Após resolvermos o probleminha do meu Pai, meu cunhado entrou em ação Parte III

Um conto erótico de ThiagoX
Categoria: Grupal
Contém 2287 palavras
Data: 01/11/2023 14:02:00
Última revisão: 01/11/2023 14:11:17

Depois de sermos interrompidos, fomos pra carro p, e começamos a conversar e digo:

- Droga Justo agora que a brincadeira tava ficando boa...

- Acho que foi melhor assim...- respondeu meu cunhado

- Não vai me dizer que se arrependeu agora Júnior?

- É que você é minha irmã, mas você é tão gos...mas não acho certo o que estávamos fazendo..oque iríamos fazer l.

- Pode terminar de falar maninho, sou tão gostosa? Sei que sou, tudo bem, você tem de abrir a mente maninho, estávamos apenas nos divertindo.

- Sim você é muito gostosa, mas é minha irmã, isso deve ser errado, não deveria ficar assim por causa de você... Disse meu cunhado apontando para a rola dura feito pedra novamente.

- Relaxa cunhado, sua irmã é uma potranca, qualquer homem fica louco de olhar pro seu corpo e sentiria tesão de ver ela assim...ainda mais na sua idade, não acredito que você ainda é virgem.

- E você não fica com ciumes dela Thiago? Eu tava batendo uma na frente dela, e ela até ia deixar eu sentir seus seios pra me dar mais tesão

- Porque eu ficaria com ciumes se eu estava junto? Te contar um segredo, ver outros homens a desejando e até mesmo fodendo ela, me da o maior tesão. Só de imaginar você brincando com os seios dela, enquanto se masturba, meu pau está latejando de duro, amor oque acha de terminar oque começamos, olha o estado que eu e seu irmão estamos...não podemos chegar nesse estado na sua casa, não tem como escondermos a ereção e pra baixar só com uma bela gozada.

- O que acha maninho? Sua rola não vai sossegar se você não gozar...vamos faz isso por mim, afinal você deve obediência a sua irmã mais velha...Só uma punhetinha, vou só me exibir pra vocês gozarem gostoso, prometo que é só uma punheta, não vou forçar nada que você não queira - Disse Tânia já botando suas tetas pra fora...era muita tentação e não tinha como o moleque resistir.

- Olhando essas tetas assim aiai...como vou aguentar, tah... Se é só uma punheta eu topo, vamos logo antes que eu me arrependa, meu pau está doendo de tão duro.

Então fomos com um carro em um local mais afastado da cachoeira, pra não sermos interrompidos novamente, estacionei o carro e fui ao banco de trás ao lado do meu cunhado, e sentei, ambos abaixamos a cueca, com nossas rolas babando, meu tesão era descomunal, queria logo ver minha esposa sentando naquele cacete, mas teríamos de ir devagar, afinal além do moleque ser virgem, ainda estava relutante em ter algo com a própria irmã. Tânia dobrou os bancos da frente e ficou de joelhos sobre ele, de frente pra gente, pra poder se exibir, apenas com a parte debaixo do biquíni

- Vamos comecem...Batam gosto seus safadinho, quero ver vocês batendo bem gostoso pra mim, ainn estou ficando molhadinha de ver essas duas rolas em pé por minha causa, então ela começou a chupar e esfregar as tetas, sempre nos encarando com o olhar mais safado do mundo. Então ela ficou de costas e de quatro pra gente, empinou a bunda e começou a rebolar sensualmente, aquele rabão, com a biquini enterrado..rebolando gostoso pra gente.

- Gosta da minha bunda maninho?Acha que aguenta? Pobrezinho ainda é virgem.. Aposto que você não aguentava 5 minutos fodendo comigo nessa posição...e já iria gozar na hora.

- E ai Júnior acha que aguenta? Quer perder o cabaço e foder sua irmã? Se você quiser eu deixo, ela tem uma ppk deliciosa, apertada quente e molhada...fode sua irmã cunhado.

Ver a Tânia o rebolando e provocando daquele jeito, atiçou ainda mais o meu cunhado.

- Oque?hum.....melhor não? Não só a punheta já está bom, não vou comer minha irmã, o que estamos fazendo já é errado...

Enquanto eu batia minha punheta num ritmo controlado, pra aproveitar, aquela provocação e tentação... deixou meu cunhado alucinado, batia com muita força e velocidade, estava entre estar dominado pelo tesão e, ao mesmo tempo relutante com o que estava acontecendo.Tânia vendo ele batendo forte, disse..

- Calma mano, assim você vai gozar rápido demais, deixa eu te ajudar ...vamos continuar de onde havíamos parado.

Então ela sentou no meio dos 2 e ordenou: - - Vamos pode brincar com os meus peitos um pouco. Então ele parou um pouco a punheta e com as mãos segurou firme e forte as tetas da minha esposa.

- Ahhh Tania que tetas gostosas, macias, que tesão, ele passava as mãos por seus seios, passando os dedos nos mamilos ouriçados. Seu pau pulsava de tesão...nesse momento Tânia pegou o cacete do irmão e começou a alisar com a mão.

