Despertar no Halloween! Parte 11

Um conto erótico de Cigana CD
Categoria: Crossdresser
Contém 1719 palavras
Data: 18/02/2023 11:40:16

Acordei quando mamãe saia da cama para o banho, estava meio sonolenta, mas a lembrança da noite anterior estava nos meus sonhos, saí, fui para meu quarto, deu um jeito no cabelo, rosto, coloquei um mega batom vermelho, ajeitei a calcinha e o babydoll e desci acordar meu namrado, afinal havia prometido algo a ele e não iria decepcionar.

Edu estava dormindo, com a tradicional ereção masculina, com cuidado me posicionei ao lado e com a boca em sua cuequinha, me esfregando em seu penis, o que fez ele resonar e sincronizei ele se mexer para puxar a cueca um pouco a baixo e liberar o penis.

Olhei por uns instante e coloquei na boca, o que o acordou, e já sorriu pois tinha logo abaixxo sua namorada lhe dando um boquete de bom dia, como sabia o tempo que mamáe demorava, nao queria eu perder tempo e entre punhetar e chupar, fiz ele gozar uma boa quantidade de porra em minha boca, brinquei com ela, mostrei a ele e engoli, depois limpei todo seu penis e bolas, pois escorreu, dei um seliho de leve e fui pra cozinha preparar o cafe, mas sem antes sair rebolando e na porta erqui o babydoll, mostrei a calcinha enterrada e passei a mão na altura de meu cuino e sussurando falei.

- Quero muito você, mas só depois que teus pais souberem do nosso namoro.

Ele fez uma cara de medo e susto, mas o penis dele iria comandar aquela cabecinha perdida, sabia que ele também queria, estávamos descobrindo um ao outro e nos beijos a noite ele me provocar me deixou louca e as insinuações de mamãe em estar louca para dar o rabo, me deu a certeza que seria uma menina tão tarada como mamãe era.

Mamãe chegou a mesa estava pronta, café, torradas, tudo ajeitadinho, me deu um selinho e estalou uma das sobrancelhas em um sorriso.

- Pelo visto você também gosta de uma boa vitamina né!

- Ai mãe, falei meio vermelha meio dengosa!

- Menina, não tenta me enganar, teu DNA e o meu são os mesmos, e eu amo engolir, ainda mais a do seu pai, então vamos confessar que é delicioso uma boa chupada ne filha.

- É mãe, isso é. Falei mas ela sabia que o "ainda mais a do seu pai", tinha deixado no ar que ela ainda fazia e não achava errado.

Edu não vinha, fui lá chamar ele e acordei o princeso, desta vez com um beijo gostoso, ele acordou me abraçou e viemos de mãos dadas pra mesa.

- Que lindo casal! Disse mamãe, mas lembrem-se temos uma missão, vou chamar sua mãe para almoçar aqui, vamos contar tudo para ela e depois juntas decidimos como convencer seu pai.

A tensão ficou clara, mas era o caminho, comemos trocando algumas ideias do que falar e do que AINDA NÃO FALAR, afinal já tinha rolado quase de tudo entre eu e Edu, era melhor pouparmos alguns detalhes e sentirmos a receptividade de minha sogra.

Mamãe me chamou para o quarto, deu alguns outros conselhos, pediu para me controlar que já estava muito biscate chupando antes e depois de dormir, que assim seria dificil controlar e daqui a pouco já teria perdido a virgindade anal, sem ao menos curtir a linda fase do namoro , da provocação etc e ela ainda disse que o cheiro de sexo no ar estava lhe deixando a beira de sair dando pro primeiro que achasse.

- Credo mãe, nunca te vi assim!

- Ela me puxou, colocou a mão em sua vagina, senti ela mega molhada e falou

- Eu sou de carne e osso, sempre fui mega ativa e adoro transar, me contive depois de casada, mas tanto eu como seu pai, sabemos que é difícil controlar com ele fora, e digo tanto ele como eu somos mega tarados, então combinamos como já tinha te dito, que com cuidado, apenas pelo tesão que poderíamos dar nossas escapadas, desde que não interferisse em nosso relacionamento.

- Nossa mãe, eu nunca percebi você traindo o pai.

- Na forma que seu pai e eu concordamos, não é uma traição e somos discretos, aqui mesmo em casa já aconteceu, você que não tinha olhares para isso, mas ira saber.

Bom novamente a ideia de que iria acontecer afirmou que eu e mamãe éramos igualmente loucas e apaixonadas por carinho e sexo, na medida do que eu sabia o que era sexo.

Combinamos que eu usaria algo como uma calça um moletom de capuz, iria ficar jogando na sala enquanto ela e a amiga iriam conversar.

Deu 11 horas a campainha tocou era mãe de Edu, eu fui pro meu quarto assustada, Edu foi com mamãe receber a aquela que seria minha sogra.

Ouvi elas subindo e indo para o quarto, foi a deixa de eu tentar ouvir algo, mas no início estavam falando amenidades, mas mamãe disse:

- Bom Ju, o motivo que te chamei aqui, além da agradável companhia é o seguinte: Lembra no Halloween que nossos filhos saíram de roqueiro e ainda brincamos que pareciam um casal?

- Lembro sim, mas não faça rodeios, depois disto tenho percebido seu filho diferente, inclusive estes dias podia jurar ter visto você com ele, quer dizer era uma menina, mas como somos amigas a anos e sabemos da vida uma da outra, deduzi que aquela menina poderia ser o SIMON, tô errada?

- Aí você está correta, bom sem rodeios e direta ao ponto né amiga, sim a menina é a SIMONE, como temos chamado nossa filha, mas o que eu preciso te contar é que ela e o Edu, estão se gostando, estão querendo namorar?

