Dona Inácia, mãe rabugenta,briguenta e agora puta.Parte 2

Um conto erótico de Rody1967
Categoria: Heterossexual
Contém 5207 palavras
Data: 16/11/2023 11:46:47

Continuando.....

.Aquele final de semana foi muito doido,peguei a força minha mãe,comi sua buceta e ainda tirei o cabacinho do seu cuzinho,ela havia se tornado minha puta muito facilmente,até boquete e engolir minha porra ,ela fez sem reclamar,colocou roupas que mandei e ficou o dia todo ao meu dispor.Quando meu pai chegou,minha liberdade com ela tinha acabado, mas o tratamento havia mudado,não chingava e nem me maltratava,meu pai achou super estranho aquela mudança e até conversou com ela e comigo. Estava muito curioso para saber o que aconteceu, o porquê dessa mudança tão drástica,então ensaiamos a mesma resposta,dissemos que conversamos muito e fomos para a igreja juntos,isso ajudou ele a acreditar na história.Os dias seguintes foram bem agradáveis em casa,ela sempre carinhosa e obediente,usando suas roupas normais,eu só a via a tarde,pois saia bem cedinho para o trabalho.Na quarta feira,eu já estava tarado para comer ela de novo,mas meu pai não dava uma folga,cheguei e os dois estavam assistindo tv,fui tomar um banho e quando voltei,ela estava na pia e meu pai havia ido na padaria,já cheguei agarrando e encoxando aquele bundão gostoso:

- Que isso seu louco,seu pai já deve estar voltando!

- Quando ele chegar eu paro!Estou morrendo de vontade de comer a senhora de novo!Olha como estou?

.Tirei meu pau para fora do short e balancei,ela olhou para ele e depois para mim:

- Seu tarado!

.A virei de costas de novo,ergui sua saia e puxando a calcinha para o lado,só dei uma passada de saliva na cabeça do pau e enfiei na sua bucetinha deu uma vez,ela deu até um grito de dor,nem me importei e já fui socando forte,estava morrendo de saudades .Após 5 minutos metendo,meu pai chega,corta caroço do caraio,estava doido para gozar,nos recompomos e achei engraçado o que ela falou para ele logo em seguida:

- O bem,você trouxe sonho pra mim?

- Claro que não!Você não pediu!

- Volta na padaria e compra pra mim!

- O mulher folgada viu!Manda o Samuel!

- Ele acabou de chegar do trabalho e está cansado!Vai logo,anda!Aproveita e vai no mercadinho,e compra açucar!

.Ele saiu reclamando e batendo o portão de raiva,ela foi na pia erguei a saia e puxando a calcinha para o lado disse:

- Anda Samuel!Aproveita e termina o que começou!

.Dei um pulo do sofá e já enfiei tudo nela, voltando a meter:

- Ta querendo gozar também,né sua puta!

Abaixei as alças do seu vestido e expus seus peitões,agarrei enchendo as mãos e meti sem parar,ela até rebolava quando socava mais fundo,molhei o dedo na boca e enfiei no seu cuzinho,que delicia que foi,ela também gostava disso:

- Que saudades dessa buceta apertada mãezinha!

- Hummmmm,aproveita então!

- Goza comigo,goza sua puta!

- Continua assim então!

.Acelerei as socadas e ela não conseguiu resistir por muito tempo,estava viciada no meu cacete grosso:

-Estou gozando!Ahhhjjj que coisa boa!Não tira esse dedo do meu cuzinho pelo amor de Deus!Está muito gostoso!Isso,isso,assim,assim!

- Goza minha puta ,goza no pau do seu filho,vagabunda!

.Ela gozou enfregando e rebolando aquele bundão,senti sua buceta até apertar meu pau e seu corpo dar umas tremidas,jorrei porra de 3 dias acumulados na sua bucetinha:

- Você está cada vez melhor!Quem diria que a Dona Inácia fosse uma puta tão gostosa assim!

.Nisso,meu pai abriu o portão, tirei meu pau rapidamente e coloquei sua calcinha,nem deu tempo da porra sair,corri para o banheiro e depois de me limpar, cheguei na cozinha disfarçando.Meu pai estava na sala vendo tv e ela na pia,cheguei do seu lado e disse assim:

- Ta gostoso sentir minha porra dentro da sua buceta?

- Como você é safado,Samuel!

- Eu sei disso!Sei também que você adora esse jeito!

.Passei a mão na sua buceta e apertei forte seu capozão por cima do vestido,ela se assustou e disse:

- Tira a mão dai ,seu maluco!

.Eu continuava apertando,mesmo ela tentando tirar minha mão:

- Só vou tirar,se disser que essa buceta é minha,só minha,entendeu?

.Ela olhou para sala morrendo de medo,meu pai ainda estava compenetrado na tv,e nisso,apertei ainda mais forte:

- Para com isso Samuel!Tá bom,tá bom!Eu falo!Essa buceta e só sua!Satisfeito?

- E o cuzinho Dona Inácia?E meu também?Diz!

.Ela tremia de medo e diria qualquer coisa que eu pedisse:

- É seu!Meu cuzinho e seu!Todo seu!Agora tira a mão dai!

- Diz uma ultima coisa e prometo soltar sua buceta!

- Diz logo,pelo amor de Deus!

- Diz que adora meu cacete grosso!Que adora chupar ele e engolir minha porra!Diz?

- Eu adoro chupar seu pau!Adoro engolir sua porra!Agora me solta,filho,eu imploro!

.Soltei e sentei na cadeira rindo,ela até debruçou na pia de tão nervosa que ficou,depois foi se recompondo devagar,até olhar para mim e ficar com carinha de brava.Me deu um tesão da porra seu olhar,e pensei, definitivamente,havia transformado minha mãe numa tremenda vagabunda,esse jeito de vagabunda submissa veio para ficar ,fui para meu quarto tirar uma soneca,depois dessa gozada gostosa.Já no sábado, estava de novo tarado para meter nela,mas foi só chegar em casa,que meu pai já veio me convidar para ir no buteco tomar umas com os amigos nossos,ela ficou olhando para nós e não disse nada.Acabei saindo com ele,já no buteco,tomei uns dois copos de cerveja e pensei comigo mesmo: O que eu estou fazendo aqui?Trocando uma bucetinha e um cuzinho super gostosos,para ficar aqui enchendo a cara de bebida?Na hora me deu um estalo e tive a idéia de simular um mal estar e ir para casa,como o buteco era longe de casa,apenas disse assim:

- Pai ,estou com o estomago ruim!Vou para casa e assim que quiser ir embora, me liga e venho aqui te buscar,combinado!

Ta bom filho!

.Peguei a chave de casa e sai queimando pneu,chegando em casa,já coloquei o carro na garagem e tranquei o portão.Fui direto procurar minha mãe, achei no seu quarto tirando um cochilo,estava de bruços com aquela bunda imensa virada para cima. Eu tinha mais ou menos umas 3 horas ,até meu pai ligar,já fiquei pelado,ergui sua saia até a cintura,estava com uma calçola até grande,peguei uma tesoura e cortei do dois lados,foi só puxar e a deixei sem nada.Aproximei o rosto e senti o cheiro de suor do seu cuzinho e buceta,adorei e já meti a lingua no seu rabinho:

- Que é isso Samuel?Cadê seu pai?

- Deixei ele no bar e vim aqui matar a saudades de chupar esse rabo lindo!Fica de quatro pra mim?

.Ainda meio sonolenta,ficou do jeito que pedi:

- Você cortou minha calcinha de novo, Samuel?

- Sim!Vou comprar para senhora umas calcinhas novas e do meu gosto!

.Vi pelo reflexo do espelho ela sorrindo,empinou a bunda e rebolou:

- Mas eu estou suada filho!Espera eu tomar um banho!

- Não!Quero chupar a senhora assim,quero sentir o sabor da sua bucetinha e do cuzinho bem suados!

- Como você e tarado,filho!Então você que sabe!

.Nem precisou dizer duas vezes,enfiei a lingua no seu cú e dedilhei sua buceta,estava bem umida,meti a lingua e engoli todo seu melzinho abundante,o sabor do suor dela me deixava taradão:

-A senhora é uma delicia de se chupar, mãe!Melhor que essas meninas ai fora!

- Hummmm!Ta falando a verdade?

