Meu filho, meu comedor

Um conto erótico de A Putinha Juliana
Categoria: Heterossexual
Data: 29/01/2019 23:19:20
Última revisão: 30/01/2019 22:16:57
Nota 9.97

Bom pessoal, primeiramente adianto que o conto é bem longo, mas é cheio de detalhe, se gostam do tema e querem ler uma história real vai valer a pena, segundamente vou me apresentar: Sou Juliana, ou Ju, como me chamam, atualmente tenho 39 anos, sou uma mulher branca, cabelos loiros, tenho seios médios para grandes e bunda grande, não frequento a academia, não sou nenhuma gostosona, mas estou longe de estar acabada, sou um mulher de 39 anos que aparenta até um pouco menos rs, cuido bastante do meu corpo, cremes para a pele, cabelos bonito e essas coisas de mulheres.

Tudo começa quando eu tinha 21 anos, eu era muito safada, minha boceta sempre molhou fácil, havia perdido a virgindade com 15 anos, e sempre fui de transar bastante, aos 21, conheci Pedro, de 28 anos, transei com ele e engravidei, ele não era da cidade, não quis nada comigo mas assumiu o filho e por já ser um homem bem sucedido pagava uma boa pensão para mim e foi um homem presente na vida de nosso filho, o Otávio (logo falarei mais sobre ele), eu ainda morava com meus pais na época, mas trabalhava na empresa da família, tive todo o apoio deles e ainda ganhei um apartamento no mesmo bairro para ter uma nova vida com meu menino.

O crescimento de meu filho foi bom, foi normal, menino estudioso mas que gostava de jogar bola, jogar video game, como toda criança. Na sua adolescência, começou a sair um pouco, mas sempre se manteve bem nos estudos. Éramos (e agora somos mais ainda) muito próximos, um completava o outro. Otavio sempre madrugou olhando filmes comigo, tinha seu quarto e dormia nele, mas por vezes me pedia para dormir comigo, eu deixava, e outras vezes quem pedia era eu e ele vinha dormir comigo. Apesar disso, sempre dava minhas escapadas para transar com algum homem, afinal eu era mãe solteira e não estava morta rsrs.

Meu filho ao entrar na puberdade começou a ter mudanças em seu corpo, ficou mais bonito, aos seus 17 anos (ano passado) quando se começa de fato nossa relação, Otavio tinha 1,79 de altura, pesava em torno de 72kg, mas bem distribuídos, cabelos castanhos e olhos azuis. Uma e duas escutava ele falando pelo whatspp com algumas meninas, era um pegador hahaha. Mas em uma noite que seu amigo, Fernando, de 17 anos também, posou em nossa casa, escutei eles conversando e meu filho disse o seguinte "cara, essas meninas se fazem muito e não me dão, quase comi a mãe do Gustavo, aquela madura safada, eu prefiro um coroa você sabe, pena que eles se mudaram aqui da cidade. Não aguento mais ser virgem", Fernando concordou e disse "Você ainda pega meninas, e eu que sou BV?" eles deram risada, eu sai e fui para meu quarto com a calcinha toda molhada...

Saber que meu filho, pegador, aos 17 anos ainda era virgem e gostava de mulher mais velha me fez ficar molhada espontaneamente, no meu quarto me masturbei muito pensando nele, estava suando, batimentos acelerados e gozei gostoso... Após isso dormi e ao acordar me dei conta de tudo aquilo, pensei o quanto era errado, mas meu lado mulher queria mais. Comecei a usar roupas mais leves, andava de short e camisa fina sem sutiâ pelo apartamento, percebia seus olhares...

Eu queria ver Otavio nu, mas não sabia como, então pensei e pensei, resolvi fazer algo que a tempos queria e serviria para vê-lo como veio ao mundo... Resolvi trocar as fechaduras das portas internas de nosso apartamento, falei para meu filho e ele concordou, chamei a empresa para fazer a troca, escolhi o modelo e ele seria fabricado, para poderem acertar o tamanho precisavam levar uma fechadura para terem como acertar o tamanho certinho, como eu não queria ficar com nenhuma, mandei levar todas embora e assim foi feito.

