Transa com pedreiro na obra virou gang bang

Um conto erótico de prazr_total
Categoria: Homossexual
Contém 3723 palavras
Data: 24/10/2023 16:21:11

Esse é o meu primeiro conto gay e foi sobre algo que aconteceu ontem.

Eu sou H e sou alto, branco, magro, cabelos pretos e olhos pretos, um pau nem grande nem pequeno 16cm e uma bunda avantajada.

Eu sou bi mas raramente saio com homens e, quando saio, prefiro ser passivo ou que seja um troca troca.

Ontem eu estava conversando com um cara num site desses de encontros e ele me convidou a ir na obra q ele tava trabalhando pq ele tava sozinho la e o patrão dele so ia voltar depois de 2h.

Pelas fotos do site ele era alto e nem gordo nem magro, um pau também não muito grande e também não muito grosso, o que eu gosto já que, como quase nunca saio com homens meu cu é bem apertado.

Concordei e fui preparar o cuzinho pra ele. Tomei banho, lavei bem por dentro, enfiei 1, 2 e depois até 3 dedos com bastante cuidado pra abrir bem e poder deixar o pau dele entrar sem doer, por fim passei um pouco de lubrificante e coloquei o meu plug anal pra manter ele bem abertinho até chegar a hora.

Peguei o carro e fui até ele. Chegando lá era um prédio já todo construído e eles só estavam fazendo os acabamentos. Mandei mensagem e ele demorou um pouco pra responder mas enfim falou pra eu entrar. Quando cheguei lá a porta estava fechada e aguardei pra que ele viesse abrir. Nesse momento o chefe dele chegou antes de ele descer pra abrir a porta e perguntou o que eu estava fazendo ali. Desconversei dizendo que estava procurando um ap pra comprar e se ele sabia de valores e tal. Fui pro carro e mandei mensagem dizendo q o patrão dele tinha chegado e me pegado tentando abrir a porta e que infelizmente ia ter que ficar pra outro dia.

Ele demorou um pouco pra me responder e eu ja tinha até saído mas então me veio uma ideia safada na cabeça. Eu já estava com o plug no cu há quase meia hora e estava totalmente excitado de dar pra um cara numa obra então estacionei o carro e perguntei: "Será que teu chefe não quer me comer junto com você? Eu posso voltar aí se vocês quiserem..."

Ele demorou um pouco pra me responder mas então veio a resposta: "Vem!"

Meu pau voltou a ficar duro na hora. Fiz a volta com o carro e voltei pra obra com um mix de medo e excitação o que elevava ainda mais o tesão. Cheguei novamente na obra e o chefe dele veio me receber na porta dizendo: "Se você tivesse dito que tinha vindo dar pro meu pedreiro eu tinha deixado você subir e tinha pedido pelo menos um boquete de agradecimento".

Meu pau já estava babando nessa hora, vi o volume na bermuda dele e ao mesmo tempo, me animei e me assustei. Parecia ser maior que o do outro e não demorou muito pra eu descobrir. Entramos no elevador, a obra dele era no último andar e o elevador era bem lento então ele disse: "Vem, pode começar"

Ele tirou o pau pra fora e já estava duro. Era enorme e muito grosso. Na hora me arrependi de ter me oferecido pra dar pros dois. Eu tinha certeza que eu não ia conseguir dar nem pra ele sozinho, imagina pra ele e mais um. Mas eu já estava lá e não tinha como voltar atrás. Abaixei e peguei aquele pau enorme, não conseguia fechar a mão em volta dele de tão grosso. Coloquei a cabeça daquele pauzão na minha boca e, embora ela fosse mais fina, quando coloquei o restante na boca tive certeza que ele ia me rasgar quando fosse me comer.

