Casada vai pra casa do comedor

Um conto erótico de Dra Bruna Casada
Categoria: Heterossexual
Contém 652 palavras
Data: 15/11/2023 11:17:59

Quem leu meu conto anterior sabe que meu nome é Bruna e sou casada com um homem de 60 e que conheci o prazer com o amante da minha amiga. Tenho 25, 1.70, sou branca e gostosa.

Continuando a história, fiquei pensando muito no Alex, falava com ele todos os dias e ele me dizia que não queria mais a Ana. Queria ficar só comigo. Fiquei péssima, não gosto de tomar macho de amiga. Tentei mudar o pensamento dele e disse que teria que revezar os encontros. Alex então disse que queria me ver logo e eu também tava louca de vontade de vê-lo.

Fui na loja de roupas de ginástica e comprei calças leggings e suplex bem coladas, estava com tesão à flor da pele e queria que todos pudessem ver o quanto sou gostosa.

Passei 2 dias malhando muito, principalmente os glúteos e no dia seguinte marquei com Alex. Tinha que ser na casa dele já que morava só.

Fui pra academia logo cedo e malhei bastante. Depois tomei banho na academia e vesti uma calcinha fio dental e uma calça legging rosa, muito apertada.

Peguei meu carro e fui até a casa de Alex com medo de alguém reconhecer a placa. Assim que cheguei Alex me agarra e aperta muito a minha bunda, eu saio correndo e ele corre atrás de mim e enfia a cara no fundo da calça legging. Então resolvo tirar o top e a calça legging bem devagar. Quando fico só de fio dental Alex diz que eu estava ficando muito devassa me vestindo desse jeito, eu respondo que agora sou puta dele e que ele é meu macho comedor.

Alex fica muito feliz, me leva pra dentro da casa e pra cama grande dele, o "abatedouro de casadas". Alex tira a roupa e pega a camisinha com o lubrificante, peço a ele pra só pegar o lubrificante que quero sentir a carne dele na minha desde que não goze dentro.

Alex não gosta de transar sem camisinha e insiste em usar o látex, frustrada aceito. Então eu passo lubrificante na camisinha vestindo o pauzão. Alex então pede que eu fique em cima dele e então começo a subir e descer, minha xana engolia e cuspia seu pau freneticamente, começo a gemer muito, estava ficando alargada de novo e dificilmente conseguiria sentir prazer com o pau do meu marido.

Meu macho me coloca por baixo e estoca o pau enorme com força na buceta, fico louca e começo a gritar pra me deixar toda arrombada. Depois de 30 minutos meu macho tira a camisinha e goza nos meus seios.

Vamos tomar banho e Alex me passa sabonete e esponja. Quando está limpando meu bundão, seu pau começa a endurecer e já está firme novamente, começo a chupar ali mesmo, de joelhos sentindo o chuveiro nos cabelos e o pau na boca depois de alguns minutos Alex goza e engulo tudo.

Terminamos de nos banhar, nós almoçamos, assistimos o jornal na TV, e vamos pra piscina. Quero pegar um bronze ainda antes de ir pra faculdade e percebo Alex novamente com o pau duro vendo meu bumbum pra cima (meu bumbum é grande e arrebitado, bem branquinho e malhado de academia e todo mundo que o vê fica com água na boca), e percebo que teria que dar prazer àquele gostoso dando o bumbum pra ele.

Alex e eu começamos a conversar e ele diz que está gostando muito de mim e que quer me ver quase todos os dias, eu pergunto se ele será só meu e ele responde que não. Então nós combinamos que é só sexo mesmo e que vamos nos ver mais.

Depois do bronze tomo banho, coloco um fio dental e calça jeans apertada e uma blusa decotada e vou pra faculdade. Gosto de chamar a atenção, mas eu era apenas do meu marido e de Alex, meu amante dotado.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 33 estrelas.
Incentive Comedor de putas a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil genérica

Delícia Bruna continue sendo a vadia do teu comedor apostaria que seu marido não vai te abandonar por isso.

0 1

Listas em que este conto está presente