Apostando a filha com os amigos

Um conto erótico de UmPaiSafado
Categoria: Grupal
Contém 1842 palavras
Data: 06/08/2023 20:14:17
Última revisão: 13/11/2023 22:03:57

Essa é uma história curta de como eu descobri o lado safado de minha filha após apostar ela para os meus amigos.

Me chamo Adriano, tenho 43 anos e sou divorciado.

Moro com minha filha Débora de 18 anos

Minha filha tem cabelo curto e liso, é baixa, magrinha, com um bundão e peitos médios, qualquer homem queria tocar nesse corpinho sensual.

Eu tenho o costume de sempre ficar bêbado e apostar com meus amigos Claudio e Marcelo nos finais de semana.

Mas dessa vez eu fiz uma loucura imensa de apostar a minha própria filha na sinuca sem ela saber.

Meus amigos ficaram surpresos com minha aposta e até me perguntaram se eu tinha total certeza disso.

Eu estava totalmente bêbado e sem noção, então eu só confirmei.

Eles pareciam ter gostado disso, então ficaram ainda mais animados e decidiram apostar 500 conto se perdessem para mim.

Eu estava meio confiante e fui jogar.

Depois de um bom tempo de jogo, eu acabei perdendo e eles já estavam ansiosos comigo:

- "Então Adriano, vai dar sua filha pra gente?" - Perguntou Claudio com um sorriso malicioso no rosto.

- "Eu não sei... A Débora não vai gostar disso." - Eu respondo

Então o Marcelo decide insistir até que eu levasse eles até minha casa

Ainda era 22:30 daquele sábado, era cedo e dava para eles aproveitarem:

- "Vai ficar de frescura agora? Eu sabia que você era um mal perdedor." - Disse Marcelo me provocando

Então Claudio começa a sugerir outra coisa

- "Se vc não deixar a gente ficar com a sua filha, eu vou querer 500 conto agora então. Vc escolhe"

Eu não tinha esse dinheiro naquele momento e eu sabia que eles não iriam me deixar em paz até que eu pagasse ele ou entregasse minha filha. Então decidi levar eles até minha casa.

- "Tá bom, vou deixar vcs ficarem com a Débora essa noite. Vamos lá em casa"

- "Gostei, vamos la" - Disse Marcelo bem empolgado.

Chegando em casa, Claudio e Marcelo se sentaram no sofá da sala e me perguntaram onde estava a Débora.

Nessa hora eu pedi para eles esperarem ali um pouco que eu iria procurar ela.

Ela estava no quarto dela, deitada, vestindo uma camisola azul que chegava até a metade de sua coxa e sem sutiã, apenas com uma calcinha caleçon da cor branca.

Minha filha sempre veste roupas assim quando está sozinha no quarto.

Ela estava bem sexy deitada ali, com a bunda pra cima, calcinha apertada e suas curvas marcando atraves de sua camisola.

Eu me aproximei dela e expliquei, com vergonha e medo, toda a situação onde eu meti.

- "Eu não quero transar com eles papai" - Disse Débora chateada comigo

- "Mas eu preciso que vc faça isso, senão vou ficar devendo para eles um dinheiro que não vou ter agora" - Eu respondo

Então Débora olha para mim com desgosto e tenta me confrotar:

- "Vc devia parar de apostar por aí. Nunca imaginei que vc fosse apostar até eu, seu merda"

Após ouvir isso eu fiquei com um pouco de raiva mas fiz nada, pois ela tinha razão.

Então eu prometi para ela que eu iria parar com isso e pedi para ela transar com o Marcelo e Claudio, para pagar essa última aposta logo.

Mesmo chateada comigo e querendo recusar, ela aceita fazer isso por mim e me pede para eu fique olhando tudo.

Me senti aliviado e fui até a sala chamar os meus amigos, que já estavam ansiosos para comer minha filha.

- "Ela está no quarto dela, entrem e aproveitem" - Eu disse para ele enquanto apontava onde ficava o quarto de Débora.

Quando eles entraram, se impressionaram com o corpo sensual da minha filha naquela cama e logo ficaram mais excitados.

- "Eu sabia que a tua filha era gostosinha mas ver ela assim é melhor do que eu imaginei" - Disse Marcelo enquanto se aproximava da minha filha e passava a mão no rosto dela.

