SALVA-ME-1.

Um conto erótico de Ivo/BH
Categoria: Homossexual
Data: 15/03/2019 14:22:17
Nota 9.00

---Sexta feira sua linda, que bom que você chegou. E você noitada, que e apenas um criança, me aguarde tá? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk, Porque hoje eu estou do jeito que o diabo gosta.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Disse Marcos entrando em seu.

Enquanto da sua mãe o observava de dentro da casa, com toda a tristeza do mundo., pois a mesma não aceitava o fato do filho ser homossexual e também viciado em drogas. Ela abaixa a cabeça e diz:

---O meu Deus, tem misericórdia da vida do meu filho. Liberta ele meu Deus, de tudo isso... Uma lágrima cai em seu rosto.

E Marcos acelera seu carrão, e longe de casa ele aborda um carinha lindo em uma rua. E eles vão para uma rua deserta próxima dali. E dentro do carro, eles se beijão gostoso e se drogam. Depois resolvem ir para um motel. No motel eles transaram loucamente. Marcos e do tipo carente, que se apaixona fácil. Assim que o carinha gozou,Marcos Perguntou:

---Gato tem certeza que já, que ir embora cara, se quiser ficamos mais, por mim tudo bem. Estou amando está aqui ao seu lado.

---Sim, sim tenho que ir mesmo.

---Mas hoje ainda e sexta. O final de semana mal começou.

---Sei cara, mas...

Então enquanto Marcos tentava convence-lo a ficar, Marcos não sabia se cheirava ou se fumava um cigarro. Nervoso acabou consumindo os dois.

Então o Carinha, pegou a carteira do Marcos e perguntou:

---Tem alguma grana aqui pra mim?

E Marcos nervoso respondeu:

---Ei que tirar a mão da minha carteira bonito???

---Calma viado, quero dinheiro pra mim pegar um taxi, ou você acha que vou deixar você me levar na rodoviária nesse estado??? Mas e nunca né???

---Han, Rodoviária? Como assim? Não mora por aqui? E me devolve a minha, carteira.

Então Marcos partiu para cima do desconhecido para pegar a sua carteira, mas levou um empurrão e caiu da cama.

---Por um acaso você e garoto de programa, cara? Perguntou Marcos levantando do chão.

---Pensei que você que fosse isso, mas vejo que não, Porque se fosse estaria com as ideias, mais organizadas,adeus. Disse indo em direção a porta do quarto.

E Marcos, foi atrás, segurou ele pelo braço, insistindo que ele ficasse. Mas a insistência, foi e vão. Ele foi mesmo embora, deixando Marcos sozinho, ali naquele quarto de Motel. Então Marcos sozinho, bebeu mais e também se drogou, até passar mal.

***

No Dia Seguinte...

Um dos Funcionários daquele motel, ao perceber que Marcos ainda estava no quarto ele ligou no quarto. O telefone chamou, chamou e chamou, mas Marcos não atendeu, então ele vai até o quarto. Bateu na porta do quarto, umas três vezes e nada. Então ele diz em alto e bom som:

---Senhor Marcos, o Senhor tem que desocupar o quarto, porque já está na hora da camareira arrumar o quarto, para outro cliente usar.

E o silêncio continuou. Então sem respostas esse funcionário arrombou a porta daquele quarto. E levou um susto ao ver Marcos desmaiado, ao lado do próprio vômito.

***

No Hospital...

Marcos acorda e agora ele e que levou um susto ao perceber que estava em uma enfermaria de um hospital.

---Filho, que bom que acordou. O médico, me disse que você vai ficar bem, filho. Disse Dona Luisa.

---E vejo, que o seu Deus ainda não quis acabar comigo, hein? Mamãe. Respondeu Marcos.

Guilherme seu irmão,que também estava ali com eles, encarou ele com um olhar de reprovação e foi direto:

---Eu e a Mamãe , já não sabemos mais o que fazer com você cara.

---Ah, para né? Não venha com os sermões, não o Filho exemplo a ser seguido.

---Marcos, Marcos, Filho não fala assim, com o seu irmão.

---Aff, ele já disse tudo o que tinha a dizer. Então lava as mãos de mim irmão.

---E incrível você cara,mesmo nesse estado, meu Deus. Disse Guilherme.

Depois da visita, dentro do carro indo embora pra casa Dona Luisa enxuga as lágrimas que caiam do seu rosto, e diz:

---E meu filho, eu já cheguei no meu limite. Vou ter que fazer o que o reverendo me aconselhou dia desses.

---Sei. Mas o que foi Mamãe?

---Assim que o Marcos tiver alta hospitalar, irei encaminha-lo para uma casa de recuperação.

---Sei.

---Vai ser melhor para ele, e para nós também filho.

---Hum.

---O reverendo me disse, que essa casa fica na cidade vizinha, e que ela e muito famosa na região , pelos seus doze passos, para transformar um gay em um Hétero e também por liberta-los das drogas. Acho que chama casa Alfa e omega. O que acha disso meu filho???

---Hum, e isso ai Mamãe, não custa tentar né? Disse Guilherme a Dona Luisa. Mas no pensamento:

''Rum, ai ai, Posso até acreditar que meu irmão nesse lugar, pare de beber e se drogar. Mas deixar de ser gay nunca. Conhecendo ele como eu conheço, ele vai fingir muito bem que deixou de ser, para se ver livre dessa casa. Mas saindo volta a queimar a rosca. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk''

***

OBS: Esse conto saiu de uma T.C.C. Então eu conversando com o Henrique, que já passou por umas dessas casas de recuperação, eu achei bem objetiva a resposta da pergunta que fiz pra ele:

Henrique: Cara eu abomino esse pensamento desses religiosos que acreditam que a homossexualidade e algo além de escolha e opção. Eles nós tratam como doentes ou possessos. Não acredito que exista ex gay, ou ex hétero. Já passei sim por uma casa de reabilitação evangélica e embora quiseram mudar a forma do meu pensamento eu deixei bem claro pra eles que a minha opção sexual já estava decidida e que método nenhum me faria desgostar daquilo que me dar prazer. E que o máximo, que iam ter de mim, era um crente de aparência, enquanto estivesse internado ali.

Então eles vendo que eu não ia permitir nunca a invasão deles a tal ponto em minha vida, eles respeitaram a minha escolha.

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

CONTINUA.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.