Massagem sensual (prostática) 1/2

Um conto erótico de Solepa
Categoria: Homossexual
Contém 520 palavras
Data: 15/11/2023 22:43:25

Recebi uma mensagem no Zap, de um número desconhecido. Perguntou se nesse número falava com “fulano”, e queria saber sobre massagem relaxante, e qual seria o valor para atendimento em domicílio.

Respondi com um “boa noite”, perguntei qual era sua necessidade, seu nome, e onde morava.

Passei o valor, com um acréscimo pela grande distância.

Após esses pormenores, Natan disse que precisava de uma massagem relaxante, pois andava muito tenso por causa do seu trabalho, e fez mais algumas perguntas um tanto quanto vagas, a respeito de “tipos” de massagens relaxantes...

Sou Massoterapeuta, e com bastante frequência alguém me procura querendo massagem sensual, então desconfiei qual era a dele, e tentei induzi-lo a ir direto ao ponto.

E foi a partir desse dia que resolvi atender a essa clientela – vamos ver no que que dá, pensei -, contanto que seja tudo bem combinado, e que seja do agrado e satisfação dos envolvidos.

Ele estava muito sem jeito. Primeiro perguntou com que roupa ele deveria ficar, e se poderia ficar só de cueca. Respondi que ele poderia ficar do jeito que quisesse, então perguntou se poderia começar de cueca, e depois ficar pelado, e se eu massagearia sua próstata.

Não me espantei, pois já imaginava onde pretendia chegar, e, mesmo nunca tendo feito algo do gênero, já vinha me preparando desde o início da conversa. Como era no Zap, tive bastante tempo, pois entre uma mensagem e outra, chegou a demorar alguns minutos. O achei muito inseguro quanto à decisão que estava para tomar. Tanto que, em dado momento, chegou a dizer que não iria mais querer, e levou mais de 15min para retomar a conversa.

Por fim, se soltou, e até sugeriu de eu ir de bermuda, e tirar, caso eu quisesse. Inclusive, levantou a possibilidade de irmos para um motel, ao invés da sua casa. Falei que preferiria em casa. Perguntou se eu teria vergonha de entrar num motel com outro homem (senti um ar de desafio). Disse que eu não teria problema com isso, mas não queria.

Isso era quarta-feira, quase nove da noite. Combinamos para a próxima sexta às 19h no seu ap.

Apaguei as mensagens “comprometedoras”, pois minha esposa tem acesso ao meu celular, assim como eu ao dela.

Coloquei alguns preservativos e um creme (preparado) na maletinha dos produtos que sempre levo. O creme é uma mistura de loção hidratante (de erva doce) com lubrificante íntimo – já bem testado em mim.

No dia combinado, uma hora antes mandei uma mensagem avisando que estava saindo de casa.

Me esperava de bermuda e camiseta no hall. Eu, como sempre, de calça, camiseta branca e tênis. Carreguei a maca, e ele pegou a maletinha com os produtos. Pegamos o elevador até o 4º andar, e entramos no seu ap. Conversamos algumas futilidades e fiz a anamnese.

Enquanto eu preparava a maca, ele fez a transferência, pelo Pix, do valor combinado - mais um adicional pelo meu deslocamento -, mesmo que eu tenha dito que já estava tudo calculado.

Continua...

Nota: Escolhi a Categoria do conto como Homossexual por não ter a opção "Bissexual", que acredito encaixar-se melhor no contexto.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 21 estrelas.
Incentive Solepa a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil de SolepaSolepaContos: 23Seguidores: 37Seguindo: 1Mensagem Não sou assinante. Só me comunico por aqui ou por e_mail. Sou homem branco, cabelo curto e grisalho. 1,69m, 50kg. Passando uma beirinha dos 60. . . . sou um cara certinho, que resolveu desafiar a física, a moral e a ética, e sair da linha . . . trôpego, desorientado, confuso, mas com muita vontade de ultrapassar alguns limites e romper barreiras - de preferência sem machucar ninguém -. Podendo até ser infiel, mas com lealdade aos que me rodeiam e confiam em mim. Seguindo essa linha, e considerando que me situo entre a Androginia e a Bissexualidade, estou disposto a experimentar alguns prazeres distintos.

Comentários

Foto de perfil de Erick Contos Gays

Muito bom, gostei da introdução, deixou o leitor com gostinho de QUERO MAIS, irei ler seus demais textos, essa sua indicação caiu como uma luva para o meu caso erótico.

1 0
Foto de perfil de Solepa

Ôpa! Agradeço pela leitura e pelo comentário.

Quero ver esse "caso erótico".

0 0
Foto de perfil de Passivo 10

Hummm..delícia.

Vou sempre num salão masculino pra fazer depilação e combinei com o dono pra poder levar minha namorada e enquanto eu fazia depilação, ela ao lado faria uma massagem tantrica com dois massagistas...que tesão foi

1 0
Foto de perfil de Solepa

Quando minha esposa ainda gostava "da coisa", a cantei algumas vezes para fazermos um curso de Tântrica (para fazermos um no outro).

A que faço é mais para o lado sexual, mesmo, como deu para ver no conto.

Tenho o desejo de fazer um troca-troca nisso.

1 0
Foto de perfil de Passivo 10

Fazer massagens eu não tenho ideia,tanto que levei minha namorada no salão..kkk

Mas de resto ia adorar, inclusive se quiser posso levar até minha namorada que adorou a massagem..

1 0
Foto de perfil de Solepa

Eu topo.

1 0
Foto de perfil de Passivo 10

Delícia.

Vai ser um tesão...adoro ver ela ser tocada, bolinada, usada por um macho. E o contrário tbm..kk

1 0
Foto de perfil genérica

Começou bem...

1 0
Foto de perfil de Solepa

Obrigado pela participação.

Acabei de enviar a segunda parte, onde esquenta tudo... hehe...

0 0
Este comentário não está disponível
Foto de perfil de Jota_

Opa, continua! Esse começo prometeu hehehe

1 0
Foto de perfil de Solepa

Agradeço pela participação.

Estou trabalhando na sequência, que promete, sim.

0 0
Foto de perfil de Solepa

Acabei de enviar a segunda parte, onde esquenta tudo... hehe...

0 0