Eu divido minha esposa com um amigo

Um conto erótico de Hero
Categoria: Heterossexual
Contém 1443 palavras
Data: 18/10/2023 01:21:15

Eu divido minha esposa com um amigo

Tenho um excelente relacionamento há mais de 20 anos, casado, estamos na casa dos 45 anos, ainda nos sentimo jovens.

Durante muito tempo tive a fantasia de ver minha esposa Ana com outro homem, tenho muita confiança nela e sempre falei isso para ela, ja tinha oferecido a ela todas as alternativas possíveis. Poderia ser um amigo, um estranho , e eu deixaria ela ir sozinha com ele, mas é claro, o que eu prefiro é que ela me deixe ver tudo. A todas estas propostas recebi sempre a mesma resposta, não!!

Há muitos anos assistimos pornografia sobre o assunto, sexo a três, orgias, trocas, e tenho certeza absoluta que ele gosta tanto quanto eu, mas no final das contas a resposta foi mais uma vez a mesma, não. É difícil falar sobre esse tipo de fantasia com alguém, então só conversei sobre isso com Júlio,além disso, Júlio tem um pau de 25 centímetros e ainda é muito grosso , ele é o único que sabia da minha intenção, Ana é uma mulher muito linda, um coelhinho da neve perfeito, diz ele, já que contei ao Júlio minha fantasia ele sempre quis ser essa pessoa, muitas vezes falei para minha Ana que ele era esse terceiro, mas ela sempre dizia não independente do tipo de proposta.

Júlio tinha minha total permissão e aprovação para sempre tentar se aproximar dela, escrever coisas obscenas para ela, ultrapassar os limites, com a intenção de despertar nela esse desejo, durante uma viagem de férias fora da cidade alugamos um casa Por quase 1 mês, fui com Ana passar a temporada, enquanto lá tive a ideia de convidar Júlio, então falei para ele vir nos visitar e que tentaríamos a todo custo fazer o que nós dois tinha que acontecer. Queríamos foder Ana juntos.

Planejamos tudo entre nós e ele imediatamente veio nos visitar. No primeiro dia que ela chegou em casa,notei algumas mudanças na minha esposa, o que mais me chamou a atenção foi que nesse mesmo dia ela se depilou completamente. Lembra que eu já tinha sugerido fazer com ele, mas ela disse que não, porém isso foi uma espécie de sinal. Nesses primeiros dias ele tentou se aproximar com comentários e provocações mas nunca vi nenhum progresso além de uma risada, chegou o final de semana e estávamos determinados a fazer alguma coisa acontecer, um sábado planejamos ir a um lugar para beber, eu disse ele que é aquela noite que sairíamos e ela aceitou normalmente, eu e ele tínhamos o plano de embebedar ela, e fumar maconha e beber muito para acabar com o nervosismo e depois em casa tentar ver o que acontecia. Foi isso que fizemos, naquela noite nos divertimos muito no local, nós três bebemos muito, todos nós estávamos muito bêbadas e animados e decidimos voltar para casa.

Assim que entrei em casa, servi mais bebidas e sugeri assistir a um filme. Todos concordaram. El vestiu uma roupa confortável, e eu fiquei de cueca . Júlio apenas ficou sem camisa. Ela vestiu um short largo e uma camiseta Entramos no quarto e caímos na cama para assistir ao filme, foi quando Ana diz que o filme estava muito chato, Só de vê-la ao lado dela na mesma cama me deixou com super tesão, entre risadas e brincadeiras o tema sexual começou, me enchi de coragem e disse em alto e bom som para minha esposa que Júlio é considerado o dotado do bairro, e sempre foi apaixonado por ela, que gostava dela muito. , ao que ela apenas riu maliciosamente, e perguntou coisas como "é verdade que você gostou?", e ele respondeu -sim- mas de um jeito tímido e lacônico, ele estava meio nervoso, na verdade eu era também, mas ela era completamente diferente, solta, travessa, eu tinha certeza que ela estava entusiasmada com a conversa, estando no meio das duas ela se virou para mim, ficando de lado de costas para Júlio, comecei a beijá-la e acariciar suas pernas Aos poucos fui até a bunda de Ana, ela não falou nada, então comecei a levantar o short dela, aí ela reagiu e baixou, me dizendo em voz baixa "não, aí está seu amigo ", e eu respondi a ela Não importava e eu levantei de novo, ficamos nisso por um tempo, eu levantei e ela abaixou, até que ela parou de fazer isso e eu levantei todo, você podia ver a bunda dela inteira, Júlio vendo bem do lado dela, no começo eu fiquei na fila, continuei assim por um bom tempo até começar a tocar a bucetinha dela por cima do fio, dava para ouvir como Ana estava acelerada e gostosa, eu encheu-se de coragem novamente e agarrou a mão do Júlio e colocou na nádega de Ana, fazendo sinais para ela que ele iria tocar nela, ele imediatamente começou a fazê-lo, ela o deixou sem reclamar.

