VIREI ESCRAVINHA DO AMIGO

Um conto erótico de BRANQUINHO.GOSTOSO
Categoria: Homossexual
Data: 13/03/2019 13:12:42
Nota 10.00
Assuntos: fetish, Gay, Homossexual

Moro em MG, esse é eu primeiro conto, verídico.

Aconteceu quando eu tinha 17 e um amigo que vamos chamar de Gustavo tinha 15. Ele era magro, branquinho franzino, mas muito bonitinho. Ele sempre vinha na minha casa e eu na dele, dormia, passava dias...coisas de amigo mesmo. Sempre ele flertava comigo, eu achava q era zueira, mas pensava no assunto por que quando eu tinha 12 anos tive uma pequena experiência.

Uma vez assistindo pornô ele tava morrendo de tezão, pegou minha mão e pos no pau dele, eu tirei, levei na zuação, mas aí ele pegou de novo e pos e segurou ela lá. Fiquei morrendo de vergonha, todo vermelho, ele com a voz safada disse pra mim segurar, que ninguém ia saber. Segurei meio sem graça, tava dura e pulsando, ele tirou pra fora e pos minha mão de novo, a rola tava quente, dura, eu punhetei pra ele devagar, ele gemia de tesao, gozou na minha mão.

Depois dele se recompor, eu todo vermelho, ele falou q amou tudo aquilo e queria repetir depois. Perguntou se eu faria, eu balancei a cabeça que sim, ele ficou todo alegre.

No mesmo dia ele já queria de novo, passou o dia falando besteira e falou q ia por na minha boca, eu sempre calado e vermelho de vergonha. Quando finalmente ficamos sozinhos de novo ele já tirou o pau duro e cabeçudo pra fora e pos minha mão em cima. Depois de punhetar um pouco ele gemendo de tezão, ele levantou e pos na minha boca, sem pedir licença sem nada, eu chupei, deixei rolar... ele empurrava até onde entrava, safado.

Depois gozou na minha boca, mas eu fui no banheiro e cuspi. Ele falou q queria todo dia, se eu queria fazer de novo... eu relutei, mas ele insistiu demais, falei q ia ver o q rolar.

Passado uns 2 dias fui na casa dele, já era costume eu ir, lá ficamos jogando vídeo game até a mãe dele sair, o pau dele duro, dava pra ver pelo short. Quando a mãe dele saiu e ficamos sozinhos ele já mandou eu chupar, eu joelhei e pus na boca, sabia q ia ter que fazer mesmo, que ele não ia dar sossego. Puxei o short pra baixo, o pau tava todo babado. Enquanto eu fazia o boquete ele falou q ia me comer, com a boca no pau mesmo eu balancei a cabeça q não. Ele tem um jeito que não sei explicar que vai levando as coisas de uma forma que quando eu fui ver já tava deitado de lado e ele preparando pra por o pau no meu cuzinho. Pedi ele pra ir bem devagar, com muita calma. Quando a cabeçona dele entrou no meu cu, eu vi até estrela. Mas ele foi paciente, foi bem devagar, quando eu falava que tá doendo, ele aliviava.

Quando entrou todo, tava bem dolorido meu cuzinho, ele virou minha cabeça de lado e beijou minha boca...levei um susto mas correspondi. Ele falou que eu agora ela namorada dele, que íamos fazer sempre. Eu me senti uma mulher mesmo, por eu sabia que ia ter que fazer sempre com ele.

Enquanto o pau tava dentro ele falou um monte de putaria, falou que eu era a namorada dele...que ia gozar na minha boca e eu ia engolir...que eu era dele agora, enquanto tudo eu só gemia, com a rola enterrada.

Depois desse início sempre a gente encontrava e fazia... tranzava na cama... no chuveiro....beijava... lambia meu cu, mandava eu lamber o dele, e a rola entrava toda.

Entrei no clima, deixei rolar. Ele vestia calcinha em mim, fez tudo que teve vontade.

Uma vez ele chegou com um tênis novo, perguntou se eu achava bonito, eu disse que era lindo. Ele mandou eu ajoelhar e tirar o tênis, depois a meia, depois lamber o pezinho dele.

Eu me sentia escravinha dele por que tudo que ele mandava eu fazia, e cada dia tinha uma coisa diferente que ele aprendia vendo pornô.

Depois de alguns meses de trepa, a gente perdeu o contato, fiquei com saudade, tenho certeza que ele também.

Hoje já se passaram muitos anos, sou casado, muito discreto com esses desejos. Nunca mais dei meu cuzinho, mas as vezes tenho saudade de chupar um pau.

Pretendo fazer mais contos em breve, se gostou fala comigo, branquinho.gostoso2014@gmail.com.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
16/03/2019 12:05:01
show... relembrou minha adolescência...
15/03/2019 01:13:32
De onde em MG? Essas safadezas do tempo de adolescência são as melhores.
14/03/2019 16:34:06
Deliciaaaa!!! Era pra ter continuado né?
13/03/2019 23:12:19
Muito bom e bem escrito.
13/03/2019 20:30:19
Delicia de conto, muito bem escrito, historia muito tesuda, pau ficou babando aqui kkkkk