Chupei o pau do marido da minha amiga

Um conto erótico de Daiane Mulata
Categoria: Heterossexual
Data: 14/02/2019 19:54:58
Nota 10.00

Sou Daiane, tenho 30 anos, e sou separada, sou mulata estilo cavala, rabuda e peituda.

Depois que me separei do meu marido Fabrício, andei ficando com uns carinhas mais nada sério, eu já estava um tempo sem sexo.

No meu trabalho as coisas iam cada vez melhor, eu estava em um bom cargo, e tinha feito bons amigos, e uma grande amiga que é a Tais, eu e Tais nos damos muito bem, temos vários segredos, a gente conversa de tudo, e conversamos muito sobre sexo, inclusive das minhas puladas de cerca com Iago, a época que eu era casada com Fabrício, ela me contou um caso dela, com o irmão do marido dela, ela deu o cú para o cunhado dela quando estava grávida do primeiro filho deles, ela disse que o tesão estava a flor da pele, e seu marido não estava dando conta e não gostava de sexo anal.

Eu sempre saia com eles, festas, pra comer, até em viagens já fui com eles, e eu sempre notava que ele era bem safado com ela, e ela sempre brigava com ele, falando pra ele parar com essas coisas, em uma dessas viagens, tiver que dormir no mesmo quarto que eles, dormi no chão ao lado da cama que eles estavam, de madrugada acordei com uns sussurros, mais fingi que estava dormindo, Marcelo pedia pra meter na buceta dela, e ela não deixava, falava que o pau dele era muito grande e ela se.ore ficava com a buceta queimando depois que eles faziam sexo, ele então pediu um boquete, que ela também recusou, e ainda disse que não gosta de chupar, ele então virou para o lado e tentou dormir, depois de uns 10 minutos ouvi ele levantar e sair do quarto, ele não voltou mais naquela noite, fiquei pensando, ela sempre falava que ele não procurava ela, e na verdade é ela que não aguenta o pauzão dele.

Minha amiga tinha o pauzão dentro de casa, e não usava, eu que adoro dar a buceta para um pauzudo, não tinha ngm para me comer, mais eu não ia ter nada com o marido da minha melhor amiga.

Eles sempre me chamam para sair, fomos em uma festa, e fiquei reparando os dois, ele sempre sarrava nela, e ela saia, apertava a bunda dela, e ela brigava, e ele já tava inquieto, e depois de um tempinho, Tais me chamou para ir embora e disse pra eu dormir na casa dela, eu falei que não tinha levado pijama, que era melhor eu ir pra casa e eles aproveitariam o restante da noite, ela me vira e fala que não ia rolar nada que eu podia ir tranquila e que me emprestaria um pijama dela, concordei e seguimos para casa deles.

Minha amiga pegou o pijama e me entregou, e disse pra usar o banheiro do quarto deles pq o outro estava com problemas, concordei e fui tomar um banho, tomei um banho caprichado, coloquei o pijama sem calcinha e sutiã, só que tinha um grande problema, o pijama ficou muito apertado em mim, Tais é bem mais magra que eu, então minha bunda ficou quase toda de fora, e cravado na minha buceta, sai do banheiro e o quarto estava vazio, fui correndo pra sala, para ngm me ver vestida com aquele pijama todo apertado, quando eu passo pelo corredor e ia entrar na sala dou de frente com o Marcelo só de toalha, fiquei impressionada com Marcelo sem camisa, minha buceta piscou na hora, a única coisa que ele disse, foi " uau Daiane".

Fui em direção a sala e me deitei, e logo me cobri, fiquei mexendo no celular, e minha amiga veio me dar boa noite, e pedi ela outro pijama, pq esse estava muito curto, ela disse pra eu parar de bobeira, que eu já era da família.

Demorei dormir, quando comecei a dormir, escutei passos, fingi que estava dormindo, os passos pararam exatamente atrás de mim, senti o edredom que estava ser levemente puxado para baixo, o que deixou minha bundona toda exposta, com aquele shortinho de pijama todo enfiado na minha bunda sem calcinha, senti uma mão me tocando de leve, em certo momento senti um aperto mais forte na minha bunda, eu estava com medo, de alguém chegar e pegar no flagra Marcelo apertando minha bunda, eu queria acabar com aquela audácia, mais meu lado safada não deixava, até que ele ousou mais e tocou minha buceta por cima do short, não resisti e gemi baixinho, Marcelo se assustou e saiu.

Coloquei minha mão na minha buceta e senti o pior eu estava completamente molhada, tentei dormir mais foi em vão, bati uma siririca pensando no Marcelo, gozei gostoso e molhei o short da minha amiga.

No outro dia me levantei mais cedo e me troquei na sala msm, e fui embora, assim que cheguei na minha casa, vejo uma mensagem da Tais, me chamando de safada e que eu tinha molhado todo seu short, a mensagem veio seguida de um "kkkk", fiquei mais aliviada, disse pra ela que fiquei de papo com um rapaz no wpp, ela acreditou e me chamou de safada de novo.

Mais tarde ela me liga e me chama pra comer alguma coisa na casa deles, e me chamou para dormir de novo, só que dessa vez levei meu pijama.

Na hora marcada cheguei na casa deles, Marcelo mal falou cmg, e nem me olhava nos olhos, tudo estava muito bom, eu e minha amiga batemos bastante papo, e mais tarde vamos dormir, o banheiro já estava arrumado e isso me deixou mais aliviada, não ia precisar ficar andando pela casa de pijama, tomei um bom banho, coloquei meu pijama e uma calcinha minúscula, e fui me deitar, me cobri como das outras vezes, só que estava muito quente, então resolvi cobrir só as pernas, peguei no sono rapidamente, só que não demorou senti uma mão na minha bunda de novo, só que dessa vez, ele foi mais ousado, abaixou meu shortinho levemente, e colocou minha calcinha de lado, e passou o dedo na minha buceta e depois no meu cuzinho, ele voltou para minha buceta de novo, e começou a passar o dedo nela, tava uma delícia, e eu já estava ficando molhada, e resolvi atiçar ele, dei uma mexida que o dedo dele entrou quase todo na minha buceta, e fingi que estava acordando aquela hora, e ele se assustou e tentou sair rápido, mais eu chamei ele, ele chamei ele de safado, sem vergonha que eu era amiga da esposa dele, ele só me pedia desculpas, e me disse que agiu por impulso que o tesão falou mais alto, e me mostrou o volume no short, enorme, fiquei doida de tesão, mais me mantive firme e começamos a conversar, eu falei pq ele não procura a mulher pra fazer sexo, ele disse que sempre procura mais que ela nunca quer, e ele não gosta de ficar se masturbando, e que precisava gozar, falei pra ele insistir com a Tais, pelo menos um boquete pra ele aliviar o tesão, ele falou que já tentou e ela não quer nada de sexo.

Eu falei que infelizmente não poderia ajudar, e que ia dormir mais na casa deles, pq o que ele estava fazendo era muito arriscado, e se a Tais pega eles, daria um grande problema pra eles.

