Eu sindico comi a moradora do grupo

Um conto erótico de Marcos
Categoria: Heterossexual
Contém 490 palavras
Data: 10/11/2023 22:15:14
Última revisão: 12/11/2023 19:05:12

Meu nome é Marcos, sou síndico de cinco condomínios, incluindo o onde resido. Sou casado e tenho dois filhos, também casados. No condomínio onde moro, participo de um grupo de moradores onde surgem muitas discordâncias. Cada morador tem sua própria ideia ou reclamação, e às vezes isso gera conflitos. Quando o assunto se volta para a minha gestão, minha esposa, às vezes, não consegue se conter e se envolve, piorando a situação e causando discussões.

Às vezes, aprecio a solidariedade, mas em outros momentos não, pois percebo que os moradores não têm uma boa relação com ela. Uma moradora específica, Samara, que reside no bloco 08, AP 14, com 30 anos, morena, casada e com um filho, pessoalmente me questionou sobre por que minha esposa fica nervosa quando falam mal de mim no grupo. Em tom de brincadeira, respondi que deve ser pelo tamanho da "ferramenta" que mencionei, causando risos. Até que um dia?

Ao interfonar para anunciar a chegada do documento, mencionei: "Dona Samara, chegou um documento da administradora para a patroa." Samara, de forma sugestiva, respondeu: "Você falando assim me deixa toda mole." Perguntou se minha esposa estava presente, ao que respondi negativamente. Samara, sussurrando, comentou: "É hoje." Mais tarde, ao atender a porta, encontrei Samara com cabelos molhados, vestindo shorts e uma camiseta preta, que disse: "Posso entrar, meu síndico

Eu: entra e fechei a porta e do jeito que ela falou bem sexi fiquei de pau duro na hora ela percebeu e veio me agarrando e pegou no pau e disse no me ouvido sussurrando

Samara: ai ai ai nossa é grande mesmo depois que vc me falou aquilo fiquei doida para ter ele dentro de mim nossa nossa nossa

Tirei ele para fora e falei

Eu: ele é todo seu

Ela chupava com gosto lambia a cabeça chupava meu saco e eu gemia aí aí ai que delícia de mulher sempre quiz de comer ela chupava e falava diz de novo seu gostoso do pauzão meu sindico gostoso derrepente ela desceu seu short sem calcinha ficou de quatro no sofá e sussurrou me come me come estou louca para dá para vc eu comecei a chupar sua buceta seu cu chupava seu grilo ela gemia e implorava para eu penetrar ela e gemia muito

Aí ai ai ai ai não me judia me come me come então esfrequei meu pau no seu grilo e coloquei na sua buceta ela jogava a bunda para trás com sua unha ela rasgou o sofá e gemia aí aí ai ai ai ai estouuu estouuuuu aí ai ai ai encaixei meu pau todo na sua buceta comecei chupar seu pescoço e sua boca com atolado na sua buceta toda melada então gazamos juntos em um gozo sensacional aonde sofá fico inundado de porra então ela se recuperou e fez aquilo charme

Samara: nossa o que fiz pegou o documento abriu a porta e saiu correndo mais voltou dias depois.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 16 estrelas.
Incentive Marcos 1671 a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil genéricaMarcos 1671Contos: 8Seguidores: 10Seguindo: 0Mensagem Louco por sexo

Comentários