Primeira vez dela com outro.

Um conto erótico de rjcasado
Categoria: Grupal
Contém 1335 palavras
Data: 21/09/2023 16:38:24
Última revisão: 28/11/2023 08:58:35

Olá.

Hoje vou contar algo que aconteceu em Dezembro passado.

Minha esposa faz aniversário em dezembro e planejou uma viagem até Vitória, no Espírito Santo para comemorar. Nossa primeira vez na capital Capixaba, planejamos vários passeios para conhecer a cidade. Ficamos 5 dias, onde ficamos 2 dias em Vila Velha e 3 dias em Vitória mesmo. Após vários passeios na cidade, no 3º dia da nossa hospedagem, fomos conhecer uma cervejaria local. Um restaurante bonito, muito bem organizado, com uma comida e uma cerveja maravilhosa. Chegamos ao local e estava chovendo. Por conta disso, o espaço fechado estava bem cheio, e nós optamos por ficar do lado de fora, pois, apesar de estar chovendo, hora a chuva parava, hora ela voltava. Ficamos apenas nós e outro casal nas mesas do lado de fora, abrigados por uns "Guarda-sóis". Ali, comemos, bebemos bastante, porém a chuva apertou. Tivemos que ir para parte de dentro e ficamos em pé. Como já havíamos comido e já pensávamos em ir embora, não vimos problemas e ficamos em pé, perto da cozinha. Um rapaz, funcionário do restaurante, moreno, mais baixo que eu, corpo legal, veio até nós e puxou conversa. Como entendo bastante de cervejas, o papo flui muito. Já estávamos, digamos, alegres, pois já tinhamos bebido algumas a mais...rs. O Rapaz nos disse que era mineiro, e por conta dos seu currículo cervejeiro, foi contratado para ajudar na produção da cerveja. Era um emprego temporário, onde ele ficaria apenas 3 meses na cidade, e já estava no seu segundo mês por lá. O papo estava muito bom, mas percebi a atenção excessiva que ele dava para minha esposa. Ao invés de ficar enciumado, eu fiquei imaginando diversas coisas, mas nunca que, aquilo que eu imaginava, estava prestes a acontecer. Minha esposa é muito comunicativa, mas na parte do sexo, é um pouco careta. Ela sofreu na adolescência com a separação dos pais, onde o pai havia traído a mãe dela, e com isso ela tinha trauma dessas coisas. Aos poucos vai se soltando e assim vamos contruindo histórias .Já havíamos tido uma experiência no passado com uma amiga dela, mas nunca mais tocamos no assunto em repetir algo parecido, porém... nossa cumplicidade vai no olhar. Estamos juntos há 18 anos, Eu hoje com 43 e ela com 37. Ela, linda, gostosa, corredora, sempre vaidosa. Eu, procuro me cuidar, praticar esportes, esvazio a mente nos rolês de moto.. e por aí vai. mas enfim...

O final da noite já estava próximo, o Restaurante iria fechar as portas e comentamos que era muito ruim depender de Uber para o deslacamento, ainda mais sem saber para onde ir no fim de uma noite. Ele, mais que prestativo, nos convidou para um "after" no apto dele. Encerrar a noite, provando cervejas que ele tinha na casa dele. Aceitamos e fomos no carro dele para o apto dele.