Ele disse que eu podia ficar tranquila, pois Tais toma remédio para dormir, e dorme a noite toda, e ele me pediu uma coisa inacreditável, ele queria fuder minha buceta, só dessa vez, para ele aliviar o tesão, ele não tava aguentando mais, neguei na hora, e disse que se ele insistisse eu ia falar tudo para Tais, ele me pediu um boquete então, mais uma vez neguei, ele então colocou o pau pra fora, e disse, olha como eu estou, não aguento mais, falei pra ele então bater uma punheta, ele concordou e pediu pra eu mostrar minha buceta pra ele, ele gozaria mais rápido, concordei com uma condição que ele não me tocasse, resolvi atiçar ele ainda mais tirei meu short e fiquei de 4 na frente dele no sofá com a calcinha de lado, ele começou a tocar uma punheta naquele pauzão,E eu parada na frente dele, minha buceta já tava toda babada, ele então, deu uma pincelada com a cabeça do pau na minha buceta, gemi alto, e sai da frente dele, e disse pra ele agora se virar sozinho, que eu não ia ajudar, ele não cumpriu o combinado, ele me pediu desculpas e me mostrou a cabeça do pau dele com o mel da minha buceta, e falou pra eu passar a mão pra sentir, peguei na cabeça do pau dele, e realmente estava toda molhada da minha buceta, falei pra ele se sentar no sofá, me levantei ajeitei minha calcinha, e sentei no colo dele, comecei a rebolar, e ele implorando pra meter, e eu falando que não, eu já tava louca de tesão, tava quase deixando ele meter, continuava rebolando e batendo na minha bunda, parei e me levantei, olhei dentro dos olhos dele, e falei, Marcelo vou te ajudar, mais não quero que vc toque nesse assunto nunca, me ajoelhei na frente dele, e comecei a punhetar aquele pauzão, ele pedindo pra eu chupar, falando que chupar não tem nada a ver, e eu aumentava a punheta naquele pauzão, foi então que não resisti, ele pegou na minha cabeça e puxou na direção do pau dele, eu só abri a boca e engoli o máximo que eu consegui, comecei a pagar um boquete para o marido da minha melhor amiga, eu chupava com gosto aquele pauzudo safado, engolia, lambida, mordia, eu comecei a tocar na minha buceta, tava uma delícia chupar o pau do Marcelo, eu chupava, e ele não gozava, peguei minha mão toda molhada de buceta e coloquei na boca do Marcelo, ele começou a chupar meus dedos, pedindo pra me comer, voltei a tocar minha buceta, e chupando o pauzão dele, aumentei a siririca tirei o pau dele da boca e comecei a gemer falando que tava gozando, não aguentei e cai sentada,ele então se levantou, e gozou em cima de mim, gozou muito, me lambuzou toda, me deixou cheia de porra, e ainda me fez limpar o pau dele com a minha boca, ele me olhou com cara de safado, se vestiu e foi para o quarto, eu tava toda gozada, peguei meu short e fui para o banheiro tomar um banho, tomei um banho demorado e voltei para o sofá, me deitei e fiquei pensando como seria daqui pra frente, tinha certeza que não ia demorar o Marcelo ia fuder minha buceta, eu tinha que resistir se quisesse manter minha amizade com Tais.

Continua...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/03/2019 22:46:33
Menina se ele tem um pau gostoso dá pra ele logo tu também tá com tesão...
08/03/2019 07:53:02
Que delicia,
02/03/2019 22:55:14
Excelente conto, muito bom mesmo!!!!
20/02/2019 23:05:55
Muito bom parabéns
15/02/2019 18:23:23
sensacional
15/02/2019 15:42:32
Fiquei de pau duro pensando nessa bundona
15/02/2019 15:41:51
Tesão de conto
15/02/2019 08:53:45
Fiquei louco aqui... Já passei por situação parecida, quando comi a amiga da minha ex-esposa. Fudi tanto nela, que ela tomou gosto pela coisa. Sempre dava um jeitinho de ir nos visitar e levar kct na xaninha e no cuzinho, além de beber meu leitinho todo. Adorei seu relato!! Parabéns.
15/02/2019 08:47:35
Ótimo conto Daiana mulata,q tal trocarmos contato, aqui está o meu email caso vc queira um algo a mais( fantochegrego@hotmail.com )e estarei esperando pela próxima parte
15/02/2019 07:12:10
Parabéns pelo conto. Continue escrevendo!!!
15/02/2019 03:52:49
Já to vendo a bagunça armada. Gostei do conto, você demorou bastante, provocando o tesão, prolongando a expectativa... Na hora que sentar na caceta vai descobrir que a amiga estava louca para isso acontecer.
15/02/2019 02:45:41
15/02/2019 02:45:41
Tesão...
14/02/2019 23:48:17
Tesão de conto
14/02/2019 22:55:10
Delicia
14/02/2019 22:11:13
Daiane que delicia de relato, nossa estou com meu pau preto duro como pedra de imaginando com esse rabao aberto, delicia demais
14/02/2019 21:37:53
Opa.Já faz um tempinho que ñ via suas historias e a minha nota é 10.Agora estou louco para ler a continuação dessa história e pelo jeito vai ser só putaria feroz
14/02/2019 21:15:44
Daiane, demais!! Ah!! A carne é fraca e você GOSTOSA e SAFADA não vai deixar por menos. Você já está louca para CAVALGAR naquela rola.. vamos aguardar. Beijos gostosa.gauchogol1@gmail.com
14/02/2019 20:34:59
Delicia,eu tinha dado pro boy kkk