ESPOSA TRANSFORMADA EM PUTA, FUI CORNO, MAS NÃO MANSO (Parte 2)

Um conto erótico de Lsp
Categoria: Heterossexual
Contém 2737 palavras
Data: 15/02/2023 12:21:06
Última revisão: 16/02/2023 13:52:27

Olá, Continuando...

Depois de tudo acertado com meu amigo Jonathas que seria meu cumplice nesta vingança resolvi confrontar minha esposa, passei uma péssima noite e pela manhã enquanto acertava os detalhes de nossos passos ela chegou.

Eu aguardei pacientemente ela tomar banho se alimentar e quando foi se deitar depois de mais uma noite de “trabalho”, com seu baby dool minúsculo e com a parte de baixo enterrado na bunda e os bicos do peito quase saltando pra fora, nem sei quando ela comprou algo tão sensual, uma delícia quase irresistível, e resolvi surpreender ela...

Eu – bom dia meu amor! Como foi no trabalho, aah me desculpa te chamei de amor, você nem deve mais saber quem eu sou, ou sabe?

Isabel – bom, bom ,bom dia, que que querido, ela gaguejava demonstrando ter medo, me desculpe eu estou muito cansada preciso dormir algumas horas, você quer alguma coisa? E que conversa doida meu amor, claro que sei quem é você, Ademir para de brincadeira que não tem graça.

Eu – respondendo sua pergunta, quero sim QUERIDAAA, se você pudesse fazer um favor devolve essa puta, vagabunda, sem vergonha e sem escrúpulos para o lugar de onde ela veio. Ela com cara espantada, ficou vermelha, não entendendo o que eu falava já que se acostumou de eu não cobrar ela em nada desde que foi trabalhar, e sem deixar ela falar, continuei, sabe Isabel eu cansei e resolvi agir para dar um fim nessa sua safadeza, quanto tempo mais este corno aqui suportaria ser ignorado dentro da minha própria casa, ela me interrompe.

Isabel – calma aí Ademir porque está me xingando? Você não me achou na rua não e nem em um bordel, sou moça de família, direita e essa casa é minha também eu moro aqui você se casou comigo e me trouxe pra morar aqui, então me respeita que sou sua esposa.

Mas seus olhos não demonstravam segurança, muito pelo contrário ela estava apavorada, mas apostava todas as fichas nesse teatrinho barato.

Eu – kkkkkkkkkkkkk que piada, sua casa? se eu sair daqui hoje, amanhã você é despejada, sua vaca safada, só estamos aqui por causa do meu trabalho, e você não é esposa, você foi, hoje não passa de uma vadia sem vergonha, cheia de machos comedores, uma prostituta, ouviu você é uma prostituta, ou como chamam hoje “garota de programa”, neste momento percebi lágrimas em seu rosto, aaah pobrezinha está chorando, se emocionou ou caiu a ficha que já estou sabendo de tudo sobre seu “trabalho”, ou você achou que foderia com a cidade toda e me deixaria de lado e eu não me importasse? Que eu seria seu corninho manso?

Ela se sentou na beira da cama e já chorava copiosamente, eu não me importei, não tive pena e continuei despejando tudo na cara dela que ficou calada só chorando e soluçando sem reação.

Eu - Querida, já que você se calou, vou te contar o que sei, na verdade eu sei tudo e acho que você não é burra e entende o que significa tudo, só para provar isso sei que os 163 “clientes” em seu WHATSAPP são seus amantes e não clientes, ainda não sei se deu para todos eles, mas vamos iniciar com o primeiro, o Carlos, cliente 1, ela levou um susto e chegou cair da cama e retrucou!

Isabel – como? Quando você soube do Carlos? Ai caiu a ficha e ela desabou e apelou, Me desculpe amor foi só um deslize não tem cliente e 163 não existe, de onde você tirou isso? Vamos embora desse lugar que fez tão mal pra gente, eu te amo meu amor ele enfiou coisas na minha cabeça, fez promessas absurdas eu sou inocente me perdoa foi só dessa vez, eu juro.

Eu – Isabel, Isabel, não ache que sou otário, ou um babaca se situe mulher, você não é mais criança, como eu ia dizendo, você foi e ainda é a puta do Carlos e isso não pode negar, e tenho provas e mostrei o áudio dela confirmando ser a puta dele e que faria o que ele quisesse, então eu posso chutar você para fora da minha casa e mandar os áudios e suas conversas com seus amantes para seus pais, o que você acha disso?, ela se ajoelhou na beira da cama implorando entre lágrimas e soluços para não fazer isso que seus pais morreriam de desgosto, então com cara de canalha safado a retruquei sabendo que ela estava no ponto de abate e daria meu tiro de misericórdia e a humilharia sem pena.