Fui chupando e o elevador foi subindo, até que chegamos no último andar. A porta abriu e eu levantei. Ele terminou de tirar a bermuda e a cueca dizendo que não queria perder tempo lá dentro. Entramos em um dos apartamentos e estava totalmente vazio e com um cheiro forte de tinta, pois eles estava pintando. Lá dentro o outro cara já estava pelado e de pau duro. Ele tinha preparado uma cama improvisada com um papelão e uma lençol. Pensei comigo que já que eu ia ser rasgado ao meio pelo menos ia aproveitar ao máximo.

Quando cheguei perto dele ele só disse oi e os dois ja foram tirando a minha roupa, o chefe tirou a camisa e ficamos os três completamente nus. Quando eles viram que eu estava com o plug no cuzinho parece que o pau deles ficou ainda maior e mais duro do que já estava. Ambos já queriam começar a me comer, mas pedi calma que eu queria chupar os dois juntos primeiro.

Ajoelhei e eles se posicionaram na minha frente. O pau do pedreiro pessoalmente parecia ainda maior do que nas fotos. Comecei chupando por ele e punhetando o chefe. Ele dava gemidos de prazer e as vezes estocava na minha boca. Troquei para o pau do chefe e agora realmente parecia maior. Quase não cabia na minha boca e ele também aproveitou pra estocar algumas vezes e me engasgar com aquele pau enorme. Por fim coloquei as duas cabeças na boc e fois só o que coube nela. Chupei um pouco e o pedreiro disse: "Chega, assim eu vou gozar na sua boca. Esse cuzinho plugado não vai sair daqui ileso!"

O chefe concordou em continuar sendo chupado e sentou na cama improvisada, eu fiquei de 4 e empinei bem a bunda pra entrar do jeito mais fácil possível. Peguei o lubrificante pra passar no pau do pedreiro e ele disse: "Não se preocupe, primeiro eu vou retribuir a chupada, e você já deixou meu pau bem lubrificado."

Nem deu tempo de eu concordar, o chefe já puxou minha cabeça pro pau dele e começou a enfiar o pau na binha boca. Do outro lado o pedreiro ajoelhou atrás de mim, abriu a minha bunda e começou a lamber ela em volta do plug. Depois ele pegou o plug com os dedos e começou a brincar com ele no meu cu, tirando e enfiando algumas vezes. Enfim ele cansou de esperar, abriu minha bunda com as dua mãos e senti meu cu totalmente aberto e vulnerável naquele momento e então ele enfiou a língua lá dentro.

Foi delicioso sentir aquele homem bruto chupando meu cuzinho que estava todo aberto por causa da preparação e de o plug. Comecei a chupar o chefe dele com mais vontade nessa hora. Ele abria minha bunda cada vez mais e chupava meu cu inteiro, enfiava a língua, cuspia nele e depois voltava a chupar até que enfiou o dedo inteiro de uma vez e começou a meter ele lá dentro. Mal deu tempo de me acostumar com aquele dedo grosso e áspero no meu cuzinho e senti ele enfiando outro. Eu tinha passado bastante lubrificante pra entrar o plug e ele tinha me chupado por vários minutos, então o segundo dedo dele não encontrou muita resistencia. El continuou metendo os dois dedos e em dado momento ele simplesmente começou a abri o meu cuzinho com os dedos. Ele forçava pra todos os lados e percebi que ele tinha enfiado um dedo de cada mão e, quando se deu por satisfeito ainda voltou a enfiar a língua pra lamber ele por dentro e no fim, cuspiu lá dentro.

Eu sabia que tinha chegado a hora então ele tirou os dedos do meu cu e pediu liceça ao chefe dizendo: "Chupa e deixa bem babado porque esse vai ser o único lubrificante que você vai ter direito aqui."

Obedeci na hora e chupei deixando o mais babado possível. Quando ele disse que já estava bom eu ainda dei uma cuspida na cabeça pra ajudar, então ele voltou pra trás de mim e o chefe puxou minha cabeça de volta em direção ao pau.

