Chantageando uma esposa cristã pt5

Um conto erótico de Gabriel Silva
Categoria: Heterossexual
Contém 1768 palavras
Data: 23/10/2023 14:28:05

Aquele domingo fiel foi uma transformação que mudou a vida de Rosi. Um marco sexual. Ela finalmente entregou seu corpo a Leandro, um garoto negro de dezenove anos com um pau de 30 centímetros. Ela admitiu para ele como ama seu grande pau preto. O último beijo antes de ela partir vale mais que mil palavras. Nenhuma palavra precisa ser dita entre os dois. Ele sabia agora que ela era sua para usá-la como sua prostituta pessoal, com ou sem chantagem ao marido. Rosi também sabia que seu corpo agora é dele para ser usado sexualmente e fazer o que quiser.

E ela se sentiu estranha por nunca ter se sentido tão livre em toda a sua vida como agora. Uma liberdade para deixar seu verdadeiro eu sair. Por baixo da cristã devota, mãe e dona de casa, existe uma vagabunda interior dentro dela. Ela percebeu que não precisava mais fingir.

Que ironia, sua filha Kelly também teve um marco na vida. Ela finalmente consegue o batismo nas águas em sua igreja local, enquanto a mamãe recebe o batismo por esperma. O marco de Kelly foi mais nobre do que o de sua mãe. O de sua mãe era mais um tipo de marco de luxúria animal.

Quinta-feira à noite é sempre uma noite de orações. Desta vez a noite de oração foi na casa do Pastor Felipe e Sarah.

"Oi Gabriel, é bom ter você e sua família aqui conosco. Sua esposa não vai se juntar a nós?" Pastora Sarah perguntou.

"Olá, pastora Sarah, obrigado. Sim, não, desculpe de novo, ela teve uma reunião tardia com um cliente e não poderia perder esta. Ela enviou lembranças para você e o pastor Felipe." Gabriel respondeu. Ele tem as crianças com ele.

"Ohh... pobre menina, ela deve estar afogada em trabalho. Ela deveria encontrar outro emprego!" Ela brincou.

O pastor Felipe liderou o grupo de oração e começou com uma música e todos cantaram juntos.

Enquanto isso, na casa de Leandro.

*phackk….phackkk….phackkk….phackkk….phackkk….phackkk… ..

"ohhhhh.... sim... sim... ohhhhh.... sim..... ohhhhh.... sim..... porra, mete.... porra, porra... mais forterrrr.... .foorrrrrrte... simmmmm!!!" Rosi geme.

Ela estava de quatro na cama de Leandro sendo fodida com muita força.

"Como você ama essa rola mamãe??!" Leandro disse a ela.

"Simmmpor favor ..... foda esta buceta casadaahhhhh ..... porra meeete ..... me dá rola, meete !! Rosi gritou.

Leandro aumentou o ritmo. Ele deu uma risada de vitória. Ele puxou o cabelo dela para trás mostrando seu domínio sobre ela. Ela não se importava nem um pouco agora. Ela quase gozou quando ele puxou seu cabelo com força, na verdade. Se Gabriel tentasse fazer algo assim com ela, ela teria dado um soco na cara dele. Mas com Leandro, parecia certo. Parecia bom. Ele tem direito a isso. A dona de um magnífico Pau negro que lhe deu a máxima satisfação sexual que lhe foi negada durante toda a sua vida de casada.

Ele deu um tapa na bunda dela e beliscou seu mamilo alternando entre os dois. Ela percebeu agora que é disso que ela realmente precisa. Ser dominado por um homem de verdade. Um homem que pega o que quer.

De volta à reunião de oração.

Como era costume cada membro orar uns pelos outros, incluindo todos os seus familiares, foi a vez da Pastora Sarah orar por Rosi .

“Querido Deus, oramos para que você sempre proteja Rosi do mal e sempre lhe dê forças e esteja com ela em cada passo do caminho. Ela está afogada no trabalho e não pode estar conosco hoje, então oramos para que você segure suas mãos sempre e abençoe está linda família. Amém!" A pastora Sarah terminou sua oração por Rosi e sua família.

A única coisa que fez Rosi se afogar foi o esperma grosso de Leandro. Ela tinha na buceta, no rosto, na boca, nos peitos.

Rosi agora está montando igual uma cowgirl invertida nele. Ela bate sua boceta para cima e para baixo em seu agora desleixado pau preto. Está coberto com o esperma dele e o dela. A buceta dela está inchada e espumada com o seu esperma. Ela tinha esperma escorrendo pelo queixo até os seios. E ela tem marcas de esperma no rosto.

*tapapph.....tapapphhhtapapph.....tapapphhhtapaphh.....tapapphhh"Sim... fode essa boceta casada", Leandro disse a ela.