Eu – Isabel como uma boa vagabunda que você é, vai no armário do banheiro e pega algumas camisinhas pra mim abra uma e coloca em mim com a boca, que já estou de pau duro aguardando e pode deixar que vou pagar pelos seus serviços de prostituta, ela ainda choramingando correu pro banheiro e voltou como um foguete, abriu a pacote e meio sem jeito colocou na cabeça do meu pau e com a boca foi ajeitando para encapa-lo, então continuei, como você já deve saber vagabunda safada temos que usar camisinha para não pegar doenças, você usou camisinha com seus amantes puta? Ela ainda com meu pau na boca apenas resmungou, unhun, fiquei mais puto ainda e decidi que iria castigar ela de todas as formas, ela nem bem ajeitou o pacote no meu pau já agarrei ela pelos cabelos e usei sua boca como uma boceta, virei a cabeça dela de lado e soquei, ploff, ploff, ploff, soquei até cansar mesmo com ela engasgando com meu pau na garganta e quase vomitando, até que ela arranha a cabeça com os dentes...

Eu - sua vadia miserável também machuca seus amantes piranha? Dei um tapa em cada face de seu rosto e continuei a socar meu pau e avisei, se me machucar de novo vai apanhar de cinto e ficar toda marcada sua puta safada, então percebi ela quase implorando para respirar.

Isabel – por favor Ademir você nunca me tratou assim seja mais gentil, eu faço o que você quiser e não me bata não posso ficar com marcas, olha amor eu juro que usei camisinha e eu não te procurava porque nossos horários não batiam e você nem ligava mais pra mim, então acostumei a me satisfazer no trabalho e nos distanciamos, mas eu te amo você é meu marido, não quero te perder, por favor me perdoa!

Eu – Continua chupando piranha!

Até que me cansei depois de uma hora socando a boca da safada a mandei que ficasse de quatro e quando olhei seu cu e buceta quase cai pra trás, a bucetinha dela que era toda delicadinha estava inchada e muito vermelha e seu cusinho que mal cheguei a usar estava aberto e bem vermelho com manchas roxas a bunda toda marcada suas coxas igualmente marcadas provavelmente por mordidas e tapas, aquela visão me deixou em choque que se transformou em raiva e ainda com ela de quatro fui ao guarda roupas e peguei um cinto de couro e voltei, soquei minha pica numa estocada só em seu cu ela berrou alto e voltou a choramingar me chamando de covarde estúpido, então comecei a dar correadas de leve em seu corpo só pra marcar e não pra machucar, afinal sou contra violência com as mulheres e iniciei um vai e vem em seu rabo bem ritmado, depois de umas vinte chicotadas a piranha chorava e rebolava e tinha orgasmos tudo ao mesmo tempo a safada estava gostando e isso me deixava mais puto ainda e resolvi bater mais forte e deixar marcas em seu corpo resolvi fazer chupões em seu pescoço e por todo seu corpo e ai que ela enlouquecia e se tremia toda com meu pau em seu cu arreganhado, que parecia a bat-caverna, eu já estava me cansando dessa porra e resolvi comer a buceta dela que antes era apertadinha, tirei do cu e ainda de quatro soquei com tudo e para minha surpresa, ela nem gemeu aquilo que antes era apertadinha virou um túnel ela não percebeu que troquei de buraco, então tirei e peguei o plug anal e voltei a meter na buceta e soquei o plug em seu cu e ai sim consegui sentir algum prazer e fazer ela gemer para manter meu pau duro, ela voltou a rebolar a visão dela sugando meu pau com a buceta tendo um plug anal no cu me deu um tesão do caralho e acabei gozando, enchendo a camisinha, retirei meu pau dela e com a camisinha na mão mandei ela se ajoelhar, abrir a boca e espremi a porra garganta a dentro da vadia que engoliu tudo sem reclamar e o que sobrou espalhou pelos peitos e sem eu perceber engoliu meu pau e ficou chupando e sugando a cabeça deixando ele limpinho, em que momento eu não percebi com quem me casei a minha esposa antes toda certinha tinha mesmo virado uma vagabunda sem escrúpulos, e quem fez a cabeça dela a tal ponto dela não ter mais limites, mas confesso que gozei gostoso e acabei permitindo que ela descansasse em nosso quarto, já avisando que usaria ela como a puta que ela se transformou e pra humilhar joguei uma nota de vinte em cima dela avisando que era isso que valia essa foda de merda com ela, então chorando de soluçar ela se deitou toda suada e com porra pelo corpo apagou num sono profundo e eu fui para o banheiro revigorado, com orgulho de mim mesmo, tomar um banho refrescar a cabeça e pensar nos próximos passos e principalmente além de vingança saber quem e porque fizeram essa mudança tão baixa e promiscua em minha Isabel e porque ela aceitou tudo isso e nunca me procurou para conversar, são perguntas ainda sem resposta, que no momento apropriado vão ter que ser respondidas.