. Chupei tanto que não teve jeito dela achar que era mentira,fiz ela gozar do jeito que ela aprendeu a gostar muito,com minha boca atolada na sua bucetinha:

- Nossa,Samuel!Como adoro ser chupada por você!Jamais pensei que fosse tão bom,que delicia de lingua!

.Senti seu suor e seu gozo,engoli com muita vontade,que mulher gostosa da porra,se soubesse antes dessa carência por cacete,já teria estrupado a muito tempo atrás.Me levantei e já fui metendo nela,dei tantos tapas na sua bunda,que ficaram marcadas as nadegas,aquela mulher me tirava do eixo,acabei gozando rapidinho,senti as pulsações do meu pau e a porra jorrando,até amolecer minhas pernas.Tirei dela e já colocou a mão para não cair porra na cama,foi direto para o banheiro e eu fui atrás é lógico,entramos juntos no chuveiro:

- Não tem perigo mesmo filho,do seu pai chegar?

- Fica tranquila mãe!Eu pedi para ligar e eu iria buscar!E outra coisa,eu trouxe a chave dele!Quer dizer que mesmo que venha de carona,vai ter que bater palmas no portão!

- Você pensou em tudo,hein!Tudo isso só para me comer?

- Claro!Estava morrendo de tesão de comer a senhora de novo!

.Ela riu das minhas palavras,já fui com a boca nos seus peitões e mamei como criança no chuveiro,acariciava a buceta e o cuzinho ao mesmo tempo:

- Desse jeito,vou ficar mal acostumada,Samuel!Daqui a pouco,você arruma uma namorada e me deixa sózinha!

- Mesmo eu namorando e até casando, sempre vou vir aqui comer a senhora!

.Me levantei já meia bomba,passei um creme de cabelo no pau e no seu rabinho e encaixando a cabeça, empurrei devagar até entrar tudo:

- Ai seu tarado,devagar!

.Comecei a socar e apertar seus peitões,falei besteira no seu ouvido,queria saber sua reação:

- Já pensou mãe!Eu comendo seu cuzinho e um outro cara metendo na sua buceta?

.Enfiei os dedos na frente,simulamdo uma meteção:

- Consegue imagjnar,dois paus dentro da senhora ao mesmo tempo?

- Ai filho!Para com essas besteiras!

- Aposto que já pensou nisso algum dia !

- Você é louco mesmo!

- Eu sei que já imaginou isso!Um cara metendo na senhora de quatro e outro recebendo um boquete!Levando tapas na bunda e sendo puxado o cabelo!

- Para de falar isso Samuel!

.Essas palavras mexeram com ela,seus gemidos e reboladas eram bem mais intensos,estava ficando excitada ao extremo:

- Já pensou Dona Inácia?Sentando num cacete deixando entrar tudo na buceta,enquanto tem o cuzinho sendo chupado?

- Ai Filho,que loucura é essa?

- E para terminar,o outro cara vem e põe tudo no seu lindo cuzinho!Agora os dois estão metendo ao mesmo tempo e judiando de você!

- Não aguento mais filho!To gozando,to gozando!Ahhhhh que delicia!

.Apertou minha mão na sua buceta e travou o cú no meu pau,ela estava gozando e imaginado ser penetrada ao mesmo tempo,seus gritos a denunciaram,nisso acabei gozando também:

- Nossa Samuel!Dessa vez,fiquei até de pernas moles!

- Deve ser porque imaginou sendo penetrada pois dois homens!Isso a deixou com tesão!

.Ela só me olhou,mas não disse nada,terminamos nosso banho e resolvi voltar no bar,agora sim podia beber a vontade,estava satisfeito,pois tinha gozado duas vezes.Durante a semana,só consegui tirar umas casquinhas dela,uma encoxada,umas passadas de mão,até umas mamadas nos seus peitões,mas meter que é bom,nada,o máximo que consegui fazer,foi chupar sua buceta na área de serviço e fazer ela gozar na minha boca.No sábado a noite,minha irmã veio buscar meu pai para ir na roça,por coincidência minha mãe e eu,não podíamos ir,assim que eles sairam,já fui pra cima dela,estávamos no sofá no bem bom,eu já chupava seus peitões e ela apertava meu cacete .Mas do nada,bateram palmas no portão, sai meio desconfiado,não estavamos esperando ninguém,era um amigo meu Marcio,tentei despachar,mas não consegui.Ele veio receber uma grana que eu devia,mas meu pagamento era só na semana que vem:

- Cara!Estou precisando dessa grana!Faz 1 mês que não transo,e esse dinheiro era para eu ir na zona!Ajeita ai cara!Tô na seca!

