O dia que eu fiz meu pai gozar

Um conto erótico de FilhaTz
Categoria: Heterossexual
Contém 2303 palavras
Data: 09/02/2024 20:27:45

Oi, como voces tao me dizendo que nao dei muita informação eu quero contar da vez que cheguei mais longe e que apanhei muito do meu pai. se voce ainda nao leu, eu contei sobre o tesao que tenho nele no primeiro relato que fiz. Eu quero dizer de novo que o que vou contar não vai ser um conto exatamente como você quer porque eu to contando o que me aconteceu, entao por favor, se tivesse tudo dado certo e ele me comesse td dia não precisaria estar aqui né. por favor, se leia comenta, eu to aqui porque preciso botar isso pra fora e saber opinioes!

Para você ter umaa ideia, isso aconteceu tem quase seis anos atras. Eu já estava proibida de sentar no colo, ele já sabia que eu tentava ir em cima do pau e esfregar, sentir, pular... e já gerava atrito da minha mãe com ele pois ela sempre me defendeu e quando eu insistia e pulava no colo dele, ele me retirava a força, as vezes me beliscava ou me dava tapas.

às vezes enquanto minha mãe fazia a janta, meu pai sentava no sofa vendo reporter ou chaves, ficava sentado bem relaxado sabe quando a pessoa fica sentada mas quase deitada? com a ponta das costas encostada atras mas com as pernas bem pra frente. e ele dormia assim. Tinha vezes que ele trabalhava normal mas alguns meses no ano que ele dobrava turnos, ou trabalhava entrando de madrugada pra fazer um dinheiro a mais e ficava bem, bem cansado.

A cozinha e a sala de casa são juntas,e nisso minha mae ficava sei la uns 5, 6 metros de distancia da gente, de costas, cozinhando ou preparando as coisas. Eu gostava de ver chaves e jogava apostila ou caderno no tapete para estudar, pintar ou fazer algo vendo tv, mas na verdade era só pra ficar perto dele. Quando ouvia ele começar a roncar, ia aos poucos testando. Alguns dias quando tava trabalahndo normal, só de eu encostar meu pé na perna dele, ele ja parava de roncar. Mas quando estava mais cansado e principalmente virado, percebia que dava ate pra dar um chute mais forte na perna dele que ele nao acordava. e ai eu começava a experimentar.

Sou filha unica, então era so nos 3, e minha mãe sempre em confiança total comigo. Ficava de olho nela, via ela claramente de costas pra mim. Ja me deixava toda tremendo, suando e muito molhada só conseguir as vezes tocar na coxa dele e deixar a mao parada sentindo. Demorei dias, talvez semanas, pra ir ganhando confiança e saber que com certos testes eu ja podia tentar ser mais ousada.

O maximo que eu tinha tentado era tocar bem de levinho e muito rapido a parte do saco dele no shortinho do pijama, e so de encostar e sentir aquele molinho, eu ja tinha uma sensação que nao tenho certeza mas que me parece ate hoje a de gozar mesmo sabe? e um dia em especial ele roncava bem amis alto, cheguei a puxar a lateral do shortinho dele pra enfiar a mao e tocar o saco rapidamente por cima da cueca. Lembro ate hoje, era cueca normal (sem ser box) só que o pano era muito macio, muito delicioso, deslizava a mao fácil.. era azul clarinho... eu tremia demais.. e me lembrei que sempre disseram que saco era o que mais doia em homem... então resolvi dar um 'tapinha' sem muita força, mas sabendo que se ele tivesse acordado pelo menos um pouco, doeria e ele iria sentir. E bati umas 2 ou 3 vezes,aumentando a força, e a respiração nem mudou de jeito nenhum.

