Comi a japonesa mulher do patrão e ela gostou

Um conto erótico de Marcos
Categoria: Heterossexual
Contém 583 palavras
Data: 24/10/2023 08:12:19
Última revisão: 24/10/2023 14:36:43

Meu nome é Marcos, tenho 52 anos. Esta história aconteceu quando eu tinha 30 anos. Fui trabalhar em uma empresa cujos donos eram dois irmãos, Murilo e Marcelo, e dois sócios. Eles eram muito simpáticos e, de vez em quando, nos convidavam, discretamente, para ir com eles a um clube noturno.

[Peguei amizade com eles e, é claro, aceitei o convite. Em um desses dias, recebemos uma ligação de um cliente que precisava de peças para o dia seguinte. Como era um domingo, eu estava de folga, e Murilo me convidou para passar a noite em sua casa, pois de manhã cedo iríamos para a empresa.

Quando chegamos à casa de Murilo, ele me mostrou o quarto e o banheiro. Após tomar banho, percebi uma discussão acalorada entre ele e sua esposa. Não sei o nome dela, mas era uma japonesa linda de aproximadamente 28 anos. Murilo, visivelmente nervoso, bateu a porta do quarto, desceu e partiu de carro. Parece que ele até se esqueceu de que eu estava lá. Pelo que ouvi da discussão, parecia que ela o acusava de traição.

Fiquei sem sono e fui até o banheiro. Quando saí, dei de cara com Akuemi, sua esposa, vestindo apenas calcinha e sem sutiã. Eu estava de cueca, e meu desejo ficou evidente na hora. Seus seios eram médios e bem pontudos, um verdadeiro tesão. Ela ficou olhando para o meu volume, aparentemente surpresa com o tamanho (22 centímetros de comprimento e 7 de grossura). Aproximei-me dela, encostada na parede, e comecei a beijar seus seios. Meu pau, ainda por baixo da cueca, roçou em sua buceta por debaixo da calcinha. Beijei sua boca com ardor, chupei seu pescoço, tudo sem dizer uma palavra, apenas gemidos.

Tudo isso aconteceu no corredor, entre o banheiro e os quartos. Em determinado momento, tirei meu pau para fora, coloquei sua calcinha de lado e comecei a esfregá-lo na sua buceta. Ela não aguentou e sussurrou: "Me come, me come, me come." Com um gemido intenso, ela me pedia para enfiar meu pau em sua buceta, que era incrivelmente apertada e deliciosa. Consegui introduzir apenas a cabeça, e ela agarrou minhas costas com força, gemendo de prazer. "Que delícia, me come, me come," dizia.

Percebi que ela estava gozando, e meu pau ficou encharcado com seu gozo. Não aguentei mais e também gozei. Ficamos abraçados por um tempo, e depois ela foi até o banheiro, sem dizer uma palavra. Eu retornei ao quarto onde estava hospedado

Quando ela saiu do banheiro, foi direto para o meu quarto e pulou em cima de mim. Fizemos um "meia nove," e pude apreciar de perto sua linda buceta enquanto ela chupava meu pau com sua boca macia. Eu chupava seu clitóris, e ela gemia intensamente. Seu corpo tremia, e ela começou a gozar na minha língua. Não resisti e também gozei em sua boca.

Ouvimos um barulho de carro que devia ser Murilo voltando. Ela correu para seu quarto, e Murilo parece que foi dormir em outro quarto. Na manhã seguinte, o clima estava péssimo entre os dois enquanto tomávamos café. Quando ele subiu para pegar o celular, perguntei a ela se sabia que eu estava saindo do banheiro. Ela respondeu que sim, pois ele havia dito que um funcionário iria dormir na casa naquela noite. Ela revelou que aproveitou a oportunidade para "dar o troco" nele, que agora era um "corno." Ela também disse que gostou do que aconteceu na noite anterior e pediu meu número de celular.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 41 estrelas.
Incentive Marcos 1671 a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil genéricaMarcos 1671Contos: 8Seguidores: 10Seguindo: 1Mensagem Louco por sexo

Comentários

Foto de perfil de Gaucho macanudo

Baita conto este, amigo. Estava na hora certa no local exato nessa briga de casal. Ganhastes uma casadinha gostosa na boa. Japonesas são mesmo bem apertadinhas. Consegui comer uma há pouco e contei aqui. Se puderes, venha ler como foi. Para este, dou três estrelas. Abs calientes.

2 0