- Eu te entendo!Mas estou zerado!

.Ficamos ali na sala conversando,minha mãe na cozinha,mesmo distante,ouvia tudo.Ele deu uma olhada e admirou sua bunda grande e arrebitada:

- Cara,me desculpe,mas a sua mãe tá muito gostosa,viu!

- Sem problemas!Eu também acho ela gostosona!

- Com uma coroa dessas,eu já estaria satisfeito!

- Sério?Então,tenho uma proposta pra você!

- Qual?

- Se acha minha mãe tão gostosona assim,posso dar um jeito de você comer ela!O que acha?

- Ta louco,ela é sua mãe cara!

- Se vai ficar querendo dar de santinho do pau oco agora,blz!Deixa quieto então!

- Calma ai cara!Se está falando sério,eu quero!Mas como vai fazer ela aceitar isso?

- Deixa comigo!Só que tem 3 condições!

- Não vai me meter em confusão,hein!

- Primeiro,minha divida morre,segundo,não pode contar para ninguém e terceiro,vai sair daqui agora,comprar uma máscara que tampe os olhos e metade do rosto,,troque de roupa e espere meu telefone!

- Ta bom!Vou pagar para ver!

.Marcio saiu e numa jogada de mestre,eu quitaria minha divida e ainda faria DP com minha mãe, mandei ela tomar um banho caprichado e separei uma roupa bem sexy,com uma tanguinha,nesse tempo liguei para o Marcio e pedi que viesse daqui 1 hora.Dei a instrução de não tirar a máscara em hipótese alguma e quando falar,disfarçar a voz,para ela não o reconhecer,e tudo que acontecer ali,morre ali.Claro que ele concordou na hora,após minha mãe ficar pronta,cheirosa e gostosa,fomos para a cama dela e começamos a nos beijar e fazer carinhos.Para não correr o risco de dar errado meu plano,dei um vinho que ela adora,batizado com um afrodisíaco feminino,vendei seus olhos dela e mandei que não tirasse,disse que sentia mais tesão ainda com ela vendada,menti também que havia pedido uma cerveja pelo delivery,e quando Marcio apertou a campainha ela nem se assustou e ficou deitada me esperando.Entramos sem fazer barulho,ai chegar na porta do quarto,ele ficou abobado, e falou no meu ouvido:

- Sua mãe está uma delicia!Como conseguiu isso?

- Sem perguntas!Combinado?

- Ta bom!Foi mal!

- Só fica olhando!Te darei um toque quando for a hora certa!Tira a roupa em silêncio, ok!

.A máscara que usava era do jeito que pedi,tampava os olhos e o nariz,era perfeito,ele estava com olhar de tarado para cima dela.Deixei o som um pouco alto,assim dava para ficar mais a vontade,tirei meu pau para fora e como minha mãe estava deitada,deitei do seu lado e a puxei para cima do meu corpo,ela sentou de pernas abertas em cima do meu cacete e seu vestido subiu,mostrando sua calcinha atolada.Marcio arregalou os olhos de espanto,não acreditava no que seus olhos viam,Dona Inácia, beata da igreja, séria,respeitada e sempre com cara de poucos amigos.Olhei para ele e vi seu cacete do tamanho do meu,já totalmente duro,puxei a calcinha para o lado e fiz ela sentar no meu pau,sua bucetinha engoliu até o talo e seu cuzinho ficou bem amostra para o deleite de Marcio.Nisso,disse assim para Dona Inácia:

- Já pensou?Sentando no meu cacete e outro cara vir por trás e enfiar no seu cuzinho assim!

.Molhei dois dedos na boca e atolei no seu cuzinho:

- Não faz assim comigo,Samuel!Tá querendo me matar?

- Eu sei que gostou!To certo,mãe?

.Ela rebolou no meu pau e nos dedos,não queria assumir,mas acabou cedendo:

- Diz mãe!Sei que adoraria sentor em 2 cacetes ao mesmo tempo!

- Ai Filho,assim você me tira fora do sério!

- Só diz que gostaria!Diz?

