Se não fosse da família! 2 Surpreso com a irmã

Um conto erótico de Krauser10
Categoria: Heterossexual
Contém 1690 palavras
Data: 09/10/2023 20:33:36

Acordei com dor de cabeça da ressaca, não olhei para o lado, me arrumei e fui na padaria comprar o café da manhã. Antes de sair olhei para cama e as duas estava dormindo abraçadas. Preparei o café da manhã com frios, pão e café sem açúcar.

Madrasta: Olhá só... eu ia gostar de acordar assim todo dia. Bom dia!

Eu: Bom dia!

Madrasta: Dormiu bem Mah! Percebi que você perdeu o medo. Você...

Clara: Bom dia mãe! Bom dia Maninho!

Madrasta: A festa foi boa heim filha. Está até sentando de perna aberta! Kkkkkk

Clara: Bebi tanto que nem me lembro de nada. Tive um sonho muito bom e com o colinho da mamãe foi melhor ainda. Queria sonhar assim sempre...

Madrasta: Pra lembrar não pode beber tanto. Cuidado que cu de bêbada não tem dono heim! Kkkk

Eu gelei e terminei de beber o café pelando que queimou a minha boca.

Clara: Eu não ligo! Eu bebo mesmo! Estou saindo... Só volto a tarde. Bju.

A clara tomou um café e saiu rápido. Fui lavar a louça pra não olhar para a minha madrasta com a língua queimando e o frio na barriga. O medo de meu pai ficar sabendo e tomar outra surra era imenso. Minha perna chega estava mole.

Madrasta: Foi bom gozar na sua irmã!? Eu fingi estar dormindo... (Ela não parecia estar brava. Estava com um sorriso de canto)

Eu: Foi ela que ficou jogando a bunda para traz. E não gozei... (ela chegou por atrás de mim me abraçando e pegando no meu pau).

Madrasta: Quer saber um segredo? Eu acho que ela perdeu a virgindade antes da surra... com você bêbado sentado na sala! Kkkk... Acho que vocês estão quites agora! Kkkk

Eu: Mentira? Sério!? Como eu só fico sabendo disso agora?

Madrasta: Se arruma e vai embora. Seu pai chega mais ou menos meio dia. Não fala pra Clara o que eu falei!

Eu: Porra, você é foda viu! Vai me deixar ir embora assim?

Madrasta: Eu foda?! Sim, rsrsrsrsrsrs... Se você não fosse medroso eu tinha aproveitado muito mais! Seu pai está chegando.

Fui embora com medo de alguma coisa disso chegar no ouvido do meu pai. Preferi não pensar nisso e seguir a vida bem longe delas. Se ela perdeu a Clara perdeu a virgindade comigo, que seja, já passou mesmo. Agora a Madrasta que pensei que era toda certinha não é assim... Pela minha pressa, medo e inexperiente eu não consegui aproveitar. Que merda!

Fui transferido de filial e fui trabalhar perto da praia. Fui morar em uma casa da família da minha mãe com piscina perto da praia. Clara com 18 anos, ela me ligou pra me convidar para a festa que ia fazer para a mãe de surpresa. Falei que não ia pelo trabalho. Ficou triste, mais quando eu falei que estava morando em uma casa na praia ela desistiu da festa na praia e falou que queria passar na praia. Não recusei e falei pra ela trazer quem ela quisesse. Terminamos de falar ao telefone e voltei ao trabalho. Ela chegou na sexta, passou no meu trampo e entreguei a chave e voltei ao trabalho.

Na casa tem 3 quartos, Clara e a madrasta cada uma no seu quarto. Só que eu escutei gemidos baixos vindo de um dos quartos. Fui verificar e achei a minha madrasta dormindo do se calcinha, que tesão de mulher gostosa. Chegando no quarto da Clara ela estava sentada no travesseiro se esfregando com o dedo na boca e apertando os seios. Fiquei de boca aberta com a sua beleza já de pau duro.

Clara: Isso maninho, come a minha bucetinha hummm... pode gozar dentro! Goza comigo! Hum... hum...

Porra! Ela é safadinha quando conversa comigo mais por essa eu não esperava. Minhas pernas tremeram, boca seca, frio na barriga e o medo me fizeram sair dalí rapidinho. Sai rapidinho pq eu vi uma câmera ao lado da cama. “Minha madrasta falou pra mim parar de ser medroso? Será que foi por isso? A Clara gosta de mim? Pq ela estava filmando? Não tenho nada a perder mesmo! VAMOS TOCAR O F!” Cai na cama e nem comi pra não fazer barulho. No outro dia acordei, fiz café e fui tomar na mesa ao lado da piscina.

Madrasta: Bom dia Mah! Preparou o café pra nós ao lado da piscina amor!? Amei!

Eu: Bom Dia Delícia! Pensei que você não vinha?

Madrasta: Você acha que eu ia perder essa oportunidade? Sol, praia, umas porções e muita bebida. Aquele traste não presta nem para me levar para sair e nem viaja.

Eu: Agora que você está aqui vou fazer ti tratar como uma rainha!

Madrasta: TE amo meu amor! Só você mesmo! Rs

A Madrasta estava meio triste, não perguntei pq não queria saber. Eu só ia fazer ela se sentir bem e aproveitar. Conversamos e sai. Encontrei a Clara chegando na cozinha de biquíni. Uma morena deliciosa.

Clara: Bom dia maninho lindo!

Eu: Bom dia Clara! Não sabia que a minha irmãzinha gostava de se filmar. Você cresceu uma delícia!