Fui dormir na sala e quase não preguei o olho pensando mas cochilei, quando acordei fiz um café e fiquei vendo noticiário, então resolvi trocar de roupa e talvez dar uma volta pelo condomínio.

Revigorado com um belo café da manhã fui dar uma saída a pé mesmo e parei num barzinho nas redondezas do condomínio, pedi uma cerveja, já por volta de meio dia e pedi uns acompanhamentos, o jovem do bar serviu uma bandeja com queijo, azeitonas e uns pedacinhos de torresmo e fiquei ali pensando na vida, beliscando e claro tomando uma gelada e aguardando contato do Jonathas com o que descobriu do Carlos e quem me aparece foi a Jessica que me cumprimentou e sentou na mesa também pedindo uma cerveja ficamos trocando ideia e ela perguntou como estava minha esposa e o trabalho, então desabafei...

Eu – porra Jessica é foda essa merda de trabalho destruiu meu casamento e isso graças a você, estou vivendo um verdadeiro inferno, minha esposa dorme fora e nós quase não nos vemos, nem transamos e a única vantagem é que a conta bancaria dela está nas alturas, mais a que preço? E ainda por cima tenho certeza que ela tem um ou mais amantes, e aí gostou das novidades?

Jessica - o que é isso Ademir, não fala essas loucuras sua esposa é honesta uma menina pura, gentil e tenho certeza que vocês estão numa fase ruim só isso não fica se martirizando, minha irmã elogia muito ela, e ficaram muito amigas se isso que diz fosse real ela me contaria.

Eu – você devia conversar mais e prestar mais atenção também na sua maninha sabia porque ela também está aprontando e quando eu tiver provas pode deixar que você vai saber e pra você não achar que estou blefando escuta isso, e toquei o áudio da Isabel com Carlos e pedi que ela guardasse segredo por enquanto ela ficou de boca aberta e no final das contas acabei ganhando mais uma aliada que me garantiu que descobriria se sua irmã está aprontando e se isso se confirmar ela iria “matar” a irmã, claro foi força de expressão.