Chegando lá.. nada demais. Ele colocou uma música, nos mostrou o apto e abriu cervejas especiais que ele tinha lá. Minha esposa já dava indícios que estava ficando embriagada, falando alto, rindo alto. Em um dado momento, eu estava em pé olhando pela sacada, quando ela veio até mim. Ele foi no banheiro e ela me deu um beijão, se esfregando em mim e falando que já queria sair dali porque estava muito excitada. Neste exato momento ele chegou e fez uma brincadeira dizendo que as coisas estava ficando quentes. Eu apenas sorri e para minha surpresa ela disse que poderiam esquentar mais. Todos rimos mas seguimos sem maiores malícias. Eu sabia que ele realmente estava interessado na minha esposa, mas na minha cabeça, nada passaria daquilo, pois como já disse, ela é um pouco careta e retraída, mas sei que quando se solta é um caminho sem volta. Fui no banheiro, e ouvi ela falar: "Não.. para... assim não é legal!" ... Na mesma hora entendi que ele devia ter ido pra cima dela. Quando saí do banheiro, ela disfarçou e saiu de perto dele. Eu apenas ri e disse que eles poderiam seguir o que estavam fazendo. Ela veio na minha direção, me abraçou.. e disse que estava excitada, mas que não sabia o que fazer. Eu dei um longo beijo nela.. na frente dele. Comecei a beijar o pescoço dela, orelha, lugares que sei que é batata... Na hora ela suspirou e ele nos olhando.. eu sorri pra ele. Ele entendeu o meu desejo. Veio até nós... encaixou por trás dela e começou a beijar a nuca dela. Nessa hora eu sabia que não tinha mais volta.. ainda mais quando ela cravou as unhas no meu peito. Ela estava entregue. Ela virou para ele e se beijaram como se fosse adolescentes. Eu aproveitei e soltei a blusa e o sutiã dela, deixando os seios amostra. Ele sem pensar caiu de boca nos seios dela, que gemia alto. Aproveitei para tirar as minhas roupas e ficar nú. Fui por trás dela, alivei as calças dela e a deixei só calcinha. Fiz ela se virar pra mim e ela me vendo nú, abaixou-se e começou a me chupar. Ele aproveitou esse momento para livrar-se das suas roupas. Quando ele tirou a cueca, saltou um belo mastro, duro como uma pedra, um pouco maior que e o meu. Ele chegou do lado e ela sem pensar ficou lá, revezando entre a minha pica e a dele. Após um tempo, ele me olhou e puxou ela pela mão. A colocou deitada no sofá e caiu de boca na bucetinha dela. Minha esposa tem 1,58m de altura e ficava pequena entre nós. Ele chupando ela e ela me chupando. Dado momento, ele se levantou, passou a pica dele na entrada da buceta dela... e ambos me olharam. Consenti com a cabeça e ele empurrou tudo de uma só vez para dentro dela. Ela soltou um grito! Um gemido tão forte, como eu nunca tinha visto ela gemer. Ele começou a meter e ela agarrada no meu pau... gemia, puxava, chupava.. e ele metendo sem dó nela. Mudaram de posição, e assim fui agraciado com uma bela chupeta dela, pois ela de 4 para ele, rebolava gostoso no pau dele. Após um tempo... ele anunciou que iria gozar... e explodiu dentro dela. Eu sentei no sofá.. e ela rapidamente sentou em mim.. estava insaciável... onde ela mesmo não sabia precisar quantas vezes já havia gozado naquela noite. Ele vendo aquela bunda arrebitada, começou a brincar com os dedos no cuzinho dela. Ela nunca foi muito fã de dar o cuzinho, mas cada vez que ele mexia nela, ela rebolava mais e mais no meu pau. Vendo aquilo... ele ficou com pau duro rapidamente. Buscou no quarto um lubricante, passou no pau dele, e depois no cuzinho dela. Começou a forçar a entrada e juro que não acreditei que ela conseguiria. De repente, eu sinto uma pressão no meu pau e ela tremendo toda. O pau dele havia entrado todo dentro do cuzinho dela e nesse momento ela teve o maior orgasmo da noite. Ela urrava de tesão e prazer. Devagar ele começou um vai e vém, que ritmado por ela rebolando, eu nem precisava me mexer para ter um prazer surreal. Nem sei precisar quanto tempo ficamos nessa posição, mas sei que foi o suficiente para que ele metesse com vontade no cuzinho dela e eu explodisse num gozo alucinante dentro dela.

