A mulher da minha vida capítulo 28

Um conto erótico de leozinho 707
Categoria: Heterossexual
Data: 13/03/2019 12:36:13
Última revisão: 14/03/2019 18:58:00
Nota -

Olá a todos: esse relato de minha história foi de uma época não muito boa para a Mari é para mim digamos assim.

Estavamos namorando nessa época no começo sem os pais dela saberem, pois pela diferença de idade é como foram contra no início a aceitarem nosso namoro pela diferença de idade, no começo eles não queriam não aceitavam levou bastante tempo até que acabaram aceitando nossa relação, nessa época nossa história era perfeita já tínhamos nós entregado ao nosso amor totalmente de corpo e alma, toda hisroria de amor as vezes tem momentos que não são tão boms assim, nessa época eu já morava sozinho, más queria dar a ela uma vida a altura do amor dela por mim, recebi uma proposta de 2 anos em uma empresa em outro estado no início não quiz aceitar pois íamos ter que ficar longe um do outro, a noite liguei para ela é disse que tínhamos que conversar foi, uma conversa tensa, era muito difícil termos que nos separar por dois anos foi difícil choramos muito naquela noite, é eu disse amor no começo não queria aceitar essa proposta de trabalho nem ficar todo esse tempo longe de você más quero poder dar uma vida melhor a altura do que você merece minha princesa, vou estar longe esse tempo más quando voltar iremos nós casar, claro se você aceitar e for me esperar, pois mesmo longe um tempo vamos falar todos os dia até eu voltar e quando voltar vamos nos casar eu te amo ninha morena Índia tupi, ela riu e disse seu bobo, eu te amo sim vou esperar você quando voltar vai casar comigo seu lindo de olhos verdes nós choravamos de emoção mesmo que iríamos , ficar dois anos longe um do outro iríamos ficar juntos e nos casar pois nosso amor sempre seria mais forte do que tudo, ela disse más hoje temos que fazer algo especial algo muito especial, eu disse o que é que temos que fazer de tão especial, ela sorriu e disse você já vai saber, ela pulou em meus braços me beijou mordeu meu lábio com paixão, nós beijavamos como se o mundo tivesse parado como se não houve se, amanhã, logo nossas roupas, estavam no chão a peguei nos braços olhei em seus olhos e disse agora tu e todinha minha a noite todinha minha ninfa, ela disse seu safado vamos pro nosso ninho de amor não aguento mais, fomos para o quarto nada mais tinha importância o mundo podia acabar agora, que o importante era um ser do outro, nossos corpos queimavam de tesão os beijos caricias percorriam nossos corpos gemidos eram intensos, chupava ela todinha arrancava suspiros chupava sua bocetinha ela não aguentou e logo gozou em minha boca depois chupou meu pau passava a língua colocava todinho na boca segurei em sua cabeça e logo gozei em sua boca, ela engoliu tudinho deitamos más logo a safadinha me agarrou e disse quero mais então nós beijamos rolamos na cama, é a coloquei por cima de mim ela sentou em meu pau rebolava em meu pau todinho bem forte ela gemia suspirava dizia assim assim aii amor sou toda sua gemia de tesão gozamos juntinhos, más continuamos a coloquei de quatro na cama coloquei meu pau em seu cuzinho e meti bem forte gemiamos eu beijava seu pescoço puxava seu cabelo dava tapa no seu bumbum metia no seu cuzinho logo gozei a virei na cama e chupei sua bocetinha logo ela gozou ai nos beijamos e dormimos no dia seguinte fomos ao aeroporto um pouco antes do vôo sair para ficarmos um tempo junto antes de eu viajar abraçados sentandos em um banco no aeroporto peguei uma caixinha em meu bolso da calça, peguei em sua mão abri tirei um anel de compromisso coloquei em seu dedo e disse quer ser minha noiva ela chorando de emoção, e eu também aceitou pegou outra aliança e colocou em meu dedo, nós beijamos olhei em seus olhos e disse quando eu voltar a primeira coisa que farei ao descer do avião é ir falar com os seus pais e nos casarmos ela disse te amo meu amor eu disse também amo você minha índia tupi ela riu não sou Índia não seu chato kkk nós abraçamos nos beijamos e era hora da viagem.

Essa foi uma parte da minha história com a Mari a única vez que tivemos que ficar um tempo tão longo longe um do outro, más depois eu voltei ela estava no aeroporto me esperando então fomos falar com os seus pais, é depois a Mari é eu, acabamos nos casando em outro momento conto a continuação de quando voltei de viagem, é acabei casando com a minha índia tupi, obrigado aos que lerem.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.