A Jessica é bem gatinha, morena cabelo até a cintura , um corpo bem feito e cheio de curvas e uma bundinha saliente e está solteira e depois de umas cinco ou seis cervejas confesso que me deu vontade de dar uns pegas nela, então na cara de pau falei que não queria ir pra casa se ela queria ir comigo num local sossegado pra ficarmos mais a vontade, ela topou acho até que ganhou coragem pela bebida que consumimos e também porque tinha certeza que minha intenção era meter nela, chamei um Uber e mandei entrar no motel mais próximo, meu pau estava duro feito rocha , e devia ser por volta de três da tarde quando iniciou o horário e a principio iríamos ficar por seis horas, na entrada pedi um engradado de Heineken, e continuamos bebendo só que dessa vez trocando uns amassos, ela beija muito bem e me deixou louco pra socar a pica nela, tiramos a roupa e fomos tomar uma ducha nos ensaboamos e continuamos nos acariciando, não aguentei a pressão meu pau doía e virei ela de cara pra parede e comecei a lamber sua bunda e buceta por trás ela gemia e pedia que metesse nela que já não aguentava mais queria ser penetrada então encostei a cabeça do pau na entradinha de sua vagina e fui lentamente abrindo caminho em seu canal vaginal, Jessica é quente e receptiva dava pra sentir a cabeça da minha rola roçando nas paredes internas dela, a sensação era maravilhosa e eu estava quase gozando, quando ela começou a se tremer tendo espasmos e orgasmos ficando ainda mais alagada, iniciei um vai e vem deixando ela louca e alucinada pedindo pra ir pra cama, a peguei no colo e mesmo molhados deitamos e na posição de papai e mamãe metemos muito, eu socava com vigor e Jessica gemia de prazer, eu nem lembrava mais que era casado e na minha cabeça nem era mesmo e só queria aproveitar aquele corpinho pequeno e delicioso, não demorou muito e enchi seu útero de esperma, e cai do seu lado e só ai me lembrei que não coloquei camisinha, fiquei desesperado e que ia engravidar ela que me acalmou dizendo que tomava anticoncepcional, mas mesmo assim fomos irresponsáveis, pediu que esquecesse isso e começou a me beijar e trocamos caricias, chupei seus peitinhos pequenos e durinhos enquanto meu pau voltava a ficar ereto, ela subiu em mim encaixou meu pau em sua bucetinha de novo e começou a cavalgar, no inicio lentamente e depois foi aumentando o ritmo , até que ficou de cócoras na cama fazendo o elevador coloquei minhas mãos em seu bumbum e fiquei auxiliando no sobe e desce cada vez mais rápido e Jessica começou meio que a urinar em meu peito, depois até pesquisei e isso é o que chamam de squirt, a tal da ejaculação feminina e foi tão forte que molhou meu peito quase vindo no meu rosto achei até que era brincadeira dela me sacaneando e mijando em mim afinal estávamos chapados de cerveja e então a encarei e ela estava com uma expressão de tanta satisfação que entrei no clima e continuei levantando e baixando ela na minha pica, até que cansei joguei ela de bruços e soquei por trás na buceta dela até gozarmos juntinhos deliciosamente, que trepada gostosa, tentei meter em seu cu pois meu pau não queria amolecer mas ela disse que tinha medo e que na próxima ela me dava então pagou um boquete e antes de eu gozar puxei ela pra um sessenta e nove e gozamos um na boca do outro, bebemos o resto da cerveja e tomamos outra ducha e saímos de lá umas 8 da noite chamei o uber deixei ela em casa e rumei pra minha e para surpresa de ninguém a vagabunda não estava, tomei outro banho coloquei uma roupa de dormir e fui pra cama assistir um alguma coisa, assim que o filme terminou por volta de meia-noite e nada dela, resolvi ligar para o celular dela o telefone tocou cinco vezes e na sexta ela atendeu...

Eu – onde você está? Silêncio e uma respiração forçada e forte no outro lado da linha, com certeza era um homem, se você não responder sua piranha eu vou ai na casa do Carlos te buscar com a polícia e as provas e desliguei depois das ameaças.

Alguns minutos depois meu celular chama, eu atendo....

Continua......

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 147 estrelas.
Incentive Lsp a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.
Foto de perfil de LspLspContos: 49Seguidores: 112Seguindo: 8Mensagem Alguem que habita com um ser estranho em seu cerebro que insiste em não descansar e fica imaginando loucuras as transformando em contos

Comentários

Foto de perfil genérica

Muito bem relatado essa trama! ⭐⭐⭐💯

0 0
Foto de perfil genérica

pow tive que reler pra entender algumas coisas e agora ficou claro muito show

0 0
Foto de perfil de Almafer

Nossa Lsp cada melhor parabéns amigo nota mil

0 0
Foto de perfil de Lsp

Vlw meu amigo estava esperando sua opinião, obrigado daqui a pouco tem mais um um abraço

0 0
Foto de perfil genérica

Caraaalho véi kkkkkkkkk que mulher do cacete irmão kkkkkkkk

1 0
Foto de perfil de Lsp

Vida difícil do rapaz, obrigado por comentar

0 0
Foto de perfil de Lsp

E pode crê ela pode piorar

0 0
Este comentário não está disponível
Foto de perfil de Lsp

vlw parceiro e não perca porque vou introduzir o detetive da proxima saga nos próximos episódios e você vai estar lá como prometi aguarde

1 0
Foto de perfil de Tiotesão

Eu leio e gosto de quase todos os enredos de contos,mas me alegra demais é quando leio contos como o seu, que mesmo se forem fictícios nos passam serem reais, como realmente se vive uma situação de traição, nada contra casais liberais até pq ser liberal é opção é de, concordância e conhecimento das 2 partes não existindo traição, mau-caratismo, quando isso acontece em qualquer tipo de relacionamento não acredito ter mais amor e confiança, perdoar sim mas acreditar que existe amor em quem trai e se manter junto, é com certeza falta de amor, aquele que sempre tem que ser o maior, o AMOR PRÓPRIO.