Esse foi o primeiro dia que eu tive coragem de tocar o pau dele por cima cueca. lembro que eu tocava e pulava no chao, pra frente, com medo que ele acordasse. mas nao acordou.. e tambem senti que o pau estava mais firme.. nao estava nem perto de estar tudo.. mas eestava firme. E eu olhadno minha mae, ela de costas, cantando e lembro até hoje, começando a colocar bife na frigideira.. lembro do cheiro, lembro que ja estava de noite aquele dia, lembro da roupa que ela estava... eu toquei de novo oo pau dele por cima do shorts do pijama agora... e deu pra ver direitinho o volume dele marcando um montinho.. nao estava ENORME, mas ja estava grosso, dava pra ver.. e eu fui cutucando co o dedo.. ganhando aos poucos mais confianca e vendo que ele roncava igual.

Eu parei pra olhar ele de frente de novo, sempre olhando pra minha mae.. o coração saindo pela boca, e vi que ele deu um espasmo forte com o corpo... achei que ele tinha acordado e me joguei no outro sofa que ficava do lado do dele, mas ele voltou a roncar e fiquei uns 2 minutos so olhando pra ele, com medo dele ter aacordado.. e o volume crsendo, estava bem de lado, na direcao da parede, direcao oposta que minha mae ficava... ai fuitestar de novo e dei um tapa bem fortinho no saco dele e ele nao sentiu nada...

Nessa hora minha mae comecou a virar pra colocar algumas coisas na mesa ja, e me olhou, sorriu, falou comigo.. eu tremendo, suando, tive por um segundo a certeza que ela tinha me pego, tinha visto, que ela sabia.. mas dai ela nao sabia é nada, continuava tao tapada como sempre. Ela perguntou se eu ainda estava triste do meu pai me rejeitar (era assim que ela chamava o fato dele nao me deixar sentar e esfregar nele, ja que ela nunca viu maldade em mim kkk) e eu falei que sim, que queria muito sentar no colo dele. E ela gritou o nome dele umas 2 vezes e ele nem se mexeu, ela riu e virou voltou pro bife.. e na hora eu pensei 'será que se eu sentar nele, ele acorda com meu peso no colo?', mas na hora qeu eu passei a mao de novo no pau, eu senti ele pular na minha mao e ele de um outro espasmo... mas ainda rroncando.. eu fiquei com medo dele estar acordado, ou tentando armar algo pra minha mae me ver com a mao na massa e parar de confiar em mim e sí fiquei olhando.

Minha mae uns 2, 3 minutos depois acabou chaando ele de novo e até veio la e deu uma chacoalhada nele, e ele não acordou. E ela disse pra deixar ele que ele estava muito cansado e falou que ia tomar um banho pra ver se ele acordava pra jantar. e eu fiquei sozinha com ele.

Quando ela saiu, escutei ela ir no banheiro e o chuveiro abrindo. lembro que pelo barulho, ouvi que ela estava de porta aberta... e eu fui la e depois de umas 3 ou 4 tentativas, consegui colocar a mao em cima do voolume do pau delee deixar a mao de leve, paradinha.. e lembro que me senti a pessoa mais feliz do mundo, realizada.. em extase, queria gritar, chorar e mexer mais tudo ao mesmo tempo, a sensacao era de uma conquista muito especial pra mim, um trofeu, que queria que todo mundo visse...

Enfiei a mao por baixo do shortinho e toquei por cima da cueca... e consegui apertar pelas laterais e sentir.. e ele continuava crescendo.. nao sei se porque ele estava dormindo a ereção vinha mais devagar.. mas ja estava muito miuto marcado e dava pra eu botar as duas maos em cima e sobrava a cabeça ainda.... tomei coragem e puxei a cueca pra cima, deixando a cabecinha pra fora... mas tirei pela lateral da cueca, nao por cima. ja pensando na minha mae saindo do banho e o pau coberto normal pelo shorts sem ela perceber.

Na mesma hora ouvi minha mae desligar o chuveiro e me perguntar se ele acordou, falei que não... e nessa hora me bateu um misto de desespero com a sensação que ela ia atrapalhar e que eu nunca maiss ia ter essa chance na vida (e na verdade nao tive igual ate hoje) e eu sem pensar me virei e meio que sentei em cima. Digo que meio que sentei pois eu fiquei bem em cima do pau, so na coxa que o pau estava, mas com os pes no chao, nao sooltei todo o peso, so fiz pra sentir. quanto encostei de novo ele deu um terceiro espasmo ainda maior, mas pparece que não acordou.. e eu fiquei so sentindo embaixo de mim.. era mais duro doq eu eu pensava, dava ate desconforto sentir ele passando pela minha bunda de lado.. e eu comecei a dar uma mexidinha..

