O 1° amigo bombeiro do meu tio

Um conto erótico de West
Categoria: Heterossexual
Data: 15/03/2019 19:12:25
Nota 10.00

Ola , meu nome é Lizandra tenho 27 anos esse fato aconteceu a uns 13 anos atrás . Bom , sou morena tenho 1,73 seios enormes , bum bum pequeno , chamo atenção por onde passo .

Desde que me entendo por gente meu tio ja era do corpo de bombeiros , e naquele dia justo o primeiro dia que fui ao quartel , não sabia o que me esperava .

Era mais um dia quaquer e fui apresentada a alguns bombeiro tudo certo, mais faltava uma pessoa, o personagem central dessa história.

O sargento!

Só vim conhecê-lo dias depois e na minha residência , ele chegou com meu tio e meu pai , quando avistei aquele homem por volta dos seus 43 anos , loiro dos olhos azuis , com seus 1,80 muito bem dividido em um corpo torneado e atlético. Mas não só ele chamou minha atenção pois foi mútua. Naquele dia estava de short jeans curto blusa de alça sem sutiã, e ele logo ao entrar já me comeu com os olhos , me senti desejada e isso aumentou mais quando ele falou comigo, uma voz grossa que me deixou sem palavras e afim daquele homem. Depois desse dia só o encontrei alguns dias depois e um abraço apertado e alguns olhares ja meio que dava indício do que estava por vir.

Naquela tarde o encontrei trabalhando de salva vidas em pesqueiro , estava com algumas pessoas da família , até ali tudo bem mas na hora que o vi já fiquei mal intencionada , precisava dar um jeito de falar com ele , então fui para uma parte mais isolada, e ele veio logo atrás . Eu estava de saia curta, e camiseta branca marcando meus enormes seios , não deu tempo nem falar nada ele me puxou pra junto dele de um forma feroz ardente , me agarrou pela cintura que perdi meu chão ali deu um puxão forte e me Beijou , um beijo de língua sedento Que ao mesmo tempo ia subindo minha curta saia apertando meu bum bum, sentia o pau dele latejando sobre a minha buceta que a essa altura ja estava ensopada, nos recompomos e voltamos onde todos estavam . Já estavam todos indo para casa quando ele veio cumprimentar um a um da minha família , eu fui a última e ganhei um carinho especial , me deu um abraço apertado e um beijo no rosto , junto com um pedaço de papel com seu número dentro.

Passei dias e mais dias , balançada demorou mais de mês para tomar coragem para ligar pra ele , um misto de sentimentos borbulhava minha cabeça durante esse mês , queria muito ir mais ao mesmo tempo algo dentro de mim achava melhor não.

Quase um mês no meio da tarde tomei coragem e liguei para ele, confesso que estava com um certo receios por que apesar do tesão que sentia eu era muito nova ainda e era o meu segundo homem!

Quando ele atendeu e me identifiquei na hora ele me disse :

- pensei que não iria me ligar, estou morrendo de vontade de você !

Nessa hora um misto de medo, tesão e ansiedade tomou conta de mim.

Na hora falei onde estava e pedi para que me buscasse, foram os 30 min de espera mais longos da vida ! Finalmente chegou para me buscar, entrei no carro e logo vi aquele volume enorme na bermuda, me deu um beijo de leve na boca e fomos para um motel próximo de onde estávamos entramos e eu estava gelada, ansiosa, sentia minha buceta escorrendo de tanto tesão !

Ele não me deixou nem sair do carro, que era grande e espaçoso.

Me puxou junto dele me beijou com sede, tirou minha roupa ali mesmo e foi para o banco de trás do carro e me chamou.

Fui bem quietinha ele chupava meus seios e os elogiava,apertava e me beijava! Puxou minha perna sobre o ombro dele e me chupou como nunca alguém tinha feito! E em questão de minutos tremia num orgasmo intenso que me deixou mole, tremia meu corpo todo.

Ele me chamou para ir para o quarto, confesso que quase não conseguia ficar em pé!

Me deitou na cama e beijou cada parte do meu corpo!

Então era a minha hora de retribuir!

