Obsecado pelos seios da irmã,e da mãe, agora queria a filhinha. Parte 4

Um conto erótico de Rody1967
Categoria: Heterossexual
Contém 2363 palavras
Data: 30/10/2023 13:09:23

,Continuando.....

.Após transar com minha irmã e deixar seus peitões doloridos de tanto chupar,arrumei o vazamento da caixa e arrumei o chuveiro também.Antes de ir embora,me agradeceu com um boquete e deixou em comer seu cuzinho novamente na beira da piscina.Jamais imaginaria que fosse transar com minha irmã, e ainda de quebra,vai me ajudar a tirar a virgindade da sua filha,me ajudando a seduzir ela.Os dias após essa transa foram normais,na quarta feira recebi uma mensagem no trabalho da minha filha Camila:

- Pai!Não esquece hein!Hoje o senhor vai sair mais cedo do trabalho,para ficar comigo !

.Pior que havia esquecido desse compromisso com ela,imediatamente arrumei minha coisas e avisei o chefe,e fui para casa.Camila me esperava sentada no sofá, usava uma blusinha tomara que caia sem sutiã e uma mini saia rodada,suas coxas estava mais grossas do que nunca,um verdadeiro tesãozinho,havia acabado de tomar banho,cheirava a shampoo e sabonete,que delicia.Veio me abraçar forte e já foi dando um selinho:

- Vou tomar um banho e já volto!

- Ta bom pai!

.Aquele selinho me deixou de pau duro,e mesmo após o banho,não amoleceu,coloquei um short curto sem cueca ,um perfume bem caprichado e fui para sala.Encontrei ela na pia,lavando louça :

- Quer ajuda filha?

- Não pai,já estou acabando!

.Sentei na cadeira e fiquei admirando sua bunda,grande para sua idade e já bem redondinha,fiquei pensando na sua escola,uma menina dessas,dúvido que alguma muleque já não tentou fazer alguna graça com ela,ou até um adulto,então perguntei:

- Camila?Na escola,tem algum muleque ou homem adulto,que fez alguna graça com você?Tipo,passar a mão ou te agarrar?

.Ela ficou quieta,então eu já sabia,teve alguém,tive que insistir:

- Pode falar para o pai!Prometo não ficar bravo!

- Ta bom!Faz duas semanas que um muleque de 7ª série, passou a mão na minha bunda!Eu chinguei ele e disse que ia falar para o senhor!Ele morreu de medo,pediu desculpas e nunca mais fez nada!Nem olhava mais para minha cara!

- E você ?O que sentiu,quando ele fez isso?

- Ah pai,sei lá!Na hora fiquei brava!Mas depois gostei de saber que os meninos mais velhos olhavam para mim !

- E normal uma mulher gostar de ser observada pelos homens.Mas fica esperta e não deixa eles se aproveitarem de você!Se alguém tentar fazer isso de novo,ou qualquer outra coisa,me fala,que eu vou lá resolver!

- Tá!Pode deixar pai!

- Agora me diz outra coisa!Na piscina sábado passado,você gostou do pai te ensinar a boiar?

- Adorei pai,mas não consegui aprender nada!

- Esquenta não, vou te ensinar sempre,até aprender!

.Ela havia terminado a louça e secava as mãos,fomos para o sofá juntos assistir seriado,ela deitou com a cabeça no meu colo,comecei a fazer carinho no seus cabelos ,alisei seus ombros e braços por um bom tempo.Eu,mesmo com toda minha experiência, estava com medo de dar o primeiro passo e me estressar,pois era minha filha e se ela achasse ruim,estava fudido.Então resolvi usar uma aproximação diferente:

- Filha?Tudo bem se deitarmos no sofá?Minhas costas estão doendo!

- Ta pai!