- Ta bom!Eu já pensei nisso!E acho que gostaria!

- Gostaria,não!A senhora quer!Diga?Quero ouvir!Diga,minha puta!

.Nisso comecei a meter forte e atolar os dedos,enquanto começava a. mamar seu peitão:

- Eu quero!Eu quero dois paus dentro de mim!

.Fiz um sinal e Marcio já de pau duro e usando camisinha,se aproximou,tirei os dedos e ele já colocou seu cacete de uma só vez:

- Que e isso Samuel?

- É o seu sonho sendo realizado mãe!Dois cacetes dentro da senhora!A famosa dupla penetração!E relaxa!Ele é um profissional de condição que contratei!

.Ela tentou se levantar,eu segurei forte seu corpo e ele segurou sua bunda e começou a meter forte no seu rabinho,enquanto eu voltei a chupar seu peitão e meter na sua buceta,puxei sua cabeça para perto do meu rosto e a beijei de lingua.Quando chupei sua língua, toda aquele restinho de resistência que havia,acabou nesse momento e se entregou,até que foi bem rapidinho.Marcio socava com força e até deu uns tapas na bunda da minha mãe, que filho da puta folgado,ela parou de me beijar para gemer como puta.Ficamos um bom tempo nessa posição,Marcio já estava quase gozando,puxou o cabelo dela e virando seu rosto a beijou de lingua,enquanto a enrabava,vendo aquela cena de submissão dela,acabei jorrando na sua buceta e ele no cuzinho, e com certeza ela também já tinha gozado duas vezes.Mesmo com ventilador ligado,estávamos suados,Marcio ja com o pau mole,tirou a camisinha e sentou numa poltrona,minha mãe se levantou e foi para o banheiro tomar banho sem dizer nada,parecia envergonhada.Ele veio e disse:

- Cara!Que metida gostosa!Sua mãe é muito gostosa!

- Valeu a pena,então?

- Claro! Mas vamos continuar mais um pouco,né?

- Você aguenta?

- Claro!Quero chupar a bucetinha dela ainda!

.Pedi para ele ir tomar banho no outro banheiro e depois esperar no meu quarto ,nisso fui tomar junto com minha mãe que já estava terminando, quando agarrei por trás a encoxando:

- Filho,seu maluco!Jamais pensei que iria fazer isso,de contratar alguém !

- A senhora gostou?

- Gostei sim!Mas achei muito perigoso ,deixar um estranho me comer assim do nada!Ele já foi embora?

- Vou liberar ele agora!

.Ela foi se vestir,mas não deixei,pedi para ficar só de langerie e colocar apenas um roupão,ela foi na cozinha e eu fui no meu quarto falar com o Marcio:

- E o seguinte,cara!Minha mãe está na cozinha,!Já chega agarrando ela por trás e metendo as mãos nos peitos e na buceta,ela pode ate tentar se soltar,mas vai seder,tenho certeza!

- Samuel,você é muito doido!

.Ele adorou a idéia, encontrou ela na cozinha e sem dar nenhuma chance,agarrou por trás como combinado:

- Que é isso,me solta?Você não ia embora,moço?

- Eu vou daqui a pouco!Mas antes,tenho fazer uma coisa!

- Samuel?Leva esse rapaz embora!

- Deixa ele fazer uma coisa primeiro mãe!Depois prometo levar ele embora!

e beijou sua boca, abraçou forte seu corpo dando uma virada,para ficar com a bunda para o lado dele.Sorrateiramente,veio e após ajoelhar,já ergueu o roupão,puxou a calcinha para o lado e primeiro,enfiou a lingua no cuzinho dela.Minha mãe se assustou e olhando pra mim,disse:

- Samuel?Ele não foi embora?

- Ele vai daqui a pouco!Relaxa ele só vai te chupar um pouco!

.Tiramos toda sua roupa e fomos para o sofá,coloquei ela de quatro e fiz pagar um boqute,enquanto Marcio chupava sua bucetinha,ela mesmo achando ruim,estava gostando.Ele se levantou após uns minutos de oral e mostrando o cacete duro,balançou e disse baixinho:

- Estou sem camisinha!Quero meter ma bucetinha agora!

- Manda ver sem camisinha mesmo!