Por fim, ele gozou dentro do cuzinho dela e ela ficou lá.. deitada escorrendo leite dos dois buraquinhos.

Após isso tudo... tomamos um banho e enquanto eu tomava um banho, ela ainda deu mais uma chupada nele, até irmos embora.

Voltamos para onde estávamos hospedados literalmente extasiados.

Foi um momento ímpar, onde a nossa entrega e cumplicidade foram sensacionais. Apesar de nós já termos tido uma experiência em um Menáge com uma amiga, essa transa melhorou o nosso relacionamento, nos trouxe mais confiança um no outro... e deixou saudade daquele mineiro "bobo", que com aquela conversa mansa, fez ela gozar de todos os jeitos.

Até a próxima!

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 77 estrelas.
Incentive rjcasado a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil de Dr. Menage

Parabéns pelo conto e pela aventura, quando puder visite o meu perfil e leia os meus.

0 0
Foto de perfil genérica

Gostei!! Isso sim é cumplicidade! Gosto de relações liberais assim, os dois sempre juntos!

0 1
Foto de perfil genérica

Que delícia, tua gata é o máximo, maravilhosa demais. Sempre quis ter uma assim na minha vida. Aproveite bastante, pois ser corninho é uma delícia. Leiam as minhas aventuras. Eis meu e-mail: envolvente47@hotmail.com

0 0
Foto de perfil genérica

E5 mano. Experiência sensacional. Muito sexy e gostoso o teu relato. Mas olha...a porteira se abriu, para fechar de novo...

0 0
Foto de perfil genérica

Vou levar minha esposa nesse restaurante, pra ela ter uma experiência assim. rejota10@gmail.com

0 0
Foto de perfil genérica

Vou levar minha esposa nesse restaurante rsrsrs

0 0
Foto de perfil genérica

Muito bom esse conto. Meresse continuar ou mostrar o quanto vcs cresceram. Parabens

0 0
Este comentário não está disponível
Foto de perfil de Leon-Medrado

Este Filhotico, (que segue o Uris) faz parte de um grupo de leitores que não publica, mas lê e comenta em todo conto de corno, geralmente, debochando, criticando a atitude do personagem central, chamando a parceira hot-wife de Puta, etc... São quase sempre os mesmos. Eu já bani esses perfis dos meus contos. Agora que o autor pode "limar" esses leitores incômodos e agressivos, ficou mais fácil nos livrarmos deles. E fica patente que eles se sentem profundamente ofendidos quando vêm um casal cúmplice praticar ménage, troca de casais, externando o trauma que eles tem da vida liberal que adorariam ter, mas não conseguem e são frustrados. Mas eles continuam com sua atitude pouco estimuladora dos contistas. Fazem um desserviço ao site e aos leitores que gostam dessas histórias.

2 1
Foto de perfil genérica

Vdd. Tem razão. Morrem de vontade de ter uma vida Liberal mas o preconceito não deixa

0 1
Foto de perfil genérica

Eu escrevi um conto más não posso dizer que saiu dá minha cabeça apenas contei o que ouvi de uma das partes, más admiro quem tem imaginação e constrói uma história acho o máximo a pessoa ter essa capacidade, alguns escritores aqui poderiam escrever roteiros ou novelas sem nenhuma dificuldade

0 0
Foto de perfil de Leon-Medrado

Melhor do que isso, só repetindo a dose. Só quem já passou por uma situação como essa sabe o tesão que proporciona a todos. Mesmo tendo corrido um alto risco de contaminação por alguma DST, já que deixou a esposa ser comida no pelo, o que hoje em dia é uma loucura, a história é realmente excitante e bem contada. Tem uns errinhos, mas nada grave. Só digitação equivocada. 3 estrelas.

1 1
Foto de perfil genérica

Que conto delicioso !! Convido-os a lerem os meu contos também ! Sou do RJ, adoraria conhecer o casal ! cesar.mad7500@gmail.com

5 1

Listas em que este conto está presente