Eu comecei a sentir o pau dele pulando forte embaixo de mim, e era a primeira vez que eu sentia um pau em mim, então nao entendia nada, só me sentia muito feliz, realizadaa, plena, me enche o olho de lagrima só de escrever pra voce.. minha mae saiu do banheiro passando a toalha no cabelo, veio vindo pra cozinha, perguntando se ele acordou... e nessa hora ele deu um espasmo aidna maior, mas dessa vez ele deu um pulo real que quase me derrubou e acordou.

Na mesma hora ele fico muito nervoso e desnorteado e ja comecou a falar meio enrolado mas já bem alto pra minha mae OLHA AQUI ANA SUA FILHA ANA, O QUE VOCE TA FAZENDO AQUI e ele tentava me empurrar.. ele meio que acordou no desespero mas percebi que a mao dele nao tava com força, não sei explicar como. e ele insistiu ANA, OLHA ISSO ANA, TIRA ESSA MENINA DAQUI e ele tentava me beliscar, só que não sei se foi Deus.. ele não tinha força.. e eu fui fazendo força pra tras e pra cima... como se eu ficasse deslizando e o pau pulando.. minha mae virou, olhou pra gente e disse FERNANDO, VOCÊ PODE PARAR DE NOVO COM ISSO QUE SE VOCÊ FOSSE PAI PRA ELA ELA NÃO IA TER QUE SE HUMILHAR PRA FICAR UM POUCO COM VOCÊ COM VOCÊ DORMINDO e nessa hora me deu uma sensação ainda mais louca como se a burrice da minha mãe me desse autorização. Juntou um prazer de sentir que ela nao ia entender, com uma sensação dela ser muito trouxsa.. com o pau dele pulando em mim.. com meu sonho realidade.. Uma sensação de poder mesmo, não sei descrever melhor... ela olhou pra nós e realmente brigou com ELE mesmo com ele pedindo ajuda.. aquilo foi maravilhoso demais. não sei se voce entende, (se voce leu até aqui fala no comentário se entende a sensação)..... e eu comecei a meio que pular mesmo, agora soltando o peso pra tras... e comecei a falar rindo EBA A MÃE DEIXOU A MÃE DEIXOU... e ele pediu pra eu sair... ele tentava me empurrar, puxou meu cabelo... isso tudo foi uns 30 segundos da hora que ele acordou.. e uma hora ele pegou no meu braço e falou FILHA POR FAVOR NÃO FAZ ISSO COM O PAPAI EU TO TE IMPLORANDO NÃO FAZ ISSO SAI POR FAVOR, POR FAVOR FILHA a voz dele parecia meio quase chorosa.. a raiva ja tava mais desespero, mas eu nao sai.. e dai eu so senti ele de novo com um espasmo... e ele soltou todo o ar... o pau pulando, pulando.. e uma sensacao dentro de mim que foi a melhor qeu eu ja senti na minha vida. Eu não sabia o que era porra, mas eu entendi na hora. Eu sabia o que tinha acontecido, e eu estava orgulhosa, feliz. eu sabia que era um presnete de Deus pra mim. E com a autorização da minha mae... ele na hora começou a chorar.. e ficou falando NAO NNAO NAO MEU DEUS POR FAVOR NAO, e ele chorou MESMO... eu fiquei um pouco mais, sai...

ele saiu, tomou banho... quando voltou pra sala já era depois do jantar que ele não comeu.. ele voltou com uma cinta.. e me deu varias cintadas dizendo que eu não era normal, que miha mae era cega, que eu era uma doente, que eu ia pro internato... e minha mae me defendeu, mas ele me bateu bastante.. e nesse dia ele saiu de casa e passou 15 dias fora quase so voltando pra pegar roupa quando eu estava na escola. Depois ele voltou sem falar comigo nada e sem deixar eu chegar perto dele um bom tempo.

Até hoje minha mae não sabe de nada, ou se sabe não acredita nele pois nunca me disse nada. Ele voltou a falar comigo mas nunca mais foi igual e nunca nunca mais ficou no sofa vendo tv e dormiu.

Eu lembro, sinto ao mesmo tempo um pouquinho de remorso, um pouco de tristeza.. mas não consigo não sentir orgulho,felicidade e não consigo entender porque ele não deixa acontecer mais. eu SEI que eu nasci pra ele. Grande parte da minha tristeza e isso. Eu sei que se ele aceitasse ele ia acbar gostando. Eu sei...

Enfim. Eu sei que vai ter muita gente me chamando de doente, de escrota, de psicopata, ja ouvi muito tudo isso.. mas por favor, me da sua opiniao real e verdadeira. fiz certo, fiz errado? o que errei, o que acertei? não tenho com quem falar. Me diz...

Deixa seu skype no comentario oou manda mensagem privada por favor. E me digam oq ue mais posso dizer ou contar pra te ajudar a me ajudar. {Eu vou ficar muito feliz se voce comentar, pode comentar tudo pode ate ir escrevendo conforme foi lendo o que sentiu.. eu nunca consegui me abrir com ninguem disso desse jeito e sinto que agora e minha chance entao por favor, se abre comigo tambem.

Obrigada por me ouvir.

Pri

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 42 estrelas.
Incentive Filha-desabafo a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Este comentário não está disponível
Foto de perfil genérica

Oie desculpa havia passado meu skype errado, é nomadebrart@gmail.com

0 0
Foto de perfil genérica

Bem, pq vc ñ tenta provocar esse mesmo desejo em seu pai? Porque pelo o que eu vi, vc durante todo esse tempo tentou de tudo pra poder sentir o pau dele, então eu acho que nesse caso, vc deveria tentar usar roupas mais curtas ou apertadas, quando for tomar banho ou trocar de roupa deixar a porta um pouco aberta, pelo o que eu entendi ele n dorme mais no sofá, mais aí dá fica no sofá assistindo as coisas dele, pode usar essa situação pra caso no momento, vc esteja usando uma saia, tentar mostrar em um primeiro momento a sua calcinha, se caso ele ver e ñ falar nada, só tente agir normalmente, pra tentar demonstrar que vc ñ está tentando nada (ainda), porém se ele reclamar só tenta rebater falando pra ele ñ olhar, como eu falei tente agir naturalmente sem nenhuma intenção, pq querendo ou ñ, seu pai ainda é um homem e ainda tem desejos, ainda mais sem saber se ele é sua mãe ainda fazem sexo, se ñ isso é algo ainda mais positivo, pq vc vai acabar provocando um desejo nele, se caso durante isso ele sair do sofá, fique no sofá e finja que nada aconteceu, ou mesmo, vc depois saia do sofá e vai fazer algo, o importante é agir naturalmente ao mesmo tento que tenta indiretamente provocar ele.

0 0
Foto de perfil genérica

Eu ja tentei tudo isso qeu voce falou de uns 30 jeitos e nucna funcionou. sou louca por ele desde muito pequena e passei por todas essas etapas. Fiz de tudo que vc imaginr, tudo qeu voce pensar eu ja tentei..

0 0
Foto de perfil genérica

Envia teu skype para podermos trocar opiniões

0 0
Foto de perfil genérica

Infelizmente, eu ñ tenho skype, se tivesse eu passaria pra trocar de opiniões.

0 0
Foto de perfil genérica

pedi o skype de filha-desabafo

0 0
Foto de perfil genérica

O meu e-mail gabielwilber@gmail.com vai ser um grande prazer em conhecer vc e conversar o conto foi muito bom o triste foi o final que seu pai ficou com muita raiva de vc esperou que vc esteja bem 😘😘

0 0
Foto de perfil genérica

poxa vida mais um email falso? td mundo em mandando emails que nao tem skype =(

0 0
Foto de perfil genérica

Email: nomadedoscontos@gmail.com

Twitter @nomademestre

Skype mesmo que o email, adorei o conto!

