Podolatria, chulé e masturbação para meus alunos prestarem atenção Parte 3

Continuando eu tinha acabado a aula com meu aluno que tinha gozado muito no encaixe da minha bucetinha com minha calça legging sem calcinha, eu podia me sentir melada com seu esperma dentro da bucetinha mas também fora dela e nas coxas escorrendo. Dei tchau pra ele e depois para a mãe dele e fui para meu próximo aluno, sai do prédio dele e caminhei dois quarteirões e já estava na outra casa para a aula. Estava um dia bem quente e meu suor misturava com o esperma dele do meu corpo. Entrei no apartamento desse outro e com ele nunca tinha rolado nada mas eu tinha certeza que ele era do tipo tarado por pés porque ele sempre dá indireta, já vi pasta no computador dele com nome de footjob (como se a professora de inglês dele não fosse saber o que é). Não existe tipo melhor para fazer gozar e ser ter prazer do que tarado por pés, em geral eles gostam de ficar muito excitado e serem judiados e resolvi tentar descobrir se era o caso do meu aluno.

Entrei mas esse é um que fica na casa da avó, uma gracinha de senhora sempre que chego ela me oferece um pedaço de bolo com chá e depois deseja boa aula e vai pro quarto rezar terço fica a tarde toda ali. Entrei no quarto do meu aluno, ele é daqueles gordinhos que ficam suados coradinhos e eu acho uma graça e claro uma baita cara de punheteiro. Entrei deixei minha coisas na escrivaninha dele, e claro fico de costas dou aquela puxada na legging pra marcar a bunda e depois viro de frente e dou aquela puxada pra cavar na bucetinha na frente, e claro o olhar dele estava li me devorando. Let's go!

Começamos a aula, mas esse é do tipo dedicado interessado, talvez até por sentir tesão por mim, posso estar me achando né, sei lá. bem começamos a aula e eu queria verificar se ele era do tipo tarado por pés, mal começamos a aula e eu falei que meus pés estavam queimando de calor porque eu estava de bota, o gordinho rosado já se empolgou e falou pra eu tirar a bota, primeira parte do teste acertei, tarado, mas será que era tarado por chulé ou por pés cheirosos recém saido do banho? Tomara que seja o primeiro porque não sei que graça veem em pés com cheiro de rosas rs. Ai comentei - "só não tiro porque to de bota sem meia e com o pé todo suado, deve estar com chulé", ai esse gordinho ficou ainda mais corado e já deu aquelas ajeitadas na calça, e insistiu pra eu tirar disse que não ligava pra cheiro de chulé, ai provoquei mais e falei- impossível você não ter nojo de chulé, ai ele insistiu que não que até gostava ai eu falei que duvidava e claro ficamos nesse dúvida até a provocação ir aumentando, quando estava muito duvida aqui duvida ali eu falei - fica me provocando que vou tirar minha bota e vou passar a sola do meu pé suado na sua cara. O gordinho ficou parecendo um leitão rosa, falei então tá, sentei na cama e estiquei minha perna esquerda e falei - tira - ele desamarrou a bota e teve que soltar bem o cadarço porque o suor fez o couro grudar nos meus pés, mas com muito esforço saiu, meu pezinho 36 estava inchado e todo rosinha e suado, como tenho pés lisinhos quando fico de bota assim eles esfoliam na sola, o chule veio no ar, olhei pra ele e falei agora cheira, e ele pegou meu pé e enfiou na cara, fiquei mexendo os dedinhos encolhendo e esticando e falei - cheira entre cada dedo, e ele o fez, que gordo safado, ai falei em inglês: vamos ver como anda seu inglês, você provará que é um gostoso verdadeiro se lamber a sola do meu pé do calcanhar até até o dedão e quando chegar no dedão vai dar um chupão nele. Frase dificil, ele foi traduzindo cada parte e eu ajudando corrigindo aqui e ali, e quando ele finalmente entendeu o que eu falei perguntei em ingles - verdade? - e eu mandei um sim, e ele passou a lingua com muito gosto bem devagar na minha sola inteira e chupou meu dedão... depois em inglês eu continuei, agora que a lingua entre os dedos, chupe cada dedo, deixe meu pé limpo.