"Merda... estou gozando de novo..." Rosi gritou.

Com isso, ela gozou forte e ele gozou dentro. Rosi caiu de costas em cima de Leandro, sua boceta derramou seu esperma grosso. Ambos estavam cobertos de suor. O cabelo de Rosi estava bagunçado, emaranhado de suor e esperma. Leandro acendeu um cigarro e deu uma tragada profunda.

"Obrigado, Rosi ... foi uma boa foda" Leandro riu enquanto sentia com as duas mãos seu corpo suado.

Rosi ainda estava sem fôlego. Ela se aconchega ao lado dele e passa os dedos para cima e para baixo em seu corpo magro.

"Sim... isso foi... incrível" Rosi disse e o beijou.

Ela deu pequenos beijos em seu pescoço, seu mamilo, sua barriga e então começou a limpar seu pau espumoso. Em nenhum momento, ele está duro novamente. Ela começou a chupá-lo. O telefone tocou, era seu amigo.

Eles estavam conversando ao telefone enquanto Leandro tinha seu pau preto e sujo chupado por Rosi. Ele contou ao amigo sobre Rosi e como seu pau está sendo chupado. Excitou-a ser exposta como tal. Ele gozou na boca dela. Ela alegremente engoliu seu esperma grosso.

Eles continuaram no chuveiro. Ela começou chupando-o e ensaboando-o. Então ele a ensaboou. Uma vez que ambos estavam limpos, ela se virou e se inclinou oferecendo sua boceta para ele. Ele não perdeu um único minuto, ele carregou seu pau nela fazendo com que ela gozasse imediatamente. Ele fodeu-a com força durante mais meia hora no duche e voltou dentro dela pela sexta vez naquela noite.

Essas sessões de foda estão acontecendo todos os dias agora. Leandro sabe que em algum momento ela estaria à sua porta sem falhar. Ela ia para a casa dele bem-vestida, mas saía de casa parecendo uma prostituta esgotada.

*fackk.....fackkk....fackkkk.....fackkk....fackkkk.....fackkk....fackkkk

Leandro está sendo difícil para ela. Rosi está abrindo as pernas, Leandro está de joelhos dando-lhe de cima.

"Ohhhh foda-me, sim. Rosi gemendo.

"Diga-me quem é o dono dessa buceta!!!" Leandro perguntou a ela ainda mantendo força e velocidade.

"Ohhh porra... você é, ... você é o dono dessa buceta agora... ela pertence a você, .. tudo isso... ahhhhhhoooohhhhh......fode minha buceta como se ela fosse sua!!!" Rosi gemeu.

"Bom... me dê meu telefone." Leandro ordenou.

"Ohhhh... ahhhhhh... oohhhhh..." Rosi ainda gemia enquanto tentava pegar o telefone ao lado da cama.

Ela pegou o telefone dele e deu a ele.

"Diga oi para a câmera" Ele disse gravando um vídeo dela.

Rosi sabia que agora ela era sua prostituta para ser usada, mas ainda hesitava em ter seu rosto na internet. Ela tentou cobrir o rosto com os braços. Ela sabia que se o que ela estava fazendo fosse gravado na mídia, isso a afetaria de alguma forma no futuro.

Leandro parou de foder de repente.

"Oo quê... por que você parou? Continue, por favor..." Rosi implorou.

Ela abaixou as mãos, não cobrindo mais o rosto quando percebeu que a câmera agora estava capturando sua boceta surrada e seu majestoso pau preto em vez de seu rosto.

"Você quis dizer isso sobre eu ser dono dessa boceta?" Leandro perguntou.

Ela assentiu.

"Pergunto novamente quem é o dono dessa porra de buceta casada!?" Leandro gritou.

"Você precisa!!! Sim, querido... essa é a porra da sua boceta, você pode fazer o que quiser com ela." Rosi tentou convencê-lo.

"Então... isso significa que essa boceta pertence exclusivamente a mim?" Ele perguntou.

Rosi parou por um segundo. O momento da verdade. Ela realmente quer negar sexo ao marido? Ela se sentiu um pouco culpada. Mas ela se lembrou de como seu marido era um tolo infiel que escolheu uma prostituta em vez dela. E esse garoto, um deus negro do sexo, está obcecado por ela. E o marido dela é muito pequeno para lhe dar qualquer tipo de estímulo.

"Sim!!! Essa buceta é estritamente só para esse grande pau negro" Rosi respondeu tentando provocá-lo para continuar batendo.

"Nem mesmo seu marido?" Leandro perguntou.

Rosi fez uma pausa novamente. Tudo começou por causa dele, ela se lembrou novamente. Ele merece isso, ela pensou. E negar-lhe sexo não é nada comparado ao que ela teve que suportar.