- "O-Obrigada" - Responde Débora

- "Você sabe pq a gente tá aqui né?" - Pergunta Claudio aproximando dela com o seu pau duro apertando sua calça.

Então Débora encara o pau daqueles dois apertando a calça deles por dentro:

- "Sim, o papai me disse"

- "Então bora começar princessa" - Diz Marcelo enquanto tira o pau dele da calça junto com o Claudio.

Nessa hora, a Débora começa a pegar no pau dos dois, massageando e lambendo a cabeça da pica deles suavemente.

Eu fico olhando essa cena desprezando a min mesmo pq eu nunca imaginei a minha filha fazendo isso com aqueles dois.

- "Agora chupa nosso pau inteiro, sua vadia" - Disse Claudio.

Então Débora engole o pau de Claudio, quase se engasgando com a grossura da pica dele

E logo depois fez o mesmo com o Marcelo, que começou a ficar louco de tesão.

Eu ficava olhando aquela cena com atenção, via minha própria filha lambuzando completamente o pau de Claudio e Marcelo com a boca carnuda dela.

- "Agora vamos fuder essa bucetinha ai" - Diz Marcelo enquanto empurra cabeça de Débora, a fazendo cair na cama.

Vendo aquilo, eu começo a reclamar com o Marcelo:

- "Ei Marcelo, não faz isso com a minha filha"

- "Cala a boca, eu vou fazer o que eu quiser com ela" - Responde Marcelo

- "Vc que pediu, agora fica ai olhando calado" - Diz Claudio enquanto tirava a calcinha da minha filha.

Então naquele momento eu fiquei quieto e com raiva, olhando aqueles dois fazendo o que quer com a Débora.

- "Tá tudo bem, papai. Deixa eles" - Diz Débora.

- "Vc ouviu ela, deixa a gente se divertir" - Diz Claudio

Nessa hora eu fiquei quieto e apenas deixei eles a vontade.

Então Claudio abriu as pernas de Débora, que estava deitada com os peitos pra cima, e começou a penetrar nela devagar.

Débora começava a gemer enquanto era fodida por Claudio, que ia metendo mais forte nela.

- "Isso sua vadia, tá gostando né" - Diz Claudio enquanto metia nela e segurava as coxas dela.

Eu fiquei olhando aquilo com atenção, ouvindo minha filha gemer, vendo os peitos dela pularem enquanto Claudio a fodia com força.

Me sentia excitado.

- "Deixa eu meter nessa safada também" - Diz Marcelo interrompendo Claudio

- "Tá vai la" - Responde Claudio, tirando o pau dele todo melado.

Então Marcelo começa a meter nela e se deitando em cima, metendo com força, sentindo os peitos dela nos peitos dele e cheirando seu pescoço

Enquanto ouvia os gemidos dela perto do ouvido.

Eu pensei que ele fosse gozar nela ali mas parou e começou a falar com a Débora:

- "Quer ficar de 4 pra mim?" - Pergunta Marcelo

- "Tá bom" - Responde Débora com um sorriso cheio de tesão.

Então Marcelo sai de cima dela e Débora fica de 4 em cima da cama, todos nós ficamos olhando o cuzinho da minha filha piscando enquanto ela abria a bunda com as mãos.

- "A tua filha é uma cachorra bem obediente" - Diz Marcelo se aproximando de Débora e apertando a bunda dela

- "Já deu esse cuzinho antes Débora?" - Pergunta Claudio

- "Já, duas vezes" - Responde Débora

Depois disso, eu fiquei chocado ao saber que minha filha era tão safada assim

Eu já sabia que ela não era mais virgem mas não esperava que lá no fundo ela fosse uma putinha.

E Claudio chega perto de minha filha e sugere fazer dupla penetração

- "É sério? Não sei aguento vcs" - Responde Débora

- "A gente vai com calma bebê" - Diz Marcelo

- "Tá bom, vai ser minha primeira vez fazendo isso" - Diz Débora

Então Claudio se deita na cama e Débora fica por cima dele

Débora pega o pau de Claudio, encaixa na sua buceta e pede pro Marcelo enfiar o dele no cuzinho dela

Então os dois começam a meter juntos na Débora e ela começava a gemer mais alto ainda.