.Sussurei só para ele ouvir,seu soriso foi de uma orelha na outra,encaixou na entradinha e meteu de uma só vez,minha mãe só gemeu e rebolou na hora,que vagabunda mesmo,achava ruim,mas queria.Ele meteu muito nela,enfiou o dedo no cuzinho e ela mamava em mim,mais forte ainda a cada socada,então eu disse sussurando :

- Não goza dentro!Avisa antes,assim você pode encher a boquinha dela de leitinho!

.Ele arregalou os olhos,era tudo que queria naquele momento,foram mais algumas socadas e avisou,chamei ele e tirei meu pau,ela já abocanhou o dele e chupou com vontade,eu queria gozar de novo e estava quase.Vendo ela mamando nele,acabei não aguentando,enquanto engolia a porra do meu amigo, jorrei porra nos seus peitos,cabelos e no rosto,claramente havia tomado banho de esperma,mas gostou,pois lambia os cantos da boca satisfeita.Pedi para ela ir tomar banho e despachei o Marcio,na saída me disse:

- Quando precisar de dinheiro,é só me avisar,ta bom Samuel !

- Ok!

.Tão cedo não vou mais querer dinheiro e muito menos,pagar com minha mãe, pois foi bom fazer DP com ela,mas acabei morrendo de ciúmes e não iria dividir minha puta com mais ninguém.Mas isso foi só da boca para fora mesmo,após uduas semanas,fomos num casamento numa chácara,eu,meu pai e ela,era um lugar bem grande e afastado,bem zona rural mesmo.Ela usava um vestido rodado até o joelho,e seu degote valorizava muito seus peitões, o tecido não era muito fino,então escolhi uma calcinha bem atolada no seu rabão,sem contar o salto alto que a deixava muito sexy.Já na festa, meu pai tomou todas e ficou com seus amigos,então eu fiquei com minha mãe pra lá e pra cá,ela adorou minha companhia,quase no final da festa,já com poucas pessoas,eu estava tarado,fazia alguns dias que não comia aquele rabão,então demos um perdido.Saimos de mãos dadas e fomos para o carro,procurei estacionar num lugar bem escuro e afastado,já desliguei o motor e apaguei todas as luzes.Saimos do carro e já fui tirando seus peitões e mamando,a saudades de sentir eles na boca de novo,era fora do comum,tirei meu pau para fora e fiz ela me punhetar,que delicia sua mão pequena e quente.Naquele escuro,ela estava até bem calma e tranquila,enfiei a mão por baixo do vestido e senti sua buceta já umida e quente,puxei de lado a calcinha e a penetrei com dois dedos.Ela até apertou minha mão com as coxas,mesmo estando no escuro,não poderia perder tempo,coloquei ela no capô do carro encostando os peitões na lataria,ergui o vestido e a penetrei só numa socada,seus gemidos foram altos,mas o som da festa abafava.Meti com violência,molhei os dedos na saliva e atolei no seu cuzinho,ela adorava isso,estava fudendo ela na frente e atrás ao mesmo tempo,era tipo uma DP ali naquele momento.Ela havia gozado e eu estava quase,então tirei da sua buceta,encostei no carro e a fiz encostar aquele bundão em mim,passei mais um pouco de saliva e encaixei no seu cuzinho:

- Samuel,seu louco!Tem que ser rápido!Aqui e muito perigoso!Podemos ser pegos!

- Eu estou quase gozando mãe!Mas quero gozar no seu cuzinho!

.Puxei seu bundão até entrar a cabeça, segurei na sua cintura, fazendo entrar tudo nela de uma só vez,mesmo sentindo dor,ela empinou e rebolou no meu cacete.Como mexia gostoso aquela raba,nisso,nos destraimos um pouco e acabei percebendo que eramos observados por um muleque,acho que tinha uns 15 anos de idade.Ele estava escondido atrás de um carro,não era convidado da festa,e sim filho do caseiro,estava de lado com a gente,minha mãe não tinha visto ele ainda.Resolvi fazer um showzinho para seu deleite,abaixei novamente seu vestido e erguendo o sutiã, expus suas enormes tetas e fiquei bolinando.Mesmo longe,deu para ver seus olhos arregalados e sua mão apertando o pau por cima do short,olhei para ele,sorri e balancei a cabeça para se aproximar,de longe balançou a cabeça que não. Ele estava excitado, mas também com medo,muleque de roça e tudo caipira mesmo,chamei mais uma vez e acabou vindo.Foi se aproximando e minha mãe ainda não tinha visto ele,só disse:

- Vai filho!Goza logo!Ta ficando perigoso!