"Sim! Seu pau minúsculo não estará mais perto da minha boceta de agora em diante. Minha boceta está reservada apenas para você foder." Rosi disse.

"Porra, sim..." Leandro riu e continuou bombeando com força e velocidade.

"Agora coloque sua mão esquerda aqui" Ele apontou para o monte dela. Ela obedeceu.

O telefone capturou a aliança de casamento de Rosi em seu monte de boceta e abaixo dela está um grande galo negro entrando e saindo de sua boceta casada.

Com isso ele soltou um grande grunhido e gozou dentro dela enquanto ainda segurava o telefone.

Ele puxa seu pau para fora de sua boceta inchada e é seguido por um fio de esperma grosso. Ele deu um zoom em seu buraco e pingou após montes de seu esperma grosso pingando em sua bunda.

"Enviado!" Ele disse.

Rosi parecia confusa e com medo.

“Para quem você enviou isso também?!” Rosi ofegou.

"Relaxe... mandei para o seu marido." Ele mostrou a ela o que lhe enviou.

Ela teve que admitir que ver sua aliança de casamento ao lado de sua boceta aberta em duas por um grande pau negro a excitou. Ela leu o conteúdo da mensagem. Diz:

"essa bucetinha casada agora é só para pau preto"

Ela sorriu para ele, feliz por ele estar feliz.

Eles foderam por mais algumas horas depois.

"Eu tenho planos para aquele seu marido perdedor." Leandro disse.

"O que foi, querido?" Rosi perguntou curiosa abraçando-o ao lado dele.

"Vou transformá-lo em um corno completo." disse Leandro.

"Você acha que pode fazê-lo?" Rosi perguntou a ele.

"Por quê? Você tem algum problema com isso?" Ele perguntou de volta.

"Não... eu só... acho... que ele não vai querer fazer isso" respondeu Rosi .

"Eu porra o obrigarei..., mas você tem que me ouvir, ouviu?" Leandro contou a ela.

"Sim... claro... qualquer coisa..." Rosi deu-lhe um beijo.

Enquanto isso, em casa Gabriel se masturbava freneticamente olhando o vídeo. Ele estava ficando duro. Ele veio em poucos minutos. Ele estava confuso sobre o porquê disso. Ele se enrolou na cama chorando, sentindo-se culpado pelo nojento ato de se masturbar diante de uma foto da bucetinha de sua amada esposa sendo fodida por um garoto negro.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 64 estrelas.
Incentive Gabriellll a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil genéricaGabriellllContos: 71Seguidores: 171Seguindo: 22Mensagem Escritor nas horas vagas se tiver ideias de conto me mande no e-mail lxvc1987@hotmail.com

Comentários

Foto de perfil genérica

Isso ai, só falta ele engravidar ela agora e começar a morar na casa dela kkkk

0 0
Foto de perfil de Kratos116

Que capitulo magnífico! A Rosi finalmente se rendeu e se tornou uma puta. Parabéns caro autor

1 0
Foto de perfil genérica

Acho que ele irá mandar ela fazer uma tatuagem já que foi um dos primeiros pensamentos quando começou a seduzi-la. "Ele pensou consigo mesmo, como ela ficaria bem com um pouco de tinta em seu corpo quente. Um dia ele prometeu a si mesmo tatuá-la."

0 0
Foto de perfil genérica

Boa ideia

0 0
Foto de perfil de JP-agreste

Cadê continuação Gabriel???

0 0
Foto de perfil genérica

Está história fica cada vez mais excitante kkkkkkkkkk, só falta agora o Leandro fazer ANAL com ela...kkkkkkkkk

0 0
Foto de perfil genérica

Essa sequência é muito foda👏👏👏

0 0
Foto de perfil genérica

Minha crítica também fica pelo tamanho. Kkk Dá para desenvolver bacana essa história.

0 0
Foto de perfil genérica

Ficou legal essa da bucata dela agora pertencer ao Leandro.

Você deveria acrescentar uma foda dela sendo dominada na cama da casa dela (já que fora proibido no começo).

Outro ponto bacana... Ela poderia ser iniciada analmente, já q que é religiosa e cheia de frescura. Essa iniciação poderia ser até na casa dela.

E no Climax... ela poderia ficar grávida do Leandro. Deveria implorar por um filho dele.

Ficaria show uns capítulos desses bem picantes.

São só sugestões.

Vc escreve muito bem. Parabéns. Belo conto.

1 0
Foto de perfil genérica

A única crítica é que a cada episódio, fica menor o tamanho do capítulo em si, fora isso,

🌟🌟🌟

0 0
Foto de perfil genérica

sim estou tendo pouco tempo para escrever

0 0