Agora que era só eu e mamãe mandei rola pra dentro dela

Um conto erótico de João
Categoria: Heterossexual
Data: 14/03/2019 13:36:17
Nota 9.67

Na nossa nova casa tinha apenas uma quarto, eu dormia no colchão no chão e minha mãe na cama de solteiro. Estávamos em uma intimidade que eu nunca tinha tido com ela, se trocava na minha frente, usava roupas provocantes e eu fazia a mesma coisa.

A gente só se via depois das 6 da tarde que era a hora que ela chegava do serviço, jantavamos e depois nós íamos para a sala assitir tv, ela sempre com shortinhos curtos e bem soltos, blusinhas decotadas que destacavam ainda mais os peitos enormes da minha mãe. Eu usava só uma bermuda bem leve e ficava sem camisa.

Toda vez que a gente ia assistir eu deitava no colo dela e aproveitava para dar uma passadinha nas suas coxas, ela não achava nada demais ou queria que eu fizesse aquilo mesmo.

Comecei a perceber que era a segunda opção, pois sempre que eu alisava suas pernas ela ficava toda arrepiada e retribuía com carinhos nas minhas costas. Nós nunca tínhamos falado sobre tudo o que tinha rolado com meu pai e minha vó, mais uns dois meses depois do ocorrido em mais uma noite comum em que a gente trocou carícias e conversamos sobre escola, trabalho e garotas, ela entrou nesse assunto.

- Filho a quanto tempo você sabia da sua vó e do seu pai?

- Pra que esse assunto agora mãe, eles já não fazem mais parte da nossa vida, deixa isso pra lá.

- Eu sei disso, mas eu quero saber de tudo pra poder botar um ponto final nisso.

Eu resolvi contar a ela e pedi que ela deitasse no meu colo enquanto eu narrava os acontecimentos. Fui contando tudo detalhadamente, e isso foi me deixando excitado, meu pau tava duro e ela tinha sentido isso, pq olhou pra mim e depois pro meu pau e pois a cabeça novamente no meu colo.

- E foi isso o que rolou mãe, o resto da história você já sabe.

- Você ficou realmente com tesão vendo o que eles tavam fazendo?

Sim fiquei, vovó apesar de já ter as coisas meio caídas ainda dá um caldo e a situação também me deixou com tesão.

- Que situação?

Sabia que ela tava me provocando e não me acuei, pelo contrário fui ousado ao extremo.

- O lance de um filho tá comendo a própria mãe.

- Nossa João eu achava que você tava de pau duro por causa que tava lembrando da história, mais acho que não é por isso não né?

Nessa hora eu sabia que ia me dar bem, ia até o final para conseguir o que eu queria.

- Isso mesmo mãe, eu tô de pau duro por sua causa, imaginando a gente fazendo a mesma coisa que eles!

- Isso é loucura filho, por mais que você tenha um belo cacete aí eu não tenho coragem de fazer isso com você não.

- Nada a ver mãe é só sexo entre um homem e uma mulher, vamos fazer isso, assim você vai poder me ensinar como fazer bem gostoso e ser um homem de verdade.

- Você tá me dizendo que ainda é virgem, nunca comeu ninguém?

- Sim, isso mesmo.

Ela ficou me olhando de uma forma diferente, analisando meu corpo e principalmente a minha rola, ela já não tava aguentando mais só olhar, o fato de tirar a virgindade do próprio filho acendeu a mulher safada dentro dela.

- Aí João eu sempre quis tirar a virgindade de alguém e sendo a do meu filho vai ser mais especial ainda, vamos logo ao que interessa e me mostra o que você tem aí.

Na hora eu tirei o pau pra fora, duro feito pedra, ela já tratou de segurar no mastro e começar uma leve punheta. Tava gostando demais daquilo e ela deixou ainda melhor quando começou a chupar ele, nossa como ela era boa com um pau na boca, mamãe devorava o meu pau.

Ela ficou me punhetando e chupando só a cabecinha, eu não durei um minuto se quer e enchi a boca dela de porra, a safada abriu bem a boca para receber o meu leitinho. Após engolir tudo ainda ficou mamando o meu cacete até ele endurecer de novo e aí sim ela tirou sua roupa e me deixou admirar a sua buceta carnuda, era linda demais, lisinha e bem inchada, cai de boca naquela xota deliciosa, minha mãe me ensinou direitinho a chupar do jeito que ela gosta, eu lambi em volta dos lábios vaginais bem devagar e depois fui pro grelo dela e terminei chupando a buceta toda igual um loco.