0 0
Foto de perfil genérica

Olá, não sei se ainda está nessa situação e só agora li seu relato, inclusive estou escrevendo o meu relato real aqui juntamente com a minha filha. (É um desabafo meu e dela) me relaciono com ela e vivemos algo intenso. Se quiser conversar sobre de maneira real e seria me chama no Skype

senhordominador220@hotmail.com

0 0
Foto de perfil genérica

Pode me chamar no Skype sim..vou amar conversar com você sobre tudo.

golddarknes@gmail.com

0 0
Foto de perfil de Boka1983

Nossa que delicia se eu fosse seu pai eu não tinha perdoado não eu ia empurrar em vc certo e errado isso e independente o importante e vc se sentir bem e feliz linda

0 0
Foto de perfil genérica

Me chama no meu email anicioricardo5@gmail.com

0 0
Foto de perfil genérica

Somente o fato de haver um conflito emocional, já é em si mesmo um indicador de q precisa de ajuda para sanar essa tendência, de atração pelo órgão sexual do teu pai. Talvez se ele o tivesse num tamanho q não chamasse a atenção, essa fixação pelo volume exagerado não existiria. A natureza humana se satisfaz com a qualidade, mas a quantidade costuma nos impressionar pelo volume diferenciado visual. Os sexólogos afirmam q o tamanho exagerado só é bom para olhar, pq a penetração embora atinja pontos internos da vagina q um órgão menor não alcança, e provoque uma sensação maior q agrada de preenchimento, qdo há violência na penetração, o q é comum, causa pequenas lesões evidenciadas por ardências e dor, após o ato sexual. Daí, a mulher pode precisar de um tempo de recuperação sem atividade sexual, e cicatrizações adicionais no útero. É importante ser ajudada profissionalmente por uma mulher, e sem haver nenhum interesse pessoal, pq essa fixação pela intimidade do teu pai, possui potencial para afetar e prejudicar a tua realização sexual como mulher, se é q não a está atrapalhando já. A tendência será de sempre buscar homens mais bem dotados, o q em si mesmo será uma limitação importante nos teus relacionamentos íntimos. Desconsidere conselhos ou análises negativas feitas aqui, pois este espaço muito aberto, não se destina ao q procura e precisa. Pode obter ajuda gratuita ou uma terapia, com psicólogos da Secretaria de Saúde do Município onde reside.

0 2
Foto de perfil genérica

Seu sentimento é muito lindo, mas não é correspondido. Teu pai é muito mente fechada. Melhor procurar tentar esquecer teu pai e arrumar um namorado.

0 0
Foto de perfil genérica

Obrigada por achar lindo. Me conta se acha que nao tenho esperança e se tem algo mais qeu eu possa contar num proximo pra ajudar mais voces a me conhecer e me ajudar

1 0
Foto de perfil genérica

Por nada. Olha, provavelmente não é o que vc quer ler, mas sendo bem sincero e franco, creio que é uma causa perdida. Infelizmente, creio que ele nunca vai te ver como mulher, com desejo. Um ótimo final de semana para ti

0 1
Foto de perfil genérica

barbaruiva578@gmail.com

Me adc tenho 56 anos sei o que seu pai sentiu nao tem como nao sentir tesao pela filha

0 0
Foto de perfil genérica

Sensacional! Espero que consiga lidar com toda essa situação … bjs e leia os meus tb

0 0
Foto de perfil genérica

Mas voce pode por favor opinar se fiz certo, errado, o que sentiu, qualquer coisa que eu pedi? isso não é um conto e um relato da minha vida... não ficou claro?

0 0
Foto de perfil genérica

Eu entendi a situação, só não costumo julgar as decisões e atitudes de terceiros. Achei a história excitante e fiquei curioso pra acompanhar a sequência…

1 0