Minha esposinha Bianca (novos tempos)

Um conto erótico de Adorador
Categoria: Heterossexual
Contém 1891 palavras
Data: 22/10/2023 23:04:24

A vida da gente deu uma virada radical, no lado profissional ? A responsabilidade triplicou para mim, Bianca também estava assumindo seu lado de esposa madura, demonstrava um maior interesse pela a administração da pousada e da organização de nossa nova casa, na nossa vida íntima o negócio também havia dado uma mudada, depois da briga que tivemos ,ela passou a ser mais fria comigo, nossas transas passaram a ser cada vez mais raras, e as vezes que aconteciam ela me tratava de maneira muito formal, aquilo começou a me incomodar e desconfiar, eu passei a vigiar seus passos, mas ela realmente não me dava motivo nenhum para prova de traição, inclusive passou a ter um comportamento diferente, nas suas redes sociais Bianca fez uma limpa nas fotos sensuais e passou a postar fotos de uma mulher discreta e recatada, deixou de usar roupas ousadas e passou a vestir roupas de uma mulher casada e discreta, não chegava a ser comparada aquelas vestimentas de evangélicas, mas eram roupas bem comportadas, eu realmente me espantei com a mudança, tentei conversar algumas vezes sobre a mudança de comportamento radical, mas ela desconversava e respondia com naturalidade.

___ Deixa de besteira Jorge, isso é coisa da sua cabeça meu querido, o que importa é o futuro da nossa família.

Aquilo ficou martelando na minha cabeça, e eu continuei monitorando os passos de minha esposa, mas ela não tinha nenhum tipo de conversas com ninguém, apenas conversas formais com Jean de vez em quando, teve um momento que tive que fazer uma viajem para o sul, e claro insisti para que Bianca me acompanhasse na viagem, ela de imediato rejeitou o convite, eu voltei a insistir que era importante a presença dela ao meu lado, mas ela respondeu com a maior serenidade do mundo.

____ Meu querido ,não se preocupe, faça a viajem tranquilo, é necessário que vc acompanhe os negócios de sua família, e eu preciso estar aqui cuidando de nossas coisas, deixa de bobagem.

Fiz a viajem meio a contragosto, pois queria aproveitar a viagem para tentar me reaproximar de minha esposa, talvez tentar uma visita nessas casas de swing ou mesmo uma aventura com um estranho, mas nada de acordo, quem voltou a aparecer nessa viajem foi a Marília, apareceu lá na casa de meus pais acompanhada de minha irmã, me cumprimentou com educação, eu cheguei a ficar tentado de voltar a dar uns pega naquela loirinha gostosa, mas eu não me sentia seguro por conta da crise no meu casamento, correr o risco de perder minha esposinha por conta de desejo passageiro, eu não estava disposto a correr, passei 4 dias cuidando de tudo, os resultados da nova gestão com meus tios era excelente, e a saúde financeira dos nossos negócios só crescia, liguei todos os dias para Bianca, tentando mostrar a dedicação de um marido presente, voltei para casa e continuei na minha luta para trazer minha velha Bianca de volta, convidava ela para sair, acompanhar ela na academia, mas ela sempre se desculpava alegando estar cansada ou preocupada com as tarefas do dia seguinte, eu estava me dando por vencido, a Bianca certamente estava cuidando muito bem das suas tarefas, a nossa casa nova que era muito bonita e aconchegante, a parte dos dormitórios ( 3 quartos) era no andar superior, uma cozinha gigante e uma sala bem ampla junto acompanhado de escritório no andar de baixo, nos fundos tinha uma área de churrasco perto da piscina, e ainda tinha uma suíte para visitas colado ao deck da piscina, a Bianca estava empenhada em deixar tudo organizado do jeito que ela queria, eu com a minha cabeça suja e cheia de má intenção, decidi instalar o mesmo sistema de câmaras, dessa vez eu preferi avisar a minha mulher que era uma necessidade por questão de segurança, claro que eu tinha outras intenções no futuro, Bianca concordou com a instalação e eu providenciei a mesma empresa que havia instalado no meu apartamento num dia que ela não estivesse em casa

O tempo foi passando , os negócios vinham crescendo a cada dia, eu seguia me dividindo nas funções, e me sentia de certa forma sobrecarregado com todas aquelas obrigações, a Bianca resolveu voltar para sua faculdade, aos fins de semana ela vinha para o interior cuidar da casa, nesse período eu recebi uma ligação do meu tio Manoel, ele estava com um grande problema pessoal com um filho dele e meu primo , Juliano era um primo que eu não via a anos, quando eu o vi pela última vez foi num evento de festas de fim de ano da família, eu já um homem feito com meus 25 anos e Juliano um adolescente de 15 anos, cheio de espinhas na cara, ele me tratava com muito respeito nessa época, era mais parecido com a relação de um tio com sobrinho do que de primos.

Tio Manoel me relatou que estava preocupado com o Juliano, ele morava no Rio de Janeiro a uns 3 anos, e praticava lutas de artes marciais, e vinha disputando lutas de MMA na capital fluminense, era o sonho dele, inclusive ele já era remunerado por patrocinadores pela profissão que exercia, só que Juliano havia se metido numa encrenca das grandes, e estavam todos preocupados com sua vida, ele acabou se metendo numa briga em uma festa, e nessa briga ele machucou um irmão de um comandante da polícia carioca, os amigos tiraram rapidamente ele do local, mas as ameças seguiram após o incidente, meu tio temia pela vida do filho e queria tirar ele urgentemente do Rio, a intenção era mandar ele para o exterior, só que era arriscado pela questão de passaportes , vendo a aflição de meu tio com a situação sem controle, eu decidi sugerir a possibilidade de Juliano vir passar um tempo no nordeste, que a gente tirava ele do mapa por um tempo, e a família voltaria a ter mais tranquilidade, meu tio adorou a idéia, e eu então organizei tudo e fui comunicar minha esposa do ocorrido.