- Olha que rola linda, que pau imenso você tem irmãozinho.

- Ohh Tânia você falou que era só uma punheta...

- É só uma punheta, eu prometo, estou com água na boca, mas já que você quer assim, eu prometo que é só uma punheta, não vou te forçar a nada, mas relaxa, que eu que vou bater pra você a melhor punheta da sua vida, agora aproveita, e deixa a maninha cuidar de você. Então, ela finalmente olhou pra mim.

- Não pense que esqueci de você, me deixe cuidar de você também, então me deu um longo beijo enquanto masturbava seu irmão, pegou meu pau com a outra mão e começou uma punheta dupla, em mim e meu cunhado. O cheiro de sexo estava exalando dentro do nosso carro, enquanto ela nos masturbava, nós brincávamos com os seus seios,após uns 5 minutos ele que não aguentou de e avisou...

- Mana...ahhh vou gozar...

Nesse momento, Tânia virou o seu cacete em direção do seu corpo.

Caros leitores, a quantidade de porra que jorrou,...vários jatos de porra que acertaram os as tetas e barriga da minha esposa.

- Uau que gozada maninho...me lambuzou toda...olha estou só, estou toda gozada.

Nisso eu também não aguentei e gozei gostoso, terminando de deixar seu corpo coberto com nossa porra.

- Desculpa mana, você me deixou com muito tesão, você é tão gostosa, deixa eu limpar você.

Então ele pegou a toalha que havia levado pra cachoeira e começou a secar a nossa porra do corpo da irmã.

- Vocês dois são loucos...como você sente tesão de ver sua mulher com outro homem?

- Você não imagina o quanto é gostoso, queria mesmo era ver você a fodendo, não sabe o que está perdendo.

- Isso mesmo maninho, você não tem ideia do quanto somos safadinhos, e o de qual puta sua irmã é...

Após nos limparmos fomos para a casa dos meus sogros, meu cunhado foi por todo o tempo calado, parecia ainda estar processando tudo oque estava acontecendo.Chegamos e eu e minha esposa fomos tomar um banho, e ela me confessou que teve de se segurar pra não cair de boca na pica do irmão, e que até irmos embora ela iria atiça-lo ao máximo pra ver se ele resistia. Durante o resto do dia, tivemos de nos comportar perto dos nossos sogros, mas sempre que podia Tânia tentava provocar e atiçar o irmão. Em certo momento ficamos os 3 sozinhos na sala e minha esposa sentou em seu colo e sussurrou em seu ouvido...

- Não é justo, só vocês dois gozaram e eu não, quer me ajudar a gozar maninho? - disse alisando seu peito e dando um beijo em seu pescoço, e depois mordendo sua orelha.

- Olha só, já está duro feito pedra novamente, posso sentir seu cacete cutucando meu bumbum.

- Ta louca Tânia, nossos pais estão aqui do lado.

- Ah Junior, sente como estou molhada...pegou a mão do irmão e levou para dentro da calcinha pra ele sentir sua xoxota. Foram apenas alguns segundos, logo ouvimos meus sogros nos chamando na cozinha. Demorou alguns minutos pro meu cunhado "se acalmar" e nos acompanhar, para seus pais não o virem de barraca armada.

O sábado acabou, e conversando na cama com a minha esposa, que no domingo teríamos que pegar a estrada cedo.

- Se eu tivesse tempo e usar as todo meu poder de sedução, aposto que ele não resistiria, mas não temos tempo, amanhã já vamos embora...a não ser que...oque acha de convidarmos ele pra passar uns tempos com a gente...sem os meus pais por perto pra atrapalhar...ele não vai resistir e vamos poder foder a vontade..

- Por mim ótimo amor, vou adorar ter mais uma macho junto comigo pra foder minha putinha, acha que ele vai topar?

Pela manhã estávamos nos preparando para partir, mas fomos até o quarto do nosso cunhado, Tânia com uma mini saia pequena pra provoca-lo uma vez mais, então ela faz a proposta pra ele.

- O final de semana foi incrível, mas poderia ser melhor mano, eu e o Thiago conversamos a noite, e queremos muito que você foda com a gente, vai me diz que topa...

- Ta louca Tânia, não vou transar com você...ainda mais aqui em casa...

- Já pensamos em tudo, você pode ir passar uns tempos com a gente, lá em casa não vamos precisar disfarçar nem nada, vamos poder transar a vontade, serei a putinha de vocês dois.

- Você ta falando sério?...não sei ainda, preciso pensar a respeito.

- Deixa eu fazer algo pra te ajudar a pensar? Olha como você já está duro com essa conversa, deixa a mana bater mais uma punheta pra você, só pra você imaginar

- Tá mas é só uma punheta...