Continuei chupando o pau com a bundinha empinada, então senti ele pegar na minha bunda, abrir e colocar o pau na entrada do meu cu. Ao contrário do chefe, a cabeça dele era grande e eu pensei que ia ser difícil de entrar, mas tava tudo tão babado e ele tinha aberto tanto meu cuzinho que entrou fácil. Senti aquele pau grosso entrando no meu rabinho e alargando ainda mais o meu aro.Ele ia colocando um pouco e tirando e a cada vez colocava mais, até que entou metade. A partir daí ele foi empurrando aquele membro enorme cada vez mais pra dentro até que a barriga dele encostou na minha bunda e eu soube que tinha entrado tudo.

Eu nunca tinha dado pra um pau tão grosso, ainda mais engasgando com o pau de outro ao mesmo tempo. Foi uma sensação mista de dor, prazer e um pouco de confusão. Mas o meu pau estava duro e não parava de babar, o que denunciava que eu estava adorando aquilo.

Ele começou a me comer devagar, aproveitando cada momento. E eu sentia cada centímetro daquela pica imensa entrando e saindo do meu cuzinho. Depois de um tempo ele começou a acelerar e colocar mais força nas estocadas. A barrida dele batia na minha bunda e o barulho ecoava pelas paredes do apartamento vazio. Não conseguia acreditar que estava sendo enrabado por um pedreiro numa obra e com o pau do chefe dele na boca ao mesmo tempo.

As estocadas foram ficando mais rápidas e mais fortes e eu já sabia o que ia acontecer. Ele por fim estocou o mais fundo que conseguiu e eu senti o pau dele pulsando dentro do meu cu. Ele estava gozando e muito dentro do meu rabo. Tentei ajudar piscando um pouco o cu e rebolando no pau dele mas mesmo assim ele ainda deu leves estocadas sem tirar o pau do mais fundo que ele conseguia meter.

Ele tirou o pau devagar e chamou o chefe: "Vem, antes que comece a sair!"

O chefe dele finalmente permitiu que eu tirasse a boca do pau dele eu dei também uma cuspida na cabeça pra ajudar e me preparei pra dor, mas com o alívio que só faltava um e de que eu tinha cupado tanto ele que não ia demorar muito.

Ele ajoelhou atrás de mim, abriu a minha bunda, deu uma cuspida no meu cu e falou pro outro: "Nossa, você arrombou o cu dele, nem vou precisar fazer força pra entrar."

Me senti um pouco aliviado ouvindo aquilo, então ele colocou a cabeça na entrada do meu cu, segurou na minha bunda e empurrou devagar o pau pra dentro. A cabeça era mais fina que a do outro então quase não senti ela entrando, mas quando o corpo começou a entrar ele era ainda mais grosso e começou a abrir ainda mais o meu cuzinho. Cheguei a gemer um pouco mais alto de dor, mas depois senti também a barriga dele encostar na minha bunda e sabia que tinha entrado tudo.

Ele já começou metendo com força e eu gritava de dor e de prazer. O outro eu não sabia o que estava fazendo, não estava no meu campo de visão mas dava pra ouvir ele rindo. Pelas estocadas com força e pelo tanto que eu ja tinha chupado o pau do chefe achei que ele seria rápido, mas não foi bem assim. Ele abusou bastante do meu cuzinho e ainda dava tapas na minha bunda. Metia forte e cada vez mais rápido esfolando meu rabinho que até aquele dia nunca tinha recebido mais de uma pica, ainda mais uma tão grossa dentro dele.

No meio da foda eu ouvi o outro voltando e então ele me disse: "Trouxe mais uma rola pra vc chupar e depois te enrabar gostoso. Não ia ser egoísta e deixar o amigo na mão já que já foram 2, uma a mais ou um a menos não vai fazer diferença."