- "Não façam tanto barulho, pro vizinho não ouvir" - Digo eu vendo essa cena completamente excitado

Nesse momento, o Marcelo tampa a boca de Débora e começava a meter com mais força.

- "Vc ouviu seu pai, não grita" - Diz Marcelo

Então Débora fica gemendo abafadamente com a mão de Marcelo tampando sua boca e logo depois seus olhos começam a cair lágrimas.

- "Tá chorando bebe? A gente vai acabar já já, aguenta mais um pouco" - Diz Claudio apertando e batendo na bunda de Débora

Enquanto eu via toda essa cena de perto, me sentia mais excitado ainda

Eu estava vendo a minha filha satisfazendo aqueles dois, como uma mulher de verdade.

Queria participar também mas eu sabia que não poderia, então fiquei só olhando o Marcelo e Claudio foderem minha filha com toda vontade.

Então Débora começou a gozar e os dois começaram a ficar mais alegres, aquela foi a primeira vez vendo a minha filha gozando e foi algo bom de se ver.

- "Já ta gozando sua safada?" - Pergunta Marcelo

- "Acho que a gente precisa gozar também né" - Diz Claudio enquanto olhava nos olhos de Débora.

Débora parecia ter concordado em deixar eles gozarem dentro dela.

Afinal, ela já estava delirando de tesão e aceitaria qualquer coisa ali.

Então Claudio goza dentro da buceta de Débora e Marcelo goza dentro do cuzinho dela quase ao mesmo tempo.

Os 3 ficam cansados na cama, Marcelo sai de cima de Débora e se senta no chão.

Débora fica deitada em cima de Claudio completamente desmaiada e arrombada pelos dois.

Então Claudio sai e deixa Débora deitada na cama, com a bunda pra cima e pernas abertas, com o a buceta e o cu escorrendo esperma daqueles dois.

Eu olhei aquilo com muito tesão, não sabia que seria tão satisfatório ver minha filha transando e sendo tratada como puta por dois homens da minha idade.

- "Cara, fazia tempo que não transava gostoso assim" - Diz Marcelo se limpando

- "Eu também, quem me dera se minha esposa fosse safada assim" - Responde Claudio

- "Libera ela pra nós, o Adriano merece também" - Diz Marcelo

- "Pois é, eu deixei vc fazer de tudo com minha filha agora. Vou querer a tua mulher depois" - Digo eu confrontando o Marcelo

- "Calma aí, eu só comi tua filha pq vc apostou ela" - Responde Claudio

- "Mas um dia a gente come a tua mulher ouviu?" - Diz Marcelo sorrindo

- "Vai nessa" - Responde Claudio

Então Marcelo e Claudio terminam de se arrumar e vão embora, depois de terem feito minha filha de puta e largarem ela toda arrombada em cima da cama dela.

Eu volto pro quarto da minha filha, vejo ela toda melada dormindo na cama e fica passando a mão da bunda dela que estava vermelha dos tapas que levava de Claudio.

Olhando aquilo, eu poderia aproveitar que ela estava desacordada e meter nela também mas decidi apenas virar ela com os peitos para cima e me masturbar vendo aqueles seios e seu lindo rosto de mocinha.

Acabei gozando nos seios dela e fui tomar banho para dormir.

Eu a deixei ela lá para se limpar sozinha depois, quero que ela se lembre do que aconteceu e não confunda aquilo com um sonho.

Quem sabe um dia eu possa arrombar ela também.

Fim.

Se quiserem conversar comigo sobre isso ou outras safadezas, mandem mensagem no meu instagram @adrianosouzah900

Fiquem a vontade

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 59 estrelas.
Incentive Um Pai Safado a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil genéricaUm Pai SafadoContos: 3Seguidores: 26Seguindo: 3Mensagem Meu instagram @adrianosouzah900

Comentários

Foto de perfil genérica

Que filha gostosa. Excitante. Gostaria de receber vídeos e fotos se possível no e-mail hetero71ras2020@gmail.com. Muito Obrigado.

1 0
Foto de perfil genérica

Se fosse eu já teria aproveitado e comido a filha também.... Um sonho comer minha enteada novinha

1 1