Meu sobrinho cresceu e não resisti IV

Um conto erótico de Titia vagabunda
Categoria: Heterossexual
Data: 22/02/2019 11:57:00
Última revisão: 28/02/2019 08:49:25
Nota 10.00

Olá.

Como havia narrado, eu logo virei a putinha do meu sobrinho pirocudo,isso durou por quase 2 anos, até ele viajar para fora do país para fazer intercâmbio.

Más antes disso, com mais ou menos seis meses desde que começamos a transar, eu, que até então, juro,estava sendo fiel a meu sobrinho, dando só pro meu marido e mais ninguém, comecei a sentir falta de uma boa putaria, sabe como é né, meu sangue fervia e como boa vagabunda que sou estava ficando intediata em foder só com os dois, e pior,ainda por cima dando para um de cada vez,eu trepava todos os dias com os dois. mais não adiantava, eu nasci pra ser puta e nescecito estar sempre pecando de várias rolas diferentes para me satisfazer e isso tava me deixando louca.então tive uma ideia incrível e a coloquei em prática.

Comecei a provocar meu marido em nossas transas, eu colocava filmes com dupla penetração,de maridos cornos que levavam outros caras pra foder suas esposas e tal, e o instigava dizendo que aquilo me deixava com tesão e eu queria saber como era ser comida na bucetinha e no cuzinho juntos,e ver a cara dele me vendo gozando na rola de outro cara, que queria saber como é ser fodida por dois machos e tal,ele, no começo não deu muita importância, mas com o tempo eu notei que que foi curtindo a ideia e ficava mais cada vez mais tesudo Com meus pedidos e comentários,e até me fodia com mais vontade, sempre que eu dizia que queria que ele tivesse duas rolas ou que ele poderia arranjar um amigo com pau igual aí dele pra eles me comerem juntos.

Logo comecei a fazer o mesmo com meu sobrinho, até introduzi um consolo quando trepadava com os dois, fazia eles me enrrabar e me foder na buceta com ele ou fazer um 69 e me comer o cu com o brinquedo.

Sempre deixando bem claro que o eu realmente queria era sentir duas rolas de verdade em mim, quentes e duras e que aquela borracha não era a mesma coisa e tal.

Até que de repente a grande oportunidade surgiu,meu sobrinho conseguiu entrar em férias antes do tempo no colégio e minha irmã marcou uma viagem para o litoral, mas ele como teria que entregar um trabalho de final de semestre teria que ficar na cidade ainda por uma semana e lógico vendo minha chance ali,me ofereci pra cuidar dele, iria levá-lo pra minha casa alegando que ele era muito novinho pra ficar só em casa.

Já tinha tudo armado em minha cabeça, e só de imaginar que logo estaria só eu e os dois taradinhos na mesma casa a noite, minha xoxota ficava toda babada e o meu cusinho mau via a hora de ser todo alargado, gente... Vocês não tem noção de como é gostoso sentir dois cassetões grossos preenchendo seus buracos, com dois machos te fazendo gemer gostoso,você sendo o recheio de um delicioso sanduíche de prazer.

Aí, é bom demais rsrsrs.

Então, enfim chegou o dia tão esperado,pela manhã foi até a casa de minha irmã buscar meu sobrinho, nos despedimos dela e do meu cunhado e lá se foram eles, para sua viagem de lazer, e eu e meu sobrinho voltamos correndo direto pro quarto aonde ele me fodeu gostoso e em todas as posições possíveis e acabou me enchendo de leite do jeitinho que adoro, sendo enrrabada sem dó de quatro , comigo gozando e berrando feito uma puta e com o consolo vibrando todo enterrado na minha buceta.

Meu sobrinho e que não estava muito animado com a ideia, reclamou dizendo que em minha casa não poderíamos trepar gostoso com meu marido lá.

Eu o acalmei dizendo que eu daria um jeito e que ele não se preocupasse que não deixaria aquele pauzão delicioso dele ter que brincar solitário.

Meu marido que também estava em férias já nós esperava preparando um churrasco delicioso, aí...eu adoro o meu corninho!

Passamos um dia muito bom,demos muitas risadas os três e a noite trepei muito gostoso com meu marido rebolando na vara dele e pedindo rola no cuzinho.

Gemia alto e de propósito, até meu marido pedir pra que eu gênese mais baixo ou eu acordaria nosso sobrinho com todo aquele barulho.