- To quase mãe!To quase!

.O muleque era mulatinho,e tinha quase a minha altura,ficou a 3 metros de nós,e agora sim,minha mãe percebeu sua presença:

- Que isso Samuel!Vamos sair daqui!Olha esse muleque vendo a gente!

- Calma!Ele só esta olhando!Deixe ele apreciar nosso showzinho!

- Você e louco?Ele vai falar de nós para os outros!

- Ei muleque!Vai contar isso para alguém?

- Não senhor!Só quero ver e mais nada!

- Ta vendo!Relaxa Dona Inácia!

.Ela estava intranquila,mas meu pau continuava a entrar e sair do seu cuzinho,até tentou tirar minhas mãos e erguer o vestido,mas não deixei e disse no seu ouvido:

- Se não ficar quieta e deixar, vou te chamar de mãe na frente desse muleque!

- Não, pelo amor de Deus!Continua me chamando de Inácia!

.Ela não queria que soubesse que eramos mãe e filho,tinha medo dele falar para algum conhecido,sem ela perceber,chamei ele para mais perto,agora o muleque estava praticamente do meu lado,ela ficou até com medo dele,mas a tranquilizei:

- Ele só está curioso,só isso!Qual seu nome muleque?

- É Paulo, senhor!

- Já viu peitões tão bonitos assim,Paulo!

- Só em filmes!

- Quer apertar eles?

- Para com isso Samuel!

- Relaxa!Ele só quer sentir essas gostosuras um pouco!Vai muleque aproveita!

.Eu não estava nem ai,socava no cuzinho dela sem me importar,já ela era pura tensão e acho que tesão também, estava prestes a ser bolinada por um muleque.Uma senhora e mãe respeitada,sendo sodomizada por dois jovens,sentiu raiva e repulsa naquele momento, mas quando ele começou bolinar seus peitões,o prazer falou mais alto,seu cú engolia meu cacete e até fechou os olhos e gemeu aproveitando o momento.Só com sinais,eu ia liberando minha mãe para ele,dei luberdade para mamar nela,o que o fez com muito capricho,peguei sua mão e levei até a buceta,nem se fez de rogado e enfiou naquela gruta melecada.Ela agora rebolava com vontade e sentia muito prazer con seus genidos,só não sei dizer onde mais gostava,dei um toque para tirar o pau para fora,meio timidamente acabou fazendo,era quase do meu tamanho,e estava totalmente ereto.Peguei a mãozinha dela e fiz pegar,ela apertou com vontade,estava entregue e sem nenhum pudor,ficou punhetando e senti ela gozar dessr jeito,ergui uma perna dela e só dei outro toque,sua buceta ficou pronta para ser penetrada.Nem me importei com camisinha e autorizei a meter nela,ele ajudou a segurar a perna e começou a penetrar,ela estava adorando aquilo,eu metia e dava um tempo,não queria gozar e estragar aquele momento.A jeba do muleque entrou todinho nela,os hormônios dele pelo jeito estavam a flor da pele,suas metidas eram bem fortes e profundas,minha mãe mesmo com aquela certa violência, estava gostando.Tinha tranformado ela numa puta de carteirinha,e percebi que o muleque estava quase gozando,naquele momento resolvi não arriscar mais a minha mãe, então falei:

- Hei Muleque!Não goza dentro ouviu?Quando for gozar,tira para fora e goza na boquinha dela!Ela adora engolir porra!

- Ta bom!

.Foi só falar e ele tirou para fora,empurrei a cabeça dela para baixo em direção ao pau dele,foi questão de segundos e encheu sua boca,ela engolia com maestria,sugou e limpou tudinho até lambidas nas bolas ele ganhou, e ela ganhou também porra no cú,acabei gozando junto com ele.Fiquei abraçando ela por trás sem tirar do seu cuzinho por um tempo,todos os 3 respiram fundo,minha mãe foi arrumando sua roupa e acabou tirando me pau,até ai tudo de boa,mas o muleque ainda estava de pau duro,adolescência e foda.Me pediu uma ultima coisa:

- Ei cara!Posso pedir uma ultima coisa?