Clara: A Mãe perdeu o trampo e eu comecei no onlyfans. Você não sabe o dinheiro que dá fazer esses vídeos e vender algumas fotos. Eu gosto de filmar e ser filmada...

Eu: É bom saber... você queria que eu fosse aquele travesseiro? Ou que estivesse bêbado?

Clara: Maninho, maninho!! Não provoca... se não pode dar merda!

Eu: Maninha! Eu já vi... pq pode dar merda?

Clara: Não era pra você ter visto isso... eu estou com vergonha agora.

Eu: Mais merda que você ver sua mãe gozando no meu pau? Tenho certeza que você viu a sua mãe comigo! Custa você assumi...

Clara: Já que você viu... Sim, eu queria que fosse você mais...

A beijei gostoso, aquela boca carnuda, seios durinhos, uma raba que devorava o biquíni me deixando louco. Foi um beijo cheio e paixão reprimidos pelo tempo e por ser minha irmã. Foi um beijo demorado e de tanto ela morder meus lábios que eles ficaram doloridos.

Clara: Assim eu fico toda molhada maninho. Sai daqui pra mãe não ver! Se não vai dar merda.

Eu: Eu não me importo!

Dei um tapa na sua bunda e fui no mercado. Comprei bebida, carne e o que faltava na casa. Quando eu volto só encontro a madrasta na casa deitada na cadeira ao lado da piscina tomando sol.

Eu: Comprei o protetor! Quer que eu passe?

Madrasta: Por favor! Quero pegar uma marquinha. Que mão gostosa amor. Passa em tudo... hum...

Eu passei nas castas e comecei a passar na bunda arrepiada.

Eu: Descobri uma coisa ontem. A maninha estava se masturbando com meu travesseiro e pedindo pra mim gozar com ela.

Madrasta: Eu já sabia disso faz tempo, Hum... que mão gostosa. Passa na frente agora.

Passei nos seios, barriga, nas pernas comecei pelos pés e fui subindo até a passar por cima do biquíni. Me ajeitei e dei um beijo por cima do biquíni em sua buceta.

Madrasta: Faz tempo que ninguém me trata assim. Que língua gostosa... hum... Não me olha assim não... eu acho que estou perdendo a cabeça!

Eu: Lisinha... molhada e docinha.

Madrasta: Assim eu gozo! Não faz isso comigo não!! É errado mais é gostoso! Hum... estou gozandooooo!!! Calma... ela está sensível! Não coloca ele todo assim!

Eu: Eu já perdi a cabeça! Você só provoca quando está bêbada?

Madrasta: Cala a boca e mete menino! Soca forte que eu preciso disso! Hum... isso...

Eu: Fica de 4 que eu quero ver esse rabão! VEM!

Madrasta: Estou vendo que estou perdendo a cabeça! Nossa... Que medo de alguém ver... soca vai! Hum... No cú não! Depois eu deixo, estou com medo de alguém ver!

Eu: E se ver eu não ligo! Só a Clara pode ver e se ver vai ficar com vontade tbm...

Madrasta: Me comendo e pensando na Clara seu safado! Seu puto! Vai comer a minha filha tbm, é!?

Eu: Vou sim... vou comer ela igual estou comendo você gostosa!

Madrasta: Isso safado... Come mesmo! Vai soca forte soca. Haaaa.... seu puto eu vou gozar!

Eu: Goza com vontade delícia, vai! Vou gozar também! Haaaa...

Madrasta: Estou sentindo você gozando comigo! Isso... hummm!

Fiquei um tempo a beijando sem falar nada. Ainda estava com a mão gelada e a perna tremendo mais feliz.

Madrasta: Estava com saudades de você. Só você me faz sentir especial.

Eu: Faço tudo pela minha delícia! Fica tomando sol que vou preparar o almoço. Comprei algumas bebidas pra esse final de semana. Hoje eu quero carne assada.

Madrasta: Pode deixar que eu vou ficar com marquinha! Kkkkk

Peguei cerveja pra ela e fui fazer o arroz e vinagret. Temperei carne, acendi a churrasqueira e comecei a beber. Mais ou menos 1 da tarde chega a clara ao meu lado da churrasqueira com cara de sono.

Eu: Foi para a Praia maninha?

Clara: Eu ia... fiquei assistindo o assisti o show. Consegui até filmar a sua pegada e que pau grande é esse heim maninho?

Eu: Fala baixo que sua mãe pode escutar menina!

Clara: Ela parece estar feliz. Teve uma briga feia com o meu pai. Acho que ele estava assistindo meus vídeos e minha mãe pegou.

Eu: Sério?! Karaiii.... ai é foda!

Clara: Ela falou que não volta a ficar debaixo do mesmo teto que ele. Ela perdoou uma traição... agora não tem mais volta. Antes de chegar aqui ela estava putassa da vida. Ficava falando que nenhum homem mais ia querer ela...

Eu: Hum...

Clara: Eu vejo que, com você, ela fica bem alegre... eu acho.

Eu: Vamos mudar de assunto!!! Vamos!! Só alegria nessa casa.

Clara me deu um beijão na boca sem a mãe dela ver e foi conversar com ela. Eu estava me envolvendo com a minha madrasta e com a minha meia irmã? Nunca que em meus sonhos mais doidos eu iria pensar isso. Fiquei de boca aberta com a Clara... frio na barriga e pernas tremendo. As vezes a oportunidade está tão perto que só se percebe quando tropeça e cai de cara na verdade.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 58 estrelas.
Incentive Krauser10 a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil genéricaKrauser10Contos: 65Seguidores: 112Seguindo: 1Mensagem Eu gosto de escrever, a sua história é Boa?

Comentários