Agora, sem as fechaduras nas portas, ficaria fácil espionar meu filho, quando ele foi tomar banho não obtive sucesso, mas ao Otavio sair do banho e ir de toalha para o quarto sim, ele chegou ao quarto, encostou a porta e ficou a fresta da fechadura, comecei a olhar escondida, ele jogou a toalha na cama e pude ver ele pelado, ele estava de pau mole, a primeira impressão que tive era de um pau pequeno, mas mole é normal, mole deveria ter uns 6cm e era fino. Não achei isso nenhum problema. Com o passar dos dias continuei espionando meu filho, mas somente via ele de pau mole, mas um dia cheguei mais cedo em casa, percebi um barulho vindo da TV que tinhamos na outra sala, entrei pela sala principal e fui sem fazer barulho até essa sala, a porta estava fechada, mas como estava sem fechadura eu pude ver o que era. O safado estava vendo um pornô de uma madura com um novinho e batendo uma punheta, pude finalmente ver seu pau duro. Otavio tinha um pau de média 15 cm, fino, mas era lindo e lembrava o de seu pai.

Nesse momento, minha calcinha já estava molhada e eu não era mais uma mãe, era uma mulher com tesão, então esperei ele bater sua punheta e quando vi que ele ia gozar, entrei dentro da sala como se estivesse chegando em casa, ao perceber Otavio tentou esconder seu pau, mas já era tarde demais e vários jatos de porra voaram pela sala. Ele se assustou e tentou guardar seu pau, mas estava pelado e com o calção no chão, não teve como esconder. Eu apenas disse "Safadooo" e dei risada, ele estava todo envergonhado... Mas ficou mais tranquilo quando dei risada. Comecei a falar "Filho, isso é normal, deveria ter batido na porta antes de entrar, não precisa ter vergonha" e ele respondeu "Desculpa mãe, é que faz dias que não batia uma e como vc não estava em casa, fui fazer isso agora, me desculpa" e ao mesmo tempo tentava esconder seu pau e pegar seu calção mas não conseguia.

Para acalmar Otavio, mandei ele parar de procurar seu calção e ficar pelado mesmo, disse: "para com isso menino, fica pelado, está quente mesmo, e vamos limpar essa sujeira toda que você fez", ao dizer isso ele ficou mais tranquilo mas ainda tentava esconder seu pau com a mão, e me questionou "vamos limpar? eu limpo mãe" respondi a ele: "para de esconder esse pau lindo menino hahah, e sim eu te ajudo a limpar, vai pegar um papel higienico" ele foi e voltou com o rolo e sem tapar seu pau, estava meia bomba, ajudei a limpar a porra onde havia pego e no final demos risada.

O clima não estava ruim, mas ele estava envergonhado, após o jantar, sentamos cada um em um sofá e comecei a conversar com ele e resolvi perguntar: "então você gosta de pornô com maduras, seu safado?" ele respondeu "que pergunta é essa mãe, deixa isso pra lá...", eu conhecia meu filho, sabia que iria me responder, então lhe disse "para de timidez menino, somos próximos, mata curiosidade de sua mãe, vamos conversar, é ótimo conversar sobre esses assuntos" Otavio disse: "verdade, é ótimo conversar sobre isso, gosto muito de maduras, não só no pornô, mas na vida real, são mais gostosas que novinhas e dão muito mais tesão" confesso que me surpreendi com o que ele falou, mas amei ouvir tudo aquilo, foi um conversa quente e deliciosa.

Como eu havia visto Otavio se masturbar, achei que seria justo ele ver eu me masturbando, planejei como seria... Otavio em determinado dia chegaria mais cedo em casa, porém ele achava que eu não sabia, mas havia escutado ele no celular dizendo que naquele dia chegaria mais cedo em casa para descansar. Nesse dia, estava na sala principal e coloquei um porno de novinho com madura e comecei a me masturbar... Meu filho chegou abriu a porta e se deparou comigo me masturbando, tentou disfarçar, fechar os olhos mas queria mesmo ver, pediu desculpas e eu disse "nada demais, não sabia que chegaria mais cedo em casa filho, mas ta tudo bem, eu vi você se masturbando e você viu sua mãe, estamos empatados rs" demos risada juntos.

