A noiva crente

Um conto erótico de POR Você h 55
Categoria: Heterossexual
Contém 604 palavras
Data: 18/10/2023 17:12:00

Olá pessoal, como já falei o sexo após os 50 ( pra mim pelo menos) é uma meia maratona rsrs , depois das transas e quebra de tabus, confesso que viciei em sexo a casual, é mais tranquilo e não envolve responsabilidade afetiva, desde que seja claro, e mais uma crente safada, estava dando aula , em uma unidade do Senac, sobre GNV , esses cursos sempre tem uma secretária que ajuda nas pastas e etc. Aqui me ajudava ,chamava Eliete , alta ,magra ,loira e o mais interessante tinhas olhos de cores diferentes um azul e outro verde , claro chamava atenção, mas não era bonita e sim charmosa. Passei dar caronas a ela , que me disse ser noiva de um pastor e que ele mora em outra cidade Araçatuba São Paulo, depois de algumas caronas , pegamos uma certa intimidade, ao ponto de ela falar de suas experiências sexuais, até porque uma mulher em cima dos seus quarenta e ainda noiva , não é comum...

Aconteceu uma coisa muito ruim.pra ela , na verdade o tal noivo era casado e a enganou por muito tempo, oque a deixou muito mal , até que um dia no carro, ela disse que o maior pecado dela era ter um tesao enorme no cu , caralho, meu pau reagiu na hora, parei o carro em um estacionamento escuro porém seguro , ela disse estou sem calcinha rsrs , ali a beijei e comecei a chupar seus peixinhos, sim eram bem pequenos e pontudos, peitinhos cabiam na boca, e sardentos, no carro, ela tirou o meu pau , e começou a chupar, chupar, lambendo o saco a cabeça forte, ,ela disse na minha boca não...Gozei, gozei muito, escorria em suas mão e ela ria , agora estava bem encaminhado, fomos para um motel, passei na farmácia comprei um remédinho para garantir a ereção e tbm um Ky ,ela pediu.

Chegando ao motel, ao tirar sua roupa, apenas um vestido de alça, vi a mulher na minha frente, uma mulher de 40 anos com.os seus altos e baixos, imagina eu em cima dos meus 55 rsrs , cai de boca naquela buceta ruiva com loira bem aparada , passei a língua com gosto, naquele grelo e naquela buceta molhada muito muitíssimo molhada , ela gozou na minha boca talvez 2 vezes , e pediu , negao come meu cu .

Ficou de quatro passei o ky tanto na pica como.no cuzinho rosa , as nossas cores era um contraste , coloquei a cabeça, ela reclamou e disse não aguento, ouvir aquilo foi frustrante, até porque a minha rola é comum, cabeçudo mas comum , ainda bem que ela falou vamos em outra posição, colocou a travesseiro na barriga impinou a bunda e pediu , vem e fui , coloquei a cabeça e tirei, ela pediu, não, não coloca e tira é pior , assim aprendi e coloquei a cabeça naquele cuzinho rosa e liso , deixei alguns segundos, quando comecei a bombar , não colocando tudo, só até a metade , ouvindo seu gemidos, e seu cheiro delicioso, branquinha e cheias de sardas , ali fiquei, sentindo um prazer intenso, então comecei a acelerar apoiando meus braços na cama , muito parecido com papai e mamãe...Gozei, gozei, que até tremi , tempos que não saia tanta porra, literalmente enchi aquela bunda e cuzinho delicioso de porra , deitei ao lado dela ,confesso desfalecido, e digo foi a primeira vez que eu saio e já como um cu ...Ela se levantou e dizendo, nossa negao, tá escorrendo porra, e eu estou doida pra fazer cocô rsrs .

Tomamos um banho, bebemos algo e a deixei em casa , detalhe, era apertada a danada , tanto que ao tomar banho, meu pau até ardeu a cabeça, mas foi delicioso....Que cuzinho...

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 21 estrelas.
Incentive Por você H 53 a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários