulou, traiu, e tudo pra poder ser puta de outros novamente, fez com q o marido se sinta culpado pra ser vadia de outros, q espécie de pessoa faria isso, como alguém coloca tudo em risco só pra ter prazer com outros, será mesmo q existe amor da Luane pelo Jonas? Ou ela é só mais uma q está junto com o marido por pura conveniência, e depois de ser vadia de outros não consegue mais ver o Jonas como o homem capaz de a satisfazer na cama, com isso perdeu o respeito pelo marido e o medo de perde-lo somente pela satisfação da luxúria, o conto nesse momento entrou numa espiral autodestrutiva

4 0
Foto de perfil genérica

Porquê será que eu estou achando que esse plano não vai funcionar tão certinho assim?

4 0
Foto de perfil de GTFreire

Armadilha, manipulação. Tudo isso poder transar com outros sem culpa. Isso TB é amor???

O conto está excelente,mas não aprovo as táticas. Seria mais honesto mais cumplicidade. Da forma que vai , imperando mentiras, não é amor e não tem futuro.

3 0
Foto de perfil genérica

Luana gostei da tua esperteza...rsrs Toda essa armação para matar saudade do Diego ou para experimentar "algo diferente".

1 0
Foto de perfil genérica

Vc armou uma armadilha para seu marido, só para poder sair com outra pessoa. Para ter um justificativa, ele foi muito idiota em não ter sacado que foi tudo uma armadilha.

3 0