.Deitamos de conchinha,e já senti sua bundinha encostar no meu pau,abracei sua cintura forte e minha boca ficou bem pertinho do seu pescoço. Ficamos assistindo desse jeito e com a mão na sua barriguinha,fiquei alisando,fiquei também dando beijinhos na sua orelha e pescoço,seus brase arrepiaram.Meu cacete começou a ficar duro encostado na sua bunda,ela deu uma mexida,mas não disse nada,apenas suspirou,coloquei a mão em cima do seu peitinho e falei:

- Mostra eles para mim,Camila!

- O senhor quer dizer,meus seios?

- Sim!

.Ela colocou as mãos na lateral da blusa e abaixou,que visão linda,pareciam mesmo duas peras e bem empinados,coloquei a mão e acariciei de leve e apertei:

- Nossa!Além de lindos,são macios e firmes!

- O senhor achou eles bonitos?

- Claro!Posso dar um beijinho neles?

- Ai pai,que vergonha!

- Se não quiser,tudo bem,vou entender!

- É que tenho vergonha,só isso!

.Sem dar tempo dela reagiir,a virei até ficar de frente comigo e comecei a mamar nela,nem teve tempo de ficar surpresa,pois começou a dar gemidinhos suaves.Puxei sua perna para cima do meu corpo,sua saia subiu até a barriga expondo sua calcinha, nessa posição consegui fazer sua bucetinha encostar no meu pau duro.Senti sua calcinha umida e sua bucetinha fervendo,enquanto chupava seus peitinhos bateu um certo remorso,fiquei na dúvida se deveria continuar com aquilo ou não, ela era minha filha,virgem e ingênua.Era uma dificil decisão,o que me deu a certeza de que deveria fazer foi seus gemidos suaves indicando que ela estava gostando e outra coisa me veio em meus pensamentos.Ela estava doidinha para dar,se não fizesse,alguém faria,isso fez eu partir para cima dela sem nenhum remorso.Mamava na minha pequena igualzinho fazia com esposa,mãe e irmã, trataria elas igualmente,já fui abaixando a calcinha dela ate tirar e coloquei novamente sua perna em cima de mim,tirei meu short de uma vez(já estava sem cueca mesmo).Meu cacete até doia de tão duro,acabou entrando no meio das suas pernas e já encostou na sua bucetinha molhada. Apertei seu corpo bem apertado e enquanto me deliciava nos seus peitinhos, fiquei fazendo carinho no seu cuzinho com o dedo e passando a cabeça do pau na entradinha da sua bucetinha.Ela me abraçava e gemia,em nenhum momento, disse que era para parar,ou que não queria fazer aquilo,apertava sua bunda e sem pensar muito,encaixei o pau na entrada da sua bucetinha e fiquei só pincelando,nesse momento ela ficou mais doidinha ainda.Colocou ainda mais a perna em cima de mim,fazendo a cabeça entrar mais um pouco,agora não tinha mais volta,fui virando nossos corpos ali mesmo no sofá, acabei ficando em cima dela na posição frango assado,abri ajnda mais suas pernas e já forçando o pau na sua virgindade, a beijei na boca.Ela correspondeu ao beijo,mesmo não tendo muita experiência,deu a lingua para chupar,fui empurrando meu pau bem devagar,não queria machucar e traumatizar ela,mas também não iria parar o que comecei.Acabei me surpreendendo com Camila,ela colocou as duas mãos no meu peito e empurrou meu peito,parei de penetrar e ela afrouxou também, penetrei mais um pouco e ela repetiu o gesto,entramos numa sintonia que quando ela empurrasse meu peito,era para eu parar. Senti seus gemidos no beijo,mas ao mesno tenpo,senti que ela estava gostando,mesmo sentindo dor.Mesmo não tendi penterado tudo ainda,comecei a meter só a metade e tirar,mas a cada intervalo de algumas metidas,empurrava mais um pouco.Sua vagina era tão apertada,que parecia esmagar meu pau,ali de pernas abertas e recebendo cacete,tive a certeza ela queria muito perder a virgindade e receber rola na buceta.Já não aguentando mais de tanto tesão,penetrei de uma só vez o restinho que faltava,ela gemeu alto parando de beijar,agarrei forte seu corpo e senti suas unhas cravarem nas minhas costas.Ficamos abraçados por um tempo em silêncio, acabara de romper seu hímen e ela até chorou na hora,meu pau mais duro do que nunca,latejava dentro dela,mesmo sem meter,acabei jorrando porra dentro dela.Senti a pulsação e o esperma se espalhar na sua vagina,olhei no seus olhinhos cheio de lágrimas e disse:

- Agora você é uma mulher!

.A beijei novamente a minha filha,mas naquele momento eu beijava uma mulher,e eu amava muito essa pessoinha:

- Vamos tomar banho juntos!

.Ela só balançou a cabeça que sim,a peguei no colo nua e fomos para o chuveiro,passei sabonete no seu corpinho todo e fiz ela lavar o meu também, e deu uma boa lavada no meu cecete.Apertava e olhava pra mim:

- Ela e seu a hora que quiser,minha princesa!

- E a mãe?

- É só termos cuidado e só fazer quando estivermos longe dela,certo!Agora me diz uma coisa Camila?Você gostou?

- Doeu um pouco pai e agora esta ardendo lá dentro!

- A primeira vez e assim mesmo meu amor!Da próxima vez,não vai sentir dor nenhuma,te prometo!Mas tem que me prometer duas coisas!

- O que?

- Jamais conte para ninguém, sobre isso que fizemos!E a outra coisa ,não quero que deixei nenhum outro homem ou menino,mexer na sua bucetinha!Só o seu pai tem esse direito,entendeu?

- Ta bom pai!

.Depois do banho a levei para o seu quarto,passei um creme de assadura na sua bucetinha e ela dormiu como um anjinho,mesmo sentindo dor na hora que tirei sua virgindade,Camila havia gozado.Quando minha esposa chegou,fiquei morrendo de medo da minha filha reclamar de dor perto dela,mas isso não aconteceu, no outro dia nos tratamos normais como pai e filha.,sempre brincando e zoando um com o outro,mas sem tocar no assunto,achei melhor assim,não queria forçar alguma coisa depois de ter tirado sua virgindade. Após 3 dias,já era domingo e minha esposa foi visitar a mãe em outra cidade,ficando apenas eu e Camila em casa,como ela saiu bem cedinho,após meia hora ,minha filha entrou no meu quarto,ainda estava de camisola e percebi que usava uma calcinha muito pequena por baixo.Era tipo uma tanguinha,e eu conheci,era da minha esposa,disfarcei fingindo que não percebi, queria ver ate onde ela ia.Ergueu o lençol e deitou de lado,acabamos ficando de conchinha,eu sempre dormi apenas de cueca,então já viu,foi só encostar aquela bundinha que já fiquei ereto.Agarrei ela forte e beijei seu pescocinho:

- Bom dia filhinha?

- Bom dia pai!

- O que você está querendo,logo cedo na minha cama?

- A mãe já saiu?

- Sim!Só volta a tarde!Porque?

- Por nada!

.Nissi ela deu uma empinada na bunda e rebolou no meu pau,eu só queria isso,que me desse um sinal,a virei de barriga para cima e subindo em cima dela, beijei sua boca chupando sua lingua,.eu pau já encostou direto na sua bucetinha.Enquanto nos beijavamos,abaixei as alças da camisola e expus seus peitinhos lindos,acariciava e sentia como estavam maiores e durinhos.Olhei no seus olhinhos brilhantes e disse assim:

- Eu te amo Camila!

- Eu também te amo!