Pensei e decidi que era a hora de ousar, disse a Otavio: "Menino, senta ai e olha sua mãe se masturbar, isso me da tesão, e veja eu curto novinho no pornô rsrs, e ver um pessoalmente me olhando me da muito tesão" ele foi sentando e me questionando "mas mãe, isso é errado, somos mãe e filho, é errado não é?" eu disse "tanto faz, somos muito próximos e é só ser um segredo nosso, ta bom? ele concordou. Conforme eu ia me maturbando percebia o olhar de Otavio em minha buceta e volume em seu calção, mandei ele tirar o calção e ele relutou, mas tirou, mandei ele se masturbar "bate uma ai menino, está com tesão também, aproveita esse pornô, mas me avisa quando for gozar, ta bom?'' Meu filho se masturbava, olhava para mim e para a TV, quando estavas prestes a gozar me avisou e eu disse "vou gozar também, vem cá filho, vem cá, goza em cima da minha buceta, por favor" e nessa hora ele só foi e gozou em cima de minha buceta e eu gozei também. Ele caiu por cima de mim e nos abraçamos, e ai rolou nosso primeiro beijo, um beijo de língua, quente e molhado, um beijo gostoso.

Depois desse beijo, caiu a culpa sobre mim, mas isso mudou ao eu escutar: "mãe, sei que é errado, mas foi muito bom, eu quero repetir isso, e vc?" com essa frase minha resposta automaticamente foi "eu também meu amor, amo você, vamos fazer isso sempre". Naquela noite dormimos de conchinha a noite toda.

Na noite seguinte, chamei meu filho para dormir em meu quarto e ele aceitou, liguei a TV e disse vamos nos masturbar vendo pornô? Ele só concordou com a cabeça, procuramos o pornô, achamos um que ambos gostamos e o título era "Mom and son fucking" em português "Mãe e filho fudendo", começamos a olhar e nos masturbar lentamente, Otavio começou a se mostrar bem safado e disse: "que tal imitarmos o filme mamãe?" eu disse que achava uma ótima ideia, e então começamos a nos beijar e passar a mão um pelo corpo do outro. No filme o ator se deitava e sua mãe o chupava, fiz o mesmo em Otavio, e assim fomos indo, depois disso, fiquei eu deitada e disse: "vamos desligar a TV e fazer a nossa história filho!?" ele concordou e então desligou a TV e caiu de boca na minha buceta (estava esquecendo, minha buceta é carnuda, tem um risquinho de pelo as vezes e bem cuidada rs) e eu fui guiando como ele deveria me chupar, gozei em sua boca e ele me lambeu todinha, veio e chupou meus seios, mandei ele ficar deitado e sentei em sua rola e cavalguei gostoso, quando percebia que ele poderia gozar diminuia as reboladas e depois aumentava, fiquei de quatro pra ele e ele meteu firme, o safado mesmo virgem metia bem demais, sabia controlar as estocadas e se controlar para não gozar. Ficamos na posição papai e mamãe e enquanto ele socava em mim prendi ele pelas costas e ele meteu forte e eu dizia "GOZA FILHO, GOZA NA TUA MÃE, VOU GOZAR TAMBÉM, GOZA MEU AMOR, TE AMO SEU SADADO, GOZAAAA" e ele gozou muito dentro de minha buceta e eu gozei também. Otavio caiu por cima de mim e nos beijamos loucamente.

Após nos beijarmos caimos um para cada lado da cama e nos agarramos, nos beijamos de novo e queriamos mais, procurei com a mão seu pau e comecei a punheta-lo, pedi que ele ficasse de joelho e assim ele ficou, comecei um boquete em meu filho e logo seus 15cm estava bem duro. Fiquei novamente de 4 e ele meteu e dessa vez me puxou pelos cabelos e bateu em minha bunda me levando ao delírio. Ele passou os dedos em meu cuzinho e eu perguntei "quer comer amor? mamãe te da" e ele disse "quero minha puta, quero comer o cuzinho da minha mãe" peguei o lubrificante na comoda ao lado e mandei ele passar, ele fez e começou a introduzir sua pica no meu cu, foi metendo e eu rebolando pouco a pouco, quando vi estávamos metendo freneticamente e eu gozei com a rola de meu filho dentro do meu cuzinho, logo em seguida Otavio jorrou sua porra dentro do meu cu e ela pouco a pouco escorreu. Deitamos e nos beijamos novamente e dormimos.