Eu ri, e disse que até que não seria a má ideia se ele entrasse agora no quarto com seu pau duro e babado e comesse o cuzinho da sua titia, que eu estava mesmo querendo uma rola gostosa no rabo.

Meu marido riu dissendo que ele era muito novinho coitado, e com certeza ainda era cabaço e deveria ter um pauzinho pequenino ainda.

_ pode até ser movinho amor, só que o muleque tem um pau enorme, acho que é maior até que o seu,uma rola linda.

_ eu sei, dou banho nele a anos, cansei de limpar a pica dele e as vezes quando esfrego, ela acaba ficando dura e enorme, eu não me importaria de tirar o cabaço daquele pauzão gostoso sabia, e você como um bom tio poderia ensinar ao seu sobrinho como se deve comer uma mulher do jeito certo né!e emprestar sua esposinha aqui pro menino aprender.

Meu marido não falava nada, e nem precisava a rola dele tava dura e enorme igual ferro dentro de mim, ele me socava a vara com vontade ouvindo a tudo aquilo até que gozou urrando feito um garanhão,me enchendo a buceta toda com tanta porra que escória por minhas pernas.

Sai de cima dele e abocanhei sua pica engolindo tuda. E limpando toda ela sugando todo orestante do leite grosso que havia sobrado.

_ ah seu safado, gostou da ideia né, teu pau duro igual ferro te entregou, e nem adianta negar, acho que você deixaria eu tirar o cabaço dele né,diz pra mim amor, Me deixaria comer bem gostoso o nosso sobrinho? Fala seu safado porque só pela quantidade de porra que você soltou em mim, isso pra mim já valeu como um sim! KKK.

_ você e maluca, assim você me deixa louco! Sua putinha.

_ te deixo louco te dizendo que queria provar a pica do menino é, louco de tesão né seu safado, queria me ver rebolando no pau do garoto né! Confessa.

_ Você e mesmo muito safada e tarada né ta tesuda pelo menino,teria mesmo coragem de dar pro garoto né, ou melhor você tem vontade de dar pra ele, mesmo sendo seu sobrinho?se eu deixar você iria até o fim, deixaria ele te comer?

_ claro! Por que não? Não vejo nada de mais, além de matar minha vontade iria ajudar o rapaz né, afinal acho que eu seria melhor professora do que uma prostituta,você não acha? Ou acha que ele não poderia sentir tesão por mim? Que não irão querer comer a titia?

_ e ficaria tudo em família, kkk

Foi falando isso tudo e ao mesmo tempo mamando na vara do meu marido que me escutava com com cara de tarado e eu já sentia seu cassete endurecer em minha boca, com certeza imaginando tudo.

_ quer saber amor, eu tenho quase certeza que a esta altura depois de nós ouvir com meus gemidos rebolando em cima da sua vara, o garoto deve estar lá só alisando aquele cassetão dele e imaginando como seria empurrar ele todo na bucetinha da sua titia. Pode me chamar de puta de vagabunda o que quiser, mas isso, só de imaginar ele e você com seus dois cassetões entrando dentro de mim,me dá um tesão daqueles.

Fiquei ali mamando na rola dele, torcendo para que meu plano desse certo,esperando uma resposta de meu corninho.

Havia jogado os dados, agora era o tudo ou nada!

Eu mamava na pica que já estava dura como ferro outra vez e alisava suas bolas do meu maridinho, e ele respirava fundo me olhando fixamente.

E agora, será que ele iria topar, ou Iraí me chamar de louca ou de vagabunda e iria tudo por água abaixo de vez,

Continua.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/03/2019 12:06:15
Que safadeza....rs
28/02/2019 00:28:07
Nossa q massa manda fotos se tiver eliel_ache@hotmail.com
23/02/2019 09:10:28
Muito show!!!! Continua, n para...
22/02/2019 16:08:24
....
22/02/2019 16:08:10
Adorei
22/02/2019 15:45:58
Ótimo conto gata, estarei esperando pela continuação
22/02/2019 14:04:09
Titia completa, PUTA e GOSTOSA!! Demais!! Beijos. gauchogol1@gmail.com
22/02/2019 13:51:00
Delicioso
22/02/2019 12:39:02
Adorei
vh
22/02/2019 12:12:59
Uma delícia!!! Tem email pra conversar?