- Imaginei, o Edu mudou muito as últimas semanas, não vê hora de vir para cá, está até mais cuidadoso e atencioso com as roupas, as coisas, olha confesso que ainda não entendi muito tudo isso, mas a felicidade de nossos filhos foram sempre nossas prioridades né, sempre foi assim desde que você e eu ficamos grávidas e tínhamos nossas solidões enquanto nossos maridos viajavam.

- Novamente é verdade, sempre tivemos uma a outra e sempre dissemos que faríamos de todos pela felicidade deles e evitar os constrangimentos que já passamos né.

- E, disse Ju, mas o foco agora é eles, depois falamos de nós, pois estou precisando, mas outro dia, bom e eles você disse namorando, eles já se assumiram, Edu aceitou o amigo agora ser uma menina?

- Sim, bom Edu e Si irão contar os detalhes, minha missão era lhe contar o que acontece, que eu apoio os dois, já tive algumas conversas com Simone, fomos na médica, em uma clinica, iremos iniciar alguns tratamentos hormonais, aqui em casa todos estamos apoiando esta fase da Simone, ela também já se decidiu por ser mulher, lá na frente conforme as coisas andarem ela quer fazer a mudança de sexo, mas isso ainda é cedo demais para tratarmos, o importante agora é a saúde física e mental dela, da parte da medicina estou tomando todos os cuidados, da parte mental temos uma psicóloga acompanhando, na verdade a clinica oferece uma dúzia de especialidades médicas em questões como esta e estamos tendo todo apoio médico e inclusive endócrino e tudo mais.

- Nossa, fico feliz por Simon, digo Simone, ai demora um pouco pra mudar a chave né, desculpe!

- Tudo bem, já tivemos eu e ela uma crise de identidade, mas me abri a ela, ela também e estamos jogando limpo, tipo mãe e filha contanto tudo.

- Nossa que lindo, mas que tudo é esse hein?

- Tudo, sem esconder nada, desde que ela pergunte, logo ela ira perguntar sobre nós e isso eu quero lhe pedir para não mentirmos, pois precisamos deste laço de confiança e respeito.

- Bom, um dia imaginei que teríamos que contar a eles, bom que seja o momento, tudo bem para mim, mas deixa antes eu preparar o Edu e dai falamos mais para frente ok.

- Ok, e a quanto ao namoro e contar pro seu marido?

- Bom quanto ao namoro sabemos que é ruim ir contra, só traria sofrimento, seu filho, digo a Si é uma boa menina, vale o afeto e o respeito de um pelo outro e se eles estão felizes para nós basta né, mas quanto ao Pai dele!!

- Nossa, você nunca se referiu ao seu marido como Pai dele, era sempre pelo apelido ou por palavras carinhosas, tá acontecendo algo?

- Bom estamos nos separando, já procuramos advogados, ele acabou por se exceder inclusive na noite que veio me buscar e viu nossos filhos juntos, foi me xingando e falando que ou muita liberdade, que sua casa não era um bom ambiente para o Edu, tanta coisa horrível, discutimos e ele me ameaçou, dai eu estourei, quebrei algumas coisas na casa também brava e dali em diante não nos falamos mais, apenas agressões verbais dele. Fui na delegacia fiz um boletim e agora estamos separados, o Edu acha que o pai esta viajando, na verdade ele está procurando um lugar para levar tudo e logo ficarei divorciada, quanto a papelada já esta tudo resolvido é só a questão dos bens materiais dele questão de tempo, mesmo por que tive que entrar com uma medida protetiva pois ele apareceu semana passada bêbado e tentou me agredir, mas meu irmão estava em casa e ai tirou ele a tapa de casa, como disse Edu não sabe, por sorte ele estava sempre aqui nestas ocasiões.

- Puxa amiga, sinto muito.

Bom lá embaixo eu e Edu estávamos aflitos, já faziam 40 minutos que estavam falando, desceram com os olhos cheios de lágrimas, o que nos deixou apreensivos mas mamãe falou.

- Meus pombinhos, foi uma conversa bem emotiva e o que importa a vocês é que Ju e Eu falamos de vocês, que sim vocês podem namorar!

Eu e Edu corremos e estranhamente eu abracei Dona JU e Edu minha mãe. Ela me acariciou, chorou um pouco pegou-me pela mão e disse.

- Bom eu gostaria de ver a menina de fato que roubou o coração de meu Edu se importa de subir e ficar mais feminina, entendi que não queria me chocar, mas prefiro de agora em diante ver em você a menina, digo namorada de meu filho.

- Abracei ela, subi correndo sem nem olhar para trás, mas percebi ela abraçando e levando Edu para sala, mamãe foi pra cozinha, acho que agora era o momento deles.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 24 estrelas.
Incentive Cigana_cd a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil genéricaCigana_cdContos: 140Seguidores: 99Seguindo: 59Mensagem Sou crossdresser, amo tudo!

Comentários

Foto de perfil de LUIZIANE

Amigaaa estou amando as tuas estórias lindas e empolgantes. nota 1000.

1 0
Foto de perfil de Veronica keylane

Meninaaaaa amei viu!!! Babado atrás de babado! Correndo para ler o novo

1 0
Foto de perfil de Tiotesão

Se pedir com muito jeitinho vc demora menos pra continuar!?!?

Por favorzinho Ciganinha linda do tio. Haaha

2 0
Foto de perfil genérica

Fiz seu pedido, espero que goste, aproveita e leia os outros que escrevi.

1 0

Listas em que este conto está presente