No outro dia ao acordar, acordamos com um beijo molhado na boca e ainda na cama, conversamos, sabiamos que era errado, mas teriamos que conviver com isso, fazendo novamente ou não, ambos havíamos gostado e então resolvemos continuar, e desde então transamos todos os dias, naquela manhã, antes de sair, demos mais uma rapidinha, e durante a noite transamos, e assim se repetia todas as noite, e se repete até hoje.

Como eu disse antes, o conto é real, tudo isso aconteceu, não inventei nada e nem aumentei o tamanho do pau de meu filho, como fazem em muitos contos onde são todos dotados, fui sincera, e acho que fiz o certo. Além disso digo, os 15cm de meu filho me dá mais prazer que muitos homens dotados com quem já transei rs. Logo falarei mais sobre isso.

Muitas aventuras aconteceram depois de nossa primeira vez, entretanto isso eu conto em um próximo conto rsrs... Espero que tenham gostado, deixem seus comentários, ficarei muito feliz.

Para mulheres que gostam do tema, já tiveram relações incestuosas ou tem vontade, ou filhos novos que sentem tesão pela mãe ou alguma mulher da família, ou se envolveram com alguma delas, mandem um e-mail para mim e vamos conversar: aputinhajuliana@gmail.com

Logo escreverei mais para vocês, um beijo e um abraço da putinha Juliana.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
13/03/2019 12:24:02
Parabéns eu amei
10/03/2019 10:39:19
Excitante bom conto bjs
08/03/2019 21:30:21
Já tive relaçoes com minha tia.. Meu tio pegou eu e ela.. Se quiser podemos cv por email ou WhatsApp espero retorno!! Anciosamente Paulo herinque!!
24/02/2019 17:51:24
Muito bom seu conto
18/02/2019 17:04:50
Delicia de conto! Poderia ter uma fotinha sua.brunoribeiropl@hotmail.com
17/02/2019 11:52:22
Delicia, li de pau duro desde o comeco
16/02/2019 12:19:18
Gostei muito, espero pelos próximos.
14/02/2019 23:10:14
Quero conhecer mulheres que transam com filho ou sobrinho, meu whats é ONZE, NOVE, SETE, UM, CINCO, DOIS, UM, OITO, DOIS, SEIS
11/02/2019 17:00:53
Delicioso
09/02/2019 09:25:37
Delícia de conto. Votado nota 10. Leia a minha série de contos também: EU, MINHA ESPOSA E MEU AMIGO DA ADOLESCÊNCIA.
08/02/2019 08:41:17
Podemos nos falar por e-mail Jruc14@gmail.com
07/02/2019 21:31:56
Muito bom seu conto, rico em detalhes.parabens
07/02/2019 16:03:36
Muito bom, tema mãe e filho e muito excitante. nota 10
07/02/2019 14:31:00
Que conto sensacional, adorei!Vc é tudo que um filho quer.Leia os meus quando possível Espero seu contato
07/02/2019 12:58:45
Muito bom
02/02/2019 08:56:36
Adorei a sua maravilhosa aventura com seu filho, deveriam haver mais mães assim, sem tabos.
01/02/2019 01:04:40
Ótimo conto ,, parabéns aguardo o próximo ..
31/01/2019 14:12:46
Nossa que tesão.. pqp.. uauuuu😋😋
30/01/2019 21:28:38
Juliana, que conto maravilhoso, transo com meu filho também e seu conto me deixou molhadinha, simplesmente fantastico, nota 10, parabéns!!! Leia meu conto também, aguardo seu comentário ..
30/01/2019 16:18:03
Vc é uma delicia