Parabéns e aguardo continuação. 03 estreias

1 0
Foto de perfil de Lsp

muito obrigado me senti honrado com suas palavras e espero que goste da continuação um abraço

1 0
Foto de perfil genérica

Era mandar as provas para a família, jogar a dita cuja no olho da rua, venha o próximo

1 0
Foto de perfil genérica

Tomara que você se mantenha como homem e não vire um corno manso. Esculaxa essa puta, limpa a conta dela e deixa ela na sarjeta.

2 0
Foto de perfil genérica

Olha essa Isabel é uma escrota mesmo,tem que botar ela pra fora de casa ,e mostrar pra família toda dela oq ela fez ,pra não se passar de santa !

1 0
Foto de perfil de Lsp

O que é dela tá guardado

0 0
Foto de perfil de Velhaco

Comecei a ler seu conto sem muita perspectiva,mas agora vejo q vai ser um baita conto, parabéns, mas deve pegar pesado na vingança contra a esposa puta

1 0
Foto de perfil de Lsp

Pode deixar espero não decepcionar um professor em contos como vc, obrigado por me honrar com seu comentário

0 0
Foto de perfil de GTFreire

Fala irmão, quando sai a continuaçao do seu conto? Fazendo falta.

0 0
Foto de perfil de Lsp

Se está a esse aqui vou postar até o EP. 5 diariamente porque estão prontos depois talvez de 3 em 3 dias pra aprontar eles

1 0
Este comentário não está disponível
Foto de perfil de Lsp

Adorei seu comentário obrigado

0 0
Foto de perfil genérica

Simplesmente impossível

0 0
Foto de perfil de Lsp

Como assim explica melhor quero entender o que vc percebeu que deixei passar

0 0
Foto de perfil genérica

Desculpa era "impecável", digitei rápido e não corrigi

0 0
Foto de perfil de Lsp

Poxa que susto é que gosto quando dão um fidback pra vê se melhoro o conto mais vlw

1 0
Foto de perfil de GTFreire

Vingança correta seria o total abandono, preservar patrimônio, negar pensão e completa e absoluta indiferença. Qualquer outro tipo de vingança poderia ser prejudicial ao taido.

0 0
Foto de perfil de Lsp

Só que se eu for por este pensamento seria só um episódio e afinal ela vai aprontar mais ainda a safadeza dela não tem limites

0 0
Este comentário não está disponível
Foto de perfil genérica

Muito bom, Já disse a ela que descobriu tudo e mesmo assim ela foi fazer programa nem ligava pra ela iria direto com a polícia no apartamento desse cara com as provas e ainda quando confrontou ela depois de ter transando com a mesma colocaria ela pra fora de casa de baby Dolly mesmo sem nada a mais nem direito de pegar as roupas dela

1 0
Foto de perfil de Lsp

Merecia mesmo más e a vingança?

1 0
Foto de perfil genérica

A vingança é ela sair nua pelo condomínio sem dinheiro sem documentação que já iria chegar em casa com tudo queimado e ainda enviar tudo pra família pra mostrar porque ela queria sair de casa dos pais e sendo forçado a casar, e os outros vai pra cima da loja e dos funcionários que a loja é uma fachada pra GPS, olha a humilhação dela saindo nua pelo condomínio sem um centavo na mão sem ter pra onde ir e você acompanhar pra ela sair sem falar com ninguém indo pra rua totalmente exposta

0 0
Foto de perfil de Lsp

Vou levar em consideração e mais pra frente talvez ela receba algo parecido com isso mas as safadezas dela ainda não acabou tem mais ainda

0 0
Foto de perfil de Lsp

por enquanto o negócio é se vingar esse seria um bom caminho

0 0
Este comentário não está disponível
Foto de perfil de Lsp

Amanhã com certeza o EP já está pronto

1 0
Este comentário não está disponível
Foto de perfil genérica

o que estava bom melhorou já estou contando os minutos para o próximo

0 0
Foto de perfil genérica

interessante como o ademir já substitui a Isabel seria uma vingança rapida? muito bom que venha o próximo

0 0
Foto de perfil de Lsp

acho que foi conincidência que terá consequências

0 0