Quando eu achei que não podia piorar e que o chefe já estava acabando ele me vem com mais uma rola. Senti medo e tesão ao mesmo tempo. Não sabia o tipo de pau que o novo integrante da nossa brincadeira tinha. Será que era maior ou menor que a dos otros? Antes de completar o pensamento o outro completou: "E prepara esse cuzinho porque eu também não sou egoísta e chamei meus outros amigos pedreiros pra aproveitar também!"

Aí já era demais. 3 tudo bem mas mais que isso, e desconhecidos, eu não ia conseguir. Meu cu deu uma travada nessa hora e o chefe que estava me comento gostou. Ele começou a gemer e meter cada vez mais fundo. O novato chegou perto e já estava sem roupas. Era um negão enorme e o pau dele era mais curto mas muto mais grosso que o pau do chefe. Mal comecei a chupar e já senti o pau do chefe pulsando dentro do meu cu e ele largando toda a porra la dentro, o mais fundo possível. Dei uma rebolada pra ajudar ele a terminar e ele tirou o pau de uma vez do meu cu já chamando o negão pra substituí-lo.

O negão tirou o pau da minha boca e ela já estava ficando dolorida de tão grande que ele era. ele ficou atrás de mim, mas não ajoelhou como os outros. Ele apenas agachou e mirou o pau na porta do meu cu que já estava todo aberto pelos outros dois mas ainda assim foi bem difícil de entrar. Ele ficou um bom tempo tentando enfiar e os outros dois riam da situação. Entre gritos de dor aquele pau enorme entrou rasgando o meu cuzinho e ele começou a me comer sem pena. Metia o pau com força todo e depois tirava inteiro pra depois enfiar de novo até o fundo.

Com o tempo meu cu se acostumou e passei a sentir prazer novamente. Quando comecei a gemer de prazer o primeiro pedreiro voltou e colocou o pau de novo na minha boca. Comecei a chupar ele novamente e ele disse: "Quero gozar mais uma vez no seu cuzinho antes dos outros chegarem, senão não vai sobrar nada desse cuzinho pra mim."

Eu já estava com a porra de dois homens dentro do meu cu e um terceiro estava me comendo ferozmente, já não me importava com nada e resolvi aproveitar. Chupei bastante o pau dele e o negão tinha sido pouco chupado então demorou bastante me comendo.

Enquanto ele me comia e o outro socava o pau na minha boca o chefe sumiu e, depois, descobri que ele estava atuando de porteiro para os outros pedreiros que estavam chegando. Quando o negão finalmente gozou, também lá no fundo do meu cu senti aquele pau enorme pulsando lá no fundo do meu rabo. Já não tinha mais forças pra repolar na pica dele. Não precisou, ele deu estocadas compridas e com força até terminar de despejar tudo lá dentro. Agora eu tinha a porra de 3 homens dentro de mim.

Quando ele tirou o pau, devagar pra eu sentir cada pedaço daquele tronco enorme saindo do meu rabo, meu cu finalmente não aguentou mais e começou a despejar a porra pra fora. Ele rapidamente enfiou dois dedos lá dentro e disse: "Nada disso. Você vai pra casa com a porra de todos nós aí dentro. Não vai derramar nada!"

Eu nem senti aqueles dois dedos no meu rabo. O primeiro pedreiro que eu estava chupando se posicionou atrás de mim e quando o outro tirou os dedos ele rapidamente enfiou o pau começou a meter no meu cu de novo. Não teve dificuldade nenhuma pra entrar. Entrou inteiro e ele começou a meter em rítmo acelerado.

Eu já estava esperando que o chefe viesse colocar o pau de novo na minha boca e tinha esquecido que vinha mais gente. Olhei em volta pela primeira vez e vi que, ao meu redor, em círculo tinham 12 caras nus, com os paus dos mais diversos tamanhos totalmente duros. E eram 12 desconhecidos além dos 3 que já tinha me comido. Eles eram loucos se achavam que eu ia aguentar dar pra 15 homens de uma vez. Mas eu dei.