Não fiz ela gozar mais dei bastante tesão pra ela. Minha grande tara era pelos peitos enormes dela e fui mamar neles, parecia um bezerrinho sugando o bico das tetas de mamãe, enquanto isso enfiava dois dedos na xota dela fazendo ela delirar de tesão, uns 6 minutos fazendo isso e minha mãe tava gozando na minha mão, começamos a nos beijar e depois ela implorou pra eu meter nela.

- Vem filho come a buceta da mamãe, vem bebê eu quero muito seu pau dentro de mim!

- Era o que eu mais queria ouvir mãe, eu vou esfolar essa sua buceta maravilhosa.

Ela ficou de quatro pra mim, eu não perdoei e enfiei tudo de uma vez, ela gemeu de dor e pediu pra eu ir aos poucos, mas eu não dei a mínima e continuei metendo forte dentro dela, até que ela se acostumou e começou a empurrar a bunda para trás fazendo meu pau ir mais fundo ainda na sua xota.

Eu estocando dentro dela e puxando seu cabelo, sempre vi isso em pornô e agora eu tava fazendo com a minha mãe, acho que ela via os mesmos pornôs que eu, pois pediu pra que eu batesse na sua bunda e na cara enquanto fodia, eu obedeci na hora e tava bom demais foder a buceta da minha mãe.

Meti pra caralho nela até gozar dentro dela, quando tirei o pau vi minha porra escorrendo pelas suas coxas e ela sorrindo de prazer e satisfação. Ela me chupou de novo e agora veio cavalgar no meu pau.

Rebolava pra caramba em cima da pica, que mulher extraordinária ela era, mamãe era uma autêntica cavala quicando no meu pau com as tetas balançando na minha cara, eu inclinei o pescoço pra frente só pra poder mamar nos peitos dela.

Dessa vez foi ela quem chegou ao orgasmo primeiro e depois foi a minha vez de gozar. Dormimos juntos aquela noite e na manhã seguinte mamãe faltou ao trabalho só pra foder comigo.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
01/05/2019 13:45:06
Bom
14/04/2019 09:06:01
Adorei o seu conto e ela deve ser demais
14/04/2019 09:04:46
Adson8635@gmail.com
PKG
12/04/2019 04:02:33
boa!
02/04/2019 10:36:23
Olha lá meus contos com mãe de amigo, parabéns pelo conto.
17/03/2019 13:49:40
Delicia, adorei esse conto
16/03/2019 15:53:50
Adorei seu conto muito om continua
15/03/2019 16:35:13
Muito bom. Quero uma mãe assim, alguém me consegue!!! Kkk
15/03/2019 14:57:11
Delicia de conto, minha esposa tb é bem putinha safada , confira nossas aventuras... Temos um blog para casais liberais: https://clubedosmaridoscornos.blogspot.com Remover
14/03/2019 23:09:15
Uau!!! Q tesão de conto!!!!top vitoriapineda@outlook.com
14/03/2019 21:57:24
Muito excitante. Estou duro como pedra imaginando a cena... nota 10.
14/03/2019 21:07:56
Gostei deste conto, menino. Narrativas de incesto entre mãe e filho mexem comigo. Meus dois primeiros contos aqui, são com meu filho. Foi delicioso ler sobre o ponto de vista do filho, como ele sentiu prazer em estar dentro das carnes da genitora. Fica aqui minha nota 10! Beijos da Vanessa.
14/03/2019 20:48:21
Nossa q.coisa mais gostosa Casadosafado37@Hotmail.comMuito tezao mãe e filho
14/03/2019 18:16:02
BOM PRA DEDÉU ESTE CONTO, MY FRIEND. TENHO MÓ TESÃO POR HISTÓRIAS DE MÃE E FILHO. EU TAMBÉM FUI INICIADO PELA MAMÃE. ESCREVI DOIS CONTOS E PEÇO PRA VC LER ELES. DOU NOTA MIL POR ESSA TUA FURUNFADA DELICIOSA. VALEU!
14/03/2019 15:55:50
Delicia este conto, João. Para uma mãe, é um favor pequeno demais iniciar o seu filho. Como tu bem narrastes aqui. Digo isso porque eu fui a primeira mulher na vida do meu filho. Narrei aqui no conto ¨Mãe e filho: um tabu proibido¨. Adoraria tua opinião nele. Para achar, clique em ¨Viuvinha¨. Nota dez e beijocas.
14/03/2019 14:46:08
Apesar de ser um tema polêmico, está bem escrito. Excitante.