Você pode imaginar aquela cena, eu estava arrebentando, nós três na cama, ela no meio de lado olhando para mim, eu do meu lado olhando para Ana enquanto a beijava, e Júlio do outro lado esfregando as nádegas e as pernas. Com uma mão empurrei o short junto com o fio para tirá-lo, pensei que ele iria resistir e me dizer não, mas minha surpresa foi que ele subiu para facilitar a minha retirada, não consegui acredite no que estava acontecendo, o short e o barbante na altura do joelho, revelando a bunda inteira para o Júlio imediatamente fiz sinais para ele "pegar", ele abaixou um pouco a calça e a cueca e deitou-se de conchinha, até Eu ouvi aquele gemido que nunca esquecerei, o gemido que ele fez.

Eu não parei de beijá-la, tirei e comecei a me masturbar enquanto a beijava de lado e Júlio fodeu ela primeiro devagar, depois cada vez mais forte, Ana gemia e gemia enquanto me beijava, assim ficamos por cerca de 5 minutos até que, para minha surpresa, vejo ele se levantar, ele termina de tirar a linha e o short e fica de quatro na minha frente, vocês não imaginam minha emoção ao ver isso, ele ficou do lado do cama e ela ficou na beirada para transar com Ana, olhando para mim, sentei na cama na frente dela, agarrei as mãos dela, ela colocou o rosto no travesseiro e Júlio começou a bater forte, super forte, ela gritou e gemeu muito alto, parece que eu estava dando uma super foda nela, ela parecia uma boneca de pano a cada estocada, não demorou muito, uns 3 minutos assim em 4 quando ela pulou da cama dizendo "nãooo dentro", ela saiu rapidamente do quarto pingando porra do Júlio nos lençóis, no chão, ela foi até o banheiro e se trancou lá, eu falei para Júlio ir para o outro quarto, ela ficou cerca de 1 hora no banheiro e eu fui procurá-la, ela ficou furiosa, superou todo o álcool que ela tomou naquele segundo quando sentiu o jorrar do sêmen do Júlio, ela começou a brigar comigo porque eu deixei isso acontecer, que eu não' não tive nem a decência de pedir para ela colocar camisinha, que eu deveria protegê-la, não entregá-la de bandeja para Júlio que se sentia como se tivesse sido estuprada sob efeito de álcool, etc. Fiz de tudo para acalmá-la, voltamos para o quarto, ela me disse que não queria mais ver Júlio que deveria sair logo pela manhã.

Quando Ana se acalmou um pouco, a única coisa que pensei foi fodê-la com a porra do Júlio dentro e também acabar com Ana novamente. Tive uma excitação de outro mundo. Tentei tocá-la, mas ela estava chateada e não queria qualquer coisa até Ana adormecer. Não consegui dormir a noite toda pensando naquela cena, me masturbei umas 6 vezes ao lado dela em silêncio. Assim que o sol nasceu falei para Júlio que ele tinha que ir, ele já tinha ouvido falar de todo o problema e estava com tudo pronto, fui levá-lo ao terminal e voltei para casa. Várias semanas se passaram assim, no começo ela ainda estava chateada mas com o tempo foi passando, agora está tudo normal, nos amamos como sempre, mas esse assunto nunca mais foi tocado, nós dois fingimos que isso nunca aconteceu, o que ela O que não sei é que pelo menos uma vez por dia me masturbo pensando no que vivemos, no momento mais emocionante da minha vida, e quando o tempo passar, tenha certeza que tentarei novamente.

isso sutilmente para ela fica chateado ou me diz para não falar com ele sobre isso haha ​​​​sei que ele gostou tanto quanto eu mas o orgulho dele não o deixa admiti

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 36 estrelas.
Incentive Herosexy a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil genéricaHerosexyContos: 26Seguidores: 95Seguindo: 6Mensagem Casado a 32 anos, hetero 100%,nada curioso em sexo homo. Sou divertido, legal, apaixonado pela minha mulher. Sou aposentada, mas trabalho em serviços automotivos, não tenho preconceito.. Só não curto MULHERES FEMINISTAS DOENTES E SEM NOÇÃO.

Comentários

Foto de perfil genérica

Essas coisas tem de ser muito bem azeitada e três as partes para não dar xabú.

0 0
Foto de perfil de Gordinho bb

Foi bom tentar, pergunte a ela se pode ser vc, ela e outra mulher.

Se possivel leia meus contos

0 0
Foto de perfil de Leo_2023

Do meu ponto de vista, acho que não funcionou não, amigo, como você quer acreditar que funcionou! Mas ficam aí três estrelas!

0 0
Foto de perfil genérica

Bomdia Hero ....nossa q.loucyra iniciar sua esposa assim ...deve ser muito linda mesmo gostaria de saber mais de vcs me chama no email podemos conversar melhor (ramos.carbotoy2021@gmail.com) ficaria no seu aguardo

0 0
Foto de perfil genérica

Bom diaaaa, belo conto e claro deve ter gostado sim por ele ser bem dotado, já iniciei muitas mulheres casadas e a melhor forma foi fazer fotos ou até um book dela, depois oferecer a mostrara outras pessoas tipo sexlog, sem rosto claro, com os comentários ela vai passar a gostar,sou fotógrafo e caso interessar prosar: euamoavida2020@gmail.com

0 0