Quando eu me dei conta, o primeiro pedreiro estava comendo meu cu e já veio o primeiro desconhecido e ja colocou o pau na minha boca. Quando o que estava me comendo gozou, novamente meu cu tentou espulsar aquele rio de porra de dentro de mim, mas ele não deixou. assim como o outro enfiou dois dedos no meu cu e chamou o que estava com o pau na minha boca pra comer.

Ele tirou o pau da minha boca e, mal tinha saído, outro ja tomou o seu lugar e eu voltei a chupar. O anterior nem fez cerimônia. Assim que o primeiro tirou os dedos já enfiou logo o pau no meu cu e começou a bombar.

Esse não demorou muito e gozou logo, repetindo o processo de, ao tirar o pau enfiar dois dedos pra conter o gozo la dentro chamando o próximo da fila, tirar os dedos e rapidamente o próximo me penetrar com força antes dos gozo escapar pra ele poder também gozar lá dentro.

E assim todos os 12 que chegaram foram se revezando na minha boca e no meu cuzinho. Eu chupava um pau, o que tava me comendo gozava no meu cuzinho, tirava o pau, enfiava os dedos, o que eu estava chupando ia me comer, o outro tirava os dedos e ele enfiava o pau e outro vinha pra eu chupar.

Ficamos nisso por um tempo até o último deles ir comer meu cu e eu já estava com a porra de 14 homens entupindo meu cuzinho, sendo que um deles gozou duas vezes, então o chefe resolvei vir pra eu chupar o pau dele de novo.

Ja imaginava que alguns iam querer repetir então não liguei muito, mas assim que o último gozou e colocou os dedos no meu cu ele disse: "Eu vou deitar e você vai sentar no meu pau agora!"

Ele deitou e o outro continuava com os dedos no meu cu. Eu sentei no colo dele, empinei a bunda, ele direcionou o pau pra entrada do meu cu e o outro tirou os dedos pra ele enfiar o pau. Aquele pau, embora grande não era o maior da noite então quase não senti. Imaginei que demoraria mais porque ele já tinha me comido antes, mas nunca imaginei o que estava por vir.

Como eu estava meio de 4 e o chefe metia no meu cuzinho abrindo a minha bunda com as mãos, um dos pedreiros ficou na minha frente pra eu chupar o pau dele, então o pedreiro inicial com quem eu tinha marcado a foda ficou excitado de novo e veio por trás de mim e meteu o pau no meu cu junto com o chefe.

Aquilo me rasgou por dentro. Soltei um grito de dor e todos riram. Os dois enfiaram os paus inteiros no meu cu e pararam com eles lá dentro. Quando parei de gemer eles começaram a meter em rítmo alternado. Quando um metia o outro tirava. Não demorou e os dois gozaram ao mesmo tempo dentro do meu cu. Claro que quando eles tiraram os paus, meu cu já estava pelo avesso e transbordando porra pra todo lado, então eles tiveram a ideia de colocar 3 dedos pra fechar.

Os outros pedreiros se animaram e começaram a se organizar em grupos de 3: Um deitava, eu sentava no pau dele, o anterior tirava os dedos e ele metia. O outro vinha e colocava o pau junto e o terceiro ia pra minha boca. Quando um dos dois gozava antes do outro o que estava na boca substituía ele no meu cu e outro ia pra minha boca.

Eu tinha chegado lá umas 16 horas. Já era noite e eles ainda estavam se revezando. Alguns foram 2, 3, 4 vezes gozar no meu cu. Então eles se cansaram e eu ja estava quase desmaiando, então o último gozou lá dentro e eles pegaram o plug pra fechar. Meu cu estava tão arrombado que o plug ficava sambando lá dentro, então eles pegaram uma fita adesiva e passaram pra não sair.

