Casa dos Contos Eróticos

Putinha da turma

Um conto erótico de Novinho
Categoria: Homossexual
Data: 08/11/2018 09:08:46
Nota 9.20

Bom dia pessoal vou relatar o que ocorreu comigo a 3 anos atrás. Me chamo Bruno, tenho 18 anos atualmente, olhos verde claro, cabelo estilo tigela, corpo normal e lisinho, sou pequeno, 1.70, meus pais são baixos, e tenho um bumbum bem avantajado, devido a minha mãe. Sou branquinho.

Bem eu moro em uma cidade pequena e na minha rua somos em 7 garotos, contando com meu primo Caio, que mora no final da rua. Sou filho único e meus pais trabalham fora o dia todo, assim como os pais dos meus amigos. Sempre fui meio afeminado e sempre curte uma rola. Foram nas brincadeiras de esconde esconde que as coisas começaram a ficar interessante, pois as meninas, poucas na nossa rua, apenas 2 eram bem feias e pareciam moleques. Sendo assim no.há bundinha sempre recebia as encoxadas.

Caio era 2 anos mais velho do que eu, 17 anos e era um garoto de dar inveja, alto um pouco forte, cabelo militar e namorava a 4 meses já. A tarde quando chegávamos da escola nos reuniamos em casa pagar jogar vídeo game e falar bobagens. Caio contava a nós sobre os beijos e as passas de mão que dava na namorada e eu de olho observando os volumes naquelas cuecas. Sempre tive medo de falar que curtia rola.

Em um dia de muita chuva estavam os em casa, eu, Caio, Diego, Fabio e o Jonas. Eles começaram as perguntas e Caio foi dizendo que estava de saco cheio Pq a Mônica, não liberava nada e nem uma chapada dava, ele ficava só na punheta. Ai o Jonas deu uma idéia, como chovia muito sugeriu de brincar de gato mia.

A brincadeira era velha e a muito tempo não brincávamos. Era simples um quarto escuro e alguém entra e tem que achar os outros sem enxergar direito.

Todos tomamos. O primeiro a bater vou Fábio. Na hora de se esconder eu fui para baixo da cama e fique lá sozinho. Depois de uns 5 minutos, Fábio acho Jonas e parava a brincadeira. Na hora do Jonas procurar eu ia entrando em baixo da cama novamente e Caio me perguntou.

- meu vou me esconder ai.

_ mas esse é meu lugar.

- cara Vc sempre vai ai.

- por isso mesmo.

- ta vamos nós dois, só que eu entro primeiro.

- blz.

Até ai estava tudo normal, quando entrei ele logo se arrumou e eu senti seu gaveta roçar na minha bunda. Sempre tive tesão nele, mas nunca pensei que rolaria.

Comecei a me mexer e seu pau foi ganhando volume.

- fica quieto vai nos entregar aqui.

- ta apertado e eu estou muito para frente, ele vai me achar.

Nisso ele me puxou para trás e senti seu pau duro encaixar de vez em meu cuzinho, que já piscava.

- oh tem alguém animado aqui.

- desculpa Bruninho, mas minha rola ta na seca e seu bundao esfregando nela ..

- palhaço.

- sério cara, foi mal.

Para provocar eu disse:

- sorte que eu to de cueca Pq esse pauzao ia me rasgar.

- Pauzao mesmo.kkk.

Senti ele dar uma movimentada.

A brincadeira parou de novo e quando vamos nos esconder ele me chamou novamente só que agora para o guarda roupas.

- po Bruninho desculpa cara mas era difícil de. Controlar.

- relaxa.

- se acredita que ele ta duro de novo.

- sério.

- sim, olha só é pegou minha mão e colocou no pau dele.

Senti ele duro e quente e dei um suspiro.

- nossa ta mesmo.

- da uma ajudinha primo.

- tipo punheta?

- não isso eu faço. Da uma chapada só, por favor.

Não me fiz de tímido, abaixo e comecei a mamar.

Ele começou a gemer

- nossa mama, puta.

Eu mamava igual aos filmes que via e do nada ele soltou um gemido alto e gozou na minha boca.

As luzes acenderam é só ouvi.

- que está acontecendo ai?..

Eu com a cara toda gozada e meu primo com o pau meia bomba..

Continua

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
09/11/2018 00:00:52
Continua logoooo!!!
08/11/2018 14:11:15
Antes de postar da uma revisada no conto.
08/11/2018 13:47:06
T
08/11/2018 13:28:34
Uaaaaau que delicia!!! Continua logoooo!!!
08/11/2018 11:13:26
Continua rapido por favor
08/11/2018 09:26:30
continua. foi muito bom