.Fui abaixando a cabeça sem parar de olhar para seus olhos,comecei a mamar olhando para ela,vi seus gemidos e morder os lábios, ela gostava de sentir os seios chupados.Alisei sua bucetinha por cima da calcinha e apertei forte obrigando ela a dar um gemido mais alto,beijei sua barriguinha e lambi seu umbiguinho.Dei uma mordida por cima da calcinha e depois,fiz uma coisa que toda mulher adora,puxei a calcinha para o lado e comecei chupar,já estava bem molhadinha quando enfiei a língua. Que delicia chupar naquela posição,ela mexia o quadril e erguia a pélvis,foram minutos até sentir ela gozando na minha boca,só parei depois que vi ela bem relaxada na cama.Arranquei sua calcinha e minha cueca,coloquei ela de quatro e encaixei na entradinha da buceta, fui empurrando e ela gemendo,sei que era um misto de dor e prazer,minha filhinha de quatro era muito mais gostosa ainda.Segurei seu quadril e fui enfiando até encostar minhas bolas nela,estava muito apertado,que tesão que dava,seu pequeno cuzinho,piscava a cada metida,fiquei acariciando e pondo a ponta do dedo.Aquele rabinho lindo seria meu,teria que usar um anestésico, pois ela não aguentaria a dor,mas sem pressa e na hora certa.Comecei a meter já um pouco mais rápido,acostumou rapido com meu cacete,eu estava quase gozando aquela menina me fazia gozar muito rápido, sentei na cama encostado nos travesseiros,e a chamei para sentar e cavalgar no meu pau:

- Vem Camila!Senta no cacete do pai, quero ver você subir e descer nele!

.Veio e meio sem jeito,segurou meu cacete e encaixou nela,foi descendo devagar até entrar tudo:

- Agora sobe e desce e rebola pra mim!

.Pelo tamanho da sua bunda,rebolar era fácil, mas como era a primeira vez que fazia isso,foi meio desajeitada,nisso acabei tomando conta da situação. Trouxe seu corpo para mais perto de mim e mais uma vez,mamei nos seus peitinhos enquanto metia,ela era agora minha putinha, minha amante dentro de casa.Molhei o dedo no líquido que saia da sua bucetinha e enfiei no seu cuzinho,que delicia ,super apertado,estava literalmente fudendo a frente e atrás da minha filhinha ao mesmo tempo.Já não aguentando mais segurar, jorrei porra dentro dela,meu pau pulsava como nunca,acho que ela havia gozado de novo e junto comigo,pois deitou no meu peito e relaxou de vez.Que delicia de bucetinha,segurava meu cacete mesmo estando mole:

- Sabia que você é uma delicia de mulher?

- Uhummm!

.Até para falar,estava cansadinha,após uns minutos,teve vontade de ir no banheiro,levantou e viu minha porra escorrer de dentro dela e cair no meu pau já mole, ficou espantada,ainda não tinha visto tanto esperma assim:

- Nossa,pai!Isso tudo estava dentro de mim?

- Sim filhinha!

.Ela saiu tentando segurar a porra que escorria pela suas pernas,chegou a ser engraçado,também sai tentando não sujar a cama e o chão e fui direto para o chuveiro.A chamei para tomarmos banho juntos e mesmo meia bomba,ganhei um boquete delicioso,ela aprendia bem essas coisas.Eu tinha conseguido algo que,nem em sonhos imaginaria que aconteceria.Havia fechado um ciclo de incesto,começou com minha mãe, depois minha irmã e agora minha filha, duvido que algum homem na vida tenha conseguido tal feito,e ainda faltava minha sobrinha adolescente, que minha irmã me pediu para seduzir e tirar a virgindade.....

.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 69 estrelas.
Incentive Rody1967 a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil genéricaRody1967Contos: 125Seguidores: 227Seguindo: 2Mensagem Heterossexual ,ativio e muito viril.

Comentários

Este comentário não está disponível
Foto de perfil genérica

Ansioso pelo próximo espero q ele tirei a virgindade dela anal

0 0
Foto de perfil genérica

Show..ótimo.quero a continuação. O rabinho virgem

0 0