Eu não tinha um plano de onde hospedar meu primo, no meu apartamento na capital não era uma boa idéia, na pousada na praia ele iria correr o risco de ser visto por algum turista, a melhor opção seria na nossa nova casa, eu estaria a semana inteira por perto, e poderia dar uma assistência, meus pais souberam da minha decisão, e não gostaram muito da minha idéia, achavam que Juliano não tinha um comportamento legal, era como se fosse a ovelha negra da família, eu antes de conversar com Bianca, preferi ter uma conversa com meu primo no mesmo instante, afinal a decisão tinha que ser tomada com uma certa emergência, ele corria um certo risco de vida, pedi o contato dele ao meu tio e liguei.

___ Tudo bem primo, aqui é o Jorge, o tio Manoel me passou seu contato e me deixou a par do que está acontecendo, e ae?

____ Poxa primo, tudo bem meu rei? Que saudades de ti, quanto tempo? Pois é cara, me meti numa confusão aqui no Rio, o clima tá meio tenso p mim, um folgado filhinho de papai, veio querer me intimidar, e eu não sou de levar desaforo pra casa, sabe como sou neh primo?

___Pois é cara, mas tem que tomar cuidado, tem gente que não tem nada a perder, e esse pessoal pode querer fazer besteira , o tio Manoel tá super preocupado, me ligou pedindo ajuda, quer tirar vc do Rio por um tempo, até a poeira baixar, eu disse que vou ajudar, te trazer para meu setor por um tempo, o que vc acha?

___ Na moral meu primo, eu não queria sair do Rio agora, mas tenho que concordar que a situação tá meio perigosa sim, o mané foi parar no hospital, e a família quer tirar a limpo, de repente é uma boa idéia no momento.

___ Pois vamos agilizar a sua vinda amanhã mesmo, só vou organizar as coisas aqui com minha esposa, você vai ficar na minha casa no interior comigo, agora quero te deixar claro, aqui as coisas funcionam do meu jeito, não quero incomodação, nunca vou virar as costas para minha família, mas vc vai ter que colaborar, quando eu falar uma coisa, quero que vc obedeça, sei que já é de maior, eu tenho uma família aqui, e vc tem que obedecer as regras, tudo bem pra vc?

___ Pow primo, relaxa... Agradeço demais o seu cuidado comigo ,eu vacilei legal aqui, não quero criar problema pra sua família, sempre lhe admirei e jamais vou lhe criar qualquer tipo de mal estar, o que vc decidir eu estou as ordens.

___ Pois eu vou ver a passagem aqui com seu pai, tome cuidado na hora do embarque, melhor vc viajar de ônibus para Belo Horizonte,de lá vc pega um avião, quando vc chegar eu vou lhe buscar.

Tudo combinado e eu fui imediatamente avisar minha esposa, afinal eu não ia criar problema nessa altura dos acontecimentos, dependendo do que ela decidisse eu tomaria as devidas decisões, como era uma uma sexta feira eu esperei ela chegar em casa, ela vinha para o interior sempre nas sextas, quando ela chegou eu avisei que precisava conversar urgente com ela, Bianca se assustou com o jeito que falei com, mas mandei ela se acalmar e comecei a explicar.

___ Bianca recebi uma ligação de um tio meu hj pela manhã, me pedindo uma ajuda, o filho dele que mora no Rio, se envolveu numa briga a dois dias, e o cara que ele bateu é irmão de um policial, estão dizendo que o cara está querendo se vingar, e meu tio está preocupado com a vida do filho, me pediu para dar abrigo ao meu primo, a última vez que vi o Juliano ele era um adolescente e hoje já era um homem de 25 anos , eu disse ao meu tio que iria tentar conversar com Juliano antes, expliquei ao meu primo que poderia ajudar desde que a minha esposa concordasse e que ele não viesse criar problemas, ele realmente parecia estar bastante assustado com a situação, e eu preciso tomar uma decisão, caso você não concorde, eu vou ter que arrumar outra alternativa, o que vc me diz?

___ JORGE, eu acho perigoso, não sabemos que situação é essa, mas ele é de sua família, e jamais vou ser contrária a uma decisão tão particular, realmente não quero ter qualquer tipo de problemas, mas ele é seu primo, e acho justo a sua decisão de acolher , você sempre tratou toda minha família com todo amor do mundo, e eu não posso fazer diferente, onde vc pensa em instalar ele?

___ No início pensei em ajeitar naquele quarto lá nos fundos, perto da piscina, quando as coisas se acalmarem, posso mandar ele lá para pousada, é bom que ele pode acabar ajudando por lá, tudo bem pra VC?

___ Tudo bem, eu passo a semana inteira na capital mesmo,só venho aos fds, ele chega quando?

____ Acho que amanhã vou buscar ele no aeroporto.

Tudo organizado, no dia seguinte a Bianca deu uma arrumada no quarto, e eu recebi a notícia que ele chegava no início da tarde, me arrumei e fui buscar meu primo no aeroporto.

MAS A SEQUÊNCIA DESSE EPISÓDIO EU RELATO NA SEQUÊNCIA.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 59 estrelas.
Incentive Adoradordecontos10 a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil de Velhaco

Pelo jeito a esposa hipócrita vai enganar o marido com o sobrinho gostosão kkkkkkk

0 0
Foto de perfil genérica

Humm bem estranho o essa mudança de comportamento mas bom vamos ver no que dá

0 0
Foto de perfil de Almafer

Será que vai acontecer alguma coisa aí kkkkkk a vingança de Bianca kkkkk

0 0