Eu comi a noiva do meu filho

Um conto erótico de Hero
Categoria: Heterossexual
Contém 1624 palavras
Data: 13/11/2023 13:45:56
Última revisão: 14/11/2023 17:51:17

Eu comi a noiva do meu filho.

Meu nome é Júlio ou Julião, sou casado e tenho 48 anos e preciso contar o que está acontecendo na minha vida sexual e isso me deixa muito confuso.

Tenho apenas um filho, Claus e tem 25 anos, tem uma noiva chamada Ana , a Ana tem 24 anos e é muito bonita e tem um corpo perfeito, ela é loira,1 metro e 65,uns 60 quilos, e eles já estão juntos há 3 anos. Ana sempre sai com nós, restaurantes,barzinhos,cinema e na praia.

Eu tenho ela como uma filha e fiquei muito feliz que Claus saísse com uma mulher de família como ela.

Há quase um ano, o Claus conversou comigo e com Claudia sua mãe, sobre ele casar com a Ana, pensamos sobre e concordamos. Eles queriam se casar no próximo ano,

ainda faltava um ano.

Eu e Cláudia estavamos muito felizes, e aos nossos olhos eles estavam indo bem, mas o Claus insistiu muito para que eu conseguisse um emprego para ela,emprego na minha empresa, para que eles pudessem juntar uma boa grana e o que mais precisavam para o casamento, e foi aí que tudo começou.

Ana ficou no departamento de estoque, onde eu mesmo sou o responsável e isso nos deu a oportunidade de conversar muitas vezes, mesmo em algumas ocasiões em que Claus não ia buscar Ana, eu mesmo levava ela para a casa , nunca deixei ela me tratar como senhor mas sim de “você ” ou Julião, sempre pedia para ela simplesmente me chamar de tu ou Julião, como todo mundo me chama e ainda mais como colegas de trabalho mesmo sendo seu chefe.

Às vezes eu sentia que não havia diferença de idade entre ela e eu por causa da forma e dos assuntos sobre os quais conversávamos, mas nunca pensei realmente em nada sexual com ela.

Finalmente, um dia aconteceu algo que virou minha vida de cabeça para baixo.

Uma tarde saímos do trabalho e Claus não pôde buscá-la.

E Ana me perguntou se poderia levá-la para tomar uma cerveja porque não queria voltar para casa. Paramos em um blub bar. Não foi a primeira cerveja que tomamos juntos. Eu estava sozinho, mas naquele dia eu senti que Ana estava querendo algo mais comigo, ela fazia alguns comentários,dizendo que ela gostaria que Claus fosse tão bonito,elegante, simpático e forte e com tudo grande, como eu sou.

e que a Claudia tinha muita sorte de saber que eu estaria com ela a noite toda...

Conforme o que ela dizia, às vezes eu me sentia um pouco desconfortável, mas suas palavras devem ser normal com os jovens...

Quando saímos do blub, antes de entrar no carro, Ana me perguntou se eu poderia ficar mais um pouco com ela,ou se eu tivesse algum lugar para que ela pudesse ficar mais um pouco conversando comigo. Ela disse que

estava nervosa com o casamento com Claus, embora ainda faltassem muitos meses. Pareceu-me estranho, mas eu disse que sim.

Ana me deu um abraço,mas o abraço foi mais que um obrigado.,

Ana me acariciou nas costas e quando estávamos abraçados.

Ela se aproximou de mim para me beijar, e meu instinto alpha foi certeiro e além das muitas cervejas que nós bebemos.

O beijo dela foi que despertou meu pau,

Pense o que quiser, mas foi algo que não pude evitar, sou um homem hetero gosto de mulher, e ela estava muito carente, além de ser muito linda e muito gostosa

sei que Ana é a futura esposa do meu filho, mas sentir seus lábios na minha boca me fez enlouquecer.

Depois do beijo que demos, Ana me disse que já fazia muito tempo que me queria,que me desejava que me achava atraente,sexy,másculo e sábia que eu era muito dotado,pois ela havia ouvido a Claudia dizer que meu pau era muito grande e grosso,desde que me conheceu e que queria fazer isso comigo antes de casar com o Claus.

Sem perder tempo,liguei o carro e fui direto para o motel mais próximo,

que fica perto do mercado onde raço compras.

Nem chegamos na cama do quarto. Depois de abrir a porta do quarto, ela se jogou em mim e me beijou, e mesmo com a porta ainda aberta, Ana se abaixou, puxou minha bermuda para baixo e pegou meu pau e começou a chupar, e Ana falava que meu pau era muito gostoso.

Foi uma loucura, Ana é uma fera sexual, ela chupou meu pau como se quisesse comê-lo, logo mesmo antes de entrar no quarto, ela levantou sua pequena saia e disse: faz comigo o que teu filho nunca fez,mete fundo e me faz gozar.

levantei mais a saia para que eu pudesse ver o que me fez ficar louco, então vi a sua bucetinha rosa,depilada e pequena, pincelei meu pau, e fui enfiando,ela urrava muito... comecei a dar estocadas mais violentas e nós dois gozamos juntos.

Se beijando e fomos para o quarto.

Ana foi a ducha e eu fiquei sentado pensando sobre...

Quando Ana saiu do banheiro, o tesão tornou conta de mim novamente,ela se agarrou nas minha costas e disse ao meu ouvido:

Julião,realiza um desejo que eu tenho?

Qual? É que eu sou virgem?

Eu sorri, e disse: sério?

Ela,sim...

Mas o Claus nunca?

- Não!

Então se agarramos...