Depois desse inicio gostoso ele estava visivelmente de pau duro, mas estava de calça jeans, mandei ele ficar de pé e tirar a roupa, ele ficou na duvida perguntou se era sério eu falei sim e que não iamos transar que eu não ia tirar a roupa, e ainda perguntou se podia fechar a porta e eu falei que não que a vó dele tava rezando o terço e que até eu sabia que ia demorar, ele tirou, ficou encanado com o corpo com a barriga, eu mandei ele parar de frescura, que ele era todo gostoso e ai pedi pra ele mostrar o pau pra mim, acho que nunca cortou os pelos porque estava uma selva e aquela cabeça de fimose, olhei e falei belo instrumento mas trate de se depilar pra vamos começar a por ela cabeçona de pau pra fora. Voltamos a sentar e estiquei a perna direita agora, e disse pra ele que era pra fazer a mesma coisa com esse pé, tirar a bota, cheirar, lamber a sola, o meio dos dedos e sugar cada dedinho até deixar limpinho, obviamente que disse tudo em inglês e nisso peguei uma folha na mochila e lá tinha umas lições de imperativo, vamos aproveitar e estudar o uso do imperativos, eu mando em você. E foi tudo da mesma forma, tudo bem devagar a diferença é que agora ele tava pelado e eu fiquei passando meu pé no pau dele, uma delicia tudo bem devagar e com muita dedicação dos dois lados, e sem perder a postura e mantendo a aula, depois que ele já tinha tirado a bota e chupava meus dedos eu ordenava o que ele tinha de fazer e com o outro pé abri entre meu dedão e o segundo dedos no pau dele e comecei a punhetar com os pés, sim, um pouco descoordenada até me acostumar com a grossura do pau dele, eu sentia o pau latejando nos meus dedos dos pés, pedi pra ele me avisar quando tivesse sentindo vontade de gozar e ele disse que já estava, falei ótimo, tirei meu pé da bota dele, mandei ele encostar pra traz e deixar o pau dele bem exposto e com meus pois pezinhos macios e suados comecei a masturbar ele, eu apertava com minhas solinhas ate embaixo e quando chegava embaixo eu empurrava meu calcanhar contra o saco dele, depois subia deslizando e esfregava meus dedos na cabeça do pau, passava com forca pra forçar a pele a sair, mas claro que não deu pra ele resisti e junto com uns barulhos cômicos ele comecou a gozar, na primeira ejaculada assustei e já coloquei a sola do meu pé tentando obstruir a saida da porra, e era uma delicia porque ela vazava pelas laterais, resumindo ele melou meus dois pés inteiro, que gozada gostosa. Deixei ele curtir cada momento até o pau amolecer. Quando amoleceu indiquei qual seria a lição de casa.

Meus pés estavam cheio de esperma quente e fresco, e sem limpar coloquei minha bota de um pé depois outro. Me despedi, lembrei a ele que precisava se depilar e que iamos conseguir botar aquela cabeça de pau inteira pra fora.

Coloquei meu material na mochila, e no beijo de tchau dei um beijo no pau dele e aquela sugada com boca e lingua pra sentir o gosto do esperma.

Sai e a vozinha continuava no terço.

Depois até fui encontrar umas amigas pra uma cerveja e só fui tirar minhas botas a noite quase 6 horas depois. Era o puro cheiro do pau dele e da porra dele misturado com meu chule, precisei eu mesma lamber meus pés pra só entao depois tomar banho.

teacher.sp@outlook.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
15/03/2019 23:27:56
Maravilha. E o aluno comedor?
15/03/2019 18:15:10
Seria bom um aluno q tivesse te deixado louca e impressionada e q vc quisesse transar com ele sempre e acrescentar mais dialogos
15/03/2019 15:21:55
Excelente