Me colocaram de joelhos e fizeram um círculo pra "Saideira" como disse um deles. Começaram a se masturbar e, quando um avisava que ia gozar eu virava e começava a chupar o pau dele e ele gozava na minha boca. Eu engulia tudo e limpava o pau inteiro, então ele se vestia e ia embora. Ficaram fazendo isso até eu beber a porra de todos os 15, sobrando só o pedreiro inicial, o chefe e o negão.

O pedreiro gozou, limpei o pau dele e ele se vestiu e ficou esperando os outros. O chefe gozou e também limpei o pau dele e ele também foi se vestir e ficou esperando. Por fim veio o negão.

Eu tinha sentido ele me comer várias vezes, inclusive com dupla penetração. Perguntei e ele disse que tinha gozado 6 vezes no meu cu. 2 sozinho e as outras 4 com mais alguém. Enfim ele avisou que ia gozar e comecei a chupar aquele pau imenso que mesmo depois de gozar tanto ainda estava extremamente duro. Ele gozou na minha boca e não conseguia nem imaginar como ele ainda tinha tanto gozo, quase escorreu a porra pela minha boca. Enguli tudinho e limpei o último pau. Nos vestimos juntos e nos despedimos, então fui pra casa, dirigindo lentamente.

Cheguei em casa e meu corpo todo doía. Tinha ficado horas dando pra todos aqueles homens e estava moído. Fui pro banheiro tomar banho e tirei a roupa. Tirei a fita que prendia o plug no meu cu e, agora meu cu tinha voltado um pouco ao normal e o plug não saiu imediatamente. Fui para o chuveiro e lembrei que depois de todas aquelas gozadas eu ainda não tinha gozado, então me masturbei ainda com o plug e gozei com mais de 50 gozadas de 15 homens dentro do meu cu. Tirei o plug e um rio de porra escorreu.

Fiquei vários minutos tirando porra do rabo que ardia muito mas por fim saiu tudo. Fui dormir com dor, mas satisfeito. Acho que quero fazer de novo.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 35 estrelas.
Incentive prazr_total a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil genérica

Parabéns pela coragem e determinação em saciar todos esses machos, fica aqui a minha inveja adoraria estar no seu lugar, marciosan24@bol.com.br

1 0
Foto de perfil genérica

Q bom q gostou! Realmente foi difícil mas foi gostoso rsrsrs. Acho q vc vai adorar meu segundo conto com os pedreiros, foram ainda mais homens. "Virei marmita dos pedreiros de novo"

0 0
Foto de perfil genérica

Delícia... Tantos machos... Já havia gozado aqui, qdo cheguei na parte em que começaram a gozar na sua boca, gozei loucamente de novo. Adoro engolir porra, de quinze então... Meu sonho. Parabéns.

1 0
Foto de perfil genérica

Q bom que gostou. Eu nem gosto tanto de engolir, prefiro qdo goza no meu cu mas eu adorei esse dia

1 0
Foto de perfil de Jota_

Caralho mano, você é muito puto mesmo!! Deve ser uma delícia hahaah

2 0
Foto de perfil genérica

Sou sim. Ontem o pedreiro me chamou de novo, vou dar pra ele amanhã. Vamos ver se acontece algo legal pra contar aqui.

0 0
Foto de perfil de Passivo 10

Nossa..que delícia!! Uau, 15 machos deve ser demais. Eu encarei 8 pedreiros mas junto com minha mulher...todos me comeram, mas não tantas vezes pq comiam minha mulher tbm..mas uma Dp chupando outra rola é muito bom.

Quando for de novo se quiser ajuda é só chamar..rsrs

Conto delicioso e aguardando novos gangbangs...

Parabéns e abraço

1 0
Foto de perfil genérica

Que delícia. Que cara de sorte. Confesso que estou com muita inveja. Babando e todo babado.

1 0
Foto de perfil genérica

Que bom que gostou, realmente foi muito gostoso. Vou postar muitas outras assim nos próximos dias, se quiser acompanhar...

0 0