E comecei a enfiar na bucetinha dela novamente, que estava bem molhada.

Não estou acostumado com mulher conversando enquanto eu fodo com ela, mas a Ana ficava dizendo que está muito bom, que não queria que eu parasse,foi você quem me fez gozar por completo pela primeira vez! passo a citar: “Então sogro, me usa como sua puta, eu quero ser sua amante, sua vadia”, eu não aguentava mais só ficar me masturbado vendo você na praia de sunga...

Faça comigo o que você quiser...

Mas Ana queria mais, e não paramos de nos beijar, meu pau gozou novamente dentro dela.

Eu me deitei e

ela subiu em mim, eu nem precisei fazer nada, ela meteu meu pau na bucetinha dela e começou a se mexer deliciosamente, enquanto me dizia que queria ser minha amante, que queria ser minha puta e que estaria sempre disponível quando eu quisesse transar com ela.

A verdade é que naquele momento eu não conseguia pensar em outra coisa senão curtir o corpo lindo e jovem da Ana, disse sim para tudo sem pensar nas consequências, mas estava gostando como nunca antes e ela estava se comportando como a mais excitada de mulheres, ela me montou e se mexeu feito uma louca, depois ela queria que eu fodesse seu estilo cachorrinho e que bunda deliciosa Ana têm! Então ela ficou de quarto e disse: Realiza meu desejo,fure meu cuzinho virgem? ele está pronto para você...Ela levantou a bunda ao mesmo tempo que se empurrou para que meu pau entrasse,eu fui metendo lentamente e ao mesmo tempo eu cupia,ela dava uns gemidos de dor,mas dizia para continuar.

Foi quando eu consegui penetrar a cabeça e nesta hora,ela disse: não... não quero mais...

então eu acalmei ela,e fui metendo lentamente,e as estocadas eram leves...

Ela estava calma mas com a mão na minha cintura regulando.

E foi quando Ana diz: vai meu macho,mete... mete... mete a vontade...

Ana gritava e dizia: Não pare...

Ela esquichou pela sua bucetinha,que deixou o lençol muito molhado.

Logo virei ela e fui por cima, levantei suas pernas até meus ombros. Ana me pediu para fazer cada vez mais forte. Deixei todo o meu peso cair sobre ela enquanto Ana não parava de dizer coisas sobre ser amantes e fudendo feito loucos sempre que tínhamos vontade, o tesão era tanto que ela me disse que queria que eu gozasse dentro dela todos os dias.

Entrei nela novamente mas por trás, quando terminei Ana não mudou sua ideia de que éramos amantes, embora um sentimento de culpa tenha começado a entrar em mim, sei que queria que isso acontecesse quando Ana me beijou, mas com calma comecei a pensar sobre as coisas e eu me senti muito mal pelo meu filho, como ele poderia ser amante da esposa dele?

O maior problema é que Ana trabalha comigo e eu a vejo todos os dias, seus flertes escondidos dos colegas sempre me deixam com tesão e por mais que eu queira, não posso me recusar a repetir o sexo com Ana, mas também Não consigo parar de pensar nela e quando a vejo com o Claus fico com um pouco de ciúme, mas ela é namorada dele e ele é meu filho, não tenho direitos.

Eles vão se casar em fevereiro do ano que vem e não sei se poderei continuar com isso quando Ana for formalmente esposa do meu filho. Eu sei que não deveria continuar transando com ela, nem agora nem depois, mas ela é tão gostosa, tão linda que não consigo, consigo resistir e sei que não resistirei quando eles se casarem também.

Quando nós chegamos em sua casa,Claus estava chegando também,

Ana saiu do carro correndo em direção do Claus,e lhe beijou profundamente.

Claus me olha e faz um sinal para eu descer.

Vou até ele e ele me abraça e diz:

Pai,você é o melhor pai que todas as pessoas sonham,então ele me beija no meu rosto e diz: Obrigado pai,obrigado mesmo... por tudo seu Julião.

Eu olho para ele lhe abraço e digo que tenho que ir... Então Ana se aproxima de mim e diz:

Julião você é o melhor sogro,melhor é maior...

Saio e vou embora pensativo.

Claus e Ana ja estão casados.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 54 estrelas.
Incentive Herosexy a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil de HerosexyHerosexyContos: 29Seguidores: 106Seguindo: 6Mensagem Casado a 32 anos, hetero 100%,nada curioso em sexo homo. Sou divertido, legal, apaixonado pela minha mulher. Sou aposentada, mas trabalho em serviços automotivos, não tenho preconceito.. Só não curto MULHERES FEMINISTAS DOENTES E SEM NOÇÃO.

Comentários

Foto de perfil de Kratos116

Cuidado que uma hora dessas a esposa Cláudia vai desconfiar e até seu filho também,e aí que a casa cai.E pior se acontecer da Ana ficar grávida 🤰,aí que a merda maior vai acontecer. Você só tem 3 opções:1 Dar um jeito de arrumar um emprego para ela em outra empresa 2 Ela mesma fizer isso 3 Mostrar seu filho que essa mulher não serve para ele .

0 0
Foto de perfil de Velhaco

Na verdade não tem o q dizer do conto, a noiva do filho é uma vadia sem caráter e o pai um talarico sem caráter, os dois se merecem pois se igualam no mal caratismo e falta de vergonha na cara

1 0
Foto de perfil genérica

....É velha guarda , em havendo estes sentimentos contraditórios entre tesão e arrependimento, pode ser à receita para uma grande merda ( tragédias) ou NÃO...kkkkkkkkkkk

0 0