Então Tânia ordenou que eu fosse conversar com seus pais, para evitar deles subirem para o quarto, enquanto ela dava um trato no seu irmão, eu obedeci e fui conversar com meus sogros que estavam preparando o café, sempre imaginando oque os dois estavam aprontando no quarto, será que ele finalmente cedeu e estava fodendo com a Tânia?

‌Passado uns 10 minutos, minha sogra diz que o café estava pronto e iria subir pra chama-los pro café, mas tomo a frente e digo que deixe que mesmo os chamaria, e vou em direção novamente ao quarto do meu cunhado.

Quando entro no quarto a porta estava apenas encostada, encontro meu cunhado deitado na cama com a minha esposa de 4 fazendo um na cama, pagando um delicioso boquete para o meu cunhado, sua mini saia havia subindo, exibindo aquele rabo magnífico de 4, se tivéssemos tempo, ia pegar ela naquela posição ali mesmo.

- Podiam ter trancado a porta né? Sorte que sou eu...então não resistiu a sua irmã gostosa né cunhadinho...se apressem o café está pronto, a mãe de vocês pediu pra chamar.

- Calma amor, ele tá quase gozando e eu já estou tomando café, meu irmão vai me dar leitinho direto na boca... essa for por pouco maninho, já pensou se a mamãe ou o papai nos flagram assim? Rsrs essa sensação de perigo de ser flagrado me da ainda mais tesão.

- Ah Tânia, você falou que era só mais uma punheta....

- Não resisti maninho, essa sua pica está me deixando louca, minha vontade era estar montada nela agora...você não está gostando do meu boquete? Quer que eu pare?

- Não...continue por favor...não pare...que boca gostosa você tem..

-Pode ter muito mais do que isso, pensa na proposta que fizemos pra você...vem passar uns tempos com a gente, temos muita coisa pra te ensinar, topa vai...que vamos nos divertir demais...ainda quero sentir esse cacete dentro da minha xaninha...

- Ohh já disse que vou pensar mana, agora continua a chupar, esta tão gostoso...estou quase gozando..

- Quer que eu continue? Então pede vai, pede pra mim..me chupa maninha ...me chama de irmãzinha putinha....

- Me chupa maninha safada, minha putinha

Então ele me olha e vê que estava com as calças baixas tocando uma e aproveitando o show...então você gosta mesmo de ver sua mulher com outro macho ? era isso que você queria Thiago? Então aproveita que vou gozar na boca da sua esposa safada....

- Quero muito mais do que isso... mas é um bom começo, agora aproveita muleque, pensa ter isso todos os dias...pensa nós dois metendo forte nessa puta safada que é a sua irmã.

Então meu cunhado soltou um longo gemido de tesão...ele estava gozando.

Minha esposa estava com a rola dentro da sua boca, e não tirou até ele terminar de gozar, ela não desperdiçou uma gota sequer, engolindo todo aquele sêmen. Quando terminou de engolir, dando lambidas e beijinhos na cabeça da rola do irmão.

- Que porra gostosa maninho... Pensa com carinho convite que te fizemos, aposto que não vai se arrepender, depois que você se entregar de vez ao tesão e me foder pela primeira vez, vai perder todos os tabus que tem na cabeça.

Eu acelerei minha punheta pra gozar também, e perto do momento dei para Tânia engolir, como tinha feito com a porra do irmão, após ela engolir tudo,tirou sua calcinha por baixo da mini deu pro meu cunhado.

- Olha só sente o cheiro da minha calcinha, está toda molhada por sua causa, é um presente pra você, usa nas suas punhetas, aposto que vai fazer você tomar a decisão certa.

- Me da, uns dias para processar isso tudo...uma semana, pra eu resolver algumas coisas aqui...

Depois disso, descemos tomamos café e nos despedimos da família da minha esposa e voltamos para casa, meu cunhado ainda tentava resistir, mas depois daquele boquete que ele ganhou eu sabia que para ele era um caminho sem volta, depois daquele final de semana, logo teria companhia para foder a minha esposa safada. Espero que tenham gostado e ficado bastante excitados com esse parte de conto...Continuem comentando e votando se querem saber se meu cunhado cedeu, finalmente fodeu sua irmã.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 42 estrelas.
Incentive ThiagoX a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil genérica

caraca, bom demais, achei bem legal esse detalhe dele não aceitar de imediato, foi surpreendente, normalmente o irm~]ao não resistiria, mas esse foi forte pra caraí.

top mesmo.

aguardando a continuação... tomara que ele aceite e foda ele bem gostoso

0 0
Foto de perfil genérica

O rapaz não vai resistir a uma irmã gostosa e safadinha assim, nem eu iria kkkk.

0 0
Foto de perfil de Amandha CD Putinha

Que deliiiciaaa... seduzindo o maninho aos poucos... mas depois desse boquete ele não resiste...rsrs não vai ficar 1min sem pensar na maninha...rsrs Tá um tesão essa história... tô louca pra saber mais dessa relação

0 0
Foto de perfil genérica

Top! Essa esposa é muito safada. Quando vai rolar um gang bang com ela?

0 0