Priminha e Eu: Aventuras Deliciosas (Parte 3)

Um conto erótico de JonJon2305
Categoria: Heterossexual
Data: 15/03/2019 10:58:45
Última revisão: 15/03/2019 13:37:00
Nota -

Bem amigos, estou de volta para continuar a contar as minhas aventuras com minha prima. No conto anterior, eu contei como foi dormir na casa da minha avó com minha prima, e como foi delicioso o boquete espetacular que ganhei dela. Como eu gosto de escrever desde pequeno, esse conto será como um livro, e esse é o capítulo 3 desse livro, e terá o máximo de detalhes possível. Bom, me chamo Jon, tenho 18 anos, branco, 1,65, 1,70 de altura, tenho cabelos lisos e negros (um pouco grande como eu gosto), meu olhos são cor de mel escuro e peso em torno de 60 quilos. 17 a 18 cm de pau. Não que precise saber o tamanho mas... tem gente que quer mentalizar todos os detales possíveis. Minha prima se chama Sophia, é negra, tem uns 50 quilos, é mais baixa que eu (1,60, 1,65 resume bem), tem cabelos negros assim como seus olhos. Seus seios são médios mas empinadinhos, seu bumbum é médio também e é bem arrebitado. Ela se resume em: Uma bela ninfetinha ou aquela que diz: "Sou santinha mas sou safada!". Bom, depois dos acontecidos... confira aqui: (https://bit.ly/2HAwhLn), Fomos a casa da minha tia. Era uma casa de 3 andares, ficamos primeiro no andar de baixo, onde minha prima morava, pra conversar um pouco, e eu e minha prima resolvemos ir pra parte de cima no 2º andar. A gente tentava não lembrar do dia anterior, mas os nosso olhares nos denunciava o tamanho que era nosso tesão um pelo outro. Na parte de cima, ficamos sem nos encarar pra não fazer coisa que podíamos ser pegos fazendo. Lá em cima, ela foi usar o computador do meio primo. Ela estava de saia costurada pela mãe dela, a tia Ana. Bom, ela ficou usando o computador, e eu fiquei na cama. A cama era em frente ao computador, de modo, que eu podia a ver de costas. Logo comecei a lembrar do dia anterior. E eu resolvi a deixar com tesão junto comigo:

-Sophia!

-Fala!

-Lembra de ontem?

-Como não lembrar? (Risadinha fofa e meiga)

-Você gostou?

-Eu amei muito! Estou louca para os finalmente.

Nesse momento eu fui até o seu ouvido e cochichei:

-Meu pau está quase estourando minha calça sabia?

-Não me fala isso não, que eu fico louca!

Eu fui no banheiro mijar. Quando eu fui, uma das gavetas estava meio aberta, e eu pudi ver uma camisinha verde. Minha cabeça começou a girar, pensamentos malicioso começou invadir meus pensamentos. Nem pensei em nada. Mas não queria arriscar fazer nada ali. Voltei pro quarto novamente, e a provoquei de novo.

-Sabe, eu daria tudo pros finalmente!

-Sabe que eu também?

-Então... Você realmente fazia pensando em mim?

-O que?

-Olha aqui!

Ela me olhou com um sorrisinho amarelo e sem graça de tanto tesão que sentia, e olhou pro meu pau e eu comecei a insinuar uma siririca. Quando ela entendeu a pergunta, mordeu os lábios inferiores porque sabe que eu gosto quando ela faz. Ela se virou e disse:

-Sim!

-Quando começou?

-Ah, eu tinha uns 11 ou 12.

-Faz até hoje?

-Sim! Hoje mesmo de manhã já fiz!

-Nossa, você está me matando aqui sabia?

-Eu também estou louca! Vou ao banheiro! Olha como você me deixou:

E abriu as pernas me mostrando sua calcinha que era linda, rosinha tipo essa: (https://bit.ly/2CoqaGS). Bem enterradinha no cuzinho dela. A calcinha chegava ficar rosa escuro, de tão melada que estava. E me disse que iria ao banheiro e eu já sabia o que iria fazer...

-Vou ao banheiro!

-Já saquei o que vai fazer! Hmmmm... to ligado

-A culpa é sua! Agora preciso me aliviar.

-Safada!

Ela parou no meio do quarto, olhou pra porta, subiu a saia e colocou a mão dentro da calcinha, atolou com gosto e depois colocou os dedos na minha boca. Nossa, o gosto era delicioso.

-Toma, uma amostra gratis!

Podia sentir todo o aroma da xoxota dela na minha boca. Ela foi ao banheiro e já fui atras pra espiar sua deliciosa siririca. Ela entrou, abaixou a calcinha até os joelhos, se encostou na parede e tampou sua boca pra não gemer. Ela nem cuspiu na buceta, já estava totalmente lubrificada. Eu fiquei louco vendo aquilo e dei umas batidas na porta e falei baixinho:

-Sophia!

-Fala!

-Eu quero fazer junto!

-Tá, entra rápido.

Quando eu entrei, o cheiro da buceta dela era constante no banheiro inteiro. Já tirei meu pau e ficamos eu e ela nos masturbando um olhando o outro. Mas eu não aguentei e me ajoelhei perto da buceta dela e cai de boca na quela xoxota linda. Eu fiquei ali por uns 2 minuto e ela com a boca tampada até que ela começou a suspirar muito, suas pernas começaram a tremer e parei de chupar ela. Foi ai que levantei e falei no ouvido dela:

-Ainda não...! Vamos gozar juntos!

-Na gaveta, eu peguei a camisinha e coloquei meio que sem jeito no meu pau. Estava na hora: Os finalmente estava próximo de acontecer. Para deixar ela louquinha, antes de penetrar na quela buceta linda que ela tinha alguns pelinhos mas raspado o que eu me impressionei pois estavam começando ainda crescer pelos nas nossas partes e ela já raspava. Talvez por que as mulheres dizem que a buceta raspada é mais sensível e talvez a siririca fica mais gostosa. Acho que era isso. Bom, pra deixar ela louca, eu ficava esfregando o meu pau nos lábios da buceta dela para cima e pra baixo. Eu vi sua expressão facial, ela queria gritar para eu meter logo de uma vez por conta do tesão gigante, mas não podia. Agora era a hora, eu coloquei na entrada na buceta dela e fui enfiando. E fui aos poucos, até que cheguei ao final e comecei a bombar de leve até que estourei seu cabacinho. Ela meio que tremeu mas depois parece que ficou gostoso e comecei a meter mais forte. Estávamos ali delirando, só metendo. Depois de uns 3 minutos, ela começou a bater siririca no grelinho inchado enquanto metíamos, o que me mostrou estar louqinha para gozar. Nessa hora eu comecei a meter mais rápido e gozamos juntos. Eu gozava... Mas gozava... a buceta dela se contraía no meu pau, o prendendo. Ela fechou os olhos com força, mordeu o punho pra nã gemer. Quase que eu cai com as pernas bambas de tanto gozar. Depois nos limpamos e saímos como se nada tivesse acontecido. A todo momento naquele dia, ela arrumava um jeito de abrir as pernas, e me mostrar sua calcinha gostosa socada no cuzinho.

**********************************************************

Bom, gente, fico por aqui, espero que tenham gostado, mas tem outras aventuras com minha prima. Até mais!

E-mail: mastersad295@gmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
15/03/2019 14:54:20
Delicia de conto, minha esposa tb é bem putinha safada , confira nossas aventuras... Temos um blog para casais liberais: https://clubedosmaridoscornos.blogspot.com Remover