Sentei sobre ele ainda de cueca, sentia seu pau pulsando na minha buceta, dei um beijo lento e demorado e fui descendo ate chegar com a boca no pau dele. E que pau! Era grande, grosso com a cabeça bem vermelha. Mordi de leve sobre a cueca e nessa hora ele gemeu baixinho e se arrepiou todo! Tirei a cueca dele bem devagar e aquele pau duro pulou pra fora todo molhado. Comecei beijando a coxa e dando.mordidinhas bem leve ate chegar onde eu queria passei a língua do saco ate aquela cabeça vermelha e molhada!

Suguei aquele pau como se fosse o último da minha vida! Que delícia!

A cada instante ele gemia e se contraia todo! Ele me puxou para cima dele e me virou na cama, ficou por cima! Me beijou louco de tesão e cada vez que o pau dele encostava na minha buceta , eu gemia e me arrepiava toda!

Queria aquele pau dentro de mim e aquilo já estava me torturando ! Quanto mais ele via que estava com tesão mais ele passava o pau na minha buceta ,mas não me penetrava!

Tive outro orgasmo, sentia escorrer! Ele então colocou o pau na minha buceta bem devagar, aquele pau grosso a cada centímetro que entrava era como se estivesse me rasgando. "Foi isso que senti "

Escorreu uma lágrima do meu olho como disse antes era meu segundo homem .

Ele olhava pra mim e me falava que nunca tinha penetrado uma buceta tão apertada e eu nessa hora já estava em outro mundo! Ele aumentou a força e a intensidade dos movimentos. Gemia alto e pedia para ele não parar , gozei como nunca havia gozado antes ! Ele então me virou de bruços e sentou sobre o meu bumbum penetrou minha buceta nessa posição e começou a passar o dedo no meu rabinho, gelei na hora! Mas sentia tanto prazer naquele instante que nem me opuz e quando me dei conta ele estava com o dedo todo no meu rabinho e me pedindo pra deixa ele penetrar meu lindo rabinho virgem. "Até aquele dia!"

Estava nervosa com um certo receio, mas confiava nele . Ele então começou chupar meu rabinho nunca tinha feito nada do tipo.

Ele com todo cuidado e carinho pegou um lubrificante e começou a passar e colocar o pau dele e empurrar de leve! Senti uma dor que no começo me incomodou mas ele com toda paciência fazia massagem nas minhas costas e dedilhava a minha buceta. Nesse instante a dor foi sumindo e dando lugar ao prazer quando me dei conta jogava meu corpo junto ao dele, queria mais ! Chorei de tanto tesão que sentia e cada vez pedia para que fodesse com mais força, ele aumentou a intensidade e anunciou que iria gozar! Gozamos juntos sentia o pau dele latejar, ele caiu sobre mim sem força pra levantar, ficamos ali por alguns minutos naquela posição e com o pau ainda dentro de mim, sussurrando no meu ouvido que eu tinha acabado com ele como nunca tinham feito! Depois de tomarmos um banho voltamos para cama, ele me colocou de quatro e me penetrou com força segurando o meu cabelo e a minha cintura. Aquele homem me dominou e me ganhou! Gozou na minha buceta , sentia escorrer pelas minhas pernas. Depois transamos mais algumas vezes, e pra fechar o dia com chave de ouro, com ele deitado chupei muito aquele pau, que delícia ! Tive em pouco tempo o que eu queria, ele gemia de tesão e me pedia para não parar que iria gozar na minha boca. Eu como boa menina que sou obedeci e continuei!

E em poucos minutos senti ele gozando na minha boca, era a primeira vez que isso acontecia e eu amei, não desperdicei uma gota se quer .

Saímos de la exaustos infelizmente chegou a hora de ir para casa, ele me levou e se despediu com um beijo lento e demorado.

Após essa transa incrível fiquei viciada naquele homem , aquele pau , saímos ja marcando uma nova transa, e não demorou muito , isso se estendeu por mais de 1 ano , ficávamos sempre ao menos duas vezes na semana .Além dele ser maravilhoso na cama, junto com fato de ter ele nas minhas mãos sentir me desejada, ainda tinha todo o perigo por ser algo "proibido". Foram muitas aventuras , transas e gozadas, mais como tudo na vida um dia acaba fomos "descobertos " e tivemos que acabar com as nossas aventuras , minha história com sargento acaba aqui , mas com o quartel!?

Essa estava só começando

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
15/03/2019 23:14:47
Maravilha... continue, por favor.
15/03/2019 19:16:36
Delicia