- Diga!

- Deixa eu experimentar o cuzinho da sua esposa,só um pouquinho!

.Olhei para minha mãe e ela até que foi boazinha:

- Contanto que seja rápido!

.Abracei ela de frente e fiz questão de erguer seu vestido e abaixar a calcinha até o pé,o muleque admirou aquele rabão empinado,deu uma salivada na cabeça do pau e foi colocando,entrou até fácil ,pois havia alargado bem.Ela colocou os braços no meu pescoço e disse assim:

- Fica me beijando enquanto ele manda ver atrás!

.Nem precisou repetir isso,começamos a nos beijar apaixonadamente,e dava até pra sentir seu corpo sendo empurrado contra min,a safada fazia questão de empinar ainda mais o bundão:

- Ta gostoso esse rabão, muleque?

- Ta uma delicia,cara!Posso gozar dentro?

- Se não demorar muito,eu deixo!

.Minha mãe me olhou e disse:

- Quen tem que deixar ou não e eu e não você!

- Esqueceu que esse corpo é meu?Faço o que eu quiser con ele,ta ouvindo?Minha puta!

.Ela sorriu e adorou o jeito que a tratei,tirei seu peitão para fora e mamei com vontade,agora era eu no peitoe o muleque no cú, enfiei os dedos na sua bucetinha e fiquei batendo uma siririca,ela não se aguentava de tanto prazer,eu já estava satisfeito,havia gozado duas vezes, ela,acho que ia gozar pela terceira vez.Foi dito e feito,o muleque segurou sua bunda e meteu mais forte ainda e gritou que estava gozando,ela gemeu alto também e senti apertar meus dedos com as coxas e melecar minha mão. Ali naquele momento havia 3 pessoas satisfeitas e totalmente gozadas,minha mãe literalmente estava cansada e toda arregaçada,suspirava lentamente e tentava colocar a roupa,o muleque se vestiu e agradeceu com um aperto de mão e com a minha mãe,já foi mais saidinho,abraçou aquele mulherão e a beijou na boca de lingua,a putona correspondeu numa boa.Dessa vez fiquei surpreso,e como tinha certeza que numca mais veria aquele muleque,disse:

- E ai mãe?Gostou de fazer sexo com um muleque?

.Ele já estava saindo quando se virou e disse:

- Cara?E sério?Ela é sua mãe?

- Meu Deus filho!Você disse que não falaria nada!

- Esquenta não!Vamos embora e nunca mais veremos ele!

- Você e um homem de sorte!Ter uma mãe tão gostosa como essa e ainda poder comer a hora que quiser!

- Isso e verdade,né mãe!Como a hora que quiser!

- Filho,você não presta mesmo,né!

- Espero que tenha curtido e aproveitado bem,mãe!Pois essa foi a ultima vez que divido a senhora com outro homem!Não quero mais ninguém te comendo,só eu!

.O muleque saiu rindo do que eu acabra de dizer e foi embora,nos arrumamos e voltamos para o fim da festa,sem antes dar um tapão bem forte na bunda dela:

- Que isso Samuel?Agora doeu!

- Adoro dar tapas nesse bundão gostoso,que agora vai ser só meu,para o resto da vida

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 46 estrelas.
Incentive Rody1967 a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil genéricaRody1967Contos: 120Seguidores: 225Seguindo: 2Mensagem Heterossexual ,ativio e muito viril.

Comentários

Foto de perfil genérica

Meu Caro nunca Fudi Com Minha Mãe Mas Com Tia Sim, Conto Nota Dez e Dez Estrelas Já Fiz Muitas Dupla Penetração, Até Com Minha Tia e Um Amigo Meu de Infância, Você Falou Que Seria a Última Vez Que Dividia a Sua Mãe Com Outro, Mas Dividi Pelo Menos as Foto do Cuzinho Arrombado de Sua Mãe Comigo! Meu E-mail ananias.alves@gmail.com

0 0
Foto de perfil genérica

Amei o seu conto e gostaria de saber mais sobre sua mãe e as transas dela. E queria receber fotos dela. Meu e-mail é adriano_sp_pv8@hotmail.com

0 0